Porque é que o fórum tem tão poucos participantes?

#1
Olá, isto não é uma crítica, é apenas a minha opinião com base numa constatação, em Portugal existem milhares e milhares de praticantes de BTT, porque é que não há mais participantes neste fórum que é o maior fórum de BTT em Portugal? Será falta de publicidade?

Eu digo isto porque principalmente na secção dos passeios eu gostava de ler mais opiniões sobre os passeios da malta porque nunca participei e gostava de saber um pouco mais sobre isso.

Por exemplo, o ForoMTB que é o equivalente espanhol a este fórum, tem neste momento cerca de 50 vezes mais users conectados (750) do que este fórum (17). Porquê?

Obrigado e cumprimentos a todos.
 
#2
Tens toda a razão, eu que não sou dos mais antigos já me apercebi disso. Com o tempo percebi algumas coisas que, para mim, poderão ajudam a explicar essa situação.
 
#3
A minha opinião é que cada vez que alguém abre um tópico sobre alguma coisa que já foi escrita à 5 anos atrás é bloqueado e recambiado para esse tópico velho. Isso vai desmotivando não só a pessoa a quem isso aconteceu, mas acho que as outras pessoas que vêm isso acontecer também se desmotivam. Não sei se isto que disse é verdade ou não, é apenas o que eu sinto.
 
#4
Nem mais. Ainda por cima estamos a falar numa actividade em que tudo fica desactualizado no prazo de um ano.

A juntar a isso temos a velha e debatida questão da vinda ao forum pelas aplicações moveis, sem isso desaparece uma % de utilizadores.
 
Last edited:
#5
penso que seja pela falta de vontade do dono e moderadores de fazer evoluir o forum
teem as suas justificacoes algures postadas
o forum espanhol e aquele que evoluiu, procurou sponsors pra suportar custos de alojamento e servidores, e o tapatalk deu um boost daqueles...mais de metade dos users desse forum sao mobile
 
#6
Ora. são sempre os mesmos que participam... Poucos e bons!!! ;)
Os passeios e eventos, tens a concorrencia do Facebook. As plataformas de eventos... ( apedalar; cronosport, etc...)

Para quem se inicia é dificil, mas depois de estar dentro do meio, é fácil...
 
Last edited:

camponubla

Well-Known Member
#7
Não vou criticar o trabalho dos moderadores já que não faço a mínima ideia do trabalho que implica manter um fórum, mas certeza que não é pouco! Acho que o face e outras plataformas dispersam muito os possíveis participantes de foruns. Também acho que não podemos compara o forum espanhol (do qual sou participante) com o PT, o público alvo certeza que em número é bem maior que o nosso. Também concordo com o que diz o Pedro, poucos e bons! :)
 
#8
O fórum Espanhol tem uma vantagem, é que participam muitos Portugueses enquanto que aqui deve ser raro aparecerem Espanhóis.

Essa questão das aplicações móveis é de facto também importante. Acho que é por aí.
 
#10
Só uma achega: em fórum nenhum (que eu conheça... que também não são assim tantos) se andam a abrir tópicos de assuntos já existentes. O BTT evolui mas não há vantagem nenhuma em ter o fórum com 10 tópicos a falar do mesmo. É mais fácil ir acrescentando ao tópico já existente...

De resto... Espanha é bastante maior que Portugal, têm um fórum mais moderno (a tal questão da app móvel, etc...).

De qualquer forma também acho que a qualidade é mais importante que a quantidade.
 

Joseelias

Well-Known Member
#11
A comparação com Espanha não se fica pela diferença de população.

A diferença de cultura ciclistica é abismal. Basta ver a paixão que gira à volta da Vuelta, uma das três grandes provas do ciclismo de estrada. Também desde os anos 90 que têm excelentes atletas de Btt de nível internacional e marcas de bicicletas que patrocinam atletas de nível mundial em várias vertentes do ciclismo, desde a estrada, Btt até ao Trial.

