Andas com a bike no limite?? Ou andas limitado com a bike??

#1
Olá a todos!

Na maior parte das vezes ando sozinho mas sempre que tenho oportunidade tenho acompanhado alguns amigos pelos caminhos e matas dos arredores.

Como é de esperar existem vários andamentos. Alguns andam no limite ou acima do limite para a bike, ou seja, fazem coisas que não é aconselhável (pela fabrica ou revendedor). Outros simplesmente andam "limitados" pela bike, ou seja, assim que aparece algo mais duro e exigente, desmontam da "burra" e levam-na ao colo. Neste ultimo caso podemos dividir em 2 grupos; os que não têm técnica suficiente para ultrapassar os obstaculos (ou têm medo) e os que não querem estragar a bike.

E tu?? Como andas?? No limite?? Ou limitado??
 
#2
Boas, bom tópico :)
No meu caso depende muito do percurso se for algo tipo maratonas ando no limite e para lá do limite, se for XCO ando limitado eheh :D
 
#3
O único limite que tenho é o meu próprio medo e a confiança que tenho na minha técnica.
Quanto à bike, ela que se aguente, apanha toda a porrada que eu lhe conseguir dar e mais alguma.
 
#9
Ora aqui está um tópico engraçado! Deixo a minha experiência:

Sempre que vou andar, porque sou um bocado competitivo, gosto de dar tudo o que tenho, sozinho ou acompanhado. Se estiver acompanhado ainda fico mais motivado. Se tiver companheiros a andar mais do que eu ainda mais!!

Quanto ao limite da bike, sinceramente não o conheço. Tenho suspensão total e acho que ela passa quase tudo. Até agora cortei-me a duas descidas em monsanto, uma na pedreira, na serafina, e outra no trilho do campo de tiro para a esquerda. Mas não devo ter passado pelas descidas piores de monsanto certamente.
O meu limite, neste caso, é o medo, consciência, racionalidade, etc...Nas descidas que me cortei acho que tive receio de dar uma cambalhota para a frente por causa da inclinação, mas tou convencido que isso não iria acontecer. Agora convencer a cabeça disso é que é pior.

Conclusão: se há algum entrave a que dê mais sou eu próprio
 

oliana

Active Member
#10
Quando comprei a minha bike actual foi a pensar no que fazia na altura. Por isso foi importante analisar bem as propostas do mercado e preços. Procurar opiniões válidas ( no forum) e não comprar a pensar apenas em marcas ou paixões instantâneas. Sabia o que valia aquela máquina que tinha antes e o que podia melhorar em termos de versatilidade. Assim é a bike que comprei é o elo mais forte, e apenas têm sido substituidos componenes normais de desgaste. Eu limito-me a puxar por ela. Uns tempos em boa forma outros apenas para manter o ritmo.
Boas pedaladas.
 
#11
Ando nos limites da bike, apenas porque ela não é adequada aos trilhos que mais gosto de fazer.

A próxima será uma FS e espero andar bem mais descansado mas ao mesmo tempo poder aproveitar muito mais os trilhos.
 
#12
No site da Berg acerca da minha bike diz assim:

Passeios ocasionais em trilhos
Eu quando ando de bike não ando a passear, e não ando só ao fim de semana, mas sim 5 ou 6 dias por semana no meio do monte, por isso posso dizer que passo o limite da bike xP E também ando limitado porque a travagem da bike é a real shit, por isso não me aventuro a 100% na bike nos trilhos :c infelimente...
 
#13
EU ja cheguei ao limite da minha bike ficou sem o guiador xD :mrsock: so ai e que dessidi que percisava de uma nova essa ai o dona da loja aconselhou me a não me aventurar muito mas eu não resisto a leva la ao limite ainda por cima ta reforçada nos porntos de maior tensão mais confiante fico mas não arrisco. Ainda não descobri mas tambem tenho o receio de descobrir não me meto em grandes saltos pois tenho dois medos partir me todo, ou bikar com a bike partida.

