Plano Nacional de Promoção da Bicicleta e Outros Modos de Transporte Suaves

#15
Não há por ai ideias para uma participação mais activa num plano deste genero?

Eu digo isto porque, tal como em tudo, os portugueses são demasiado passivos. Deixam tudo para as mão do "estado" ou orgãos semi-oficiais. Não pode o simples ciclista desenvolver um papel mais activo? A própria comunidade tomar as redeas de algo?

Não há ideias por ai? Afinal de contas, a união é a força!
 
#18
Acham que a inclusão de sinalética horizontal (o ciclista igual ao das ciclovias) nas principais artérias das cidades iria encorajar um maior numero de utilizadores de bicicleta na sua utilização diária?
Creio que o que nos falta é um enraizamento da na cultura Lusa de que a bicicleta além de ter lugar nas estradas, é um veiculo tão ou mais capaz que os outros.

Do meu ponto de vista as actuais ciclovias são, no minimo, jeitosas para Inglês ver, mas não tem qualquer impacto na dinamização e promoção de uma verdadeira mobilidade urbana.
 
#19
Na minha opinião as pessoas não se deslocam diariamente de bicicleta, porque a bicicleta como meio de transporte é vista com preconceito. Acredito que a criação de ciclovias seria vista, pelo menos no início, como uma "esmola" para quem anda de bicicleta e não tem dinheiro para comprar um carro, e seria criticada nos cafés como desperdício de dinheiro.
Eu desloco-me diariamente de bicicleta e a coisa que me perguntam mais vezes é se não dinheiro para comprar de carro, já que "andar de bike não dá com nada"...
É tudo uma questão de libertar as mentes do preconceito.
 
#20
Sim Arpeggio, esse é um ponto fulcral neste assunto. Mas tudo se muda, até as mentalidades. É uma questão de iniciativa. Eu acho que a sinalização nas estradas iria primeiro, começar a mentalizar os condutores de uma partilha mais justa, depois como qualquer boa campanha publicitaria, iria haver uma absorção e aceitação do "produto". Na Holanda o uso da bicicleta é vista como uma evolução socio-económica. Na Rep. da Irlanda, apesar de um clima mais chuvosos que o nosso e uma geografia urbana muito semelhante ao Porto por exemplo, a bicicleta é um meio de transporte perfeitamente tão válido como o automóvel.
Afinal de contas, agora falamos todos brasileiro e falamos, é um fato! Tudo se muda, até a cultura.