o mito do "cai de costas"

#1
Boas,aqui à dias fui dar uma volta na Arrábida e calhou passar perto do "cai de costas",pensava eu que era uma subida super complicada com uma inclinação brutal e depois chega-se lá e afinal não é nada de especial,faz-se com uma facilidade que eu questiono quem não consegue subir aquilo o que dirá do trilho em Sintra que dá acesso à torre de vigia da Pedra Amarela!,feito pelo lado direito.
Isto é só a minha analise,gostava de saber opiniões de quem já fez o" cai de costas" e se acha assim tão difícil de fazer?
Boas pedaladas a todos.
 
#2
Mas "passaste perto" ou subiste ?
O "cai de costas" tinha a particularidade, e digo tinha porque alguém decidiu plantar gravilha pela subida acima o que a torna impraticável para quem sobe e mais perigosa para quem desce, mas dizia, tinha a particularidade de, de quando em vez, alguém "tombar" para trás ou para o lado tendo em conta a inclinação e a MUITA irregularidade do piso. Mas claro que há sempre a subida da Pedra Amarela...
 
#3
Passei perto e subi,até passei por um companheiro que estava a fazer a 2ª tentativa e não conseguiu. Falei na pedra Amarela mas em Sintra existem muito mais com um grau de dificuldade maior que o "cai de costas".
 
#4
O cai de costas já não é o que era em termos de dificuldade técnica, pois há uns anitos o piso era muito mais irregular do que hoje, o que fazia com que a tracção fosse pouca. É uma subida complicada, mas faz-se... convém é estar em forma. Para pessoal que vai andando de bike domingo sim domingo não é bastante difícil.

boas pedaladas.
 
#5
Boa tarde.

O "cai de costas" actualmente só tem o nome. Essa subida adquiriu fama nos anos 90 quando muito pouca gente a conseguia subir. Logo no início tinha uma pequena rampa que era quase impossível transpor. Na altura aqui por Setúbal, "apenas" o Tiago Semedo e o Nuno Pinho, a conseguiam fazer, talvez mais uns quantos, provavelmente... Ao longo dos anos a subida começou a ser mais acessível, até já lá vi carros... actualmente é apenas uma rampa com alguma dificuldade devido ao declive e à dificuldade, de alguns, manterem o equilíbrio e a tracção.


Abraço...

Rui
 

oliana

Active Member
#6
Subiste com a gravilha que colocaram há pouco tempo? Eu estive a ajudar outro bttista a "remediar" um furo cá em baixo e depois arranquei com a vontade de sempre sem sequer olhar para cima. Fiz a curva e ao chegar ao ínicio da rampa mais inclinada...a deceção. Sempre a subi com todas as dificuldades diferentes que teve nos ultimos anos (regos, raízes, pedras e terra solta. Mas a quantidade de gravilha nem deu para tentar. E ultimamente até tem estado muito fácil de subir pois foi alisada o ano passado, acho eu.
Garanto-te que se passares para o lado da Arrábida (isso aí são Louro e Barris,) na zona da Comenda e Rasca, vais encontrar as verdadeiras dificuldades.
Experimenta que vale a pena. Boas pedaladas.
 
#7
Boas Phalhas,
Pela descrição que fazes do que foi o "cai de costas" e o que é atualmente dá para perceber que está diferente,sendo mais fácil de transpor nos dias de hoje,mas a sensação que a mim me fica é que mesmo como está é muito difícil de transpor para alguns.
Oliana quando lá fui em Julho(acho que no dia 10) não tinha gravilha mas como escrevi num post atrás estava lá um companheiro que era a 2ª tentativa que fazia e não conseguiu,para o lado da Comenda acho que andei por lá e até fiz uma subida que deu algum trabalho para fazê-la. Eu como gosto de subir e fazer algumas rampas mais manhosas,olho para o "cai de costas" como sendo bastante acessivel como se encontra agora.
Boas pedaladas a todos.
 
