Rodas 29 em quadro 27.5

#1
Boas.
Hoje em conversa com outro BTTista, falou-me da sua Coluer Nucleus 27,5 onde alterou para rodas 29, com quadro em tamanho S.
Como tenho também uma Coluer Nucleus igual, mas com as rodas originais de 27.5, achei curiosa a transformação; pelo feedback que deu transformou a 27,5 numa autentica 29, trocando rodas, suspensão e aproveitou trocou também a transmissão para 1x10, e pelo que diz melhorou substancialmente.

Que acham? è viável uma alteração destas?
Cabendo as rodas, existirá algum constrangimento com o comportamento da bike?
 

edununo

Well-Known Member
#3
Eu acho estranho é um quadro 27.5 ter folga suficiente para colocar uma roda 29 com um pneus de largura decente.
Obviamente não estou a incluir quadros 27.5+.
 

dedicatep

Active Member
#4
Cabendo as rodas (o que é estranho), ficas com o centro pedaleiro e toda bike mais alta, pode trazer algumas desvantagens na estabilidade. Depois rodas, suspensão e transmissão quase mais vale rematar a coisa e comprar bike nova.
 
#6
Acho que tens as respostas ao que perguntas, e às questões que possam surgir: tens um amigo com uma bicicleta igual, que o fez, e a transformou numa "autêntica" 29''.
Não vi a bike em questão, ele viu-me com a minha e meteu conversa dizendo que tinha convertido uma igual em 29, com um quadro tamanho S.

Daí a minha questão.
 

Pedro Barradas

Well-Known Member
#7
... e transmissão 1x10V!? melhor que o quê!? para andar por onde a fazer o quê? ( se for ap+ara andar em ciclovia e em cidade, deve chegar e sobejar)
.. se substituiu a suspensão por uma de gama superior, mesmo 29, ficará melhor.
... e na roda de trás, o pneu fica com folga suficiente?, pneus quê, 2.1? se apanhares com lama, o o que acontece... ?

Resumindo: invenções.
 
#8
... e transmissão 1x10V!? melhor que o quê!? para andar por onde a fazer o quê? ( se for ap+ara andar em ciclovia e em cidade, deve chegar e sobejar)
.. se substituiu a suspensão por uma de gama superior, mesmo 29, ficará melhor.
... e na roda de trás, o pneu fica com folga suficiente?, pneus quê, 2.1? se apanhares com lama, o o que acontece... ?

Resumindo: invenções.
Pois também pensei nisso.
Cada uma nasce para o que nasce, na época do aparecimento das primeiras 27.5 havia malta a colocar nos quadros 26 rodas 27.5 e as folgas eram minimas....
Tenho me mantido fiel á 27.5, mas vou começar a pensar em dar o salto para a medida acima pois os componentes começam a ficar escassos e o bichinho tem que se manter ativo.
 

edununo

Well-Known Member
#9
Pois também pensei nisso.
Cada uma nasce para o que nasce, na época do aparecimento das primeiras 27.5 havia malta a colocar nos quadros 26 rodas 27.5 e as folgas eram minimas....
Tenho me mantido fiel á 27.5, mas vou começar a pensar em dar o salto para a medida acima pois os componentes começam a ficar escassos e o bichinho tem que se manter ativo.
E a diferença de 26 para 27.5 é menor do que de 27.5 para 29.

Achas que há escassez de material 27.5? Neste momento há escassez de tudo. :(
 

Daemon

Active Member
#11
A RCZ é so material 27.5 à venda. a despachar material que já está ultrapassado.
A RCZ não é propriamente um "exemplo" do mercado. Embora as 29" estejam na "moda", as 27,5" estão longe de estar ultrapassadas. Aliás, é por causa desse tipo de pensamento geral "as rodas 29" é que são a melhor coisa do mundo" que depois aparece pessoal a transformar uma bike 27.5" tamanho S numa 29"... que só revela desinformação (na melhor das hipóteses).
 

edununo

Well-Known Member
#12
Eu acho que não foi isso que o Pedro disse.
Contudo ele que explique melhor.
O que eu percebi relativamente ao "ultrapassado", é que não tem a ver com ser 27.5 mas sim material já com alguns anos e que ficou em stock.
 

Pedro Barradas

Well-Known Member
#13
.. não é uma questão de ultrapassado, só quis descrever que a RCZ, tem muiiito material 27,5 à venda. portanto houve fabricantes/ montadores a escoar stock desse tipo de equipamento... Se é ou não obsoleto, não opino. Mas é um facto... havendo esse escoamento de stocks , é porque não é interessante do ponto de vista comercial e de continuidade de produto.
 
Last edited: