CrÓnicas longas distÂncias btt & cavaleiros do pedal

Discussion in 'Crónicas' started by Ricast, 17 February 2015.

  1. Ricast

    Ricast Member

    Crónicas - Longas Distâncias Btt & Cavaleiros Do Pedal

    Boas pessoal,
    Quero-vos apresentar os meus cantos da escrita... São dois blogues muito simples, que contêm muita informação. Sou um Cavaleiro do Pedal, viciado Longas Distâncias Btt. Tenho aparecido mais nas Crónicas dos Caminhos de Santiago, não fosse eu um viciado destes Caminhos.

    Deixo-vos os Links dos meus dois blogues, ambos ricos em informação
    http:// longasdbtt.blogspot.pt & http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt

    Abraço e continuação de boas pedaladas
     
    Last edited: 18 May 2016
  2. SeteGu

    SeteGu Active Member

    Last edited: 18 February 2015
  3. Ricast

    Ricast Member

    O link abre normalmente, foi corrigido antes de ser publicado...
     
  4. Ricast

    Ricast Member

    Em 2011 iniciei as minhas travessias...

    A primeira, fui do Porto até Finisterra por Muxia, em 6 dias

    1ª Etapa: Porto - Barcelos http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2011/10/1-etapa-porto-barcelos.html
    2ª Etapa: Barcelos - Valença http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2011/10/2-etapa-barcelos-valenca-do-minho.html
    3ª Etapa: Valença - Pontevedra http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2011/10/3-etapa-valenca-pontevedra.html
    4ª Etapa: Pontevedra - Santiago http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2011/10/4-etapa-pontevedra-santiago-de.html
    5ª Etapa: Santiago - Olveiroa http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2011/10/5-etapa-santiago-compostela-olveiroa.html
    6ª Etapa: Olveiroa - Muxia - Finisterra http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2011/10/6-etapa-olveiroa-finisterra-muxia.html
    Regresso a Portugal http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2011/10/regresso-portugal.html
    -
    Depois em 2012, fui com outro amigo, ao estreante Caminho Português Interior de Santiago. Digo estreante, porque tinha sido estreado em Abril e nós fomos em Setembro, Caminho bastante virgem, se assim lhe posso chamar e a quem o marcou, super mal... mas pronto, é o que há.
    Viseu - Santiago em 6 dias.
    Nós iniciámos em Santa Comba Dão, viemos de Lisboa, linha da Beira Alta, e assim, aproveitámos para fazer logo a Eco Pista do Dão, como ligação a Viseu.

    1ª Etapa: http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2012/09/caminho-portugues-inte
    2ª Etapa: http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2012/09/2-etapa-mais-dificil.html
    3ª Etapa: http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2012/10/3-dia-bertelo-chaves.html
    4ª Etapa: http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2012/10/4-etapa.html
    5ª Etapa: http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2012/10/5-etapa.html
    6ª Etapa: http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2012/10/6-etapa.html
    -
    Em 2013, não houve Caminhos de Santiago para ninguém, mas tinha a Rota Vicentina atravessada, e foi essa que fiz.. um casal amigo juntou-se e sigaaaaa.
    Fizemos em 3 dias

    1ª Etapa: Lisboa - Almograve http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2013/05/1-etapa-troia-almograve.html
    2ª Etapa: Almograve - Arrifana http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2013/05/2-etapa-almograve-arrifana_25.html
    3ª Etapa: Arrifana - Figueira (Portimão) http://cavaleirosdopedal.blogspot.pt/2013/05/3-etapa-arrifana-figueira-portimao-23.html
    -
    E em 2014, finalmente a travessia, que mais tinha esperado... o Caminho Francês de Santiago, foram 11 dias, 2 só para lá chegar a Saint Jean Pie do Port... Ao todo foram 830km. Brutais

    Caminho Francês Santiago Compostela - http://longasdbtt.blogspot.pt/2014/06/cfsc-2014-done.html

    Fotos desta Épica viagem - https://meocloud.pt/link/cabbaa49-f32d-408c-934b-e41304298a2c/3%20-%20CAMINHO.FRANC%C3%8AS%20-%202014/
     
    Last edited: 20 February 2015
  5. msaraiva

    msaraiva Member

    @Ricast
    E obrigado pelas importantes informações acerca do Caminho Português Interior para Santiago!
    Foram importantes e bastante úteis
    Fizemos o ano passado, e que brutalidade de Caminho!
    Para pessoal experiente, concerteza, dado a dureza do mesmo!

    AbraçO!
     
  6. froids

    froids Active Member

    Comé, Castanhinha?!
    E este ano vamos à GR22?! Esta toda marcadinha de novo...

    Eu vou lá agora na 1ª semana de Jun.
    Total autonomia. E quando digo total, quero dizer... TOTAL :D

    Dormidas ao relento, jantar na fogueira... 560km de aventura em estado bruto! Que dizes?!

    Abraçorros
    :xau:
     
  7. Ricast

    Ricast Member

    boas FROIDS
    CONVIDATIVO, MAS AINDA É CEDO PARA SABER SE DÁ OU NÃO!
    TOTAL, seria uma estreia para mim, mas muito bem vinda...

    Obrigado pelo FEEDBACK msaraiv
    É para isso que faço as crónicas, para poder ajudar o pessoal..
    Mais uma vez obrigado
     
  8. Ricast

    Ricast Member

    Boas,
    Desabafo: Por vezes achava que escrevia em vão, até me aparecer algumas pessoas, com telefonemas, com o MSARAIV, e outras pessoas, que me enviaram mensagens a pedir conselhos e dicas das viagens que fiz, mais propriamente Caminho Português do Interior. Sinto-me lisonjeado, por saber que nada é em vão... há sempre alguém que se pode servir da informação que transmiti nos blogues.

    Engraçado também, é teres amigos teus que vão fazer algo que já fizeste, e a pessoa que está a organizar esse passeio, sacou material da net, que é teu, que foste tu "EU", que fiz.. Sério, é muito gratificante. Ando um pouco parado da escrita.

    Esta última viagem, teve um toque especial para mim, foi uma estreia absoluta de muita coisa... Bati o meu recorde de km, de dias em cima de uma bicicleta... e a bagagem, mudança radical de roda.

    Máximo de dias foram 11, km feitos seguidos 830, mudei de alforge para Mochila, excelente opção e mudança radical de 26, para 29er... melhor impossível. Sei que os Caminhos, nunca são iguais... é como um livro. A leitura é diferente para todos.. é como na vida.. Confesso, sofro de Trauma Pós-Caminhos, antes de acabar um, já estou a pensar no próximo.

    Todas as minhas viagens são preparadas ao pormenor, FROIDS, deves ser igual ou pior, no sentido de mais minucioso com a preparação.

    Estou curioso de fazer uma travessia, à modo FROIDS, total autonomia...Total, deve ser brutal!

    Este ano, só devo fazer a Via Algarviana, que está-me atravessada há imenso tempo, quem sabe, se não a farei em modo TOTAL!?

    Continuação de boas pedaladas
     
  9. msaraiva

    msaraiva Member

    @ricast
    Conforme tivemos oportunidade de falar, e depois eu tive oportunidade de experimentar, as tuas experiências foram importantes para que tudo corresse pelo melhor, no Caminho Português Interior
    Foi sem sombra de duvida importante, e enriquecedor.
    Quanto ao "pregar aos peixinhos", eu faço isso quase todos os dias, a nível profissional
    Passados um ano, lá vem alguém dizer que aquilo que eu disse (muitas vezes em sítios que eu ja nem me lembro) é importante.
    Impagável!

    Quanto a ti, obrigado, mais uma vez!
    Abraço!
     
  10. froids

    froids Active Member

    Viva Ricast,

    Por acaso também tive essa sensação quando escrevi os meus relatos da Travessia do Sul e da Pedals de Foc
    Sentir que a malta aproveita e se incentiva com as tuas aventuras é realmente gratificante!
    Por isso, acho que nunca é em vão.

    Eu sou organizado a preparar as minhas aventuras, mais que nao seja porque depois não posso contar com mais ninguem ehehehe
    A beleza da autonomia total é que nao podes levar nada que nao vás precisar de certeza e nao te podes esquecer de nada que vás precisar de certeza! É um conceito e um compromisso engraçado.

    Espero agora na GR22 ir ter uma experiencia bastante crua! Vou testar algum material novo e outro preparado por mim para estas andanças...
    O conceito com que vou enfrentar esta aventura vai ser o de "True Bikepacking Adventure" Vamos ver como corre.

