BTT VS Dieta - experiência própria

#62
Boa noite, sei que este tópico já tem algum tempo mas parece-me o sitio ideal para contar a minha experiência.
Até à cerca de 6 anos atrás sempre fiz muito desporto, tendo inclusive participado em algumas maratonas de btt. Nessa altura decidi voltar a estudar e terminar a licenciatura, e de seguida o mestrado. Entretanto também me juntei com a minha namorada da altura com quem havia de casar. Resumindo, o tempo livre que tinha para treinar, cerca de 9 vezes por semana, entre ginásio e btt, desapareceu. Sem dar por isso o peso começou a aumentar. Entretanto à 4 anos atrás, já com 85kg (ah, tenho 1,75m), mais 15kg do que anteriormente tinha, aceitei o desafio de um colega meu e voltei a correr para preparar a meia maratona de Lisboa que consegui terminar com um magnifico tempo de 2 horas e 29 minutos. Depois disso fui tentando fazer desporto esporadicamente mas por falta de tempo e motivação desistia sempre.
Em Abril do ano passado resolvi ir a uma nutricionista, e tendo uma amiga licenciada na área naturalmente recorri a ela. Quando cheguei lá o choque, já estava com 110kg. Lá preparou um plano, dito normal (comer várias vezes ao dia, comer hidratos de forma controlada, comer muitas frutas e legumes, etc.) e numa fase inicial ainda consegui perder 3kg. Chegando então aos 107kg deixei de conseguir perder peso. Passou um mês, 100gr perdidos, outro mês, ganhei 200gr... Até a nutricionista resolveu pedir um exame à insulina basal. Fiz o exame e acusou 21.2mUI/ml, sendo o valor normal é entre 3.2 e 16.3. Lá me explicou ela que com a insulina naqueles valores qualquer tipo de hidrato (açucar) iria me fazer engordar de forma significativa, ao ponto de por exemplo se comesse uma maça estaria a engordar pois o corpo iria armazenar a frutose como gordura. Propôs eu seguir uma dieta Paleo. A minha esposa torceu logo o nariz, porque considerava aquela dieta muito estranha.
Passou o primeiro mês, resultado: menos 3 kilos sem passar nenhuma fome. Passou outro mês: menos 3 kilos. Altura de repetir as análises.... Insulina basal a 12. Entretanto a minha nutricionista que se encontrava grávida teve que ficar de baixa por causa da gravidez, mas disse-me para continuar com a alimentação até aos 85 kilos e para qualquer coisa falar com ela. Entretanto perdi mais 2 kilos até chegar o natal e a passagem de ano. Sem acompanhamento acabei por comer mais do que devia engordando 2 kilos. Ano novo vida nova pensei, e tentei recomeçar a seguir a dieta Paleo, falhei por falta de acompanhamento e por a minha esposa, e a maioria da familia, amigos e conhecidos, criticarem e serem contra.
Em Abril decidi voltar a ser acompanhado, e como a minha amiga/nutricionista ainda estava em licença de maternidade procurei outro profissional aqui na zona. Acabei por encontrar. Mais uma vez o choque, já estava de novo com 106kg. Fez o plano dito normal e mais uma vez perdi 4 kilos no primeiro mês. Segundo mês nasceu a minha filha e foram periodos de adaptação, não conseguindo seguir o plano e ganhei 3 kilos. No mes a seguir, comecei a introduzir o desporto, caminhadas 3 vezes por semana e recomeçar com o btt, aumentando gradualmente a frequencia, a duração e intensidade. Chegou o dia de pesagem, menos 1 kilo... foi um bocado frustrante só ter perdido 1 kilo com tanto cuidado com a alimentação e com o desporto. Isto foi à 1 mês.
Desde então estou a fazer alternancia de curtos periodos de corrida com maiores periodos de caminhada 3 vezes por semana e btt 6 vezes por semana. Tenho registado o meu peso diariamento, nas mesmas condições, assim como a percentagem de massa gorda. Na primeira semana e meia de treinos notei que o peso se mantinha mas a percentagem de massa gorda diminuia, o que faz sentido devido ao desenvolvimento muscular do regresso ao desporto. Agora já à 3 semanas que não perco peso nenhum, completamente bloqueado nos 103kg, assim como não perco massa gorda, preso nos 40%. Falei com a minha actual nutricionista e a resposta dela é para continuar que um dia eventualmente iria perder peso.... Estou completamente frustado e desmoralizado por não estar a ter nenhum resultado. Agora tenho consulta com a medica de familia a fim de tentar perceber o que se passa comigo. Entretanto encontrei a minha amiga/anterior nutricionista e ela disse para eu procurar um endocrinologista a fim de fazer um perfil hormonal para tentar perceber o que se passa, porque não é normal. Mesmo que não estivesse a controlar a alimentação, apenas o desporto faria eu entrar em defice calorico e como tal perder peso.

