Gold Nutrition Goldrink Premium ou Gold Nutrition Creatine Power Mix ?????

#1
Boas pessoal, venho aqui postar para me aconselhar com voces, eu faço btt, faço maratonas com percursos dos 45km a 75km; ando todos os domingos, e durante a semana faço corrida, e algumas serires de subidas, e por vezes umas voltas de estrada na bike de btt ou rolos por vezes, enfim mas é nos domingos as voltas duras, usava geralmente o GOLD DRINK normal,. mas já há muito que queria esperimentar o GOLD DRINK PREMIUM, mas no entanto enganado por um amigo propositadamente esperimentei GOLD CREATINE POWER MIX, e a verdade é que achei uma diferença colossal do Creatine Power para o gold drink, agora tenho a duvida se continuo com a creatine power ou se esperimente o gold drink premium ?? qual dos dois os mais adequados ??
 
#3
A Creatina é usada principalmente em culturismo para aumentar a força e a resistência.
Para o músculo executar uma atividade utiliza a Adenosina Trifosfato (ATP) juntamente com a glicose e o oxigénio. Ao utilizar a ATP vai-se perder um átomo de fosfato e originar a Adenosina Difosfato (ADP) como resultado final da atividade.
Ao tomarmos Creatina (a mais usual o monohidrato de creatina) o corpo utiliza a fosfocreatina para recuperar novamente o átomo de fosfato e voltar a formar a ATP (novamente disponível para ser utilizada no exercício).
A Creatina é dos suplementos mais estudados no desporto e seguro, contudo, quando tomado deve ser aumentada a ingestão de água para proteger os rins. Outra característica é o aumento de peso resultante de uma maior absorção de água pelos músculos.
Assim sendo, a Creatina penso que não terá grande interesse para o btt...
O funcionamento também é completamente diferente das bebidas isotónicas que ajudam a repor os minerais perdidos.
 
#5
Concordo com o que foi escrito. A Creatina não tem grande interesse no BTT.

Relativamente à diferença entre o Gold Drink normal e o Premium está, principalmente, nos BCAA's que influencia a recuperação.
Pessoalmente já usei o Premium e acho que a diferença de preço não compensa, aconselho usar o normal e depois tomar o Fast Recovery depois dos treinos mais duros.
 
#7
Trainzeiro, a água é a bebida mais importante para quem pratica qualquer desporto... e mesmo para quem não pratica! ;)

Contudo, hoje em dia estão na moda as bebidas "energéticas", as isotónicas, os recuperadores...
A seguir à água, as bebidas isotónicas poderão ser uma boa ajuda durante uma atividade física intensa, as restantes apenas em situações muito pontuais.
 
#11
Eu estava a ser ironico :)
Existem atletas e atletas e existem treinos e treinos! Agora de uma coisa podes ter a certeza, as bebidas com sais hidratam mais do que só agua.
Portanto quando se trata de obter melhor performance em competição o melhor são os sais.
Em treinos vale tudo.
 
#12
Agora de uma coisa podes ter a certeza, as bebidas com sais hidratam mais do que só agua.
Vaspsy, o que hidrata é a água! ;)
Os sais ajudam os músculos a funcionar melhor. Normalmente uma bebida isotónica tem água, sais minerais e hidratos de carbono.
A água ajuda a repor as perdas (hidratar), os sais ajudam os músculos a funcionar normalmente (evitar cãibras), e os hidratos de carbono a repor a energia.
No ginásio que frequento, vejo várias vezes por lá um atleta olímpico (medalha de prata, não vou referir nomes) que por acaso até é patrocinado por uma marca de suplementos energéticos e durante os treinos nunca o vi a tomar nada! ;)
 
#13
Não vale tudo se se quer ser atleta (e bom) por muito tempo. De outro modo o desporto faz mal à saúde, devendo fazer o inverso. Muitos dos sais necessários existem na fruta natural e hidratos de carbono noutros produtos naturais também. Já agora mais baratos.
 
#14
Por vezes, em determinadas situações fica mais económico utilizar suplementos do que alimentos naturais.
No caso da proteína, é mais económico tomar whey do que ingerir a mesma quantidade em alimentos (carne, leite, ovos, etc...)
A regra de ouro é associar um bom treino a uma boa alimentação! E como foi dito, a natureza dá-nos tudo o que precisámos, apenas temos que saber comer.
 
#15
Todas as bebidas energéticas / isotónicas comerciais, têm um grande defeito, têm excesso de açúcar. Os fabricantes fazem-no de propósito, para que a mesma tenha melhor sabor e para que os consumidores gostem mais das mesmas e consumam mais.

Se as bebidas tivessem o conteúdo correcto de sais ficavam com um sabor ligeiramente salgado e não vendiam.

O açúcar presente nas mesmas até é bom durante o exercício, é uma fonte de energia rápida e o corpo aproveita a mesma, mas também aqui as bebidas comerciais normalmente pecam por excesso de açúcar e um pequeno grupo de atletas não se dá bem com isso, não gosta da sensação de “estômago cheio”.

Devido a estes factores os atletas normalmente bebem água e não bebidas comerciais.

A melhor bebida isotónica é acrescentar apenas os sais à água. Podes ver modos de preparação em motores de busca. Junta-se sal / bicabornato / etc à água e fica-se com uma bebida muito boa.

Eu costumo utilizar eletrólitos em pó (Cloretos / Sódio / Potássio / Cálcio / Magnésio ) e junto à água. O sabor não é bom, sabe ligeiramente a sal, mas também não é mau.

Se quiseres energia acrescentas maltodextrina em pó e frutose, mas o sabor fica longe das bebidas comerciais ( sabe a água com açúcar e sal, não vale nada )

As bebidas comerciais típicas são uma mistura de maltodextrina e sais com corantes e reguladores de acidez para darem o sabor final agradável.

Em passeios ou maratonas de varias horas ai sim já utilizo os pós comerciais, têm a vantagem do açúcar e do melhor sabor, mas mesmo aqui costumo cortar na quantidade para não ser enjoativo e acrescento os eletrólitos em pó ( em cada litro meto metade da dose recomendada de cada ).
 
#16
Eu apenas utilizo isotonicos em prova ou em percursos longos com muito calor porque grande parte dos treinos a ideia é tornar o organismo mais eficiente e habitua-lo a produzir energia. Tirando os isotópicos atenção ao que se toma , creatina pode ter problemas graves aos rins , muita atenção com isso, como a proteína também é preciso cuidado, acho que não se deve tomar essas coisas sem sabermos bem o que precisamos , eu por ex a 2 anos fiz exames e tive que reduzir na proteína porque o meu organismo já produzia bastante, temos que conhecer o nosso corpo para não prejudicar a saúde .