Mostrar resultados 1 a 3 de 3

Tópico: Cube Stereo Hybrid 160HPA SL500 27.5

  1. #1
    Já tem os pedais de encaixe ensinados Avatar de Carecovzki
    Registo
    14-04-2012
    Local
    Montijo, Portugal
    Posts
    639

    Cube Stereo Hybrid 160HPA SL500 27.5

    A loja Biclas do Rio disponibilizou-me esta Cube Stereo híbrida que com os seus 160mm de curso é mesmo a minha cara!



    Specs:
    https://www.cube.eu/en/2017/e-bike-f...ashyellow-2017







    Os 23.76kg que fazem disto um "tanque" na verdade não se fazem sentir assim tanto no andamento pois atirei-me a tudo o que faço numa bike de Enduro normal e como podem ver nos vídeos abaixo, continua a ser uma bike com uma agilidade notável.
    Tem vantagem de sair com bom disparo em curvas mais apertadas se somos obrigados a abrandar demasiado mas por outro lado a desvantagem (que todas têm) da limitação aos 25kmh de velocidade máxima com a assistência do motor.
    Em trilhos com pendente negativa, a gravidade ajuda. Mas em terreno plano e ciclável, se rolarmos acima desta velocidade já se sabe o que esperar... é um bom exercício e bastante intenso diria eu.



    (Há probabilidade deste video estar bloqueado pelo youtube em dispositivos móveis devido aos direitos de áudio da música escolhida. Deixo este link alternativo para conseguirem ver se for necessário)
    https://www.facebook.com/carecovzki2...6032527790334/


    No geral é uma bike com tudo o que se quer a nível de equipamento sobretudo a FOX36 na frente que é um mimo! Os 160mm de curso com pneus normais (entenda-se sem ser plus) foram uma boa surpresa e fizeram-me olhar de outra forma para as combinações entre híbridas e o tamanho das rodas que achei bastante positivo para o meu entendimento sobre estes brinquedos.
    Tinha a ideia que rodas plus eram o que funcionava melhor em ebikes devido ao maior volume de ar para suportar todo o peso em excesso e dar o conforto necessário... mas na verdade quanto maior é o curso como o caso desta Cube, menos necessário se torna o uso de pneus plus. O curso maior compensa em conforto o menor volume dos pneus.
    O que isso tem de bom na minha opinião é que torna a bike em algo mais familiar para quem não é adepto de medidas mais volumosas. E em termos de gastos com manutenção creio que também faça alguma diferença pois os pneus plus certamente serão mais caros do que medidas convencionais. É um factor a considerar também.






    Quanto à suspensão e amortecedor tenho pena de ter feito os ajustes um pouco a olho mas terá ficado perto do número mágico dos 30% de sag em ambos. A suspensão com um pouco mais de ar seria óptimo para não esgotar tão facilmente. Já o amortecedor creio que dê para usar espaçadores de volume no interior e acho-o com um funcionamento muito linear sem grande resistência ao bottom-out. Prefiro suavidade no início de curso e mais rigidez no fim de curso que não noto que seja o caso neste setup.
    Um ponto negativo a meu ver aqui é o ajuste do rebound do amortecedor que tem de ser feito com uma chave pois é humanamente impossível chegar ao botão de ajuste com os dedos. (Na imagem não se percebe bem mas o link do quadro tapa o acesso ao rebound)





    A cassete de 46T foi a primeira vez que a utilizei mas não consigo dar uma opinião muito esclarecedora sobre isso pois com a assistência do motor por vezes nem queremos bem saber em que mudança estamos... é turbo naquilo e siga. Notei que ia ao cog 46T em casos de inclinação extrema e realmente usufruía disso com a sensação de leveza extra e sem notar qualquer dificuldade na passagem para essa mudança.

    Os travões XT M8000 gostei de nunca lhes sentir fadiga apesar de os apertar bem durante uma manhã em Sesimbra. Tendo em conta o peso da bike podia-se esperar aquecimento e perda de eficiência, o que não aconteceu. Por outro lado talvez pudessem ser ligeiramente mais progressivos. Não creio que seja o ponto de contacto da manete pois isso é das primeiras coisas que ajusto numa bike assim que lhe pego se tal for possível (neste caso é).





    No cockpit a única alteração que fiz a meu gosto foi a colocação do comando do espigão de selim por baixo do guiador no lado esquerdo que traz a vantagem de estar logo à mão, não se confundir com o shifter (que aqui nem existe) e ficar protegido de impactos. Além de que fica alojado debaixo da consola e esteticamente é menos uma coisa tão à vista que também se torna agradável ao ver arrumado.

    Resta-me deixar um clip bem diferente do que já filmei antes. Filmei uma manhã inteira a pedalar em Sesimbra durante 30km sem parar (com partes aceleradas entre trilhos) que dá para ter perfeita noção do que é ripar numa manhã de puro enduro aos comandos duma ebike.
    Para terem noção, este percurso que faço numa manhã entre 3 a 3h30m foi feito nesta ebike apenas em 1h30!!!

    https://www.facebook.com/carecovzki2...0348781692042/

    Deixo também este pequeno clip bónus na minha página do Facebook para verem as brincadeiras possíveis de fazer com isto.

    https://www.facebook.com/carecovzki2...4447554615498/
    Última edição de Carecovzki : 10-03-2017 às 02:11
    http://www.youtube.com/user/carecovzki
    ::::::::::::::: No BRAIN, NO PAIN ::::::::::::::::
    https://www.facebook.com/carecovzki2011

  2. #2
    Se pedalares como falas... Avatar de edununo
    Registo
    23-04-2010
    Local
    Maia
    Posts
    3800
    Muito bom.
    Adorei o vídeo e a descrição da bike.


  3. #3
    Já tem os pedais de encaixe ensinados Avatar de zdjota
    Registo
    24-04-2016
    Local
    PORTO
    Posts
    729
    uma 27,5 mesmo? tem cara de 27,5 plus, pelo menos musculosa la isso e....

Regras

  • Você não pode colocar novos tópicos
  • Você não pode responder
  • Você não pode adicionar anexos
  • Você não pode editar as suas mensagens
  •