Pág 9 de 9 PrimeiroPrimeiro ... 789
Mostrar resultados 81 a 86 de 86

Tópico: BTT VS Dieta - experiência própria

  1. #81
    Já saca os pneus à mão Avatar de lucard
    Registo
    08-03-2016
    Local
    Viseu
    Posts
    179
    A minha "luta" é semelhante à tua, mas ao contrário, como que nem um desalmado (muitas das vezes porcarias) e não à meio de ganhar peso. Cheguei ao ponto que já não quero saber, isto de um dia para o outro há-de acontecer, com a idade... Desde que não seja uma pipa de cerveja, tudo bem.
    Preciso de rodinhas na Bike. Ando sempre a comer terra...

  2. #82
    Já se equilibra sozinho na bike
    Registo
    01-08-2016
    Posts
    20
    Uma amiga de um amigo dá apoio nutricional desportivo num centro de reabilitação aqui perto. Conseguia "consulta" para a semana mas como vou de ferias na semana a seguir não creio que seja uma boa altura para começar. Assim vou marcar para quando voltar de ferias cheio de vontade

  3. #83
    Já tem os pedais de encaixe ensinados
    Registo
    21-04-2005
    Local
    Covilhã
    Posts
    808
    Boas.

    Chegou o dia de pesagem, menos 1 kilo... foi um bocado frustrante só ter perdido 1 kilo com tanto cuidado com a alimentação e com o desporto.
    Em quanto tempo? 1 kg/ mês é bom.

    Desde então estou a fazer alternancia de curtos periodos de corrida com maiores periodos de caminhada 3 vezes por semana e btt 6 vezes por semana. Tenho registado o meu peso diariamento, nas mesmas condições, assim como a percentagem de massa gorda. Na primeira semana e meia de treinos notei que o peso se mantinha mas a percentagem de massa gorda diminuia, o que faz sentido devido ao desenvolvimento muscular do regresso ao desporto. Agora já à 3 semanas que não perco peso nenhum, completamente bloqueado nos 103kg, assim como não perco massa gorda, preso nos 40%.
    À primeira vista, diria para cortares 120 a 250kcal/dia.
    Mas convém perceber o esforço que fazes nessas caminhadas + btt.
    Tens ideia das calorias que gastas? Terminas o exercício completamente fddo, ou foi mais uma volta?

    Ontem enquanto falava com a minha amiga nutricionista fizemos um estudo das calorias e estou a consumir cerca de 1800kcal por dia pelo plano que a minha atual nutricionista passou. Resultado, o meu corpo está a entrar "em modo de poupança de energia". A titulo de curiosidade nos ultimos dois dias não treinei, e como resultado perdi 800gr mas mantive a massa gorda, ou seja o meu corpo livrou-se logo de musculo.
    Se a balança estiver correta*, estás mal. Diria que estás em catabolismo muscular. Mto excercício e pouca comida. Pára uma semana com o exercício. E volta à carga. Se se repetir, aumenta as calorias. De qq maneira, 1800 acho bastante curto.


    Esta é uma área que me interessa, e que tenho investido algum tempo (até porque rocei a obesidade..).
    Fica a minha opinião, muito muito resumida, com a melhor das intenções.


    #1 CALORIAS
    Determina as tuas necessidade calóricas. Googla "necessidade calórica" e dás com algumas calculadoras.
    Para o teu peso, altura e (p.e.) 30 anos de idade e uma vida sedentária, as necessidades calóricas andam nas 2500kcal.
    Em teoria, se ingerires as tuas necessidades calóricas e ficares o dia todo no sofá, não deverás ganhar peso.
    Se juntares alguma actividade física, ou se ingerires menos 125-250Kcal (mais do que estes valores pode ser errado!) e ficares no sofá, provavelmente perdes peso (mas não quer dizer que percas só gordura).

    Isto é tudo teorico. As necessidades calóricas variam para indivíduos "iguais". 60-120 kcal podem fazer a diferença.


    #2 COMIDA
    Revê a tua alimentação, e ganha uma noção das calorias que ingeres diariamente. Espreita alguns sites como o Fatsecret para teres uma ideia. Provavelmente vais ter de começar a pesar os alimentos (p.e., usa um recipiente, coloca uma marca e ficas a saber que essa marca são X grs de determinado alimento).

    Divide as calorias pelos três grupos essenciais: proteínas (carne, peixe, ovos, derivados do leite), gorduras (omega 3, azeite - extra virgem, frio - frutos secos) e hidratos (arroz, massa, batata, aveia, e mesmo pão).
    Em termos de quantidades deverá ser +- isto: proteínas (1.1 a 2.2gr por kg de peso), gorduras (20-30% das calorias totais) e o "resto" em hidratos (não deixes de comer hidratos; pelo menos 30grs de hidratos em cada refeição principal, e 30 a 60grs antes e/ou após atividade fisica). Cada gr de proteína e e cada gr de hidratos tem 4kcal, e cada grama de gordura tem 9kcal. Fruta e legumes.. nesta fase, sem grandes restrições, mas contabiliza para o saldo calórico.

    Quanto ao número de refeições por dia, faz como te der mais jeito. Evita acordar com fome, ou esperar algum tempo para comer quando tiveres fome. Adapta a alimentação ao teu dia à dia, e não o inverso. E bebe água.
    Muita malta recomenda mais refeições e menos quantidade, outra o oposto. Se tiveres hipótese, experimenta uma e outra durantes algumas semanas, e tira as tuas conclusões. Na minha opinião, não justifica complicar.

    Voltando às calorias, podes fazer 6 dias bons e 1 bom dia, para não te privares de nada (ou mesmo 5 - 2).
    2500 x 7 dias da semana dá 17500kcal. Imagina que o dia de loucura vais às 4000.
    17500 - 4000 dá 13500. Esse valor dividido por 6 dias temos 2250.