E também o factor económico. Com mais dinheiro há mais compra de material, em particular coisas exóticas e que dão muita conversa, ciclistas a comprar as últimas novidades em bicicletas de forma constante e a partirem para aventuras interessantes.

Outra coisa que se vê muito em fóruns estrangeiros é uma secção de bicicletas retro ou clássicas. Como em Portugal o Btt cresceu a sério já fora das eras de ouro do Btt que foram os anos 80 e 90, onde se experimentaram todas as ideias pioneiras que hoje se vê nas bicicletas, e algumas aberrações também, há pouco pessoal envolvido no restauro e reconstrução dessas bicicletas. Em alguns sites estrangeiros os tópicos de restauro são muito seguidos e com bastante entusiasmo mesmo por pessoal novo, pela dedicação, trabalho e resultados mostrado por quem se envolve nesses projectos. Mas mais uma vez, mesmo neste campo o factor económico conta muito e como tal o nós não temos as hipóteses de brincar com estas coisas e criar tópicos interessantes. No OLX uma bike dos anos 90 custa três vezes mais que no Reino Unido. Soldar apoios de travões numa bike clássica são 150€ e lá 25 a 50€ e por aí fora.

Isto tudo somado à concorrência das redes sociais faz com que dificilmente tenhamos um fórum tão concorrido como lá fora.

De resto, acho que poucas vezes alguém que aqui veio deixou de ser ajudado com bons conselhos. A menor participação acho que tem muito a ver com a falta de novidades e de tópicos curiosos, pelos motivos que apontei.
 
#12
gosto muito das classicas, mas neste pais e pra esquecer essa "paixoneta"
tenho uma mercier, a mesma marca que poulidor fez escalar o tour de france a um patamar nunca antes visto e ninguem conhece, nao sabe, e no estrangeiro ela e bem famosa, especialmente nas fininhas
 

Joseelias

Well-Known Member
#14
Há algo que também se passa em Portugal, e não só no Btt, que por vezes afasta a pessoas e que é uma espécie de elitismo ou snobismo. Eu próprio já ouvi mais que uma vez comentários algo desagradáveis em boa parte das lojas onde fui quando procurava componentes para a minha bicicleta, apenas por ter um quadro que remota a 1996 e mesmo apesar de a bicicleta no seu todo em pouco se distinguir daquilo que havia nas lojas de uma forma geral. Apenas o facto de ser de Cromoly e ter v-brakes a distinguia mais.

Por exemplo, aqui no fórum se alguém surge aqui com uma bicicleta da Berg ou de uma marca menos conhecida e quer fazer upgrades, uma grande parte das vezes há logo quem comece a criticar a marca do quadro sem qualquer fundamento dizendo que não vale a pena evoluir o quadro e por aí fora, ignorando complemente que também este pode ser evoluído no futuro. E se algumas vezes têm completa razão, não tanto pela marca mas pela gamas envolvidas relativamente ao uso a que destina, outras vezes há comentários que são despropositados, desnecessários e simplesmente errados.

Ora, sendo nós um país onde para a maior parte das pessoas a Berg e a B'twin são a escolha certa e possível, algumas atitudes podem magoar ou ofender novos participantes que se sentem inferiorizados por não terem uma bicicleta de milhares de euros e deixam de aqui vir. E se há coisa que não falta ver por aí são bicicletas da Berg e da Decathlon por onde quer que ande. Onde está esse pessoal?

Ainda em relação à Espanha, posso acrescentar que esta diferença para Portugal não é nova. Por exemplo, ainda antes da Internet e dos fóruns e enquanto por cá a Bike Magazine era publicada a cada dois meses e só bem mais tarde tornando-se mensal, já a Espanha tinha várias revistas mensais de Btt com mais do dobro das páginas cada uma. E nestas a diferença de conteúdo era indescritível.

