FPCUB-Ciclistas portugueses contra o uso obrigatório do capacete

#21
A questão não é o ser contra o uso do capacete. É a obrigação do uso do mesmo.

Deixo a mesma pergunta que deixei noutro local do mundo virtual: quais são os países da UE em que o uso do capacete é, sem qualquer excepção, obrigatório?
espanha em algumas provincias?

a multa sao 90 euros se nao usar o capacete
 
Last edited:
#22
Eu também do que tenho lido, não me parece que qualquer entidade ou associação esteja contra o uso do capacete, antes sim contra a sua obrigatoriedade. Acho que hoje em dia já ninguém tem dúvidas sobre a importância da correta utilização do capacete... Eu pessoalmente uso sempre, nem que seja para "ir ao pão"... Ainda assim, foram realizados alguns estudos onde as conclusões apontam no sentido de que a obrigatoriedade de utilização do capacete resulta num maior número de acidentes... No fórum vizinho da roda fina foram publicados estes links:

http://ipa.org.au/publications/2019/australia's-helmet-law-disaster


http://www.cycle-helmets.com/c2022.pdf


Nunca pensei muito neste assunto, mas não deixa de ser interessante ler estes artigos, nem que seja para alargar perspetivas.

a australia nao e um desastre completo, e o pais onde morrem mais peoes, ciclista e automobilistas....

se achamos que nao somos civilizados o suficiente pra prescindir das obrigatoriedades(como a dos prioritarios recentemente) imagino a ***** de confusao que sera aquele pais...

e mesmo assim a australia nao e o pais mais mortal para os ciclistas...
 
#23
Em Espanha é obrigatório em algumas províncias, FORA das zonas urbanas. O que acho que faria sentido aqui também, por exemplo: obrigatoriedade de usar o capacete em estradas nacionais e fora das localidades. Ainda assim tenho reservas.

A Austrália lá saberá melhor que tipo de utilizadores terá. Ainda assim, 2 países em todo o mundo, sendo ambos tão distintos (2 países que são, simultaneamente, 1 continente) dá que pensar.

Tenho muitos reservas nas políticas de obrigação. Como, e muito bem, referiste, a obrigação de dar prioridade nas filas. É algo que não encaixo.
 

camponubla

Well-Known Member
#24
Falo de Barcelona que é caso que conheço, nessa cidade o que é obrigatório são as luzes a frente e atrás (tanto de dia como de noite e a campainha. O capacete não é de uso obrigatório.
 
#25
Em Espanha é obrigatório em algumas províncias, FORA das zonas urbanas. O que acho que faria sentido aqui também, por exemplo: obrigatoriedade de usar o capacete em estradas nacionais e fora das localidades. Ainda assim tenho reservas.

A Austrália lá saberá melhor que tipo de utilizadores terá. Ainda assim, 2 países em todo o mundo, sendo ambos tão distintos (2 países que são, simultaneamente, 1 continente) dá que pensar.

Tenho muitos reservas nas políticas de obrigação. Como, e muito bem, referiste, a obrigação de dar prioridade nas filas. É algo que não encaixo.

nao encaixa mas teve de ser, havia inclusive queixas nas diversas autoridades e casos em tribunal pela "falta de educacao" das pessoas nao cederem a um idoso, deficiente gravida...encaixa?

este e o portugal dos borrachoes e dos malcriados, se fossemos um povo mais bem comportadinho nao havia necesidade de leis tao parvas como estas...
 
#26
Sim, sim. Aliás, aí no mundo virtual é um queixume de argumentos do género "Mas estar grávida é doença?"; "É velho para estar nas filas, mas depois vai-se por na conversa com o amigo(a) assim que sai da caixa". Portanto, tristeza é o que não falta por aí.

A questão, quanto a mim, é que estamos a criar constrangimentos a quem usa do bom-senso (o que não é o caso no exemplo das filas em locais públicos) pelo facto de nos limitarmos a OBRIGAR.

Era quase mais fácil criar um imposto para taxar a estupidez. Saímos da crise em menos de um nada. Isto porque pelo facto de estarmos obrigados a usar capacete (e eu até sou dos que usa sempre) não vai fazer com que deixem de nos roçar com os espelho, buzinar e outros comportamentos do género.
 
#27
Em França saiu uma lei em que as crianças que andam de bicicleta tem que usar capacete, sendo a multa aplicada aos país. Em Inglaterra a associação de treinadores pediu que as crianças até 11 anos não joguem à bola de cabeça, por estudos recentes apontarem para danos graves. Sou a favor do uso do capacete, há vinte anos talvez fizesse sentido discutir esta opção, mas hoje não. A segurança deve ser uma prioridade e nunca pode ser descurada, numa altura em que o tráfego de bicicletas tende a aumentar exponencialmente.
 