BOns passeiose aventuras.
 
#14
Também costumo andar sempre perto do meu limite... se for sozinho então, parece estúpido, mas puxo muito mais por mim, sendo que uma vez até fiquei tonto e tive que parar, sair da bike, sentar-me e baixar um bocado a cabeça, não fosse dar-me ali uma coisinha má... lool
Quanto a andar ao limite da bike... acho que tal nunca aconteceu, apesar de já ter levado muita porrada mesmo!

Quanto à técnica, também confesso já me ter negado a fazer 2 ou 3 descidas, daquelas mesmo a pique, com rasgos da chuva ;)
 
#15
Olá a todos!

A ideia de topico não era saber qual é o nosso limite mas sim o limite da nossa bike. Saber se exigimos de mais dos nossos componentes, ou se pelo contrario, nos "cortamos" a fazer algo para conservar a menina :)

Mas o forum é mesmo assim! Oportunidade para que todos possamos falar de tudo e para todos (dentro das regras do forum claro). E até tá a ser engraçado o caminho que se está a levar!

Sendo assim, que tal abrir um pouco mais o leque deste topico?

Para além de comentar a porrada que damos á menina, comentem também o que vos faz parar para pensar: "Hummm... Isto não me parece boa ideia... Parece que é coisa pra me magoar!"

E que tal umas fotos desses locais??? :)


nota: não vale tirar da net umas fotos todas catitas. Vamos colocar apenas fotos tiradas de locais que passamos e nos faz recuar
 
#16
Não sei se os moderadores aceitam essa mudança de tópico mas alinho. Vou tirar umas fotos dos sítios em que me amedrontei (para não dizer borr#$). Se bem que pelas fotos nem sempre se tem a percepção exacta da inclinação.

Quanto ao tema que pretendias ver discutido, acho que a malta até tem respondido... Pelo que li, ninguém aqui se corta com pena da burra. Alguns não fazem algumas coisas porque acham que a bike não consegue e outros porque se assustam (que é o meu caso).
 
#17
Alguns não fazem algumas coisas porque acham que a bike não consegue e outros porque se assustam (que é o meu caso).
Eu não acho, eu tenho a certeza, com um travão de disco mecanico á frente e um travão de calços a traz, em algumas descidas (não muito ingremes) para eu parar aquilo Meu Deus, agora se me aventuro em coisas com o dobro da inclinação, epá é para ir e nunca mais lá voltar com a bike xD
 
#18
Boas caros camaradas do pedal :)

....Quando comprei a minha 1ª e atual bike (FS), fi-lo baseado no tipo de trilho que iría andar maioritáriamente (muito duro, muita pedra e com descidas loucas) E sem dúvida, foi excelente compra não é a mais leve (pelo mesmo valor teria comprado algo mais leve) logo... menos resistente.

Mas mesmo com os possíveis 140mm de curso da minha fox, "tenho um medo que me pelo" de algumas descidas lol. Descidas essas muito inclinadas, cheias de pedras e buracos. Tenho mesmo muito receio de caír e ficar lixado e dp não poder pedal, infelizmente já me aconteceu (uma tendinite no joelho) na hora da saída habitual, até as lágrimas me vinham aos olhos por não poder ir com a malta.. :D

ps: Para além do BTT, ando de moto4 (fazendo até competição) e até aqui não abuso (cá medo).... Daí o meu nick "Medroso#78" (Medroso por natureza lol, 78 é o ano em que nasci)........ já tenho idade para ter juizo (ou não).... :D
 
#20
Boas pessoal,

A falta de técnica gera o medo... ou será que o medo retrai a técnica?
O que eu sei é que não me aventuro como os amigos com quem costumo andar, aplico mais a segurança do que a aventura.
Será que é falta de técnica, falta de confiança na bike, ou é só medo de cair e me desfazer todo
Alguém também sente o mesmo que eu?

Abraços,
Xandinhu