BTTrupe / ADCPereiro de Mação

Depois de quase ter sido anulada a minha presença no FestiBike em Santarém, lá nos juntámos no sábado para rumar à capital do Ribatejo e por este fim de semana, também a capital das bicicletas!
Antes uma paragem no "Toucinho" de Almeirim para uma sopa da pedra e uma "carne do alguidar".
Recebidos os convites que o JoãoCarlos desenrascou, lá entrámos naqueles imensos pavilhões, repletos de gente a babar-se por uma bicicleta, suspensão ou por aquele componente topo de gama...
Deu para apreciar todos os stands, ver a chegada de alguns atletas da maratona, observar uns saltos do pessoal do dirt e umas descidas de DownHill... mas o meu objectivo era ver isto ao vivo:







Não desiludiu, antes pelo contrário.
O tamanho é o S, mas que me ficava bem, ficava!



É que já não sei se fica... Primeiro uma conversa com um espanhol e, ou ele não me percebeu ou tudo bem encaminhado, porque me disse que no fim de Novembro o quadro estaria na loja.
Mais tarde, reparei que havia um responsável tuga no stand, que me deixou com comichões, já que começou a falar na entrega de um quadro de 2011 com o problema resolvido com a colocação de uns parafusos por baixo para fixar a coisa...
Desatinei um bocado com o gajo e ele sempre foi dizendo que o meu caso era diferente (3 meses à espera e 4 quadros num ano), que falou com o dono da loja no dia anterior e que iria fazer pressão para vir o quadro de 2012, mas já não sei...
Entretanto garantiu-me que esta semana chega outro quadro de carbono, de substituíção, enquanto não se resolve o embróglio. Disse-me que não é normal a Mondraker emprestar um quadro ao cliente para andar enquanto aguarda pelo definitivo, o que pode ser um bom indício. Vamos ver.

Tretas à parte, fica o link da restante "report" da nossa visita ao Festibike:
https://picasaweb.google.com/kanhotogaspar/FestiBike_2011?authkey=Gv1sRgCLW9koy1qsnh4QE#
 
Last edited:
Bem, por falar em fotos de bikes,

Primeiro foi este...



Depois vieram 3 destes...



Agora já cá está em casa este...







Este é apenas um cordial empréstimo da Mondraker, pelo que não ficará por aqui. Ao menos vou experimentanto tudo quanto é bicicleta de XC da marca espanhola!!!
Puskas, não é assim tão azul quanto parece em algumas fotos. Mas até fica bem com a fox! :p.
 
Last edited:
Malhas,

Se mais alguma vez pensasse em comprar outra bike, seria uma mondraker...
Um gajo compra uma bicicleta e, de tempos a tempos, vai tendo sempre uma bicicleta/quadro nova em casa! ;)

Mais a sério,
até nem desgosto do tom azulado... é assim - não pó turquesa! Mas sim - pó "cipriota", ou seja: a desfalecer!

Trupes,
temos de combinar a logística para as próximas participações: Poceirão e Mação. Ah! E Porto Alto.

(Tenho fé que hoje carimbamos o passaporte para os oitavos!)

Sallutti a tutti
 
Speças,
Não cheguei a falar contigo, mas uma vez que não vou participar na do Mação, peço-te sff - se não te importares - que quando falares com o ZéJoão (caso ele não veja isto) indiques o meu nome/contacto para dar lá uma ajuda! Não me importo. ;)
Mais um Trupe no staff!
 
(Tenho fé que hoje carimbamos o passaporte para os oitavos!)
:mad::barafustar::wtf:

Relativamente à logistica para os próximos eventos:

:( Mação - Enviei email aos interessados, mas cheira-me que isto vai ser complicado...
:D Lagoa do Calvo - Estou sem viatura pelo que estou a planear (mas ca ganda maluco) ir a pedalar até à Lagoa do Calvo!:cool: No regresso, se alguém me puder trazer, melhor, senão, pedalanço até à Jamaica onde a minha senhora me apanhará!

De casa à Lagoa do Calvo são 50 kms. Um bom aquecimento para o que nos espera.
 
O rescaldo da Rota das Adegas terá de ficar para mais tarde, mas diga-se que a pinga era da boa!
No entanto, não sei porquê, mas ando para aqui todo atrufiado da barriga, enjoado de cada vez que penso em carapaus ou orelha de porco e passei o resto do domingo e o dia de hoje a correr para o WC, para mandar umas esguichadelas. Apesar disto:

Inscrições pagas e enviados os comprovativos das maratonas de Mação e Samora Correia.

Continuem no pedalanço.
 
Vivam Trupe`s,

depois de mais uma voltinha bem "dura" ali para os lados do Poceirão, informo aqui a comunidade que também acabei de liquidar a minha inscrição para as terras do "eh toiro lindo".

