BTT, desporto ou ostentação??

#42
Existe uma linha muito ténue entre o desporto e a ostentação, o que eu penso é que se faz muito juízo de valores, quem sou eu para criticar A ou B por ter artigos de topo, porque não posso ter material bom sem dizerem logo que é só para ostentar, será que para gostar de btt tenho de andar cheio de lama e com a bike toda amassada? será que não posso parar na esplanada a tomar café? será que tenho de encher a transmissão de lama, partir correntes, dropout
´s, dar cabo dos rolamentos só porque tenho material bom e não o quero estragar? então o melhor é vender tudo porque eu sou um ostentador, alias vou já pedir a admn. do forum para apagar o meu registo pois não sou digno de aqui estar devido á minha maneira de estar no Btt, afinal só se é um puro betetista se não se parar em lado nenhum, alias nem sequer o puro betetista deve desmontar em situação alguma, e ai daqueles que parem à sua frente por causa de uma qualquer poça de agua, no fim de contas penso que existe é muita dor de cotovelo, só podemos ter o que podemos ter, quem tem bom ainda bem que pode ter quem tem pior ainda bem que se pode dar ao luxo de ter esse pior, pois o nosso desporto engloba pessoas de todas classes desde o desempregado até ao senhor doutor, o que conta são as pernas, eu só pedalo com as minhas e estou me nas tintas se fulano pensa que eu só ando de bike para mostrar o material, no fim de contas o que interessa é o que nos fazemos, pensamos e levamos deste desporto, o que os outros pensam para mim é igual ao litro.
 
#43
Este é mais um tópico que daqui a 20 páginas cada um vai ficar com a sua opinião e não se vai chegar a nenhum consenso....

Como em tudo na vida há por aqui todo o tipo de gente, com motivações tão diversas como o carácter das pessoas, extracto social, idade, sexo, etc.

Só fico intrigado é quando vejo escrito "espírito deste desporto"... Aos inteligentes e seguramente doutos nas matérias do "eu é que sei" e "no meu tempo é que era bom", gostava que explicassem a um gajo com 41 anos que começou a dar umas pedaladas numa bike de btt nos finais dos anos 80 do século passado, o que é isso do ESPÍRITO....

Desde já o meu obrigado por tal esclarecimento.
 
#44
Ora aqui está um bom tópico para se perder tempo a fazer nenhum... confesso que só li as 2 últimas páginas e só consigo ver que anda muita gente a perder tempo em cima da bicicleta em vez de ir ao dentista... tenham dó das vossas ideias pré concebidas e metam carga nos cranks ;) não quero ser mal educado com ninguém, mas, se o material é x ou y só ao dono diz respeito, se para na tasca, desde que pague a conta também ng tem nada que ver com isso, portanto....
Saudinha da boa e cuidado com as invejas ;)
 
#45
Eu não me importava nada de "ostentar" uma topo-de-gama.
Mas em vez disso "ostento" a minha de gama-baixa no percurso casa-trabalho todos dias, nos passeios, sempre que possível e por onde calhar, incluindo subidas e descidas, calhaus, lama, poças de água e... asfalto. Paro nas esplanadas, nos tascos ou no meio do monte para o reforço, dou uns malhos e fico todo arranhado e, se for caso disso no final, deixo a bicla cheia de lama por não haver mais força para segurar os sapatos.
"Desporto ou ostentação"? Não sei nem estou muito preocupado. Mas sim, adoro "ostentar" a minha bicla. Se eu tivesse uma topo-de-gama ia adorar "ostenta-la" exactamente da mesma maneira.;)
 
#47
Na minha opinião cada um tem o que tem! Não é por ter uma grande maquina, que se ganha todas as provas. Antes de olhar para a bike do ciclista deve-se antes de olhar para o mesmo, porque a verdadeira força do btt vem da pessoa e não da bike. Cada um tem conforme as suas possibilidades, mas nunca se deve troçar daquele que tem uma bike mais fraca, pois este poderá ser mais poderoso que tu.
O btt é uma paixão, um modo de convivência, amizade.....não façam como no futebol!
Fica aqui um video! http://www.youtube.com/watch?v=nMch4_BGUC4

cumps,
 
#48
Voltem atrás e se não leram o que o malks disse, leam. Pag 4, 23h19 m de ontem. Ele disse tudo. E não vale a pena hipocrisias.
Subscrevo totalmente.
 
