[Rescaldo] Manobras X

#1
Aguardava que alguém fizesse um comentário a este evento. Completando a bonita idade de 10 anos (já reflectiram sobre o quanto o mundo mudou em dez anos?...) acho que pelo menos umas linhas são merecidas e por isso, não havendo outro voluntário, aqui vai.

Desta vez a “desorganização” ficou a cargo do Clube BTT Famalicão e os rapazes, com um percurso à maneira, não defraudaram as expectativas de quem conhece os Ms anteriores, bem pelo contrário.

Falo apenas do percurso pois é disso que, por tradição, trata o Manobras. Independentemente do que quem o prepara, em cada ano, pode ou está disposto a oferecer como extra, o que interessa é o percurso de BTT e não o catering, o jacuzi, os escuteiros nas travessias de estradas e todas essas mordomias cuja discussão interessantíssima povoa 90% dos rescaldos deste fórum. Talvez por isso, apesar dos 10 anos de existência e dos elogios, este acontecimento nunca atingiu uma dimensão por aí além.

Apesar disso a coisa, pela manhã, como todos os anos acontece, estava composta no local de arranque. Diversas caras conhecidas, outras nem tanto. Fiquei agradavelmente surpreso por lá encontrar também alguns dos meus habituais companheiros de pedalada nos últimos tempos e foi na sua companhia que realizei a quase totalidade do percurso.

Libertos por essa caixinha mágica que é o GPS, pudemos apreciar ao nosso ritmo o que o percurso tinha para nos oferecer. Trilhos conhecidos, trilhos novos, subidas descidas, zonas rolantes, zonas técnicas... enfim não há muito que inovar quanto a estas classificações do terreno, a arte está é na forma como são encadeadas.

Do que mais gostei? Talvez das novidades. Numa ou outra até já tinha passado mas em sentido contrário. Gostei particularmente da subida pelo flanco da Franqueira e da “tareia” que nela levei do Tico, gostei de descer do Penedo das Letras para Guizande, gostei dos trilhos seguintes que não conhecia e gostei de ofegar Airó acima. Só dispensava mesmo a monotonia da infindável ciclovia no final, mas já sei que é da praxe.

Alguns "bonecos" que fui apanhando dos meus companheiros de pedal:


350plus num típico postal minhoto


No final desta subida um waypoint no track chamava-se "Consegui". E o Plus estava aqui quase a exclama-lo.


Raro documento histórico: Indy, 350Plus, Tico, Óscar e Lobo Solitário juntos numa mesma foto!


Lobo Solitário no final duma das descidas mais divertidas do percurso.


A ciclovia da praxe.


 
#2
"Então? Que se passou?" perguntava-me a Titânia Vanessa. "Como é que já não me vens ver desde Junho?"
Embaraçado, não tive coragem de lhe contar sobre a outra, a que mantenho na aldeia. São coisas que, a confessarem-se inocentemente, podem indispô-las e não queria que, de vingança, ela se enfiasse num buraco ou torcesse abruptamente a direcção, mandando-me morder o solo rochoso.
"Não me tem dado vontade..." menti automaticamente, para logo a seguir me arrepender.
Senti-a retrair-se. Pus-lhe a mão no quadro mas senti-a fria.
"Não é por tua causa..." gaguejei, "eu é que ando... aaahhh, cansado."
Ouvi um suspiro agudo. Olhei e vi o raio do pneu de trás completamente chocho.
"Está certo", pensei resignado. "Estamos quites!"
Durante uma hora dediquei-me com coração a tratar da Vanessa. Ela pareceu, aos poucos, ficar de melhor humor.
"Então? Quais são os planos?" perguntou-me animadamente.
"Vamos manobrar!"
"Sozinhos?" questionou-me, esperançada.
"Não, vamos com o moche. Nem sei exactamente quem vai mas deve haver muitas colegas para cuscares."
O amontoado tinha lugar em Famalicão. Lá estava o CEVA representado pelo seu querido líder, pelo meu genro Sr. Óscar, pelo jovem Eduardo das bicicletas esquisitas e pelo bravo Tico. Alguns dos outros eu conhecia, como os pinocos e um ou outro anfitrião. Mas a grande maioria, desconhecia. Estranhei a ausência do almirante Moniz, habitante daquela zona. Estaria adoentado?
Lá saquei a Vanessa do carro e começámos a rolar. Não tinha andado um quilómetro e ouço um feérico assobiar. Como a coisa não passava e estava mesmo à minha beira, parei e olhei. A Vanessa, com um sorriso vingativo no guiador lá chingava: "Não me ligas! Olha pró meu calçado. Está roto!".
Passou-me uma coisinha má pela cabeça mas, sabendo que ela tinha razão, lá me resignei outra vez e enfiei-lhe uma borrachinha. A verde gelatina que tinha enfiado de véspera ficou a decorar o caminho e as mãos do Tico, o único do CEVA com solidariedade perante as desgraças alheias.
O Manobrax começou calmo e percorreu terras baixas, dentro de arvoredo e passando pelas zonas rurais do concelho. O dia estava magnífico e estava contente com a opção de me ter juntado a este bando. Apesar de algo numeroso, como havia registo de GPS, podia seguir-se calmamente tranquilo e evitar congestionamentos.