#9
Boas,vou deixar a minha "deixa".
A Arrábida é a serra onde comecei a pedalar há uns 10 anos, na altura não havia ainda o grande Fluxo de BTTistas mas já existia o "cai de costas" que conseguia subir e não é das subidas que mais me custa mas claro que tudo o que se possa escrever, não é mais da experiência de cada um ea maneira como a encaramos. Era sem dúvida uma subida exigente e ainda o é. Sintra é outra serra que é destino semanal regular e existem subidas também piores que a pedra amarela mas claro que se calhar para outros, será fácil. A subida para a peninha, passando pelos burros, é bem pior (pdra solta, inclinação...); a súbida para Santa Eufémia, embora acimentado o pavimento mas tem uma inclinação BRUTAL;Uma subida que vai da barragem da mula até ao bombeiro (que não é a do caminho principal);.... enfim, tudo depende de como se encara mas acima de tudo gosto de encarar com o velho espirito do BTT, estamos para nos divertir e não para "morrer" a tentar mostrar como somos FORTES.
Divirtam-se nos trilhos e disfrutem de umas boas horas passadas em cima das nossas "amigas".
 
Last edited:
#10
Conheço bem o Cai de costas pois faz parte dos trilhos por onde costumo circular regularmente. É dificil de subir mas não é nada que não se faça. No entantanto actualmente com a gravilha que foi espalhada o grau de dificuldade aumentou substancialmente. Tiro o capéu a quem o consegue subir nestas condições.
 
#11
Conheço a subida do "Cai de Costas" desde Junho de 2010.
Raros são os meus treinos que lá não passam. No entanto, na 1ª tentativa não consegui, mas depois de apanhar o "jeito" (encostar-me à esquerda e manter uma boa cadência de pedalada) faço-a sem grandes tormentos.

Agora, com a gravilha que espalharam, nem pensar.. :(

Abraço,
CManl
 
#12
[ subida para a peninha, passando pelos burros, é bem pior (pdra solta, inclinação...); a súbida para Santa Eufémia, embora acimentado o pavimento mas tem uma inclinação BRUTAL;Uma subida que vai da barragem da mula até ao bombeiro (que não é a do caminho principal);.... enfim, tudo depende de como se encara mas acima de tudo gosto de encarar com o velho espirito do BTT, estamos para nos divertir e não para "morrer" a tentar mostrar como somos FORTESTE
Amigo Schwinn, conheço todos esses trilhos que mençionas,como poderia não conhecer sendo eu de Sintra ,só não estou a ver qual é o trilho da Mula até ao bombeiro.
Concordo que o BTT serve para nos divertirmos mas se não houver um pouco de sofrimento,alem de esforço físico e mental, escolheria ir para a ciclovia do Guincho e andar só por andar.
A minha filosofia é de tentar ultrapassar os meus limites e nada tem a ver com mostrar que sou mais forte do que os outros.
Espero que em Sintra conheças o trilho até ao Abano que é fantástico e cujo regresso também tem umas subidas à maneira(consoante o percurso escolhido).
Abraço e boas pedaladas.
 
Last edited:

oliana

Active Member
#15
Ultrapassar os próprios limites físicos?
Não sabia que isso era possivel!
Nenhuma subida me levou a ultrapassar tal coisa. Coloquei os pés no chão sempre antes disso. O cai de costas nunca foi subida para isso. Mesmo fazendo a outra subida do estradão dos barris e entrar nele logo a seguir. E quando estamos com alguma preparação, só mesmo um erro de calculo onde colocamos as rodas pode evitar a sua subida a pedalar.
As boas subidas, inclinadas ou simplesmente técnicas, são aquelas que se podem fazer pedalando. Não vale a pena pena uma discussão tipo a minha pila é maior que a tua. Não faltam paredes em todo o país para colocar á prova os valentões.
 
#17
Amigos,

Estão convidados a conhecer a "quelha das mulas", o "cavalinho", a ""calçada romana de Arga de Cima para a nascente do rio Âncora", a "subida para Sto. Antão pelo asfalto", o "mata cristos", entre outras. Todas elas são queridas amigas que temos aqui pelo distrito de Viana do Castelo. :D
 
#20
o mito "cai de costas"

E quantas vezes é que já perderam poucos segundos para corrigir ou para dar dicas aquele pessoal que não consegue subir ou transpor um obstáculo?
Ninguém nasce ensinado e estamos sempre a aprender.
Eu pessoalmente agradeço quando me corrigem ou me ensinam, pois com a técnica melhorada o prazer aumenta.
E é claro que há sempre aquela enorme satisfação quando superamos as dificuldades e queremos continuar a evoluir.
 
Last edited: