BTT VS Dieta - experiência própria

#21
Boas pessoal...
Eu ah 2 anos fiz uma loucura certa na minha vida. Com 16 anos achei-me gordote, só comia docitos e fazia refeições algo calóricas. Com 16 anos pesava 68kg com 164cm. Comecei uma dieta sem ajuda de ninguém... Apenas de uma Berg, um saco de boxe e um par de pesos. A deita era feita através da redução para metade da comida que comia nas refeições que fazia ao longo do dia, os doces ficavam no bar da escola e um belo chá antes de me deitar. Então foi assim que perdi uns bons 11kg. Fazia desporto de manhã e ao final do dia durante uns belos 3 meses (Julho a Setembro), com a sorte de estar em férias :) . No final desse ano os meus pais acharam que podia estar doente por ter perdido tanto peso em tão pouco tempo e com refeições em pequenas quantidades, marcaram uma consulta para saber o meu estado de saúde. A conclusão que tiveram dos vários exames que tinha feito, e relatório medico deram conta que estava um adolescente óptimo de saúde e que a dieta que tinha feito era uma dieta bastante saudável através de exercícios e de uma alimentação saudável. De momento tenho 56.6kg e 173cm.
Neste momento estou na lista do pessoal viciado em desporto (btt e ciclismo) :)

Boas pedaladas.
 
#22
Não sou nenhum médico.. apenas utilizei uma calculadora e tabela de IMC (indice de massa corporal) q não é fiavél a 100%... mas atenção que segundo a tabela de IMC estás mesmo no limite do "saudável".. quase a passar para magreza.

Volto a frisar que não percebo nada disto e não quero ofender ninguém! :D

Grande abraço!
 
#24
_Pinto, a tabela de IMC por exemplo, não pode ser aplicada a mim... Segundo a tabela, há uns tempos nem sabiam como me aguentava de pé e no entanto, pois estava em obesidade morbida!! LOL
Após a pesagem numa maquina de pesagem da clínica, não daquelas que se compram no Continente, é-me dado além do peso, vários valores que não sei interpretar, desde massa gorda, massa magra e outras coisas...
Sempre achei que o IMC deveria ser calculado de maneira diferente, mas ok... Eles é que sabem... São médicos!
Encontrei no site da Kellogg's uma calculadora de IMC: http://pt-pt.specialk.eu/calculadora-de-imc.aspx
Eu deveria de ter entre 68.8kg e 76kg para estar no peso ideal... Isto é: entre 22 a 24.9 de IMC.
Já estive com 109kg e com um IMC de 35, que significa em algumas tabelas, obesidade mórbida... Absurdo...
Agora estou com +/- 94 e um IMC de 30.7, que significa excesso de peso.
Tenho de ficar com +/- 70kg? eu dava-me bem nos 80kg, que segundo a médica, é excelente para mim, visto que tenho muita massa na zona das pernas, devido ao Tai Chi...

Então afinal em quem podemos confiar? Nas marcas que nos querem emagrecer a todo custo? Ou nos Médicos que nos querem receitar comprimidos para emagrecer?
 
#25
Parabéns!!

Bem sei o que isso é... No verão passado decidi que tinha de dar um novo rumo à minha vida, o peso que tinha (146kg) fez com que tivesse passado dos piores Verões da minha vida, dormia mal, acordava constantemente todo suado, subir meia dúzia de degraus e ficava sem fôlego...

Tenho 27anos, até aos meus 19 anos fui praticante de Remo e quando deixei a modalidade sai de lá com cerca de 90kg, tenho um 1.80m, não era magro mas também não era gordo. Comecei a trabalhar, comecei a andar de carro, ir várias vezes aos restaurantes de fast-food, etc, etc... Em coisa de 2 ou 3 anos engordei 50kg (equivalente a uma "gaja" boa), é um peso absurdo, qualquer coisa de assustador... Coisas simples como ir comprar roupa é algo completamente impossível, as lojas "low-cost" (Zara, Springfield, etc) não têm números tão grandes e as que têm, aquilo que têm é estar a gozar com as pessoas, basicamente é agarrar numa saca de batatas, abrir um buraco para a cabeça e braços e vender aquilo como se fosse um t-shirt o que faz com que uma pessoa que não se sente bem com o seu corpo, acabe por se sentir pior... Eu, para combater isso, tinha de abrir os cordões à bolsa e comprar marcas de referência que, embora sejam caras, a qualidade é igual num 4XL ou num M.