#28
Portugal foi um dos primeiros paises do mundo a abolir a pena de morte. Imagino alguem certo dia no passado deste pais perguntar: "querem abolir a pena de morte? mas que paises nao têm pena de morte? ah pois é, por alguma razao será."

Aceito milhentos argumentos, esse nao. Com todo o respeito
 
#29
Continuamos a debater o "uso" do capacete quando o que está em causa é a obrigação. Ninguém é contra o uso do capacete, apenas contra a obrigação do seu uso em qualquer situação. Concordo que possa ser obrigatório o seu uso em crianças e até em outras situações específicas. De forma generalizada, não. Mas claro que todos aqui estão a imaginar as sras. de permanente a ir ao pão de capacete, bem como os velhotes das aldeias, que toda a sua vida pedalaram sem qualquer problema. O problema são as generalizações.

Jocas,
Não foi o primeiro, foi o segundo. E a sério que não estás a comparar o império português do séc. XVIII com este rectângulo de moralistas do séc. XXI.
Compara-nos por exemplo com o Brasil. Esta semana foi notícia um deputado que queria impor a proibição da masturbação. Por cá, este tipo de propostas são mais ou menos idênticas.

Entretanto, numa estrada perto de nós, continuam a não se fiscalizar as razias, as entaladelas e os buzinões. Mas não nos preocupemos! Podemos ser entalados contra um passeio, mas a partir do momento em que for obrigatório o capacete, tudo isso desaparece! Isso e o seguro e o imposto de circulação e as luzes diurnas e, quem sabe, talvez um dia, a inspecção obrigatória.
 
#30
Ainda não vi um argumento forte a favor da utilização obrigatória do capacete. Acredito muito mais na valia da formação e educação para as vantagens e benefício da utilização do capacete do que na mera e simples obrigação.

Já somos conhecidos por uma excessiva regulação e intromissão em tudo o que é assunto e não-assunto (embora depois boa parte das situações não seja fiscalizada ou alvo de atuação), não creio que a obrigação da utilização do capacete resolva qualquer dos problemas com que os ciclistas, peões, automobilistas e demais utilizadores da via se deparam atualmente.

Além disso há o risco de escalada da excessiva regulamentação. Começa no capacete, vai para o seguro, depois para a matrícula, depois para as cotoveleiras e joelheiras, depois para um imposto qualquer. Até que finalmente a malta deixa de andar de bicicleta porque se distorce um dos principais argumentos para a sua utilização, a simplicidade e flexibilidade de uso.
 
#31
uma grande falacia é dizer que o uso obrigatorio do capacete nao resolve os problemas na estrada. Nem tem que resolver, tens de levar BI obrigatoriamente e também nao vejo que resolva esses problemas ora bolas. Uma coisa nao está relacionada com a outra. Eu uso e nao tem nada a ver com quaisquer problemas na estrada, nao evita razias, nao evita coisa nenhuma nem eu espero tal.
Usar cinto de seguranca tambem nao evita acidente nenhum, nem resolve nenhum problema dos utilizadores da via. Pode é salvar a vida de alguém. Nas obras é obrigatorio o uso de capacete mas tambem nao resolve os problemas de levar com um tijolo em cima, evita é abrir o cranio.
Uma coisa é a seguranca da circulacao outra é a seguranca de nos proprios.

Esse risco de escalada é um mito. A escalada combatia-se se houvesse escalada, nao vejo nada disso. Obrigatoriedade de capacete pra proteccao pessoal, o que custa a perceber o que tem a ver com seguros ou matriculas.
Mas colocar um cotovelo ou um joelho ao nivel do cranio será um argumento válido pergunto eu? :(
 
#32
Uso obrigatório do capacete...vai fazer correr muita tinta.. ;)

Sou apologista de uma educação cívica nas nossas vias publicas (estradas) ..mas para todos os intervenientes..condutores...motociclistas...ciclistas e peões..
Houve um grande aumento nos últimos anos de pessoas a pedalar , nos montes e nas vias publicas.
Também vejo cada vez mais pessoas a correr nas bermas
Não estávamos habituados a ver tantos ciclistas de fim de semana nas estradas...nos trilhos...como também corredores.

A adaptação tem o seu tempo..
Todos erramos e muitos de nós fazemos parte de todos os intervenientes(a mesma pessoa pode ser condutor...motociclista...ciclista e peão).
Mais e melhor publicidade nas nossas TV´s e outros meios de comunicação.
Mais autoridades a fiscalizar...