Inscrevi-me apenas para os 35km e a julgar pela invernia que para aí anda, talvez não tenha sido mal pensado... quero despachar-me rápido. Prefiro passar mais algum tempo em redor da "malga da sopa de pedra" :cheers:

Malhas,
quer dizer que depois da epopeia pelas adegas... :doente: ?! Estranho :-K Comigo tudo ok.
Que belos janquinzinhos, belos pastelinhos de bacalhau, chouriço, torresmos e sobretudo, que boas "pomadas". Aquele syrah então?! :venia:
Para mim, só pecaram pelo almoço... este ano fintaram-me e baldaram-se ao Cozido :barafustar:
Venha de lá essa "foto-report", pois até houve alguns belos episódios.


Quanto ao próximo fim-de-semana, temos de acertar as agulhas.
E por falar nisso...
Alguém sabe o que é feito do Puskas?! :-K: :hmmm:
Avanço já aqui com uma rápida sondagem. O Puskas não vem aqui há mais de uma semana porque... (escolha apenas a opção que lhe pareça mais adequada):
hipótese #1 :arrow: atendendo aos resultados do seu clube, decidiu abandonar a prática desportiva;
hipótese #2 :arrow: desde que pedalou no Espichel, o "forumhóqueiempatins.net" ganhou um novo membro;
hipótese #3 :arrow: a "farmacêutica" descobriu um xarope que tira a vontade de pedalar a qualquer um;
hipótese #4 :arrow: agora é altura da azeitona...;
hipótese #5 :arrow: "- Ei, óh sô Mendonça, quem é que me levou daqui o computador?... Atão agora um gajo tem mesmo de trabalhar a sério?..."

Já fostes!!! :twisted:
 
ESPECTÁCULO!

Eu sabia que seria muito bem representado. O moço tem estilo, só é pena a bike andar encostada à tanto tempo...:cool:
Realmente, como não podiamos ficar para o almoço, fomos andando. Pensei que os prémios fossem só para a geral de cada uma das distâncias e sendo 4º, népia! Desconhecia que haveria classificação por escalão.

Quanto à maratona em si, gostei bastante. Ainda deu para desfrutar de muitos trilhos desconhecidos, alguns "rasgados" propositadamente para a prova.
O grau de dificulade do percurso foi muito elevado, dos mais exigentes que me lembro. Felizmente e contra todas as previsões, não choveu durante toda a manhã (apenas umas pingas à partida), o que amenizou a dureza da prova.
As marcações estiveram muito bem, ainda que tenha notado uma clara diferença depois da separação dos percursos, com fitas muito mais espaçadas (por vezes demasiadamente espaçadas), um ou outro cruzamento de dúvida e a ausência de alertas de perigo.
Foi pena a fraca adesão à maratona, que fez com que, depois da separação e durante 50 longos quilómetros, apenas me tivesse cruzado com 2 betetistas...!

Ficam algumas fotos:



















 
É verdade, bela manhã de btt se pôs no domingo passado!

Pela parte que me toca, senti pela 1ª vez o que é "vê-los passar" :cool:

Ao olhar para trás - e basta ver estas imagens do Malhas - dá para perceber que também nós éramos capazes de organizar algo do género :exacto:

Basta ver a capacidade da Trupe em adaptar-se às circunstâncias... absolutamente transversais e polivalentes:
uns pedalam; dos que pedalam, uns pedalam mais, outros menos;
outros espalham-se pelo percurso a dar assistência e orientações;
uns chegam ao fim;
outros "viram a agulha" e "azimutam" até casa;
outros fazem de carro de apoio ("Benga, Benga, Benga!!!");
outros destacam elementos para ir ao pódio por eles...

Eis a Trupe! E este domingo vamos pedalar por terras de Toiros :eek:mg:
 
Este domingo sempre pedalámos pelas terras dos toiros.
Pelas 9h, lá estava a Trupe (Malhas, Speças, Fogachadas e Puskas) na manga de partida, com mais 700 bicicletas prontas para mais uma manhã de puro btt.
Feito o controlo "0", situámo-nos bem no finalzinho do extenso pelotão, mas ainda assim, como o dia estava agradável e esta era daquelas com registo de tempos, optei por me lançar nos 70 km (que afinal acabaram por ser 78). Os restantes fizeram os 35 km, que afinal foram mais de 45...!
Os 6 km de "balanço" atrás da carrinha da organização serviram para esticar o pelotão e embora tenha dado para passar por 2 a 3 centenas de bicicletas, numa tentativa de me chegar mais à frente, nunca consegui sequer ver a cor da dita carrinha.
Passados os portões da Companhia das Lezírias, terminou o alcatrão, mas não as longas rectas de piso bastante regular, que permitiram uns primeiros 12 kms à média de quase 30 km/h. Depois começaram a surgir as já esperadas dificuldades peoporcionadas pela lama, e uma subida ou outra que embora curtas, eram autênticas paredes (subi mais com a bicicleta à mão do que na semana passada em Mação :confused:).
Ao km 26 surgiu o 1º abastecimento e 6 kms depois, dava-se a separação dos dois percursos. A partir daqui, passando para o outro lado da auto-estrada, a lezíria transfigurou-se e embora tenha aumentado a dificuldade das subidas, também aumentou a beleza dos trilhos, com alguns trilhos e vários singles a fazer lembrar outras paragens. Acabei por alcançar um duo que acompanhei alguns kms, até surgir aquela que parecia ser apenas mais uma poça, mas que de tão funda que era, me atirou ao chão com violência. Com uma pequena mazela no joelho esquerdo, um corte num dedo e o guiador meio de lado (não tinha mini-ferramentas) lá continuei com muito mais atenção na abordagem às poças e agora, também com bastante atenção às vacas, que sendo pretas e a pastar sem vedação, a 2 metros do trilho, metiam respeito... a organizaçõa lembrara que eram mansas, mas nunca fiando.
Passado o 2º abastecimento (km 62, demasiado longe do primeiro e muito perto do final), alguém disse que a partir dali seria tudo muito plano, apenas com um ou outro ponto de lama. Assim foi, de facto, pelo que a talega voltou a entrar em acção e pouco depois, já o percurso era comum às duas distâncias e o nº de ciclistas nos trilhos voltou a aumentar. Passadas as intermináveis rectas dos arrozais, deu-se a aproximação à vila e a chegada, junto ao campo de futebol, onde aguardava o resto da Trupe.
Além da roupa e do corpo, a lama deixou marcas também no material, já que foi à vida mais um jogo de pastilhas, se calhar ando a travar demais...:p