Por não querer continuar assim, em Setembro, comecei num ginásio inicialmente o meu treino era:
3x 15m Bicicleta
3x 15m Passadeira (andar (4.5km/h)

Com o passar do tempo, adicionei o remo e hoje já faço alguns (poucos) exercícios de musculação (peito, bicipe, tricipe, ombro). Exemplo treino actual:
2x 20m bicicleta (90rpm - força 150W/pedalada)
2x 20m passadeira (andar c/inclinaçao 6.5km/h - Correr de vez em quando)
2x 15m Remo

No fim do treino de cardio faço um pouco de musculação, [2/3 exercícios de peito e 2/3 de bicipe] ou [2/3 tricipe -2/3 ombro] Num dia um, no outro dia outro. 3 séries 10 repetiçoes

A minha alimentação mudou do dia para a noite, antes comia 2 ou 3 vezes "à homem", por dia, hoje como mais vezes menos quantidade e coisas melhores, até o modo como cozinho se alterou.

Exemplo de alimentação:

Acordar - Cereais Weetabix (2 "bolachas" + leite magro) - Pouco calórico, praticamente sem açucar
Meio da manhã - Pao com fiambre de peru
meia-hora antes do almoço 1 maçã verde
Almoço - SOPA + Massa + carne grelhada + salada
Lanche - Maçã + Iogurte
meia-hora antes de jantar 1 maçã
Jantar - SOPA + Salada com peixe cozido ou grelhado.
Antes deitar - Cha quente

Antes do treino, por norma é de manhã, um batido de Aveia. (50g aveia + 33cl Agua + meia maça)

Obvio que há altura que faço modificações no tipo de alimentação, depende das horas que me deito, etc, etc...

Desde Setembro até agora, já lá vão 42kg, neste momento estou com 104kg.

Em relação ao BTT, sou daqueles de fim de semana :p
 
#26
agora cá vai mais 1 pro grupo dos sofredores para perder peso... :D

Dia 20/01/2011 pesava 120kg, tenho eu 1.88m.

Actualmente tenho 98kg e ainda pretendo perder mais uns 10kg, mas agora estou numa parte diferente, pois faço cardio todos os dias, mas na bike e fora do ginásio e verdade seja dita, posso tar enganado, mas acho que é mais puxado cá fora....

Quanto à água ingerida falho 1 bocado e a dieta não é a mais correcta.... mas actualmente a tendência é para isso ser alterado... :D
 
#27
Eu, em Agosto do ano passado tinha 102 kg, tenho 1.84 m. comecei a treinar no rolo em média 2 ou 3 treinos por semana (1hora por treino) e ao fds uma volta com os amigos.
de momento tenho 90 kg, mas noto que tenho muito mais musculo nas pernas. em relação à cintura foram 12 cm.

em relação à alimentação tenho um pouco mais de cuidado, mas como de tudo.
 

JNR

New Member
#28
O IMC como quse todas as tabelas são valores médios, claro que depois há sempre pequenos acertos e pessoal que não encaixa assim tão bem. E, pelo menos eu, quando se fala em obesidade morbida pensamos logo naquela malta dos "Pesos Certos" ou "Maiores perdedores" ou lá como a Ti Julia chama ao programa, MAS a verdade é que para esses nem tabela há.

Eu, como há já uns anos ando a pesar muitas vezes acima de 100kg, quando estou rente aos 100 acho muito bom, mas não, deveriam ser 80/85-90kg, e sim, os 110kg para mim já são obesidade morbida e ajuda a explicar algumas coisas, mas, como até nem pareço uma bola de berlim gigante (e como me vou habituando ao aspecto) se vejo na tabela, obesidade morbida, penso logo "estes gajos são parvos", até são, mas serão assim tanto...

Bom, seja como for, para o proxoimo mês vamos ver a diferença ;)
 
#29
Olá

120->86->90 com 1,88
Comecei por causa de um médico que me afirmou: tem que tomar pastilhas para o resto da vida. Em vez das pastilhas perdi peso.

Não façam como eu: Cortar na ração sem apoio de nutricionista. Deu resultado em termos de perder peso mas cheguei a perder 2,5 Kg por semana o que não é saudável e perdi imensa massa muscular. Isto porque alêm de comer pouco só fazia cardio de baixo impacto para aumentar a perda de peso.

Hoje em dia, fiquei mais inteligente e mantenho o peso. O desporto por si só não permite perder peso acabei de chegar de Santiago onde "deitei fora" 19.000 calorias e nem um Kg se foi.
 
#30
13-07-2011 (actualização)

Após várias mudanças pessoais, um delas o casamento e após um mês completamente anormal (pelo bom e pelo mal), estou de volta!
Não querendo entrar num campo mais intimo, tentarei contar o que se passou no ultimo mês de Junho.
HÁ MAIS DE UM MÊS QUE NÃO PEDALO e estou a stressar, assim como o meu corpo está a necessitar de mais adrenalina e PEDAAAAAL!

Antes de Junho, a dieta foi alterada, pois estava a chegar ao limite da fome e a uma sensação estranha de fraqueza. Após nova consulta foi-me dito para acrescentar nas refeições a meio da manhã e nas da tarde, meio pão integral/mistura/cereais... Essa sensação de fraqueza desapareceu.

Após uma despedida de solteiro bem regada, fiquei com uma dor intestinal absurda, que me deu febre e meu levou a consultar o hospital, pensando ser uma coisa normal... Após um Rx, uma Eco e um TAC com contraste, detectam-me Diverticulite Aguda no cólon do intestino... Para mal dos meus pecados, nunca tinha ouvi falar de tal coisa e fiquei bastante transtornado.
Enquanto estive internado a soro, sem comer ou beber absolutamente nada, questionei-me se a dieta teria alguma coisa com isso. Pelo que li e questionei várias médicos do serviço, todos me disseram que era precisamente o oposto! A solução para amenizar crises de Diverticulite seria uma dieta rica em fibras.. Mas afinal de contas, eu estava a fazer uma dieta dessa! O que estaria a fazer de mal? Segundo o cirurgião: "Nada!"
Após recuperar, o que poderia comer, visto que apesar de ter garantias que a dieta não estaria a influenciar esta "doença", mas o meu cérebro dizer que sim? Segundo o cirurgião: "Tudo que comia até à data!"
Após o internamento cheguei aos 87/88kg. Nos últimos dias de internamento comecei a ter uma alimentação à base de sólidos e recuperei para os 90kg. Entretanto os ultimos preparativos para o casamento, o casamento em si e a lua de mel (sinónimo de "dolce fare niente") num resort de um pais tropical, sem conseguir a dieta que estava a fazer, cheguei novamente aos 92kg...
Não posso desistir e continuar esta batalha, agora com a agravante da existência de Diverticulos a pairar sobre a minha cabeça.
Continuo com o receio de nova crise e esta sensação de que posso ter complicações futuras, assusta-me.
 
#32
Eu nunca me fio no peso ou na % massa gorda não são medida fiáveis, por exemplo e segundo percebi depois de andar a pesquizar um bom pedaço:

Faço um passeio a sério de BTT => diminuição drástica do glicógeneo => retenção de liquidos durante dois três dias para o organismo repor o glicógeneo e reparar os musculos => diminuição aparente da % da massa gorda na balança devido à alteração da condutividade do corpo;

Por exemplo, este fim de semana gastei quase 4000 Kcal num passeio, mesmo com dois reforços notei perfeitamente a 2/3 do passeio a ir-me abaixo das canetas. No dia seguinte estava com com mais 2 Kg.

Portanto uso o produto peso x % massa gorda numa média pesada ou de uma maneira muito mais simples meço a cintura. A medida da cintura ou de uma maneira ainda mais simples o buraco do cinto é que me diz como ando.
 
Last edited:

Kamoes

Active Member
#33
Na última ida a Peniche e depois de um empeno desgraçado ... no dia seguinte abri o carburador e queimei tudo o que era alimento. Estava naqueles dias em que comemos tudo e mais alguma coisa e nunca chega. No dia seguinte tinha 2Kg a mais ... mas passado outros 2 dias tinha voltado ao meu peso normal.

Estranho, não é? :mrgreen:
 
#34
Kamoes, o problema é ter força de vontade para não "comer comer comer...".
Custa, mas o tem de ser é superior!
Bebe água ou distrai-te com outras coisas. E põe-te looooooooooonge da cozinha :p
 
#36
Depois do exercício parece que continuamos a queimar calorias nos dias seguintes!
Os benefícios do exercício físico não são imediatos e prolongam-se no tempo.
Por isso os 2 kg desapareceram! Ah! Ah!
Boas pedaladas!
 

Kamoes

Active Member
#37
Sim, é verdade.
Mas não foi isso que aconteceu.
Eu cheguei a casa depois do empeno e pesei-me (obviamente que tinha os 70Kg). No final do outro dia, tinha 72. Depois, voltei aos 70 ;)

Ou seja, ingeri e depois com o esforço aquilo queimou o que tinha a mais, voltando ao peso. Se tivesse tido cuidado, tinha perdido 1kg ou assim, indo para os 69Kg ;)


Obviamente que isto de científico não tem nada :mrgreen:
 
#39
Kamoes

É perfeitamente normal o ganhar os 2 Kg no dia seguinte, eles desaparecem ao longo da semana pois é uma retenção de líquidos como resposta ao exercício físico intenso.