Lá prós lados do clérigo guloso, o dos pudins, houve direito a alimento e água. Gente boa, esta de Famalicão. Nessa altura fez-se a reunião do CEVA, partido em dois pela minha paragem precoce. Seguiu-se uma subidita empinada. Ainda azeda, a Vanessa recusou-se a fazer as mudanças saltarem para a pequenina. Começou-me a dar ganas de lhe torcer qualquer coisa mas controlei-me. Besuntei-lhe o desviador da frente e a coisa lá se compôs.
Continuámos e, algures (não me consigo orientar naquela zona!), parámos para almoçar. O Hélder, que se nos tinha juntado nas movimentações dos duros do Lima há uns tempos atrás, aconselhou as sandes de carne assada. Bom conselho. O problema foi retomar as subidas pois o estômago reclamava pela sua parte da circulação sanguínea. Para evitar as "dores de burro", fui calminho. Apreciei o Minho dos vinhos verdes.



Seguiram-se umas subidas muito interessantes onde uns se portaram como fêmeas submissas enquanto outros lutavam pelo estatuto de macho alfa. Parece que quem lidera a alcateia será o Tico, segundo confessou o segundo pretendente.




Em jeito de recompensa, ofereceram-se-nos boas descidas que me deixaram animado. Vendo-me satisfeito, a Vanessa começou a gemer. Ainda pensei que estivesse satisfeita, mas não. Era mesmo para me irritar. Resolveu manter os calços da frente a roçar no metal. Pensei: "se me atiras ao chão, dou-te aos ciganos que andam por aí a apanhar metal para a sucata!"
Por terras dos Rates iniciámos um regresso plano usando a antiga linha de ferrovia da zona. Inicialmente seguíamos juntos, havendo, inclusivamente, manifestações de carinho entre elementos jovens e idosos.




O grupo voltou a fragmentar-se abreviando rapidamente o regresso.
"Para quem esteve tanto tempo parado, estás um velhote cheio de genica!" comentava ironicamente, junto ao carro, a Vanessa.
Percebi o chiste e encaixei-o silenciosamente.
Corei. Decidi que esta semana a levo à esteticista.
 
#4
Manobras do Minho

Tive pena de não poder estar aí,pelo menos para dar um abraço a alguns Amigos e a este letrista, fico feliz por elogiar este meu Minho.Que tanto adoro
Um Viva ao Minho.E a todos os Betetistas que por esses trilhos andaram
violabike
 
#5
Manobras X

Em 2007 participei pela primeira vez e agradeci o passeio que me presentearam, em 2008 pelas estatísticas dava um dia de chuva todavia tivemos um dia de sol, em 2009 diverti-me imenso ao longo de todo o percurso e em 2010 reforço a vontade de fazer um penta e para o ano quero estar no manobras XI, cinco presenças consecutivas dá acesso a ficar com troféu original em casa.
Manobras é desfrutar dos melhores trilhos, sem competição, com possibilidade de navegação à la carte, convivência saudável com outros betetistas, possibilidade de partilhar trilhos com alguns dos Gurus destas lides e chegar ao fim com a sensação que foi pouco, já acabou.

Para colorir a minha prosa de seguida figurarei este texto.


Figura 1 - A boa disposição no principio.


Figura 2 - Boa companhia.


Figura 3 - A entrega do cisco.


Figura 4 - A tal convivência.


Figura 5 - Grande estilo.


Figura 6 - Hora do repasto.


Figura 7 - Momento de equilíbrio.


Figura 8 - Continua a boa disposição.


Figura 9 - Bovinae


Figura 10 - Caballu


Figura 11 - Vale do Cávado.


Figura 12 - Consegui.


Figura 13 - Sem legendas.​

Boa data para o próximo ano: 12/11/2011. :cool:

[video=vimeo;15969670]http://www.vimeo.com/15969670[/video]

Fotos do Clube BTTFAMALICAO
 
Last edited:
#6
Ainda estamos no rescaldo do manobras X e o proximo Manobras ja tem data e tudo, isto e que e estar sempre a frente...:)
Ainda te arriscas a organizar o Manobras XI :) :)


SOGNIMOD AO PODER :):):)
 
Last edited:
#9
Bem depois de uma semana a recuperar, um breve comentario,

Era escusado por a ciclovia no passeio, sempre que faço um passeio para esses lados tenho de levar co a ciclovia.
Todo resto estava muito bem, achei parte do percurço muito bonito,

Tico
 
#12
Andou o pessoal lá do burgo uma data de anos a lutar para que houvesse ciclovia e agora dizem que não gostam. Cambada de mal agradecidos! :)

Cá para mim o problema era outro: habemus empenum! :D:D:D
 
#14
lobo solitario said:
...Percebi o chiste e encaixei-o silenciosamente.
Corei. Decidi que esta semana a levo à esteticista.

Fantástico diálogo Major!
Parti-me a rir...

Depois da passagem pela esteticista, acabarão as hostilidades.

*** Vou poderar seriamente estar presente no próximo Manobras e rever os amigos.

Cumprimentos!