E depois o capacete deixar estar como está...que está muito bem...
 
#33
Também é obrigatorio a utilização de reflectores, inclusive nas rodas, quantos de vos andou durante a noite sem os mesmos!!!?.. Olhem eu não tenho. Em estrada pouco ou nada fazem.. Em cidade, fará sentido face os cruzamentos... Mais importante seria obrigar a um colete /ou vestuario de alta visibilidade....( que é oq ue utilizo quando vou treinar em nocturnos, e o imprescidivel kit de luzes, Fr/Tr)
 
#34
Parece-me é que a maioria de nós só utiliza como exemplo a nossa experiência empírica. O tipo de utilização que nós fazemos da bicicleta não é o tipo de utilização que todos os outros utilizadores de bicicletas fazem!

A possibilidade de escalada parece-me bem possível. Tem havido um lobbying fortíssimo de algumas entidades principalmente em relação à obrigatoriedade do seguro, e creio que qualquer um mais atento se apercebeu disso.

O argumento de tornar obrigatório o uso de cotoveleiras ou joelheiras tem tanto paralelismo como o da comparação da bicicleta com um carro... Mas o meu ponto de vista assentava na obrigatoriedade do capacete fazer valer circunstâncias que podem ser ou não gerais, para todo um grupo de características heterogéneas. Faz sentido que um velhote que vai para a horta ou para o café de bicicleta numa distância de 2 ou 3 kms numa aldeia seja obrigado a usar capacete?

Entretanto li uma notícia em que o SE diz que a obrigatoriedade da utilização do capacete dificilmente terá pernas para andar...

De qualquer forma, acho este debate salutar, em última caso o pior que pode acontecer é "concordar em discordar!". :D
 
#37
(...)Faz sentido que um velhote que vai para a horta ou para o café de bicicleta numa distância de 2 ou 3 kms numa aldeia seja obrigado a usar capacete?(...)
Por essa ordem de ideias, os carros também apelidados de "mata-velhos" não precisam de cintos de segurança... Ou então, em utilizações de laser, qualquer pessoa pode andar de carro sem cinto, de mota sem capacete...

É do típico português que estaciona mal o carro: "Ah, xôr guarda, é só para ir comprar o jornal!"

Aplicando às bikes: "Vou só ao café ler a Bola, pelo que não preciso levar capacete nestes 500m na Marginal"...

O uso do capacete nas bicicletas, a meu ver, não deve ser obrigatório. No entanto, deve ser fortemente aconselhado o seu uso, para prevenção de danos em caso de acidente. É para isso que ele (o capacete) serve! Assim como outras proteções existentes para carros, motas, bikes, etc...

Basicamente, vai da consciência de cada qual! Se tiver um acidente de bike e os danos em mim causados são decorrentes de incúria minha (não uso de capacete, por ex), não é um eventual seguro que me vai proteger... Teria que ser eu a prevenir-me e a pensar nas eventualidades antes delas ocorrerem...

Ride safe! :)
 
#38
Na minha ordem de ideias não entra a comparação com um automóvel ou outros veículos motorizados para os quais seja necessária habilitação legal para a condução.

De resto, tirando o contexto dos exemplos, concordamos em tudo. ;)
 
#39
Nuno Félix,

Mais uma vez, como poderás verificar, ninguém se está a opor ao uso do capacete mas sim à sua obrigação. Como tal, é exactamente o que tenho vindo a dizer, bem como outros utilizadores.
Agora comparações com veículos automóveis são descabidas. Nesse caso sou eu que digo: "por essa ordem de ideias os peões que saem dos passeios deviam andar com capacete porque aumentam exponencialmente o perigo de serem atropelados".

Com em tudo na vida tem de haver meio termo. E nós, cá no burgo, temos de perder o hábito de recorrer a Leis quando devíamos recorrer a sensibilizações.
 

SeteGu

Active Member
#40
É verdade que falta muita sensibilização. Claro que o problema nas estradas está muito mas muito longe de ser a utilização/obrigação ou não de capacete.

Eu comecei a andar de bicicleta muito novo... já nem me lembro se usava capacete ou não. Parece-me que não seria mal pensado obrigar as crianças, por exemplo, a usa-lo. Seria uma forma de alertar/sensibilizar tanto os pais como os próprios filhos. Depois mais tarde, pelo menos, já optavam de forma consciente. Claro que tinha sempre de haver informação mas, pelo menos, já ganhavam esse hábito...