Qual o gps mais apropriado para btt

#21
Tb estou a pensar comprar um GPS dedicado para esta tarefa. Até agora tenho usado o smartphone e como alguns já disseram serve perfeitamente e poupa-se uns euros. Bateria não é problema. Já andei com Orux e Endomondo abertos ao mesmo tempo (mas não com o ecrã sempre ligado) numa volta de 4h e acho que não consumiu metade. Mas para mim as desvantagens são: a questão do ecrã sempre ligado e quando chove. Daí estar a pensar na opção GPS.

Já agora, para mim não é dificil navegar na forma do Edge 500 (ou o 200 q acho q é igual). Já fiz navegação com o Orux, sem qq mapa, apenas com a linha e a seta. Claro que às vezes se torna dificil perceber por onde seguir, mas se sair da rota volta-se atrás :)
 

iMiguel

Well-Known Member
#22
No Edge500 (eu fiz um pequeno teste num track que conhecia) e aquilo basta desviares um pouco da rota, ele apita e mostra uma msg a informar que saíste da rota... Mas mesmo assim, nunca fiando!

@tiagofernandex, és capas de teres razão, no entanto eu prefiro separar as coisas: tlm para as chamadas e o gps para navegação.
 
#23
"tlm para as chamadas e o gps para navegação."

Se tiver um smartphone, tem GPS incluído... Qual é a vantagem de gastar uma nota pesada para se ter um GPS dedicado?
 
#24
tou bastante indeciso sobre amdos...
o dakota 20 ta mais que testado i ja com bastantes provas dadas aos utilizadores, o etrex 30 e um aparelho novo talvez uma versão mais avançada do dakota 20...

ja alguma vez alguém lidou com o etrex 30 e o dakota??? pois so assim se pode ter uma opinião formada de qual o melhor.
 
#26
15pfafe said:
tou bastante indeciso sobre amdos...
o dakota 20 ta mais que testado i ja com bastantes provas dadas aos utilizadores, o etrex 30 e um aparelho novo talvez uma versão mais avançada do dakota 20...

ja alguma vez alguém lidou com o etrex 30 e o dakota??? pois so assim se pode ter uma opinião formada de qual o melhor.
Eu era para comprar um etrex30, fui à ciclonatur para comprar um, estava mesmo convencido. Após olhar bem e exprimentar o etrex e o dakota saí de lá com o dakota, afinal o touch dá muito mais jeito que o botão.
Até agora não me arrependo em nada, muito pelo contrario de ter comprado um dakota20 em vez de um etrex ou um edge800.

kily said:
"tlm para as chamadas e o gps para navegação."
Se tiver um smartphone, tem GPS incluído... Qual é a vantagem de gastar uma nota pesada para se ter um GPS dedicado?
A vantagem é ter um equipamento a pilhas em vez de bateria, à prova de água e de quedas. Tenho ali um smartphone morto por ter apanhado um pouco de chuva...
 
#27
Eu tenho o Oregon 450T da Garmin, fiz o caminho Frances de Santiago em maio com chuvas fortes e granizo e suportou o clima perfeitamente. até hoje nunca tive motivos de queixa.
 
#28
Uma grande vantagem de um bom GPS dedicado em vez de um smartphone é que o GPS tem barómetro para medir correctamente e sem desvios a altitude. O acumulado das voltas medido apenas com o GPS como faz o smartphone é sempre exagerado, é um valor com o qual não podemos contar.
Além disso a questão da bateria ser suficiente, é na maioria das vezes, mas numa volta mais longa ou numa travessia já não dá.

Acho que para quem anda regularmente a compra de um GPS dedicado justifica-se.

À umas semanas já tinha comparado o meu Dakota 20 com o Oruxmaps no meu Xperia Go, numa análise que podem ver aqui.

Mas volto a dizer, não é só a Garmin que faz GPS para bicicleta, vejam também os MIO e os Bryton.
Eu a olhar para as especificações e para o preço do Bryton Rider 60 consideraria-o um sério candidato.