Sobre as incidências da outra distância pouco me posso pronunciar. Mas sei que todos ficaram satisfeitos, embora uns com o rabo feito num 8 e outros quase a desfalecer... O banhinho quente, a sopa da pedra/peixe e umas bifanas no final resolveram a questão.
Provavelmente para o ano, haverá mais, já que esta é a única forma de percorrer os trilhos da privada Companhia da Lezírias.

Fotos, apenas as do telemóvel do Fogachadas no final e uma outra que apareceu pela net. Quem encontrar mais, pode "postar" aqui.







Entretanto já saíram as classificações: http://www.terrasdotoiro.com/classificacoes-2011

Maratona_
24º - Malhas - 3h 34m 09

Meia-Maratona_
***- Puskas - 2h 38m 51
281º - Speças - 2h 48m 33
368º - Fogachadas - 3h 14m 00
 
Para quem ainda não viu, aqui fica um vídeo muito bom da Maratona de Mação (35 km), onde até aparecem alguns colaboradores da trupe...

[video=youtube;xrTLpO1ag98]http://www.youtube.com/watch?v=xrTLpO1ag98&feature=player_embedded[/video]
 
Entretanto, como nunca mais me lembrei de fazer a fotoreport da Rota das Adegas, em Lagoa do Calvo, aqui fica uma seleção do que melhor aconteceu naquela manhã do dia 6 deste mês, a fazer ver que a Trupe ainda consegue estar ao seu melhor nível nas provas que lançaram esta equipa e lhe deram fama no panorama bttistico nacional:

A partida e os primeiro quilómetros em estrada, porque o que se seguiria, requeria um bom aquecimento







Primeira paragem: Adega Evaristo's, na Quinta de São Pedro. Embora ninguém tivesse bebido nada, já havia quem parecesse largar a "carga ao mar".



Basicamente, o que se passava em cada uma das paragens era isto:





para depois acabar nisto:



e nem era preciso estar parado nem nada





Adega Pedro Monteiro... e mais do mesmo:





Como este tipo de BTT, favorece o petisco, aproveitando uma paragem do pelotão,



não foi preciso procurar muito para aparecerem alguns destes:







Para terminar, a adega Freitas & Palhoça...





e como entretanto já estávamos um pouquinho enjoados de jaquinzinhos, orelha de porco, pastéis, torresmos, chouriço, bolos e sei lá mais o quê, esta exigente prova de vinh... de BTT terminou com uns magníficos bifinhos "aux (autres) champignons" com a bela da batatinha a murro!





Bom proveito!
 
Malhas,

grande "fogachada" que aqui mandaste! :D Boas foto-reports e duma assentada! :#1:

Ainda mal recuperei dum empeno e já me assaltou aqui uma ideia... doh
Alguém está disposto a numa próxima oportunidade (ou seja, já no fim-de-semana do almoço de Natal dos avós) ir (re)fazer a volta da Maratona do Mação?... :tungas:

Só a volta da meia-maratona :oops:
Saíamos do Pereiro por trás da igreja - Corga (entrando no trajecto nas imediações do "Estádio da Carochinha" - Bando - descida para "Alguiadeiras" - subida para o parque de merendas do Brejo - Santos - Caratão - Casas da Ribeira - Mação - Toca acima - Portela dos Cavaleiros - Pereiro.

Agora como de 15 em 15 dias costumo apanhar um valente empeno :eek:mg: :eish:
E como fiquei a dever este...
 
Alguém está disposto a numa próxima oportunidade (ou seja, já no fim-de-semana do almoço de Natal dos avós) ir (re)fazer a volta da Maratona do Mação?...
Excelente ideia.
Vou tentar arranjar o track da meia para tentar perceber a ligação ao Brejo e deste ao Caratão. O resto é fácil.
Só não sei se a bike lá de cima estará pronta para levar na sexta-feira, mas assim espero.
Pessoal, fazemos nas calmas... bora lá tirar o pó dessas bicicletas.