Peço desculpa pelo testamento, mas achei boa ideia partilhar a minha historia até ao momento.
 
#63
Tens noção de em média quantas kcal o teu corpo necessita por dia? Caso seja 3000 faz uma dieta para atingir 2500 kcal, défice de 500 kcal. Não faças a asneira de cortar logo tudo no início, porque senão após algum tempo vais estar a matar-te à fome quando poderias ter feito uma dieta progressiva...

Não entendo como não conseguem perder peso a menos que tenham algum problema de saúde.

Em 3 meses perdi 18 kg, mantendo o mesmo nível de massa muscular. Se necessitares de acompanhamento, procura alguém que lide com atletas, e não uma nutricionista que lida com pessoas cujo único objetivo é ter a barriga definida para o verão.

Just my 2 cents-
 
#64
Em teoria para manter deveria andar na casa das 3300kcal para manter e na casa das 2800kcal para emagrecer. Por isso começo cada vez mais a achar que o plano estipulado está completamente desajustado para mim e parece mais um plano igual para toda a gente. Dei o beneficio da duvida por ser um profissional da area mas já não sei nada.

Ontem enquanto falava com a minha amiga nutricionista fizemos um estudo das calorias e estou a consumir cerca de 1800kcal por dia pelo plano que a minha atual nutricionista passou. Resultado, o meu corpo está a entrar "em modo de poupança de energia". A titulo de curiosidade nos ultimos dois dias não treinei, e como resultado perdi 800gr mas mantive a massa gorda, ou seja o meu corpo livrou-se logo de musculo.
 
Last edited:
#65
Em geral acho que a solução passa por comer pouco, várias vezes por dia e bem (variedade com inclinação para os vegetais, em especial as leguminosas). Retirar as porcarias, bebidas alcoólicas. Mas como cada corpo é diferente, um nutricionista poderá ajudar. Deixar um dia para ajavardar nas porcarias senão de outro modo podemos ficar malucos com os esquemas alimentares.

um dia vi um video de uns rapazes que deram uma volta espectacular na zona sul. no final foram ajavardar cozido à portuguesa ... (não quer dizer que não se coma essa prato muito bom, mas pouco ...)

neste período tenho andado pouco na bicla e o peso mantem-se embora se sinta a perca da massa muscular ...

relativamente a produtos artificiais, por mim é tolerância zero excepto se os médicos o aconselharem.

boas pedaladas.
 
#68
Distrito de Santarém, mais propriamente Vila Nova da Barquinha.

Em ultimo caso ainda vou falar com a minha conhecida nutricionista que antes de engravidar estava a preparar-se para se estrear numa prova de culturismo. Apesar de serem modalidades distintas, enquanto nutricionista e atleta talvez consiga ajudar. Só não tenho a certeza se ela já voltou a trabalhar
 

SeteGu

Active Member
#69
Eu não sou nutricionista nem percebo grande coisa do assunto... Ainda assim há algumas coisas que são cultura geral, e mesmo que possam até não ser corretas, mal não hão-de fazer:

-Exercício de 20/30 min de cada vez normalmente não é muito eficaz para perder peso. 2/3/4 ou mais horas a pedalar/correr é melhor.
-Para quem costuma ter muito apetite beber um bom copo de água antes das refeições pode ajudar.
-Comer várias vezes ao dia em pequenas quantidades
-Evitar comer muito/porcarias ao final do dia
-Não cair em exageros alimentares (que podem levar a dieta por água abaixo em poucos dias)
-Evitar massa/arroz/batatas/pão em demasia principalmente se não forem integrais.

A um amigo meu um nutricionista disse-lhe para comer carne/peixe com salada em vez batatas ou arroz, por exemplo, e para ele resultou.

Resta-me desejar boa sorte!
 
#70
Boa noite, a melhor sugestão é sempre a procura especializada de um profissional, como foi dito um nutricionista desportivo é a melhor opção, contudo como voltaste a pedalar convém identificar es zonas específicas de trabalho tendo como base o ritmo cardíaco, na internet existem vários estudos nesse sentido e valem o que valem, mas sempre dá para ter uma ideia, em baixo deixo link (entre muitos que existem) para veres, volto a dizer é essencial que procures ajuda de um profissional, não brinques com a saúde.

http://www.tuasaude.com/frequencia-cardiaca-para-emagrecer/

Abraço
 
#71
O cardiofrequencimentro faz sempre parte do meu equipamento obrigatório de treino, e todo o meu treino é feito em função da minha frequência cardíaca. No entanto em relação ao post utilizo a variante de calculo que tem em conta a minha frequência cardíaca em repouso, que meço todas as manhas.
Quanto ao nutricionista desportivo é que vou ter mesmo que encontrar pois já vi que com um nutricionista "normal" não vou lá.
 