    Em relação à Algarviana, porque não fazes connosco no princípio de Setembro?!
    Eu vou mais o companheiro Miguel aqui do Forum e provavelmente com mais alguns amigos que se queiram juntar...
    Será para fazer em 4 dias, nas calmas e a dormir/comer em "habitações" normais ehehehehe


    Abraçorros!
    :xau:
     
    Last edited: 13 March 2015
  11. luisms

    luisms New Member

    Bom dia. Ricast e Froids, lá por o pessoal não escrever nada não quer dizer que não acompanhe as vossas aventuras. Eu tenho lido e acompanhado os vossos pots mas não escrevo nada. Mas pensem que ao escreverem estão n users a sonhar com isso. Se temos hipotese de as fazer? não sei. Um dia logo vemos.
    O que quero realçar é que não deixem de partilhar os vossos sonhos, mesmo que o post tenha 10 respostas se repararem têm 1000 vistos, o que quer dizer que muitos acompanham com atenção as vossas opiniões sobre determinada viagem.
    Espero que continuem com o vosso sonho e que nós, quem lê e sonha com o mesmo, um dia o possamos fazer e dizer que foi devido a x user.
    Abraço e votos de muitas e boas viagens.
     
  12. CManl

    CManl New Member

    Viva Castanhinha..

    Muito porreiro, o fato de teres colocado os teus relatos e as tuas fotos indexadas. Vou aproveitar para ler e reler..

    Este ano, ainda para mais com a bike nova, terei obrigatoriamente de fazer duas ou três épicas. Já é mais que tempo de começar a planear, no entanto a Vicentina será obrigatoriamente uma delas e será no conceito bikepacking.

    Vou acompanhando o tópico!

    Abraço,
    CManl
     
  13. AFP70

    AFP70 Member

    Bom dia ao Fórum,

    Esta mensagem é dedicada a todos aqueles que de uma forma ou outra partilham as suas aventuras aqui no Fórum.

    Muito obrigado por partilharem as vossas aventuras isto porque sem a vossa participação “carólica”, este espaço não seria o mesmo! :D

    Compreendo o desalento que por vezes vos perpassa pela mente, eu próprio tenho um tópico “Crónicas de um Bravo do Pelotão por Terras Helvéticas” criado em 2010 e que conta neste momento quase 146.000 vistos. Bem sei o tempo investido na criação dos textos, no tratamento e introdução das fotos, na resposta aos diferentes users que se dignam comentar, etc..., é todo um trabalho a gerir com um investimento importante de tempo; mas como disse alguém “quem corre por gosto não cansa”.

    O importante em minha opinião para quem se dedica à criação dos textos é a partilha e o dar a sensação a quem lê no conforto do seu lar, a possibilidade de viver a experiência como se fosse ele próprio a realizar a aventura.

    Já passei por diversas fases ao longo destes anos, mas lembrem-se que se um dia destes numa das vossas aventuras pelos montes ou vales deste mundo, encontrarem um allien, não será por mais palavras que escrevam ou fotos que tirem que os leitores deste espaço irão acreditar ou comentar, mas uma coisa é certa, terão mais clicks no tópico ;).

    Portanto não desanimem, continuem a fazer o que mais gostam e se porventura algum dia vos faltar a inspiração, isto porque escrever crónicas com alguma qualidade (sempre subjetivo) não é como fazer salsichas, não basta colocar carne de um lado da máquina e aguardar que do outro saiam salsichas; coloquem somente fotos :D.

    Frank Sinatra disse certa vez "Eu gostaria de ser lembrado como um homem que teve um tempo maravilhoso a viver a vida, um homem que teve bons amigos, uma boa família e penso que não poderia pedir mais do que isso, afinal." Pensem nisso e tudo o resto vale o que vale.

    Desanimar pode acontecer mas desistir nunca...

    Cumprimentos,
    Alexandre Pereira
     
  14. SeteGu

    SeteGu Active Member

    Epicuro: "Faz tudo como se alguém te contemplasse".

    Acho que quando se faz algo por gosto a motivação deve estar dentro de nós próprios. E ninguém é obrigado a comentar/gostar. Mas claro que se alguém se dá ao trabalho de o fazer é normal que nos sintamos "lisonjeados".
     
  15. Ricast

    Ricast Member

    Boas FROIDS, porque não, ainda não tenho as férias marcadas, mas é uma questão a ponderar... o iMiguel da Chaimite Alentejana, seria muito porreiro juntar-me a vocês, mas deixa ver como correm as coisas até lá... Depois preciso é de mais informação, como por exemplo, em que dias é que estão a pensar em ir?
    As etapas, eu também estava a pensar em fazer em 4.