    Dá uma olhadela nos sites InShape, mastermusculos ou no canal de youtube da myprotein portugal, para teres algumas ideias de refeições agradáveis e igualmente saudáveis.
    Iogurte grego natural + frutos secos são um excelente snack entre refeições ou mesmo para a ceia.
    Alimentos com medio ou alto indice glicémico devem ser evitados antes de períodos sedentários, mas tem lugar na primeira refeição, ou até na refeição previa ao exercício físico.



    #3 EXERCÍCIO FÍSICO.
    Quanto ao exercício físico, acho que a musculação é uma ajuda brutal, e se estás habituado a treinos mais virados para o cardio, o impacto vai ser maior. E ajuda-te a manter a massa muscular, ou até mesmo ganhar. De qq maneira, para perder peso o essencial vai ser o défice calórico. 2 dias (cerca de 1h por treino) por semana é bom, 3 talvez seja o ideal, mas cuidado se juntares ao BTT/Caminhada. Mas se puderes, vale o esforço.


    #4 PESO
    103 kgs para 1.75cm e 40% massa gorda.. estás com excesso de peso. E obeso.
    Na minha opinião, a meta semanal de peso a abater que deves ter são as 250grs, se bem que numa fase inicial provavelmente vais conseguir bem mais do que isso. Eu sei que este valor pode ser desanimador (250 x 52 = 13 kgs/ano), mas foca-te no resultado final, e em querer fazer bem as coisas.

    * Não dês muito valor à % de massa gorda. As balanças não são de todo fiáveis. Convém pesares-te à mesma hora e em condições semelhante, não teres ingerido comida nas 2h anteriores, pés secos e em contacto direto com a balnaça.. Consegues comprar um medidor manual de massa gorda por tuto e meio, mas dá algum trabalho.
    Fia-te simplesmente no espelho de casa. Continua a pesar-te, mas semanalmente.


    Para terminar, duas notas.
    Este "investimento" vai ter impacto igualmente na tua família, e na tua filhota. Vale bem o esforço. E é conhecimento para a vida.
    Se tiveres disponibilidade e não souberes mesmo para onde te virar, pede ajuda. Faz uma pesquisa no google (ou no FB) por Team Transformerz ou Tiago Personal Fitness Trainer, e vê o trabalho deles.
    Certamente te saberão ajudar.

    Vou acompanhar este tópico.
    Se me lembrar de mais alguma coisa, adiciono.

  4. #84
    Já se equilibra sozinho na bike
    Registo
    01-08-2016
    Posts
    20
    Boa tarde,

    Obrigado DriveMe, os resultados continuam a tardar aparecer. Após falar com a médica de familia e a nutricionista ligada ao desporto, fazendo exames e análises, a fonte do problema é a insulina basal elevada que dificulta muito perder peso e facilita o ganho. Em tempos tive o mesmo problema e consegui resolver apenas adoptando uma alimentação paleo. Dei-me muito bem mas acabei por abandonar por as pessoas à minha volta pressionarem que não era "normal" e que não podia fazer bem. Nesta fase tenho duas hipóteses e não sei o que decidir. Como se está a chegar à conclusão que a tendência natural do meu corpo vai ser subir a insulina, qualquer opção tem que ser mantida durante bastante tempo senão para sempre, com o risco de vir a ter diabetes se não mudar. As opções são:
    Consultar um endocrinologista com forte possibilidade de me dar medicação, provavelmente para sempre;
    Voltar à alimentação paleo low-carb, e ignorar o que as pessoas dizem. Só não sei se vou ter "energia" para a bicicleta. Sei que a alimentação paleo se dá muito bem com exercício HIT (como o cross-fit), mas nao sei como será na bicicleta sem os hidratos.
    Última edição de Claudio Caramelo : 06-10-2016 às 16:22

  5. #85
    Se pedalares como falas... Avatar de Joseelias
    Registo
    18-03-2013
    Local
    Seixal
    Posts
    1205
    A vida é tua e tens que pensar no que é melhor para ti. Se te tiveres que chatear algumas vezes com algumas pessoas, que assim seja. Os resultados mostrarão que tens razão.

    Por vezes as pessoas boicotam casos como os teus, não pelo teu suposto bem, mas porque elas próprias não se querem incomodar em adaptar um bocadinho às necessidades dos outros. É duro dizer isto mas é um facto conhecido.

    Como disse, a tua vida e qualidade de vida estão em primeiro lugar, especialmente porque tens responsabilidade para com uma filha. O que estiveres a fazer é também para ela. Não só porque melhorará a tua qualidade de vida e ela beneficiará disso, mas também porque serás um exemplo de vontade para ela. Acho que isso é uma lição importante para o futuro dela.
    "Don't buy upgrades; ride up grades" - Eddy Merckx
    A BTT'ar desde 1993... mais coisa menos coisa...
    A minha "bomba" made in 1996

  6. #86
    Já se equilibra sozinho na bike
    Registo
    01-08-2016
    Posts
    20
    Parece que pelo menos por agora o BTT deve ficar um pouco de lado. Estive a falar com a minha nutricionista e ela acha que antes de voltar ao BTT tenho que ver o que se passa a nível hormonal com o meu corpo. Com o meu estilo de vida e a minha alimentação a minha insulina deveria estar muito melhor. Mandei-lhe agora uma mensagem a perguntar se ela se devo procurar um endocrinologista. Antes de ser nutricionista já era minha amiga pessoal e acredito que a sua opinião seja enquanto amiga. Vou ver o que ela me diz.

Regras

  • Você não pode colocar novos tópicos
  • Você não pode responder
  • Você não pode adicionar anexos
  • Você não pode editar as suas mensagens
  •