Last edited:
#49
Gostava só de tentar dar uma opinião dada de um ponto de vista técnico. Existem camiões, camionetas, carros ligueiros, motos cada um com o seu tipo de utilização típico. No meu ponto de vista, se existe um desportista que faz competição deverá ter uma bike mais leve e fiável, quem vai andar a passear sem qualquer interesse competitivo, para ir tomar um café com bikes de >5500€ isso ostentação. Contudo estamos em um país livre e democrático.
Aproveito para dizer que recomecei o btt após 10 anos, sou um domingueiro e posso dizer que me dizem de lata que a minha bike é um XARUTO (500€) devido a não ter componentes caros, mais ninguém espera nas subidas ou dá explicações de como melhorar a performance do atleta.
 
#50
Lá está, é mais um tópico como tantos outros em que o assunto em debate é subjectivo e como tal, o consenso não será alcançado, por mais que queiramos (ou não).
A bicicleta é como os carros ou outros aspectos: cada um tem o que quer, dentro do que pode. A partir daí, pouco mais há a acrescentar.

Existe quem faça competição com bikes de 1000€ ou pouco mais, como existe que o faça com topos de gama.
O mesmo se passa com os adeptos do BTT que apenas andam ao domingo, porque a sua vida profissional ou familiar assim o permitem ou porque simplesmente não querem andar mais.
Espirito do BTT? isso é o quê, senão mais uma avaliação subjectiva?

Para uns será pedalar no campo a descontrair, para outros será fazer o melhor resultado possivel.
Para mim, continua a ser sair com um grupo de amigos, divertir-me à grande enquanto pratico desporto que é importante para a minha saude. Lá está, é apenas a minha opinião, mas como é algo subjectivo, é válida.
 
#51
O tempo que se perde a falar sobre ostentação ou desporto, melhor fosse utilizado a pedalar.

Cada um tem o que quer e para o fim que quer.

Mas caso queiram continuar esta discussão inócua eu questiono ostentação ou inveja?

Um abraço a todos e boas pedaladas.
 
#52
Se o material ajuda? Na minha opinião e experiência sim.
Já é a minha 3ª bicicleta, a 1ª comprada no Continente, pedais normais, v-brake, suspensão de mola, pesada, mas divirti-me à grande e garanto-vos que não esperavam por mim nas subidas, descidas, etc., na grande maioria das situações sempre esperei eu. Após 4 anos e como queria fazer up-grade a bicicleta e após pesquisa resolvi comprar uma nova, era mais rentável e lá a comprei. Continuei a divertir-me à grande, "evolui" para pedais de encaixe (escusado será dizer que houve as quedas da praxe), travões de disco hidráulicos e grandes voltas foram dadas e muitos tombos e sentia-me como se tivesse a melhor bicicleta, nunca me deixou ficar mal e o material aguentava como o raio. Vendi-a passado 4 anos e aderi ao carbono, mas sempre fiel às rígidas e sem entrar em loucuras de valores. Tenho a dizer que a perfomance melhorou, o entusiasmo e os Km's aumentaram, comecei a participar em maratonas e o vício de pedalar atingiu niveis preocupantes. Se gosto de ostentar a minha bicicleta? Claro que gosto, mas pelo que ela representa para mim, pelos obstáculos superados, pelas alegrias proporcionadas, pelas muitas e belas voltas que já dei e espero continuar a dar, pela sua fiabilidade, pelo repor de energias que me proporciona, pelas maravilhosas paisagens que já vislumbrei, pelas histórias vividas e tudo isto com a sua cumplicidade. Conclusão: tenho a minha bicicleta por gostar de praticar desporto, e esta é a que está dentro das minhas posses, e ela para alguns é um canhão e para outros razoável, mas para mim é o meu grande CANHÃO!
Boas pedaladas, sejam por ostentação ou sejam por desporto!
 
#53
parafusos said:
Conclusão: tenho a minha bicicleta por gostar de praticar desporto, e esta é a que está dentro das minhas posses, e ela para alguns é um canhão e para outros razoável, mas para mim é o meu grande CANHÃO!
x2
a minha burrica é um chasso ao lado das specialized, scott, etc.., mas passa pelos mesmo sitios que elas.
pode ir mais devagar, mais por culpa do dono, mas até hoje sempre chegou onde precisei.

ha quem compre um bike pro cenário, ha quem compre para andar.
solto uma gargalhada interior qd vejo a malta equipada do pes a cabeça, em bikes que custaram provavelmente o que vale o meu carro e tds polidas, evitando td e qq buraco ou lomba e depois vejo os "loucos" das bikes do continente a abrir, com as mini suspensoes a bater

e quem diz no btt, diz em tudo.
o que n falta é gente que compra para mostrar e gente que compra para usar
 
#55
Sabem qual é a maior diferença entre a vertente desporto e a ostentação (vaidade) no Btt??

