Shimano XT M8000 - 2016

Dá sempre trabalho. Pois tirar os 2 pratos, shifter e desviador da frente, e colocar o prato de 1, mais a remoção de cabos, e quando quiseres voltar para 2x11 o trabalho ainda será maior. Ou seja.... deixa-te ficar com o 2x11, pois é uma melhor opção, eu só não o fiz, porque o 1x11 era bem mais barato.
 
Funcionamento do mesmo para já tem sido excelente, a adaptação, pouco custou, as 2 primeiras voltas penei mais, mas felizmente falta de pernas para já não tem existido.

O funcionamento das mudanças é muito bom, mas no 1x11, é mais difícil conseguir a perfeita harmonia na alteração de velocidades, devido à torção que a corrente sofre, eu ainda não consegui.

Existe um problema na minha transmissão que é a corrente cair do prato 42 da cassete e mesmo do 37 para os de mais, quando pedalas para trás, mas como é uma coisa que não se deve fazer(só faço a limpar e a meter óleo na corrente), não é algo que chateie. Sei de uma solução possível para isso, que é tentar mexer nas borrachas do eixo pedaleiro que no meu tem 2 do lado direito, uma para o outro lado, mas sem saber se isso funcionará, pois eu não o posso fazer, já que tenho o prato já muito próximo da escora.

Em relação a ter 3x10 para o 1x11, para já muito mais contente com o 1x11, pelo simples facto que só faço praticamente monte e a simplicidade do sistema ajuda a te focares no que realmente importa, porém, do que já experimentei, e do que ouço outros falarem, o sistema 2x11 é muito bom, pois é um sistema que te permite tanto fazer voltas mais nas calmas, pois tens velocidades mais leves, como andar mais rápido nas ligações entre montes. Ainda ontem participei numa maratona em Monção, em que apanhei uma semi-descida em alcatrão e o 32 à frente e 11 atrás, limitou-me e aí cheguei a ser passado por pessoas com mais 1prato na frente, porém, houve pernas e recuperei na subida logo à frente.
 
pronto.... parece que não existe nada a fazer, a não ser esperar e quando tiver que trocar parte do material, esperar que a shimano já tenha corrigido o problema.

http://www.mtb-mag.com/en/test-shimano-xt-2015-1x11-drivetrain/

Esta review fala do problema do backpedalling no prato 42 e não conseguiram resolver e que a shimano já está ao correr do mesmo.

De resto, fala muito bem do sistema, tirando esse problema e o desgaste que o prato 42 sofre, devido a ser de alumínio.
 
Bem então para já e tendo em conta todos esse fatores irei optar aquando da compra por manter o 2x11.
Depois com o passar do tempo e possíveis alterações ao sistema penso então no 1x11...
Thanks pelas dicas
 
Eu ainda tenho a transmissão alivio 9V, mas para quem tem uma XT 10V já anda muita gente a alterá-la para dar as 11V.




Não me agrada muito a tensão a que é sujeito o desviador de trás, não sei se a mola durará muito.

Parece que funciona, é preciso colocar um parafuso maior no desviador (mudança de trás) para a afinação da mesma ir mais para dentro (aproximar-se mais dos raios) e alterar o manipulo das mudanças da frente.
Para alterar o manípulo é preciso desmontá-lo e cortar uma parte de plástico que faz parar nas 10V (parte a vermelho na foto).


[video=youtube;_4mYV2_2CZ0]https://www.youtube.com/watch?v=_4mYV2_2CZ0[/video]

Com este tunning só se gasta o dinheiro na cassete.
Isto está na net em outros sítios, não é nada da minha autoria, como digo lá em cima, quem quiser fazer estas alterações fá-lo à sua responsabilidade.
 
Last edited:
Boas malta.
Alguém já viu por aí alguma pedaleira M8000 com outro prato sem ser o de origem?
Gostava de saber se dá para montar um prato oval Absolute Black 32T de forma a que a corrente não esteja a passar ou a "acamar" por cima da zona de aperto do prato como já vi em algumas... Aqui um exemplo para descrever o que digo

 
Last edited:
Boas, a pedaleira shimano m8000 tem um BCD de 96mm(se não estou em erro) por isso os unicos pratos que encontrarás de momento serão os shimano(originais) e pouco mais..

Quanto a essa pedaleira da imagem, basta meter umas anilhas pequenas no interior entre o prato e os braços para ter espaço suficiente :)

Cumps
 
nunokas é precisamente esse o prato que já tinha visto.
fabio viana, realmente ainda há pouca coisa, mas o eu há até está em conta...
enquanto à pedaleira da imagem, essa é mesmo para partir, quando for o ABC vai levar uma nova :)
 
Last edited:
Arrastar quase meio kg de k7 serra acima :( bem logo se ve
Por acaso é algo que ainda "me faz confusão". Apesar de já ter lido em alguns forums que, contrariamente ao peso das rodas, o peso da cassete é quase o mesmo que ter peso ao nivel do quadro. Mas mesmo assim...

Já alguem tem algum feedback em relação a isto?
 

fabio viana

Well-Known Member
Por acaso é algo que ainda "me faz confusão". Apesar de já ter lido em alguns forums que, contrariamente ao peso das rodas, o peso da cassete é quase o mesmo que ter peso ao nivel do quadro. Mas mesmo assim...

Já alguem tem algum feedback em relação a isto?
Pela logica quanto menos peso as rodas tiverem, contando com os pneus, aros, raios, cubo, cassete e disco, melhor é para andar, por isso na minha opinião acho errado dizerem que o peso da cassete, é como terem peso no quadro..

Mas é apenas o meu ponto de vista :)
 
o peso de algo junto do eixo da roda como discos ou cassete não tem a mesma relevância que o peso de algo afastado do eixo da roda como pneus, aros. é uma questão de física.
 

klaser

Well-Known Member
Comprei uma bike nova com o grupo XT 8000 completo,mas mantive a pedaleira dupla porque preciso de velocidade de ponta,no caso 28/38...a cassete é 11-40 Ainda não fiz muitos kms mas para já o feedback é muito bom do grupo,a mudança do desviador da frente foi melhorada,está muito leve ...travões muito bons....Os shifters tive de me acostumar no início pois para subir somente uma velocidade (claro que dá pra subir mais de uma vez) o curso da manete parece francamente inferior aos modelos de 10 e de 9v nem se fala...Mas funcionam muito bem
 

tinric

Super Moderador
Já começam a aparecer bons preços..
As cassetes a 70€ já encostam qualquer combinação de 1x10 com expander...

As correntes ao mesmo preço

É só arranjar desculpa ou partir um desviador e justifica mudar a transmissão toda.