Novo Código da Estrada - Balanço - Melhorias ou não?

"mas nesse caso a lei do metro e meio é uma "banhada de água fria" porque suponha-mos que ia um ciclista próximo da linha separadora de faixa"
Esta situação ñ se pode verificar porque de acordo com o artigo 90 os ciclistas devem circular o lado direito da faixa de rodagem, os seja não se podem chegar à linha separadora, e consequentemente quando vais à outra faixa de rodagem para fazer uma ultrapassagem estás automaticamente a mais de 1.5m do ciclista.
 

SeteGu

Active Member
Eu acho que a Policia deveria ter mão mais pesada para ambos os lados. Quer "obrigar" os carros a cumprirem a regra dos 1,5m quer obrigar os ciclistas e cumprirem o código da estrada (vermelhos, etc...).

E sim... abusos há de ambos os lados... já as consequências são quase sempre para os mesmos...
 
Eu acho que vai ser complicado multar a regra do 1.5m, o policia pode multar por não manterem uma distância de segurança, mas dificilmente conseguem provar que não ia à distância regulamentar sem acesso a imagens. A não ser que agora comecem a andar de fita métrica na mão...
 

SeteGu

Active Member
Salvo erro da mesma forma que "provam" que alguém passou, por exemplo, um sinal vermelho. O condutor pode sempre alegar que parou e respeitou o sinal... mas é a palavra do Policia que (normalmente) é tida em consideração.

E claro que ninguém vai andar com uma fita métrica... agora se o condutor nem mudar de faixa é óbvio que não cumpriu os 1,5 m.
 
atencao que nao é só pra velocipedes o 1.5m, é tambem pra peoes. Se forem na via, sem berma por exemplo, tambem têm de guardar o 1.5m pra um peao. È pra defesa dos mais frageis na via.

os ciclistas ja nao têm de andar o mais á direita possivel, depende das condicoes de circulacao. E acho muito bem, por vezes á buracos, sargetas, era um absurdo mandar andar o mais á direita possivel.

se os ciclistas a par ocuparem toda a via, e podem. O meu guiador de btt tem 70cm e ha maiores, imaginando dois iguais ao meu lado a lado mais a distancia seguranca pra berma e entre os guiadores podemos apanhar toda a via. Mas ai ultrapassam pela outra faixa e nao têm obviamente de continuar a guardar metro e meio, senao tinham de ultrapassar pelo passeio :) Foi isto que me foi passado.

E por ultimo sempre houve uma regra no codigo sobre ultrapassagens (é preciso ter a certeza que nao esta ninguem na outra via) e distancia de segurança, nao é nada de novo. Apenas foi reforçado pros ciclistas e eu pelo menos concordo. O que está no codigo é que para ultrapassar um ciclista é preciso 1º abrandar, 2º fazer sinal 3º ver se na outra via nao esta ninguem 4º guardar o metro e meio de distancia. Qualquer falha nestes passos dá direito a multa assim haja vontade de multar. :D
 
Olha que o que o artigo 90 diz é que devem circular no lado direito da via mantendo uma distancia de segurança para a berma. Não podem ocupar a faixa toda, aqui não há grande base a interpretações, além de que os ciclistas só podem andar a par quando as condições o permitem, inclusive as condições da via. Ou seja se a via não tem largura para dois ciclistas a par não ocuparem mais da metade mais à direita da via, por exclusão de partes não podem andar a par porque a via não tem condições..... Obviamente que não vão concordar comigo, mas apenas demonstra que as coisas não são lineares.
 
eu disse "o mais á direita" era o que estava antes e que ja nao esta la :)

o parte do andar a par já parece-me birra tua. Desconheco essa coisa "se a via não tem largura para dois ciclistas a par não ocuparem mais da metade mais à direita da via, por exclusão de partes não podem andar a par porque a via não tem condições", já é o que queres que seja e nao o que é. Já te disseram que quem quer ultrapassar tem sempre de ir pra outra via pelo que é irrelevante se os ciclistas ocupam a faixa deles toda ou metade. Mas esta birra não é só tua, é de todo o automobilista nao tenho duvidas disso. Imagino que nao andes na estrada e o resto está tudo explicado. Mas a lei é a lei. Podem andar a par e como dizia o outro é lidar com isso. Obviamente excluem-se abusos, e nao vao andar a par e uma fila de 10kms atras deles, agora o resto e nao leves a mal é birra, é o "a estrada nao é pra bicicletas". :cool: Se fosse um camiao carregado, um mata velhos, um tractor, um velhote que mal vê a estrada a 10kms/h, uma carroça, iam lá atras e já nao havia este drama. Mas as bicicletas sao um veiculo como outro qualquer, nao tem de se desaparecer so porque o pessoal vem atras.