    Voltando um pouco à conversa anterior... Autonomia total, não totalissima, que deve ser uma experiência fantástica, e espero um dia a fazer
    -
    Quando fui nesta última viagem, para mim foi uma estreia absoluta... tinha acabado de adiquirir a 29er e o alforge já não fazia parte da bagagem, a mochila e a bolsa no guiador, iria ser um experiência muito agradavél, do qual fiquei fã...

    Nos Caminhos de Santiago, uma pessoa vê de tudo, o meu principal objectivo, e condição a quem fosse comigo, era de fazer o Caminho na integra pelo Caminho. O Filipe, amigo de longa data e companheiro de viagem, foi excelente, melhor impossivel. Vimos de tudo, muito pessoal de bike, mas como nós não, nós fomos os únicos a ir de 29 e mochila às costas e a fazer o Caminho pelos trilhos, Caminho a sério... é este o espirito que me move e do qual adoro estes Caminhos pelo desafio e pelo que representa.

    Futuramente, quero fazer os que me restam, como o Primitivo, que será o o próximo, depois a Via da Prata e o do Norte, sem ser por esta Ordem, mas antes destes dois, quero desbravar muito trilho cá.

    A GR22, está-me a intrigar bastante... tenho de ler mais sobre esta Rota e pensar em etapas, estudar bem...

    Abraço
     
  16. Ricast

    Ricast Member

    Boas SeteGu; AFP70; CManl e Luisms... Obrigado pelas palavras
    Eu neste momento tenho três blogues, lógico que não tenho tempo para todos. A longo prazo quero transferi essa informação toda para uma página, mas nunca irei de parar de escrever, sabendo ou não que haja pessoal a ler, o que escrevemos.. mas é muito bom saber que há pessoal a seguir.. e há de certeza, sei disso. Como o SeteGu disse,
    Só tenho pena de não ter desenvolvido na escrita desta última viagem. Havia muito por escrever e descrever o sentimento que tive, as dificuldades que encontrei e que encarei na maior, porque queria há muito o fazer, foram dois anos de espera, mas valeu a pena.

    Adorei, amei, foram ao todo 13 dias de viagem, do qual, até a ida para França foi uma verdadeira aventura... Imaginem só, demoramos dois dias para chegar a França, o Sud Express, demora umas 17h... Nós fomos de comboio até Vilar Formoso, depois até Salamanca... Na estação de Salamanca os funcionários da Renfe, a dizerem-nos que era muito dificil conseguirmos apanhar o Comboio de longa distância, devido ao tamanho das caixas das bikes, porque excediam 5 ou 10cm do permitido, e dissemos que eram bikes de roda 29.

    Deixámos as bikes com o chefe da estação...

    No dia seguinte, tivemos de arriscar e apanhar um de curta distância para Valladolid, e aí outro obstáculo, passar pela Srª funcionária da Renfe, que faz uma pré-selecção do que pode ou não embarcar, acompanhada com um segurança armado.

    Mais um vez tivemos sorte, foi-nos indicado a linha e lá fomos nós com os supostos parapentes, eheheh, a Srª quando perguntou, o que eram as caixas, o Filipe respondeu que eram Parapentes, da Cannondale e Scott... Hilariante :)

    Na linha à espera do Comboio para a fronteira com a França, lá veio ele, e aí só restava rezar, mais um vez tivemos sorte, o revisor, deixou-nos embarcar, com uma condição, cada vez que fosse sair alguém, tínhamos de ir à zona das malas, e se a caixa estivesse a incomodar, tínhamos só de a levantar, para os restantes passageiros conseguirem tirar a sua bagagem.

    De tudo que li, em blogues de pessoal que tinha ido para França, a nós, foi-nos totalmente diferente...

    Ao chegar a Irun, depois outro comboio para hendaye e na própria estação comprar os bilhetes para Bayonne e Saint Jean Pie do Port, supostamente, seria tudo de comboio, mas a linha para SJPP estava cortada e tivemos de ir de autocarro. A chegada a SJPP, montar as bikes e a excitação de finalmente e a Epopeia iria começar... um sentimento de alivio.

    Quando chegámos à Vila para nos inscrevermo-nos na Oficina do Peregrino, estava tudo a correr bem, até que a Srª disse-nos que o nosso Albergue ficava a um km de onde estávamos, ainda tentámos arranjar algo mais perto, mas não tivemos essa sorte... pela indicação parecia que era ali mesmo ao lado... Bem, imaginem só 1km com 100mAC+, pois.. o nosso albergue ficava a 1km com 100AC+.