[video=youtube;2ocLxOx2-uA]http://www.youtube.com/watch?v=2ocLxOx2-uA[/video]
 
#29
sempre usei o meu xperia com o strava (inicialmente sportstracker) mas nunca via nada pois com medo de o partir, levava-o no "camelo" e mesmo assim depois de 1 ou 2 tralhos cheguei a temer pela vida dele.
o mais giro é que a ultima passeata em Sintra, registou me 61 kms com 3500 de acumulado !!! quando na realidade fiz 31 :eek: :eek:
nao sei como, depois do carregamento para o strava, lá actualizou com 850 de acumulado.
 
#30
viva,
li os posts anteriores na diagonal e aqui vai o meu bitaite:

Não gosto de usar o telemovel para navegação porque compromete a comunicação. para mim isso é importante que ando muito sozinho. Tenho um GPS para a bicla e um telemovel cuja bateria dura uma semana. Tenho smartphone, mas é do emprego.

Tenho um Garmin Etrex 20. Ecrã a cores e sem as vulnerabilidades do touchscreen.
Funciona a pilhas, que dá jeito nas travessias maiores onde não se pode carregar a bateria. Autonomia de algumas 15h.
Não tem altimetro/bussola, mas penso q não seja relevante em BTT. A bussola porque estamos em movimento constante e ele calcula bem o norte. O altimetro porque serve para saber onde estamos no momento. Onde vamos estar, planear percurso, etc pode ser previamente analisado no google earth ou pela topografia do mapa. Para btt, penso que não se justificam os 50€a mais pelo altimetro/bussola do eX30.

Quanto a outras marcas, não conheço e decidi não arriscar, escolher algo clássico, fiável e com provas dadas. Mas sem desvalorizar.
 
#31
ignite, já que tens um Etrex 20 (um dos modelos que estão na minha lista de possíveis escolhas), que tal é o funcionamento com aquele botão na frente que permite navegar nos menus? A deslocação torna-se lenta ou não? Tenho receio que não seja muito praticável usá-lo, comparado com o touchscreen (que por outro lado tb não sei se funcionará bem com luvas).

Que vulnerabilidades consideras que os touchscreen têm? É o facto de poder ser menos resistente a quedas?
 
#32
O touchscreen do Dakota funciona na perfeição com luvas e não é nada vulnerável, está uns bons 5 mm para dentro do aparelho para que não tenha contacto com o chão em caso de queda. Ah, e o Dakota também é a pilhas.
O altímetro barométrico é sempre bom para quem gosta de ter os dados com precisão para analisar depois da volta, para saber o valor real de acumulado, por exemplo. A bússola electrónica dá jeito quando estamos a seguir um track, surgem dois trilhos e paramos na dúvida de qual o trilho que o track segue, podemos apontar para os dois trilhos e mesmo parados a nossa direcção no mapa actualiza e podemos ver qual trilho que está na direcção certa. Não são coisas fundamentais, mas se é para ter um aparelho dedicado então que tenha também funções dedicadas que valham a pena.
 
#33
Keeper:
O touch é sempre mais prático, é verdade. E contra o argumento do FiCaçador acerca da vulnerabilidade da coisa: acredito até testar ou prova em contrário. Mas como nunca tive, não contesto além disto.
A minha escolha foi o etrex porque preferi não arriscar.

Em relação à bussola e ao altímetro... Eram 50 ou 60€ a mais... Achei que não valia a pena e até agora nunca me fez falta em travessias e voltinhas. Dá jeito, como o FiCaçador diz, mas não acho fundamental pelo investimento extra.

Como não costumo correr contra o tempo, preferi ir pelo preço/coisa que me pareceu mais fiável :p

é apenas o meu bitaite
 

Mr.sa

Active Member
#36
alguém por aqui usa o navi2coach? E se sim, alguém sabe o que vale comparativamente ao garmin edge500 ou a outro rival?

Eu estava a pensar adquirir um, o único senão é ter de comprar ainda o medidor de cadência e velocidade, pois infelizmente acho que os do meu sigma bc16.12 STS não funcionam com ele :(
 

MiGuEl_82

Active Member
#40
Eu tenho um Dakota 20 desde o Natal e estou satisfeitissimo! Agora que tenho GPS n me via a n ter novamente... é mt bom para explorar novos trilhos e zonas q n conhecemos...