Olá malta. Irei contar-vos o meu caso em relação a uma cirurgia que fiz à precisamente 3 meses a uma hernia discal l4-l5 que tanta gente tem.

Tentarei ser breve para não os maçar. Tenho 28 anos mas desde novito que tinha alguns problemas na coluna, escolioses, desvios, ets, esses problemas que os médicos referem que são de nascença ou de crescimento rápido, más posturas, etc. O que é certo é que eu com 14\15 anos já tinha algumas crises em que tinha de ir aos massagista, osteopatas, etc. Notava que o meu lado esquerdo dava sinal quando me esforçava. Claro que as dores eram muito espaçadas no tempo. Mas, com o passar dos anos as coisas agravaram-se. À cerca de 3 anos para cá comecei a ter algumas crises durante o ano e, quando não tinha as crises, tinha dias com dores, dores que já faziam parte do meu dia a dia. Sempre fui muito ativo, pratiquei desde novo moto tt, claro nada de motocross em saltos, mas todo o terreno com os colegas ao domingo e não era sempre. Ultimamente corri "carradas" de osteopatas, endireitas, naturopatas, etc, tudo me aliviava no momento mas ao fim de pouco tempo, outra crise. Foram gastos muitos euros em tratamento e a resolução do problema nada.

Conclusão: comecei à 2 anos por apresentar uma protusão discal na l4-l5 e à cerca de 1 ano começou a aparecer-me no gémeo da perna esquerda uma dor que se agravou dia após dia. Pela manhã eu já arrastava a perna, perdia alguma força, não me podia sentar que tinha dores de morrer, bem, só que sabe e passa por elas me compreende. Em dezembro passado fiz uma ress. magnética aconselhada pelo meu neurocirurgião e lá estava ela, um ENORME hérnia que me tinha apanhado o nervo ciátivo. De notar que andei cerca de 7 meses a tentar eprceber o que era e lá estava ela a provocar tudo aquilo. Nem conseguia levantar a perna, principalemnte deitado, se levantasse a perna, eram umas dores que, bem... nem me quero lembrar.

No dia 28 de Janeiro fui operado pelo Dr. Armando Lopes, que quando me operou ainda ficou mais surpreendido com o tamanho da hérnia. Fizeram-me uma discectomia e foranomintomia. (não tenho aqui o rela´torio, o último termo deve estar mal escrito),. Deixei de imediato de ter dor na perna e a recuperação tem sido boa. Aconselhou-me a andar de bike só de estrada, sem abusos e aumentar o esforço gradualmente. BTT, népia. E eu que era um viciado em BTT, praticava esse desporto é muitos anos e estou rodeado de amigos e familiares que o praticam. Bem, é duro ver tanta gente a andar de bike e eu a tirar fotos lolol. Dá uma vontade de reforçar os musculos, etc etc, e aos poucos ir experimentando a voltar ao btt mas, querem um conselho: com a saúde não há testes e com tantas dores que eu tive não estou disposto a arriscar. Afinal não é a minha profissão e tenho um filho de meses para cuidar, pegar ao colo e brincar muito com ele. Não estou para voltar a ter crises e ter de prescindir da família, da praia, dos passeios como eu já o fiz anteriormente devido às crises e "ao mau humor" que essa situação me causava.


Voltei à pouco tempo a fazer uma volta de estrada, não meu muito bem. O pessoal só fala nos buracos e nos impactos mas, a força que fazemos naquela posição de condução influencia e muito a forçar os discos e a pressão em vértebras superiores e inferiores. Fica ali um espaço em vão que vai forçar em muito as vértebras superiores. Espero poder fazer umas voltas de estrada na descontra mas sei, que posso agora não me queixar, ams mais tarde vou sofrer com isso.

Os 4000 euros que gastei na operação são muitas vezes lembrados para não voltar a arriscar a praticar o btt. Já vivi sem ele e posso dar valor a outras coisas.

Muitas das vezes não são os saltos e os impactos que fazem herniar, é sim o esforço a pedalar, principalmente nas subidas e em zonas que temos de fazer muita força de pernas . No meu caso, não foi o btt que me fez herniar, mas sim outros esforços.

Poupem a vossa saúde e há tanta coisa boa para nos dedicarmos. Estou bem e recomendo a cirurgia!!

Força pessoal e não abusem, se nãos e pode fazer, não se pode. Temos de cumprir.

Espero ter sido útil e qualquer questão estou ao dispor. Abraço