    Fizemos a dita subida 3 vezes nesse dia.. a primeira à procura em vão, subimos tudo e voltámos para trás, a 2ª vez quando encontrámos o hospitaleiro e a 3ª vez, quando viemos do jantar.

    Ao fim ao cabo, até ficamos melhor que os restantes peregrinos, já tínhamos uma vantagem de 100AC+ dos 1500 que iríamos fazer nos primeiros 20km, pois é 1500AC+ em 20km, foi brutal, quase 4horas a trepar os Pirinéus... Paisagens fabulosas,de tirar a respiração por diversas vezes

    Outra vantagem, tínhamos o albergue só para nós..

    Foi realmente uma grande Aventura, toda a viagem e até mesmo o primeiro e único dia em SJPP.
     
    Last edited: 18 March 2015
  17. froids

    froids Active Member

    Por essas e por outras é que nunca preparo "tudo" a 100% (ou sequer tento eheheh)
    Ha sempre "n" coisas que não vao correr como previsto. Por isso mesmo eu não me importo de deixar alguns desses pormenores entregues à sorte!
    É tão boa essa sensação do desconhecido, da incerteza, do nervoso miudinho... No fundo, é tão bom isso de ir à aventura! ;)

    Na minha opinião só um existe um "problema" com isto das viagens de bici, ou bikepacking, como lhe queiremo chamar...

    O bicho que se entranha e o vício que cria!
    Não é possível terminar uma destas aventuras sem pensar de imediato na seguinte, e na sua maioria, os sonhos têm sempre tendencia a crescer...
    Se completas algo de 4 dias, logo vais começar a pensar em algo para fazer em 5, ou com mais quilometros ou com maior isolamento... ou com mais aventura pelo meio, mais longe de casa, etc e tal...

    Pelo menos comigo funciona assim ehehehehe

    :xau:
     
  18. iMiguel

    iMiguel Member

    Vocês nem sabem o gozo que me dá (e inveja, verdade seja dita) estas crónicas de travessias. Estou numa fase do BTT que o vejo como modo de turismo, ou seja, descobrir novos lugares pelo belo prazer. Não deixo de lado a competição, mas é nos momentos mais calmos das pedaladas que temos outra visão das coisas.

    Eu desde que fiz a minha primeira travessia (Sagres - Vila Real St António, junto à costa) que o bichinho ficou cá dentro a roer e tenho umas em vista, mas lá está, o mais difícil não é a travessia, é encontrar alguém com o mesmo "distúrbio" mental que nós e que queira embarcar na aventura :p

    Ricardo, por mim, podes juntar-te ao grupo para a Via Algarviana. Onde pedalam 3, pedalam 4! A ideia da travessia é fazer em 4+1 dias, ou seja, são 4 dias, e o outro fica como suplente caso haja algum contratempo, mas será sempre em 4 dias. Espero é que recuperes rapidamente da lesão e que te juntes a nós!
     
  19. Ricast

    Ricast Member

    Boas, ultimamente não tenho nada para escrever (Caí de umas escadas e resultado, Fissura de Ligamentos), fartinho de estar em casa!
    Já estou muito melhor... Obrigado

    Vocês já têm ideias de locais de pernoita? E quais serão as etapas?

    Passem pelos Cavaleiros do Pedal do Facebook (Ficheiros), vou publicar um Doc em PDF sobre possíveis locais de pernoita da Via Algarviana, uma vez que aqui não dá para partilhar Doc's

    Sem me esquecer de dizer, que no PDF já estão as etapas que tinha escolhido, mas isso pode-se alterar...

    Inté
     
    Last edited: 23 March 2015
  20. Ricast

    Ricast Member

    Boas again,
    FROIDS também curto ir ao desconhecido... mas em termos de material, gosto de ir com um pouco de tudo, para não ficar apeado.

    Já nem sei quando é que me apareceu o bichinho, de querer fazer a Via Algarviana... mas nessa altura, encontrei algo que me interessei imenso. Falo da tenda da topeak a BIKAMPER = http://www.topeak.com/products/Tent/Bikamper

    Acho fantástica, mas é super cara, mas é super compacta, ainda ponderei a comprar, mas com a mudança de bike, perdi a vontade...

    Estou muito curioso do teu método o bivaque, como é mesmo? É que essa história da Autonomia Totalíssima, :cheers:

    :yeah:
     
    Last edited: 23 March 2015

Share This Page