Burla

#1
Pessoal estou a escrever porque fui vitima de uma burla, fiz um negocio pela internet onde vendi uma bicicleta Stevens SMC 1 de 2009, o individuo indentificou-se como Manuel Joaquim Lopes Martins e contactou-me com o mail rotobike@hotmail.com e a morada para onde enviei a bike foi Rua dos Cutileiros nº2592 4835-047 Creixomil, o negócio desenrolou-se da seguinte forma:
Após alguns contactos apenas por e-mail o individuo mostrou-se interessado na bicicleta e perguntou qual o melhor preço que podia fazer a bicicleta. Acorda-mos o preço nos 2300 euros e tratei do negocio junto dos CTT. Enviei a bicicleta e o individuo enviou o respectivo cheque para pagamento. Quando recebi o cheque o nome não era de Manuel Joaquim Lopes Martins, mas sim de uma Dra Isabel Cristina Horta A M Pinto, fui depositar o cheque que me foi aceite pelo banco sem qualquer problema visto que o cheque estava visado, passado 2 dias o banco retirou-me o dinheiro da conta e tive de ir levantar o cheque pois tinha sido dado como roubado. Contactei o individuo e ele disse que o cheque que me enviou tinha sido de quando roubaram o carro á mulher e parece que o cheque estava dentro do carro. Após esta conversa disse-me que ia enviar o dinheiro se lhe manda-se o cheque de volta, enviei-lhe o meu nib e passado 1 dia ele disse-me que ja tinha feito a transferencia para a minha conta, passaram dias e dias e o dinheiro não chegou. È claro que também não enviei o cheque e fui fazer queixa a policia. Sei que muito provavelmente já não vou ver a bicicleta , muito menos o dinheiro. Mas espero que sirva para o pessoal ter mais cuidado com os negócios da internert , pois há muito gente a viver com a boa vontade dos outros.... Se alguém que seja da zona e veja a bicicleta agradecia que me pudesse contactar por aqui ou pelo mail rui_carvalh0@hotmail.com

Conto com a vossa ajuda e não se deixem enganar....

A Bicicleta foi esta:



 

klaser

Well-Known Member
#4
Eu conheço essa rua....fica a 2km da minha casa...vou investigar como quem não quer nada...isso é coisa de gente sem carácter fazer uma coisa dessas,não vamos "espantar a lebre" mas se ele tiver ideias de rolar pessoalmente com a bike poderá ter surpresas desagradáveis...Tens alguma factura desse quadro ou coisa que prove que és dono dela inequivocavelmente ? (não tou a duvidar,é só pra podermos provar em caso de isso parar na polícia)
 

klaser

Well-Known Member
#9
Bem,verdade seja dita,se a polícia tivesse algum interesse em apurar a situação não era difícil fazer uma averiguação na morada indicada para envio...Põe também as fotos no tópico "bikes roubadas",dá mais visibilidade e avisa possíveis compradores ,por que afinal de contas a bike foi roubada....
 
#10
amigo se fosse comigo já estava a porta do tipo há muito tempo e acredita que não saia de lá sem a bicicleta... estas coisas ás vezes não se resolvem a bem com a policia!!! agarra na morada para a qual envias-te a bicicleta e mais uns amigos vais fazer uma visita a esse C****.
 
#11
...

mas depois desses dias todos sem o dinheiro, voltaste a falar com o gajo??
se enviaste a bike para um endereço físico, penso que será fácil a policia fazer as deligências!!
espero que tudo se resolva para ti! boa sorte.

...
 

klaser

Well-Known Member
#12
kamikaze embora sejam 2300 euros pra ele fica um pouco longe vir até aqui...é coisa pra ser ponderada com calma....

Amanhã mesmo se der vou verificar onde fica esse número 2592.....
 
#13
Sim realmente fica muito longe, Klaser sabes me dizer se nessa rua há algum Stand da Peugeot? Disseram que essa morada pertencia la. Será que foi algum funcionario de lá?
Agradeço imenso a tua disponibilidade...
 

klaser

Well-Known Member
#14
O stand da peugeot chama-se Cardan..há sim,fica em frente à loja Bike World (specialized Guimarães)..Essa rua dos cutileiros é no troço da antiga nacional 206,pos isso esse número "grande" 2 mil e tal....amanhã vou lá....mas é bem provável que não seja número de casa ou prédio de apartamentos...
 
#16
Quando li o teu testemunho fez-me lembrar o que se passou uma vez comigo.

Há coisa de dois meses fiz um envio à cobrança. Quando recebi o vale postal para levantar nos CTT reparei que me tinham enviado um cheque ao portador e não um vale, que não correspondia ao valor da encomenda e também o titular da conta não era o mesmo que o destinatário da minha encomenda. A funcionária dos CTT da estação dos correios que procedeu à facturação trocou o meu vale por um cheque destinado a outra pessoa!!

Se o teu caso foi um envio à cobrança tem isso em consideração. Se não foi isto que se passou contigo aperta com essa escumalha e leva o teu caso até às ultimas consequências porque se me fizessem isso a mim eu nem sei....
 
#17
as investigações já estão em andamento, amanha de manha vou para o terreno investigar...
Sendo de Guimarães e mais precisamente, morar a cerca de 100 metros dessa morada, espero conseguir encontrar alguma pista. E como sou desta zona, fico triste por aparecerem pessoas, que só conseguem fazer com que a minha terra, seja conhecida como uma terra de vigaristas. Felizmente existe 99,9% do pessoal que é honesto.
Abçs
 
#19
Estou maluco com os esquemas que existem por aí.

Nos CTT não podem averiguar nada? No fundo não foram eles que aceitaram um cheque que está dado como roubado? O individuo que recebe o material paga aos CTT que por sua vez te paga a ti. Penso que é assim que funciona... Corrijam-me se estiver enganado!
 

klaser

Well-Known Member
#20
rm6 tu és o Joaquim,professor de cycling dos meus colegas João Paulo,Gusto,Jorge e da minha mulher ali no Corpo Perfeito,certo? Ou tou a fazer confusão...mas vamos caçar o gajo....