Vila do Conde - Gerês Extreme 2014

#2
bom dia

Caro quimis, participei neste evento em dupla com um amigo, e só posso dizer uma coisa.... DO MELHOR QUE HÁ... Foram 3 dias de puro btt, companheirismo, um valente empeno nas canelas.
Quanto à organização do evento, não consigo descrever o amor com que se dedicaram ao evento... Só quem lá esteve é que sabe... Tudo organizado e planeado ao pormenor, sempre prontos a ajudar em qualquer que fosse a situação... IMPECÁVEL...
Se estarei lá em 2015???? Claro que sim.
 
#3
Boas,

Antes de mais PARABÉNS pela aventura! De certeza que foi um evento memorável. ;)
..eu não fui, mas gostava! Tive batizado no domingo. Se bem que foi um evento que me "cheuirou" a "competição pura".... o que me causou alguma falta de interesse desde inicio.
 
#4
Viva,

Só hoje me apercebi deste tópico e faço minhas as palavras do pedrovizela: "DO MELHOR QUE HÁ".

Deixo, também, algumas palavras que enviei à Organização:

Tudo correu MUITO BEM, com entrega TOTAL da Organização. Excedeu completamente as minhas expectativas.
EXCELENTE trabalho apresentado.
Manter este nível vai ser difícil, quanto mais melhorar.
PARABÉNS.
Jorge Dias
Dorsal nr. 9


E explico porque lhes enviei estas palavras:

A informação prévia sobre o evento era constante, o que ajuda a quem, como eu, era a primeira vez que ia participar num evento desta natureza, vários dias e muitos kms.

A simpatia de todo o pessoal envolvido na Organização era notória. A PAIXÃO pelo BTT andava no ar. Em todos os postos de abastecimento tinham assistência mecânica, e mal punha o pé no chão logo um "mecânico" pegava na minha bike e tratava da transmissão, enquanto me dava "ordens" para ir comer: "vá comer que quando acabar está pronta" :). E estava, sempre, e ainda perguntavam: quer água ou sais no bidon? Onde é que já viram disto? Eu foi a primeira vez. Nos abastecimentos, no 1º dia penso que eram 3 ou 4, e no 2º seriam 5 ou 6, tinham tudo o que é necessário, e mais uma coisa MUITO IMPORTANTE: SIMPATIA. SEMPRE de sorriso na cara, e muitas palavras de incentivo.
No 2º dia parti o selim e a "BICIADUS", eram eles quem davam apoio mecânico, lá me emprestou um para a última etapa. Obrigado Ruben Nunes, pelo selim, pela simpatia e por todo o apoio.

O percurso era, como não podia deixar de ser nesta zona, durinho, mas nada que não se fizesse, se não se entrasse em andamentos loucos. Eu, que estava com medo de não o cumprir dentro do tempo estipulado pela Organização, 12H, acabei por fazer no 2º dia na casa das 8H, e perdi cerca de 45' com os problemas do selim partido, e no 3º dia na casa das 9H. E posso dizer que joguei na defensiva, pois acabei razoavelmente fresco... Para além disso, o percurso tinha zonas fabulosas, paisagens que só o Gerês tem. De PARABÉNS o responsável pela escolha do percurso.

Para não tornar este "testamento" demasiado extenso vou abordar apenas mais um ponto, que nesta altura, penso que preocupa quase todos: os custos. Por 60€, valor da inscrição individual, 50€ se fosse dupla, tive direito a:

INSCRIÇÃO NA PROVA, 3 DIAS
Jersey
Peúgas Pacto
T-Shirts (2)
Saco
Mochila
Mais algumas lembranças que vinham dentro da mochila
Lavagem, afinação da bike no final do 2º dia (deixei-a em Portela do Homem e no 3º dia estava, IMPECÁVEL, à minha espera para a 3ª etapa (acreditam?????)
Lanche no final das etapas
Lanche recepção no 1º dia
Lanche/Jantar no último dia
Pequeno-almoço no 2º e 3º dia
Jantar no 2º dia
Dormida em pavilhão
Transporte do saco, da bike e eu próprio da fronteira de Portela do Homem para o local da dormida
Prémio de Finisher (famosas rendas de Bilros)
Fiquei mais cansado a descrever o que recebemos que a fazer o percurso...

Já vai longo este texto, mas porque é INTEIRAMENTE MERECIDO, ainda fiz mais uma pesquisa e encontrei este texto da ORGANIZAÇÃO:

Estes 3 dias do VCGE foram absolutamente inesquecíveis, porque foram vividos em família. Todos juntos fomos a família do BTT elevada ao seu expoente máximo. Camaradagem, esforço, sofrimento, partilha, emoção, alegria, adrenalina, diversão, convívio… e muitos mais adjectivos serão necessários para descrever tudo o que estes dias de BTT nos proporcionaram.

Já estamos com saudades dos trilhos… prometemos voltar em 2015
.


Ora aqui está o segredo desta ORGANIZAÇÃO: FAMÍLIA, só assim se explica toda a coesão, o remarem todos para o mesmo lado, que nós participantes sentíamos em quem estava lá para nos apoiar. ÚNICOS!

Que dizer mais?

Apenas OBRIGADO por toda esta experiência formidável, e prometo que vou estar atento à abertura das inscrições para 2015, pois seguramente que rapidamente vão esgotar.

Jorge Dias
Dorsal 9
 
#5
Boas,

Pelo testemunho do nosso caro camarada Jorge Dias, o qual tive oportunidade de conhecer na 1ª etapa do NGPS (atravessamos "juntos" o rio no percurso dos 90km :D ), fiquei a perceber que realmente foi um evento que o verdadeiro convívio não faltou! Na próxima tentarei não faltar. ;)

Boas pedaladas.
 
#6
Olá Medroso,

Simplesmente: VAI, e acredita que não te arrependes. Tens é que estar atento, pois pelos comentários que fui ouvindo, e como as inscrições são limitadas, penso que no próximo ano rapidamente esgotarão.

Como o texto já ia loooooooongo, não o quis tornar ainda mais maçudo, para quem tivesse a paciência de o ler todo :), mas poderia ter referido, a exemplo do convívio e companheirismo que tivemos no NGPS na Lousã, em que tu, e outros amigos, atravessaram 2 vezes o rio para, autenticamente, trazerem uma atleta, e a respetiva bike, pois ela não queria atravessar por estar muito frio e especialmente por a corrente estar muito forte, o que, mesmo não a conhecendo, não vos impediu de ter esse gesto, diremos de cavalheiros, mas, mais que isso, de autêntico companheirismo e como refere a Organização do VCGE de verdadeira FAMÍLIA.

Eu também tive provas desse COMPANHEIRISMO nesta edição do Vila do Conde Gerês Extreme. Como referi, o meu selim partiu, vá-se lá saber porquê (até era novo, tinha cerca de 3 semanas) e um AMIGO que ia comigo emprestou-me o selim dele e fez os restantes cerca de 25 kms em cima dos crenques!!!!!!

Como é que se explica esta experiência?

Acho que não se explica, vive-se e regista-se.

O BTT é feito destas coisas e será por estas e por outras que ele nos torna melhores.

Abraço e grandes pedaladas em BOA companhia, sempre.
Jorge Dias
 
#10
Boas,

ehehehe, também foi GRANDE aventura essa da 1ª etapa do NGPS na Lousã (mesmo com indicação da organização de que não seria possível atravessar o rio nós lá fomos), MALUCOS. :D

..eu quando cheguei (sozinho), vocês estavam a convencer a "heroína" a atravessar. Já agora eu sou esse "cretino" que aparece em 1º (esquerda para a direita) na 1ª e na ultima foto. :)

...vêmo-nos por aí. BIG abraço

Fernando Sampaio
 
#11
Olá Fernando,

Na Lousã foi a minha estreia neste tipo de eventos e não há dúvida que foi uma "maluquice" muito saudável :).

Com esta chuva talvez nos encontremos nos Trilhos dos Conquistadores, numa situação semelhante ;).

Grande abraço.
Jorge Dias
 
#15
Boas,

Posso afirmar-lhe que sou dos betetistas (amadores) nacionais que memenos treina! Mas quando enfrento um desafio, não é a altimetria, nem o número de kms que me intimida. Tenho sim as minhas "táticas". De salientar que o meu objetivo, é sempre o de chegar ao fim sem quedas nem avarias. Sei gerir muito bem o meu esforço. Termino SEMPRE com força para mais 1/2 dúzia de kms. :)

Não stress camarada. Vamos lá. ;)
 
Last edited:
#16
Boas pessoal :)

só agora vi os vossos comentários do VCGE 2014...

Como é óbvio, já estou inscrito em 2015 :)

Tal como o Jorge Dias disse, podiamos fazer testamentos sobre o que lá se passou...
Relato só dois episódios que acho que merecem relevo...

No 2º dia a caminho do Geres, a caminho do Geres, pela zona de Barcelos encontramos a GRANDE MULHER ADELAIDE LOPES, 1ª classificada feminina a solo... lá nos colamos à sua roda e lá fomos os 3... a certa altura encontramos 1 bttista parado com m pneus rasgado... paramos para ajudar, mas a organização como era tão fraca já lá estavam a chegar e obrigaram-nos a seguir :)
quilometros à frente encontramos 2 bttistas parados, selim partido diz um... toca a parar e tentar ajudar... como disse atrás, a grande Adelaide vira-se para a classe masculina e diz: saiam daí que disso percebo eu... não estava partido, simplesmente desapertado, mas perdeu-se um parafuso.... toca a ir a pé para trás até encontrar o parafuso... parafuso encontrado e lá fomos os 5 em direcção ao Geres... Competição? A 1ª classificada feminima parou 2 vezes para ajudar... Do melhor...

Terminada a etapa na Portela do Homem... entrem e venham comer qualquer coisa.... banquete é a melhor palavra...

2º episodio...

para melhor descansar alugamos um quarto numa pensão perto do local de dormida do evento... lá chegamos com as malhas para o banho à pensão... pensão lotada.... ai e tal, temos outra pensao a 5 km, têm de ficar lá... pedimos aos senhores da pensao e lá nos foram levar e buscar na hora do jantar...

depois do jantar precisavamos de boleia para a pensao, pedimos à organização, e eles prontamente disseram que no final da reuniao de preparação do dia seguinte nos levariam lá... pois é, mal acaba a reunião, vêm logo 3 pessoas a perguntar quem eram os bandidos que precisavam de boleia....
lá nos levaram e combinamos logo as horas para nos irem buscar no dia seguinte... à hora lá estava uma carrinha pronta a nos levar para a partida...

Melhor evento em que participei sem duvida alguma...