A nossa Bike Magazine fazia testes aprofundados de quatro páginas e a Bike Magazine espanhola de 10 ou 15 onde tudo era esmiuçado ao detalhe com enorme conhecimento de causa. A quantidade de marcas testadas era muito superior, muitas delas não existindo por cá. Tinham jornalistas a viajar até aos locais míticos do Btt e a fazer relatos dos trilhos e do ambiente inspiradores e com enorme qualidade na escrita, e por aí fora.

A nossa dimensão enquanto mercado de ciclismo tornou-se patente quando a Bike Magazine deixou de fazer testes e passou a fazer resumos dos testes da Bike Espanhola! Como a espanhola chegava cá dois meses depois de ser editada lá, o mesmo teste coincidia com o mês em que a nossa Bike publicava o resumo desses testes. Ou seja eu lia o teste de 10 ou 15 páginas da espanhola e depois passava à frente do resumo de quatro páginas da nossa... Acabei por deixar de comprar a nossa revista e passar a ler apenas as espanholas.

Ora, como pouco deve de ter mudado do que se passava nas revistas para o mundo digital, no que diz respeito à escala do investimento por parte das marcas e importadores para captar novos adeptos, bem com à divulgação da modalidade e mobilização dos ciclistas, é natural que por cá as coisas sejam muito mais paradas.
 
Last edited:
#15
exacto, e outra coisa, ate podes ver num outro post meu, entristeceu-me em parte, a ideia que fiquei e que desconhecem por completo a mercier, mas claro conhecem as marcas da moda, que daqui a uma decada ninguem se lembrara delas

http://www.forumbtt.net/showthread.php?62262-mercier-apolon-aluminium

penso ter uma bicicleta mais atual com melhor tecnologia pra me ajudar a evoluir nesta modalidade, mas claro que se conseguir arranjar uma mercier, melhor ainda, alias, bastante melhor! ao menos o prazer sera garantido, mesmo que o dia me corra bastante mal!

mas nao e so no forum, na decatlhon e na sportzone mostrei fotos da minha bicicleta que tinha no telemovel e simplesmente foi uma ignorancia que me "chocou"

quando comprei a minha ha um pouco mais duma decada, foi um rombo na minha carteira, mas comparativamente foi bastante mais economico traze-la pra ca do que comprar ca, ja que era tao rara, era um preco proibitivo, mas os tempos agora sao outros, ou nao sera?

e bicicleta de supermercado?
 

Hardskin

Well-Known Member
#16
Porque é que o fórum tem tão poucos participantes?

Olá, isto não é uma crítica, é apenas a minha opinião com base numa constatação, em Portugal existem milhares e milhares de praticantes de BTT, porque é que não há mais participantes neste fórum que é o maior fórum de BTT em Portugal? Será falta de publicidade?​
Eu diria que é por haver mais bikers interessados em andar a curtir os trilhos e montes do que estar em casa a teclar em frente a um monitor e consequentemente a dar pouco ou nenhum uso à burra! :twisted:
Esses estão-se a cagar para o fórum e para as apps móveis. Não estou a vê-los parados no trilho a olhar para um dispositivo móvel, a tirar selfies, a comentar a experiência ou a responder a uma questão exposta no fórum. :lol:
 
#17
nao posso concordar, curtir a natureza e mais do que andar na burra, e sentir o ambiente, deixar-se envolver, gosto de parar, tirar fotos, relatar algo...
podes nao fazer isso, mas decerto te deves lembrar de malta que esta na "berma" ao telemovel ou parada simplesmente a apreciar a natureza...
 

Joseelias

Well-Known Member
#18
@Hardskin

A auto-critica é uma qualidade admirável. Acho é que mais ninguém aqui no fórum se reconhece no que acabaste de escrever, não é pessoal?

Enviado do meu desktop quad-core usando Tapatalk do topo da serra da Arrábida

:D :D :D