- É que nesses sites de venda que proliferam agora na Net vão-se encontrar esses 2 tipos :

- Os que querem (e vão) comprar bikes de btt baratas para apenas fazer algum desporto
- Os que querem (e tem) de vender bikes "ostentadoras" porque deixaram de fazer desporto...e agora tem de fazer dinheiro.
Esperem para ver.

Já li neste fórum casos de pessoal que fez bons negócios, porque alguém um dia comprou uma bike xpto (se calhar só para mostrar o "canhão" que tinha aos amigos) e rápidamente percebeu que fez um mau investimento por não se querer sujar (como já foi dito) ou por não ter pernas nem vontade de ir suar para o monte. E alguém me pode explicar o porquê de alguém trocar de Sram x9 para Sram x0?

E meus amigos já disse e volto a dizer - não confundam inveja com bom-senso, que é o que parece continuar a faltar a muito boa gente neste desporto. Para esses era bom que lessem este tópico super realista :

http://www.forumbtt.net/showthread.php?23289-E-quando-as-bicicletas-interferem-com-o-mais-importante

Adiante, que se as "paredes falassem" muito boa gente nem se atrevia a escrever aqui o que escrevem.
 
Last edited:
#57
Eu já tive uma data de bikes, sempre btt, no entanto sempre a querer gastar pouco, cada vez que ía pro monte a seguir ía pra oficina, desta vez investi em algo mais arrojado e está a compensar e bem porque acima de tudo ando mais vezes...
 
#58
Concordo plenamente com o Alferes,

O meu percurso foi semelhante ao que ele descreve. Comecei com o ferro, rígida e nem era o meu tamanho. Quando acabava a pequena volta doia-me tudo menos as pernas, quando deveria ser o contrário.

Comprei uma Semi-rígida usada. Foi um grande salto, mas depois queria mais conforto, subir melhor, descer melhor, evoluir...

Como não tenho grandes restrições financeiras parti para suspensão total e carbono. Consegui o que queria, por agora estou satisfeito. Daqui a uns meses quem sabe...

Isto é ostentação? Talvez um pouco, mas não quer dizer que é mau. Quando compramos algo, queremos que seja bonito, gostamos que os outros apreciem o que temos. Eu gosto de apreciar as boas máquinas que os meus colegas tem, muitas são bonitas, bons componentes, mais leves. O BTT é isto tudo.

Companheirismo, bikes, serra, lama, etc...

A minha antiga bike vendi-a a um colega meu, não o enganei, fizemos um bom negócio. Tudo isto é BTT.

Pessoal excelentes pedaladas a todos, e, todos somos diferentes, pelo menos nos trilhos somos parecidos em alguma coisa e penso que não há ninguém que saia de casa para suar, sujar-se, enfim e até cair para mostrar a bike que tem...
 
#59
De facto quem não têm grandes restrições financeira, deverá escolher o que se gosta. A minha história é bem diferente, tenho uma bike semi rigida em alumínio da Merida 500€. Mas ao fim de duas voltas senti k tinha feito mau negócio, dado que subia mal, e que a suspensão poderia ser melhor. Claro que não troco, não por falta de dinheiro mas sim por uma questão de rentabilizar o equipamento.
 
#60
Boas!

Na minha opinião o BTT será sempre um desporto, com e sem ostentação, uma vez que cada um tem a sua forma de pensar e agir, como tal a barreira entre o desporto/ostentação é sempre difícil de definir...existem aqueles com espírito puro que começam com uma bina fraquinha (meu caso também) e que com o tempo e com mais € disponíveis vão evoluindo para coisas melhores e existem os outros que aprendem a pedalar em cima de uma bike de 4k€...e afins apenas para andar ao domingo...penso que aí começa a ostentação...

Mas como tudo na vida, existem os que querem e podem e existem os que querem e não podem...

O que interessa é manter o espírito livre e a malta se divertir a dar umas pedaladelas!! ;)

Cumps.