Dicas para boas fotografias

#61
Há sempre formação de fotografia pela país e é sempre bom perder uns dias nisso. Se houver uma onde se faça foto a preto-e-branco... onde carregam a fita no rolo, tiram as fotos, revelam o rolo, imprimem a imagem no papel e revelam a fotografia no papel com os líquidos revelador+água+fixador... isso era maravilha!
Abraço
Bons velhos tempos: 17 metros de rolo P&B 135 mm. da Ilford cortado às escuras na casa de banho e colocado nos carretos. Planos fotográficos às centenas

Revelação "à maneira" com vinagre a fazer as vezes de "banho de paragem" e a luz vermelha com o ampliador "Zenith" que mais parecia uma nave espacial da CCCP
, o papel fotográfico Agfa de tom mate e as provas de contacto só para ver quais as fotos a ampliar...

O digital veio acabar com o romantismo! ;)
 
#62
Epá... que belo ampliador... e quando ele focava dum lado e desfocava do outro? Acertar o negativo, às vezes meio solto no ampliador para ficar tudo direito, era um trabalho d'homme! Mas muito divertido, sobretudo fazer fotografias enormes.

Bem, hoje com a fotografia digital é mais levar as imagens numa pen e mandar revelar... a cores!!!

Portanto, há que pensar mais na composição e disparar!

Mas esse ampliador faz-me recordar... o cheiro dos líquidos... passar o rolo para os suportes completamente às escurar... era giro... contar o tempo para revelar o rolo, o quarto escuro e sobretudo em luz vermelha já na fase do papel...

Bem... também eu hei-de levar uma compacta para os treinos e provas ou até a minha máquina de video digital que faz fotos também... e depois veremos o resultado.

Abraço
Adelino
 
#65
A daquela pequena queda de agua, podias baixar a velocidade para tentar obter um efeito tipo este...
è claro que com essa quantidade de agua, n dava para fazer milagres, mas ja dava para ver o que era possivel fazer ao baixar a velocidade..
 
#67
A daquela pequena queda de agua, podias baixar a velocidade para tentar obter um efeito tipo este...
è claro que com essa quantidade de agua, n dava para fazer milagres, mas ja dava para ver o que era possivel fazer ao baixar a velocidade..
Realmente fica espectacular, obrigado pela dica... acho que a minha maquina (sony DSC-W120) é que não dá para essas aventuras...lol...no próximo upgrade
 
#68
Realmente fica espectacular, obrigado pela dica... acho que a minha maquina (sony DSC-W120) é que não dá para essas aventuras...lol...no próximo upgrade
Realmente é pena. Fui ver o site dessa máquina e lá tem: http://www. sony.pt/product/dsc-w-series/dsc-w120#pageType=TechnicalSpecs

Modo de Prioridade de Abertura
NÃO
Modo Manual de Abertura
NÃO

No entanto, com luz natural essa máquina faz outras "maiores" corar de vergonha! Este automáticos são espantosos. Só é preciso um fotografo com ideias para uma boa composição.

Sabes, é como um F1 na mão de um condutor normal. Nem arranca! E se arrancar (lol pois.. é capaz...) fica na primeira curva... a tirar a tinta da parede.

---

Crocha, as fotos estão muito porreiras... a paisagem é demais, mas a primeira está um pouco desnivelada. A segunda um pouco mas a primeira nota-se a igreja lá ao fundo mesmo torta. Ou está mesmo a cair? Exprimenta tirar a mesma foto e manter a linha do horizonte... horizontal.

Também eu às vezes tiro fotos assim e depois vou ver e... epá... que desilusão... ao menos talvez seja possível ajustar a imagem no Picasa ou outro editor.

Aquele abraço
Adelino
 
#69
Crocha, as fotos estão muito porreiras... a paisagem é demais, mas a primeira está um pouco desnivelada. A segunda um pouco mas a primeira nota-se a igreja lá ao fundo mesmo torta. Ou está mesmo a cair? Exprimenta tirar a mesma foto e manter a linha do horizonte... horizontal.

Também eu às vezes tiro fotos assim e depois vou ver e... epá... que desilusão... ao menos talvez seja possível ajustar a imagem no Picasa ou outro editor.

Aquele abraço
Adelino
Pois realmente só me apercebi que estava torta por falares nisso, só me preocupei em tentar enquadrar a sombra da ponte....estava com o modo maçarico activo :(....mas é para isso que existe este tópico, para poder melhorar e aprender mais qualquer coisa...

Abraço
 
#70
Têm por aqui fotografias bastante engraçadas, dei-me ao trabalho de ler tudo apesar de já não dizer nada por aqui há uns tempos e gostei.
Deixo aqui 3 minhas que gostei bastante e que estão neste momento num concurso ( se vos apetecer votar, força aí, e se virem o que há mais pelo concurso vão ver belas fotografias também )

http://foto.universia.pt/verfoto/do-Sol-na-Ilha-Faro
http://foto.universia.pt/verfoto/Monsaraz
http://foto.universia.pt/verfoto/Pico-Ruivo

Já agora, digam-me o que melhorar. Estou a tentar alguma coisa mais elaborada com fotografia, para complementar o hobby do BTT. Essas 3 foram tiradas com a minha DSLR, uma Sony A230, com uma lente Sigma 28-135 2.8-4.5. Bons clicks!
 
