Recon ou Sektor

#21
É opiniões é que quero, se não as quisesse não as pedia :D

Bem se diz nesta secção que poderíamos ficar mais confusos e não é que é verdade :confused:


Já fiquei foi a saber aqui muito coisa acerca de suspas.

Por favor não parem de opinar.

O odalac falou da EPICON. Qual é a vossa opinião?

Obrigado em adiantamento a todos.
 
#22
Na MINHA opinião, não vale mesmo a pena comparar. As suspas a ar são bem melhores que as de molas em comportamento e leitura de terreno. Mas é a MINHA opinião.
Lamento informar-te, mas estás completamente errado.


Amortecimento a ar requer obrigatoriamente vedantes e retentores extra para vedar o ar, que nas molas não são necessários. Esses elementos aumentam a fricção de movimentos, e reduzem em muito a resposta da suspensão a impactos pequenos e rapidos. Fica um amortecimento "seco". Uma suspensão a mola, mesmo das mais baratas, desde que devidamente lubrificada nas pernas/bainhas, tem uma performance às pequenas irregularidades que nenhuma ar consegue ter. Em termos de fiabilidade, a mola é um elemento extramente simples e praticamente indestrutível. Já nas de ar, mais facilmente os vedantes deixam de vedar e há fugas de ar.

Porque achas que as bikes de DH usam mola à frente e amortecedor de mola atrás?? É porque a mola é o melhor para quem procura performance pura de amortecimento. Para maluquinhos do peso e XC, o ar é melhor porque é mais leve, e como faz mais fricçao, bombeia menos.

A exemplo disso, a rockshox lançou este ano um amortecedor "revolucionario" para DH, a ar (o Vivid Air), no qual eles dissem que se assemelha a um amortecedor de mola. Portanto, a mola é a REFERENCIA no amortecimento. Além disso em descidas longas e agressivas, o ar não tem um comportamento uniforme, porque a compressão sucessiva da suspensão leva ao aquecimento do ar, aumentando assim o seu volume e pressão, tornado a suspensão mais dura e com rebound mais rápido no final da descida. Na mola a consistência de amortecimento permanece inalterada. De qualquer forma em XC raramente chegam a este ponto de aquecimento.

Faz uma coisa, pega numa bike com mola atrás, levanta a roda de trás e deixa-a cair. Vais reparar que o amortecedor traseiro de mola absorve o impacto e a roda fica colada ao chão. Com amortecedor de ar a roda resalta, porque o amortecedor não tem sensibilidade para absorver este tipo de vibrações rápidas e fracas.
 
Last edited:
#23
O que o Andrextr disse é verdade. As de mola a sensibilidade é maior assim como requerem menos manutenção, são mais pesadas que as de ar e têm talvez menos possibilades de regulação a nosso gosto dependendo também do modelo em questão. Para uma utilização mais agressiva uma suspensão a molas será mais fiável!
 
#24
A unica regulação que as de mola têm a menos, é na pre-carga (dureza). Porque exige troca de molas. Nas de ar podemos colocar a pressão que quisermos.

No que toca aos ajustes hidráulicos (rebound e compressão) isso são idênticas porque esses ajustes são feitos na perna hidráulica (normalmente a perna direita), que é comum nos dois sistemas. O interior da perna esquerda é que varia, ou é ar, ou é mola.

Ah e já agora, se querem comprar uma a ar, não comprem com ajustes de cursos!! (TALAS ou 2-Step air). Estes sistemas de curso em suspensões de ar exigem uma quantidade enorme de retentores/o-rings/vedantes, e aumentam bastante a fricção da suspensão, e aumenta tambem bastante a probabilidade de haver avarias. Portanto, se tiver que ser ar, escolham sistema simples sem variação de curso. Funciona bem, não é uma mola, mas anda lá perto. Já a variação de curso com mola (u-turn coil), não tem qualquer problema, porque mecanicamente, é uma rosca que comprime a mola, dificilmente tem algo para avariar...
 
Last edited:
#27
:shock: Damn, andrextr!!!

Grande explicação :clap:

Não me tinha lembrado dessa do aumento da pressão e temperatura. Mas será que as suspas quando são carregadas, não é levada em consideração a condição PTN (pressão e temperatura normais) + x, em que x será o aumento da pressão e temperatura?
Bem, isso levaria a outra questão, quantos ciclos da suspa seriam precisos para atingir x e qual o tempo máximo que se poderia lá estar?
Demasiadas contas :-K ... e eu chumbei a Math. :D

Bem, então se opta-se por uma a mola, qual sugeriam?