E nao te enganes, sou automobolista e odeio andar de bike na estrada, nao gosto, nao o faço. È pena que mesmo entre ciclistas haja esta pessima cultura de convivencia com as bicicletas, assim é dificil pedir que as mentalidades mudem a quem nem anda de bike.
 
Last edited:
Óbvio que podem andar a par, em determinadas circunstancias. E o facto de ser "irrelevante", é tão irrelevante quanto o cumprimento das restantes leis, ou só é relevante quando dá jeito???
Agora uma coisa tens razão, tenho uma certa embirração com o andar a par, mas isso apenas porque acho perigoso. Agora eu não fazer não significa que me incomode que os outros o façam.
Quanto a andar na estrada, infelizmente pouco tenho andado ultimamente e o pouco que tenho andado tem sido quase exclusivamente na estrada. E muito raramente em estradas sem movimento
 
é mesmo irrelevante. A lei diz que podem andar a par e nao refere nada do que escreveste, nao interessa se a faixa tem muito ou pouca largura, se ocupam metade ou toda a faixa. È mesmo a realidade ;)

Se houver bom senso quem vem atras no carro nao começa a espumar da boca porque vê alguem a par, e quem anda de bike nao abusa do andar a par, nao vao a conversar e uma fila enorme atras nem vao 5 lado a lado (causa problemas escusados e stress e ma convivencia nas estradas). Parece o mais certo na minha opiniao.
Excluiem-se o achar que devem ou nao devem andar a par, a lei permite-o. Opinioes é pra guardar pra quem as tem, é como criticar os limites velocidade, ok e.... È tudo uma questao de bom senso.

Abrandar, fazer sinal, ver se podem ultrapassar (nao é ultrapassar e depois se correr mal atira-se o carro pra cima do ciclista) e guardar um metro e meio que é o mesmo que dizer "vá pra outra faixa que nesta estou cá eu, ate ca cabiamos os dois mas nao é seguro e a lei nao o permite". È tão simples tudo isto. Complicado é eu perceber como causa tanta celeuma.

Mas os ciclistas abusam do andar a par e os automoveis insistem em passar bicicletas sem cumprirem a lei porque sim, e porque acham isto e aquilo, coisas irrelevantes pro assunto como opinioes.
 
Só uma acha para a fogueira...

O que é mais fácil de ultrapassar?

30 ciclistas "ao monte", que ocupam a faixa de rodagem toda, mas que se distribuem por uns meros 10/20 metros de comprimento ou os mesmos 30 ciclistas a circular a par, ou em fila indiana mas que, com a regra do 1,5m, na prática tens que ir na mesma para a outra faixa e agora tens de fazer uma ultrapassagem de uns 60 metros ou mais?

E agora pensa nas estradas portuguesas que nem sempre têm rectas muito compridas...
 
Eis o que diz a lei:
2 - Os velocípedes podem circular paralelamente numa via, exceto em vias com reduzida visibilidade ou sempre que exista intensidade de trânsito, desde que não circulem em paralelo mais que dois velocípedes e tal não cause perigo ou embaraço ao trânsito.
3 - Os condutores de velocípedes devem transitar pelo lado direito da via de trânsito, conservando das bermas ou passeios uma distância suficiente que permita evitar acidentes.

Agora expliquem-me de que forma é que é irrelevante quando os ciclista vão a par em que parte da zona circulam quando a lei diz explicitamente o contrário.

Mas pronto levem a bicicleta :)
 
se fossem os dois a par do lado esquerdo da via (junto ao traço no meio da estrada) era estupido e contra a lei. De resto nao vai contra nada do que disse quer-me parecer. Vao do lado direito, mas isso tambem o codigo refere que os veiculos, carros ou outros quaisquer devem circular do lado direito, nem sequer é algo de novo ou destinado especialmente ás bikes ;)
Antes dizia que deviam ir o mais á direita possivel algo bem diferente do que agora diz.

Nao leio em lado nenhum que so podem ir a par se so ocuparem metade da via como dissestes. Ocupam o que tiverem de ocupar desde que vao pela direita como é obvio e senso comum.

@Pratoni nao vives a sul do tejo de certeza absoluta. Aqui é rectas a perder de vista
 
Só vou tentar explicar mais uma vez o meu ponto de vista e depois desisto.
Via de rodagem -> Zona longitudinal da faixa de rodagem destinada à circulação de uma única fila de veículos. Até aqui não há duvida, se só podem andar do lado direito da via significa que só podem andar do meio da via para a direita, porque esse é o lado direito, mantendo a distancia de segurança para a berma. Ou seja mesmo indo a par não podem desrespeitar isto, sempre do meio da via de transito para a direita. Ou seja só se pode andar a par cumprindo as restantes regras de transito.
E relativamente aos restantes veículos, o código diz que devem circular o mais à direita possível, não do lado direito da via de rodagem. São coisas diferentes.
Com esta alteração de código ganhamos alguns metros e teoricamente alguma margem de segurança, mas não ganhamos a estrada toda. Continuamos a ser um veiculo lento e devemos de agir de acordo com isso. E para mim isso é que deveria ser senso comum.
 
