IVA nos capacetes - 20 ou 0% ?!?!?

#21
Infelizmente, por cá as taxas de IVA são injustas em alguns aspectos, se o governo quer promover o desporto, devia taxar os artigos desportivos a 5%, pois o desporto é um medicamento para muitas doenças.
Mas não é só no desporto, e eu que sou músico, sinto isso na pele. É que em Portugal, música não é considerada cultura, pois se os livros que são considerados cultura têm uma taxa de 5% de IVA, porque é que os instrumentos musicais, são taxados a 20%?

Quanto a mim qualquer artigo para desporto deveria ser taxado a 5%, este sim era um bom incentivo à prática desportiva.

Abraço

Biculas
 
#22
biculas said:
Tens razão pegasus.
Mas isso era muito bonito se fosse feito assim, na maior parte das situações não é feito assim, o que acontece é que um instalador compra uma peça X a 120 Euros com IVA incluído, e o que ele vai fazer a seguir quando a for instalar é por exemplo pôr 40 Euros de margem e no fim cobrar 160 Euros+IVA= 192 Euros.

É esta a situação de que eu estava a falar e que deve ser denunciada. Eu não estava a dizer que o imposto estava mal, estou é a dizer que a maneira como é aplicada em muitas situações é que está mal.

Desculpem se me expliquei mal no meu post anterior.

Abraço

Biculas
Mas um instalador que venha cá a minha casa só me cobra IVA pelo valor de mão de obra, nunca pelo material que comprou... se gastou 100 em material e 50 em mão de obra eu pago 100 + (50*1,2)... agora se tu te deixas gamar, não culpes o estado... Quanto às outras situações em geral o pegasus já explicou tudo direitinho...

Relativamente ao valor do iva nos artigo desportivos eu sinceramente prefiro como está, porque já se estava a ver que ia ser a pouca vergonha que foi com os ginásios (o que sinceramente me deixou MUITO revoltado) e encher gulosos por encher prefiro encher o estado que sport zones e outras que tais... A unica solução razoável era fazerem como fizeram com os artigos informaticos e devolviam um certo valor do que fosse gasto em prol da saude em material desportivo, ginásios etc...


Cumps
 
#23
ziggy27 said:
Retomando ao assunto do tópico, relativamente ao IVA cobrado nas vendas online provenientes de outros estados membros (EM) é de salientar o seguinte:
(...)
Espero com isto não estar a maçar ninguém, apenas partilhar esta informação.
A mim não maçaste nada, elucidaste sim.

Já agora, há alguma forma de saber se efectivamente a empresa se registou no EM dos adquirentes - neste caso Portugal - a fim de liquidar aí imposto?

É que tenho as minhas dúvidas que isso esteja a acontecer... vejo isso com mais uma forma da loja em causa facturar mais um pouco... ao facturar com 20% de iva e entregando apenas 15% ao estado inglês (o 0% no caso dos capacetes...). Mas isso a a cabeça de português a pensar... será que os ingleses são como "nós" e tentam fugir ao fisco o mais que podem?
 
#24
A explicação que eu dei é em termos legais.

A empresa estrangeira não é obrigada a registar-se cá, basta nomear um representante que lhe efectue a liquidação do imposto.

No caso dos profissionais, não têm como escapar, visto que as empresas Portuguesas ao comprar ao estrangeiro querem deduzir o imposto, por isso no final do ano entregam o mapa de recapitulativos (documento onde se menciona todos os clientes e fornecedores, nacionais e estrangeiros mais os respectivos valores que comprou ou vendeu a cada um deles). Desta forma a Administração Tributaria sabe quanto as empresas estrangeiras têm de declarar ao Estado Português.

Como praticamente nenhuma empresa se regista cá, adoptam todas elas por o representante ser a empresa Portuguesa, por isso nas declarações periódicas, as empresas Portuguesas quando efectuam aquisições a outros EM, automaticamente liquidam e deduzem o IVA ao mesmo tempo.

No caso dos particulares, torna-se difícil á administração fiscal portuguesa provar que efectivamente essas transacções aconteceram, visto que não existe nenhuma obrigação fiscal em termos de IVA nos particulares.

Neste caso desconheço o sistema fiscal do UK, mas é fácil perceber que nestas situações de vendas á distancia para particulares, mesmo para eles será dificil provar que elas aconteceram, por isso quase de certeza que a maioria destas empresas que aplicam aos valores o IVA Português, não é com o intuito de o entregar ao estado português mas sim de a sua margem de lucro ser de um acréscimo de 20% sobre o valor final.

Não quer dizer que sejam todos assim, mas grande parte deles serão com certeza, "a vida está difícil para todos".

No caso dos capacetes, visto que o IVA lá é a 0%, e desconfiando que essa empresa declara todas as suas vendas á distancia para Portugal, ao aplicar mais 20% está a f****-nos.
 
#25
biculas said:
, e eu que sou músico, sinto isso na pele. É que em Portugal, música não é considerada cultura,
Infelizmente é verdade, hoje em dia já chamam música a qualquer barulho
 
#26
Discussão com o Biculas e ninguém avisa???

Sai aqui uma nota negativa para a moderação e administração!

Discussões com o Biculas devem logo ser divulgadas para que hajam mais pessoas a dar-lhe na cabeça.
 
#27
Biculas essa historia do estado gastar mais dinheiro na saude para tratar dos fumadores do que recebe em imposto é uma grande treta :twisted:
Para que saibas o tabaco nao tem iva ou seja é 0% mas o estado recebe 80%,
para que saibas o tabaco é só a 3ª maior fonte de receita do estado,basicamente é um negocio controlado pelo estado,
mas isso é só mais uma contradiçao desses chupistas que sao os politicos,
capacetes e material de protecçao 20% tabaco para matar o pessoal 0%,
o que intereça é que venha dinheiro o resto é conversa.