TORA 302 U-coil TurnKey +- 180€
SECTOR RL U-coil +- 250€

A tecnologia Motion Control compensará a diferença de preços?!
Sugerem outra?
Pelo que procurei a RECON não tem este sistema U-Coil, certo?

Vocês estão a ser grande ajuda :clap:
 
#28
Carvalhinho, qualquer gás aquece quando sujeito a compressão (compressão adiabática :D ).

Exemplo pratico: Quando enchem o pneu da bicicleta, o pipo fica quente no final. Ou mesmo quando enchem com aquelas bombas pequenas, a bomba aquece bastante! O mesmo acontece com os amortecedores e suspensões no final de uma descida. Mas como disse, esse efeito não é muito preocupante para XC. Agora em DH é significativo. Ou em descidas longas (tipo descer do trevim até à lousã pelos singles da avalanche licor beirão :mrgreen: , ou então, descer o terreiro da bruxas da lousã com a carrinha do senhor João eheh)

TORA ou SEKTOR

A Tora tem pernas de aço (cromadas), a Sektor tem pernas de aluminio (com revestimento dourado). Portanto a Sektor é mais leve. E permite maiores cursos. E o dourado é mais bonito. Em termos de funcionamento, desde que devidamente lubrificadas, não se nota diferença para as pernas de aço ou aluminio. Eu tenho uma domain 160mm (pernas de aço cromadas) e não noto diferenças de funcionamento para a antiga Pike 140mm (pernas aluminio douradas). A diferença que sinto é mesmo devido à diferença de cursos. Portanto, se os 70€ não te fazem diferença vai para a Sector.

O Motion control não serve para grande coisa na minha opinião. Isso é um cartucho que existe na perna hidraulica, e o que faz é fechar ou abrir a circulação do oleo de amortecimento. Ou seja, permite-te bloquear a suspensão, ou deixá-la aberta. Ou deixá-la numa situação intermédia entre essas duas posições. Para mim não tem grande interesse, mas isso vai de cada um.

A Recon tem U-turn coil sim. Eu tenho uma na antiga bike Recon 85-130 u-turn coil :)
 
#30
Recon tem U-turn coil sim. Eu tenho uma na antiga bike Recon 85-130 u-turn coil
Se tinha, já não existe, pelo que vi no site da RShox.

Offtopic:

Acredita que apesar de ser da Lousã, ainda não fui descer os sigle-tracks lá da Serra, por duas razões:
- Tenho de subir a Serra;
- O meu "pelotão" ainda é muito caguinchas :aiui:
Mas já tivemos a ponderar essa situação. Provavelmente vamos subir de manhã à "Paulo Bento (com tranquilidade)", as nossas mulheres (as minhas não antes que elas andem à porrada quando se encontrarem :D ) vão lá ter ao Trevim ou ao Terreiro das Bruxas, levam uma bucha, comemos por lá e descemos de bandulho cheio que é para dar mais velocidade :D

Ontem ao fim da tarde fui dar uma volta de 15km = 55min, metade a subir, metade a descer com 2 amigos (um de Berg Vertex carbono, outro com Trek 6500). Na primeira metade quase me tinham que rebocar, na segunda metade, principalmente numa descida (mais técnica que rápida) de saibro que conhecemos, a velhinha Hardrock parecia o Diabo. Baixei-lhe o selim e comecei a "escrever no chão".

Da pouca experiência que tenho e para aqueles que não conhecem a Hardrock, a meu ver, é uma bicicleta 3/5 para descer devido à sua geometria (slop de quadro e testa ligeiramente inclinada. Mas minha não é a de Dual). Já andei na Vertex e não arrisco fazer 1/3 do que faço na HR e parece que levo um camião no meio das pernas, em termos de agilidade.
Impressionante o que meia-dúzia de graus num quadro, pode fazer no comportamento de uma bike.

Back to topic:

Continuem a opiniar :D

Cumprimentos a todos.
 
#31
Epá eu se fosse a vocês ia com as mulheres até ao trevim de carro, comiam na mesma, e desciam de bandulho cheio ehehhehe

Ja agora, se ainda não conheçes os singles do terreiro das bruxas, aqui fica um cheirinho filmado por uns colegas do forum de enduro

[video=youtube;gfSWMFizR8o]http://www.youtube.com/watch?v=gfSWMFizR8o[/video]

Brutale essa serra, ja tenho saudades de la ir novamente, pena ser tao longe aqui de torres vedras :)

Back to topic
 
#32
@andrextr

Cuidado aí nessa zona!!!


Costumam andar aí veados e corços. Os corços são tranquilos mas os veados podem ser lixados especialmente com cio...

Há uns tempos fui dar uma volta por esses lados de carro, saltou-me um veado a 2m do capot ...:zezus:... quase não tive tempo de travar. Aquilo é bicho para ter 1,5m de garrote e pesar uns 300kg. Se lhe acerto tinha o Ti Carvalhinho para aturar por que ter amassado a 505 GRD!!! :D


Mas esse video está-me a aguçar o apetite... quando comprar a suspa, vou-lhe fazer um "test drive" para aquelas bandas :D

De onde os teus amigos arrancam, se não me engano, é o sítio onde costumávamos jogar Airsoft.
 
#33
Eu fui lá em Setembro, vimos uns veados ao longe... Mas isso dos veados hoje em dia existe em todo o lado eheheheh

Onde eles arrancam é numa zona onde passam uns cabos de alta tensão. É onde os trilhos começam todos, existem uns à esquerda e outros à direita, e vão todos dar ao terreiro das bruxas.
 

jv-

New Member
#35
hahaha agora andam os nossos videos aqui!!


Bem tenho só algo a acrescentar a este hilariante tópico:

Se as suspensões a mola ganham em sensibilidade, as forquetas-com-ar-pelo-meio ganham em progressividade do amortecimento, coisa que apenas é regulável e bem afinado nas suspensões com RC2 ou semelhante. De qualquer forma qualquer suspensão que digne o seu nome a mola trabalhar melhor que uma a ar apesar de poder bater mais vezes no fundo, mesmo batendo oferece mais longevidade de utilização.

E acho que se um utilizador está indeciso entre mola e ar é porque não sabe bem o que quer fazer com ela. (isto falando neste género de suspensões, com estes cursos pequenos)
 
#37
E acho que se um utilizador está indeciso entre mola e ar é porque não sabe bem o que quer fazer com ela. (isto falando neste género de suspensões, com estes cursos pequenos)
Não deixa de ser um pouco verdade o que dizes jv-

Talvez queira alguma coisa que seja um pouco all-arround e que não me dê problemas no futuro. Por isso, estou a pensar nos modelos com U-Turn para me poder valer da amplitude de curso que oferecem.
No entanto, as minhas dúvidas relativamente aos dois tipos de suspas (ar e mola) foram aqui um pouco respondidas. Agora é ponderar mais um bocado e fazer umas buscas.
 

jv-

New Member
#38
Eu tenho uma Recon de 130 com U-Turn e uso intensivamente o U-Turn, pois ao mudar a medida Crown-to-Axle em cerca de 50mm altera significativamente a geometria da bike, permitindo, quando estás a subir com ela reduzida, chegar o centro de massa do conjunto bastante mais para a frente, aumentando o HTA e o STA. Depois a descer ainda tens a hipótese de jogar com esta regulação de geometria consoante quereres a bike mais estável ou mais nervosa. Além disso o sistema é de fácil regulação, pois basta girar umas contas voltas o ajustador. Se fores andar para a estrada ainda podes bloquear a suspensão com a altura que bem entenderes com o ajuste de compressão, e se por ventura emprestares a bike a algum amigo mais pesado, basta também ajustares a compressão para ele não andar com ela afundada.

Portanto basicamente se a tua prioridade na suspensão for o peso, o ar é uma melhor escolha (por uns 500g ou nem isso), mas se for uma outra qualquer característica da bicicleta, mola com U-Turn é uma escolha melhor!

PS: Mesmo se for o peso lembra-te que este acréscimo na suspensão traduz-se num peso localizado numa zona bastante baixa e à frente, algo que prejudica menos a subir do que peso atrás e prejudica menos a descer do que se for numa zona alta.
 
#39
O peso com que me importo mais é o meu, não o da suspa. :D

A TORA parece-me interessante já que faz cerca de 85mm o que é muito interessante para subir e 130mm o que será bom para descer, pelo menos para o meu nível.

A SEKTOR que referi aqui, está a um preço que acho interessante comparativamente ao que se encontra na net e não só e será de uma gama superior para não dizer que é mais bonita.