Last edited:
Pratoni a questão não é o que é mais fácil ou mais difícil.. A questão é que por aqui (no fórum) parece que só os carros é que infringem as leis e a culpa num acidente carro contra bicicleta é sempre do carro que não tem respeito pelos ciclistas e as coisas não são bem assim porque o que menos falta são ciclistas a infringir leis colocando-se em perigo e depois a culpa é do carro, do peão, do cão e até do periquito mas nunca é dele.. Dei apenas o exemplo dos 30 ciclistas ao monte (4 e 5 a par) que estavam claramente a infringir a lei é que tornavam completamente impossível de respeitar o tal 1.5m..

Como já disse antes bestas e bestiais há dos dois lados e quem quer exigir que a lei se cumpra nos casos a seu favor também tem de estar preparado para comprir a lei contra eles e acredita que o que não ia faltar por aqui eram virgens ofendidas a reclamar das autoridades que andam a caça a multa.. A "história" de o outro errou e tem de ser castigado mas eu faço o que me apetece e nada me pode acontecer já é mais velha do que eu..
 

SeteGu

Active Member
Creio que percebi o que o Baba quer dizer.

Supostamente devemos circular pelo lado direito da faixa de rodagem. Qual é a largura mínima de uma faixa? 2,5m?

Dois ciclistas lado a lado ocupam sempre, pelo menos, uns 1,2m.
 
@Baba
não é "se só podem andar do lado direito da via" e estou-te a citar, porque isso nao está escrito em lado nenhum na lei e tu ate citaste o artigo, é "devem transitar pelo lado direito da via de trânsito", algo que é aplicado a toda a gente e nao significa o que queres á força que signifique. O que significa é que os ciclistas mas também toda a gente nao podem circular do lado esquerdo da via (isso é na Inglaterra) mas do lado direito, apenas e só isso. Nao temos de circular so em metade da via, isso é uma ilusao tua e que nao esta escrita em lado nenhum. Tambem penso que nao vale a pena insistir nisto.
 

Joseelias

Well-Known Member
Acho que há confusão nos termos usados:

* Faixa de rodagem: parte da via pública especialmente destinada ao trânsito de veículos

* Via de trânsito: zona longitudinal da faixa de rodagem, destinada à circulação de uma única fila de veículos

Por exemplo:

Uma Faixa de Rodagem e uma Via de Trânsito em cada sentido.


Uma Faixa de Rodagem com duas Vias de Trânsito em cada sentido




Isto é, quando se diz que "Os condutores de velocípedes devem transitar pelo lado direito da via de trânsito, conservando das bermas ou passeios uma distância suficiente que permita evitar acidentes." isto significa que nos devemos manter do lado direito da via em que circulamos (não da faixa mas apenas da nossa via). Até podemos ter o punho esquerdo a 1mm do centro da nossa via (virtualmente no meio) mas teremos sempre que estar do lado direito.

A diferença para a antiga regra do código é que nesse dizia que tínhamos que ir o mais próximo possível da berma mantendo uma distância de segurança. Agora já não somos obrigados a circular junto à berma mas temos que nos conservar na metade direita.

Penso que o Baba tem um ponto de vista válido quando afirma que dois ciclistas lado a lado dificilmente respeitarão a regra de ocuparmos apenas a metade direita da nossa via de trânsito. Excepto em estradas anormalmente largas em que a nossa via tenha, digamos 3 metros, e dois ciclistas lado a lado consigam ocupar menos de 1,5m dessa via. Não tinha pensado nisso mas faz algum sentido.

As duas normas fazem pouco sentido quando comparadas uma com a outra pois a nº2 que nos permite circular a par torna-se virtualmente impossível de cumprir de acordo com a 3º. Se houver problema vai tudo depender do lado que o policia ou o juiz tiverem dormido nessa noite.

 
Last edited:

SeteGu

Active Member
Exato... Era o que queria dizer Joseelias mas usei um termo errado.

Acho que faz sentido até por causa da regra do metro e meio.

Ainda assim alguém com guiadores curtos e indo o mais à direita com quase metade do guiador do lado de fora da estrada facilmente ocupa apenas metade da via se esta medir uns 2,5m.
Julgo que até há vias com 3,5m mas talvez seja só em vias rápidas e autoestradas.
 
Dai eu ter dito que as coisas não são lineares, e por menos sentido que faça é o que está escrito na lei.
E Jocas22 , a nível legal devem, entende-se como têm, é uma obrigatoriedade, mas isso são pormenores, até porque não me compete andar a ensinar ninguém a ler leis.
Agora que o que eu disse está escrito na lei está. se o querem levar em consideração ou entender como relevante já vai de cada um.