Last edited:

Joseelias

Well-Known Member
#72
Uma coisa muito importante é comer com calma pois o estômago demora a aperceber-se que está cheio e a dar esse sinal. Resultado, quando nos sentimos cheios já o estávamos há 10 minutos atrás e continuámos a encher depois disso. Por isso, comendo porções menores mas com mais calma ajuda a saciar e a não ficar com a sensação de fome.

Se comer porções menores (mas não exageradamente menores) te deixar com fome mais cedo do que o normal e ainda faltar um bocado para a refeição seguinte come uma ou duas tostas de preferência com qualquer coisa pouco calórica. Isso ajuda a matar um pouco a fome e a aguentar até à refeição.

Para além do plano que o/a médico nutricionista te passar é não deixar de comer aquilo que se gosta mas comer em quantidades pequeninas para matar o vicio. Claro que é preciso ter auto-controlo para não acabar com o pacote de bolachas quando o objectivo era comer duas ou três ou com uma tablete de chocolate inteira.

Eliminar a fonte de tentações é mais um passo importante. Quanto menos porcarias tiveres em casa mais fácil é de resistir a comê-las porque te obriga a ter que sair. Se cada vez que abrires o armário encarares com essas tentações pior é.

Nunca tive necessidade de perder uma grande quantidade de peso, mas há algum tempo atrás perdi 10 quilos desta forma. Acho que isto junto com um plano alimentar paneado te ajudará a perder peso.

Nem tudo se resume a calorias, mas também a usar de estratégias e truques para conseguir manter esse mesmo regime. Conheço pessoal que seguiu regimes com muito sucesso mas que voltaram aos hábitos anteriores e ganharam tudo mais rápido que o que tinham perdido. Eu, simplesmente usando estes truques e com algum controlo do tipo de comidas que ingeria perdi e mantive com facilidade o peso até hoje.
 
#73
Muito bem, tinha acabado de lembrar que é a fórmula de karvonen, a melhor opção sempre ajuda especializada, grande abraço, continua a pedalar e não desanimes, os resultados podem aparecer tarde mas aparecem
 
#74
Joseelias, por causa das tentações é que eu já disse à minha esposa para quando comprar as "porcarias" dela as esconder num sitio que eu nunca as encontre :D

Segundo a tal nutricionista que é minha amiga à muitos anos, eu deveria estar a comer mais do que estou, o que ela acha que esta fazer o meu corpo entrar em "modo de sobrevivencia", ou seja, recebe tao pouco que considera que é um periodo de carencia e que tem que reter a totalidade que tem, e destruir tudo o que gaste energia e nao seja necessario (ou seja os musculos que nao estao a receber treino estao a ir à vida). Deveria estar a comer mais mas por mais não é qualquer alimento, mas sim os alimentos que me farão falta. Para tal tenho mesmo que encontrar um especialista que perceba do assunto
 
#76
Desculpem mas parece que estão a ler aquilo que o Cláudio está a escrever na diagonal; ele já tem um défice calórico brutal! Devia estar a emagrecer (BEM), ponto!

Porque é que não está?

Cláudio há alguma coisa estranha no teu metabolismo. Se o teu corpo se livra do músculo, começa por tentar efectuar um plano de treino específico diário ou quase diário de ginásio. Em suma, "convencer" o teu organismo que não pode dispensar músculo porque precisa dele.
 

SeteGu

Active Member
#77
Sem dúvida que o melhor é procurar ajuda especializada.

O user
Cláudio Caramelo (e bem) já disse que é o que pretende arranjar em breve.
 
#78
miguelcarromeu, treinos diários estou eu a fazer, mas na bike, e dado que nesta fase estou com demasiado peso estou principalmente a rolar, mantendo a frequência cardiaca no intervalo pretendido. Aumento gradualmente a duração. A parte de ginásio seria bom mas sinceramente é complicado, eu para conseguir andar de bike tenho que acordar às 5:30 ou 6 da manha para treinar enquanto a esposa e a filhota estão a dormir, depois vou trabalhar e o unico tempo livre que tenho é ao final do dia para estar com elas. Seja como for já tenho consulta marcada na médica para fazer um check-up para ver se realmente está tudo bem comigo, e se existe algum problema que me impeça de perder peso. Logo que arranje um especialista vamos ver a opinião dele relativamente ao treino e à alimentação.
 
#79
Mas é ginásio que acho que devias fazer. Tentar fazer um treino semanal multidisplinar em que o teu corpo seja obrigado a recrutar o número máximo de músculos possíveis.
De qualquer forma estou curioso; vai dando notícias ;)