Cranks ISIS esquerdo separado?

#1
Tenho actualmente um eixo isis em muito bom estado e duas pedaleiras. Uma é uma truvativ hussefelt ISIS em que o crank esquerdo tem bastante folga , mas em que o direito está bom. A outra é uma MSC Star, tambem ISIS, sem folgas mas os cranks estão ligeiramente empenados.

Estava a pensar comprar uma pedaleira Hone ou LX, mas se arranjasse um crank esquerdo ISIS para juntar ao crank direito truvativ hussefelt, que está bom, já ficava desenrascado e gastava menos.

Alguem sabe se se vendem cranks esquerdos separados?

Desde já obrigado.
 
#2
Problema resolvido!... Pelo menos por enquanto :)

A solução foi a seguinte:

O centro pedaleiro é um FSA ISIS de 113X68 com parafusos M15. Tinha duas anilhas de 2mm metidas à pressão no eixo, uma de cada lado, entre os cranks e os rolamentos. Retirei-as e vi que por baixo delas as estrias eram menos profundas. As anilhas podem ser metidas no sítio de novo, caso necessário.

Pensei em fazer com que os cranks entrassem mais para dentro, para usar a parte em que as estrias são menos profundas e a conicidade (teórica) do eixo para eliminar a folga. Só havia dois problemas:

1-o crank, ao entrar para dentro ía fazer com que o final do eixo batesse na parte interna do crank que seve de batente à cabeça do parafuso M15. Como os ditos parafusos (deste eixo e do anterior) já tinham sido apertados e reapertados muitas vezes e o batente é fino, o batente estava reduzido a quase nada. Por isso o batente desapareceria logo que o crank entrasse mais um pouco. Problema 1 resolvido!

2-Sem o dito batente não é possível usar os parafusos de origem para empurrar os cranks para dentro. (Porque, originalmente, os parafusos enpurravam os cranks apoiando-se nos batentes) Assim, passei um varão roscado M10 através do furo interior do eixo e coloquei uma anilha grande e uma porca de cada lado. Estas anilhas apoiam-se nas faces exteriores dos cranks e, ao apertar as porcas, empurram os cranks para dentro. O furo do veio é mais largo que o varão roscado, pelo que tambem tive que usar casquilhos para que o eixo e o varão ficassem concêntricos.

Os cranks entraram mais para dentro e a folga foi eliminada, como previsto.
Um efeito imediato desta mudança foi a alteração da linha de corrente, que passou a estar mais perto do centro. O prato(único) de 38 dentes teve que passar para a posição em que normalmente fica o prato grande, pois na posição do prato do meio iria tocar na escora. A linha de corrente não é a óptima, mas desenrasca. O guia de corrente foi retirado e vai ter que ser afinado no próximo fim de semana...

Após uns saltos, os cranks continuam sem folga, mas a corrente estava sempre a sair por não ter a guia e não me pude esticar muito. Vamos lá ver se assim continuam por mais algum tempo...

Nota:
Só me dei a este trabalho porque o crank esquerdo já tinha bastante folga, o direito estava a ir pelo mesmo caminho e não tinha nada a perder. Foi só um desenrascanço e não sei se vai continuar sem folgas...

Já agora... Não há por aí ninguem que saiba qual é o valor do ângulo que confere a conicidade às pontas de um eixo ISIS?