#71
Já agora, digam-me o que melhorar.
Viva!
Além de BTT também, como já devem ter percebido, gosto de fotografia. E se há uma coisa que eu gosto, é que me digam que uma foto qualquer que tirei não está perfeita e devia ter sido assim e doutra forma, se calhar de outro angulo ou que não vai de acordo com algumas "dicas" que todos aprendemos ao estudar fotografia. E porque é que gosto? Porque nesse momento fico a saber tanto como o crítico e aumentei o meu conhecimento, além de talvez, poder fazer a mesma foto ainda melhor.

Ora, quanto às tuas fotos só tenho uma questão sobre a do Pico. É regra comum não fazer fotos de horizontes... ao meio. Ou seja, se há um horizonte, essa "linha" não deve ficar no meio. Ou no terço de cima ou no de baixo. É como dividir horizontalmente a imagem em 3 e usar essas duas linhas para colocar os horizontes.

O horizonte "horizontal" http://digital-photography-school.com/getting-horizons-horizontal
Também http://digital-photography-school.com/4-rules-of-composition-for-landscape-photography
E finalmente a tal "regra" que falei http://digital-photography-school.com/rule-of-thirds

Mas... as regras não são para quebrar?

Abraço
Adelino
 
#72
Boas.

Eu por acaso raramente meto o horizonte a meio, embora nunca tivesse ouvido ou lido nada sobre essa regra. Gosto de deixar mais céu que terra, como se vê na fotografia de Faro.
Nesse caso particular, queria apanhar aquela nuvem espetacular do lado esquerdo, sem no entanto "perder" demasiado céu. Aliás, a situação ideal para mim nesse enquadramento seria ter uma lente com maior angulo de visão, talvez uma 15mm, para apanhar tudo e depois fazer um crop para ficar com mais céu e uma fotografia "comprida", chamemos-lhe assim. Deverá ser a minha próxima compra, uma grande angular ;)

Ah, reparei agora na outra razão para subir um pouco mais o horizonte. Estava contra-luz e as montanhas do segundo plano ficaram com pouca definição, por isso tentei apanhar melhor as do primeiro plano. Mas concordo contigo, ao meio fica meio esquisito eheh
 
#73
Ora aqui está um tópico que gosto muito. :)
É sempre bom aprender mais algumas coisas, embora goste bastante de tirar fotos, ainda percebo muito pouco disto. :(
Vou deixar aquyi algumas e podem comentar á vontade e indicar os erros ou melhorias a fazer numa próxima.
As fotos foram tiradas com uma Fuji S5600 e uma Panasonic Lumix DMC - FS62













 
Last edited:
#74
Viva
Gosto particularmente da última porque a expressão é espectacular. E gosto da ponte de dois arcos do Gerês... é uma zona admirável. Aquele lago é lá ao lado... pelo menos parece-me. É uma zona escondida, mal se vê a entrada, mas vale a pena fazer umas caminhadas por essa e tantas outras lá à volta ou perto de Castro Laboreiro.
Abraço
Adelino
 
#77
Viva
Gosto particularmente da última porque a expressão é espectacular. E gosto da ponte de dois arcos do Gerês... é uma zona admirável. Aquele lago é lá ao lado... pelo menos parece-me. É uma zona escondida, mal se vê a entrada, mas vale a pena fazer umas caminhadas por essa e tantas outras lá à volta ou perto de Castro Laboreiro.
Abraço
Adelino
A ponte é a Ponte Nova, pertençe a um conjunto de 7 pontes de Castro Laboreiro. Fica a cerca de 3km do centro de Castro e a lagoa é mesmo ao lado. Ainda apanhei lá um banhito de sol e nadei um pouco. :)
 
#78
Essa última foto está brutal!:D
Parece que o míudo ficou admirado e surpreendido com o seu próprio reflexo:p
A foto foi tirada mesmo no momento ou foi "programada" antes?
A foto foi tirada no momento. O miudo da foto é meu filho e como ele está sempre na palhaçada...foi apanhado. :)
Também tenho outra engraçada tirada á minha filha que estava no W.C. do outro lado.



Embora a outra esteja mais bonita, achei esta engraçada por causa do contraste do preto e do branco.
 
#80
Com a massificação do uso das câmaras fotográficas digitais toda a gente passou a ser um "ganda" fotógrafo. Muitos esquecem-se que a fotografia basicamente é aproveitar a luz como quisermos.

Há que pense que uma câmara fotográfica cara e de excelente qualidade é sinónimo de boas fotos! Ajuda, mas é só meio caminho.
Já vi muito boas fotos feitas com "caixotes" compactos. Abaixo está uma foto feita com uma SONY DSC-P72.


Felizmente vão-se vendo cada vez mais excelentes fotos feitas pelos nossos colegas de pedal.

Fica aqui uma ligação para mais umas dicas, "The Fundamentals of Action Photography" por Ian Hylands :
http://www.pinkbike.com/news/The-Fundamentals-of-Action-Photography-2012.html

Leiam, inspirem-se e continuem a embelezar a net com boas fotos de BTT.

Jorge Menau

PS#1: Vá lá... deixem de dizer "tirar fotos", mudem para "fazer fotos".
PS#2: Vá lá... deixem de dizer "máquina fotográfica", mudem para "câmara fotográfica".
PS#3: Velocidade de obturação medido em segundos? Mudem para "Tempo de obturação" (OK, eu sei que em inglês lhe chamam de "shutter speed").