Truques caseiros para tirar peso à bike

tinric

Super Moderador
Boas...
Gostei da ideia dos punhos...
Esse isolante por ai pelas grandes superficies aki, brico, maxmat.... custa menos de 1€ cada 2 metros... se isso funcionar ...

Tenho comprado muitos destes tubos para a minha pista de miniz... tenho que agarrar num bocado e experimentar :)

Eheheh

Boas ideias destas é que o pessoal precisa.
 
Boas jovem,

Podes acreditar que sim e a prova disso é que tirando metade dos dentes do prato maior fiquei ainda com 22 dentes tantos quanto o prato pequeno que no meu caso tem também 22 dentes.
 
Mas o que é que se diz a isto:nsei:
Quantos gramas foram poupados com a alteração? 4? 5?
E a talega gastar-se ao dobro da velocidade, pelos vistos não é problema... nem o estragar da corrente...
 
Sobre as gramas como diz o ditado :"grão a grão enche a galinha o papo"
Quanto às criticas destrutivas por isso é que Portugal é o País que temos...
 
Last edited:
Muito embora seja uma ideia tecnicamente disparatada (a meu ver), não é razão para se ofender ou criticar destrutivamente o seu autor.

Uma coisa é opinarmos sobre as ideias apresentadas por outrém. Outra coisa é gozarmos e rebaixarmos.

Espero bem que esta 2ª hipótese não se verifique mais...
 
Se é verdade que funciona, não tenho qualquer dúvidas disso, também é verdade que ao termos menos dentes o degaste e a probabilidade de algo correr mal( como partir mais um dente por exemplo) é muito maior pois cada dente está a sofrer uma força maior.
Não estou a ver equipas profissionais de btt começar a usar este método nas bicicletas dos seus atletas.
Contudo cada um sabe de si e do que quer e precisa.
 
Boa tarde,

De facto, também só hoje me apercebi deste tópico, o qual tem interesse para muita gente. Gostaria de referir que há já algum tempo percebi a preocupação que alguns têm e outros não com o respectivo peso das bicicletas...

Li estes últimos comentários e sou da opinião que ninguém tem a intenção de ofender quem quer que seja, pura e simplesmente, cada um de nós reage de forma diferente perante algo que nunca tinha imaginado. Por vezes as palavras não são bem escolhidas. Somos humanos!

Neste caso tratou-se de retirar peso ao prato pedaleiro cortando metade dos dentes e fazendo vários furos. A ideia é legitima, no entanto, tem consequências.

Qualquer um de nós entende que o esforço fisíco (o pedalar) transmitido à roda motora através do referido prato faz-se através de um determinado nº de dentes, os quais encaixam nas anilhas e respectivos pinos da corrente. Cada dente suporta uma fracção dessa força.
Ao retirarmos metade desses dentes, o que vai acontecer na prática é que só metade dos mesmos que estavam a ser utilizados vão agora suportar a força imprimida pelo acto de pedalar. Cada dente vai suportar a fração da referida força, a dobrar.

Num período de tempo muito mais curto, duas situações podem acontecer: alguns dentes podem começar a ficar mais frágeis e partirem ou então vai acontecer um desgaste muito mais rápido de cada um desses dentes; na prática os referidos dentes não vão conseguir arrastar a corrente aquando da pedalada. Claro que tudo isto terá que ver com a utilização que será dada a esse prato!

Como sugestão, caso esse prato não seja muito utilizado, se calhar mais valia pura e simplesmente retirá-lo e fazer a respectiva afinação do desviador dianteiro.

Cumprimentos.
 
Boas!

Normalmente em BTT não usamos muito o prato grande e se ele fica com 22 dentes, fica com o número de dentes igual ao do prato pequeno que quando utilizado é submetido a um esforço maior.
Também para quem percebe um pouco de Física se tivermos um Momento da Força dado pela distância do eixo pedaleiro a um dente do prato grande vezes a força aplicada nesse dente e um Momento de igual valor dado pela distância do eixo pedaleiro a um dente do prato pequeno vezes a força aplicado nesse dente, verificamos que a força exercida no dente do prato grande é inferior à força exercida no prato pequeno.

Nota: Momento = magnitude da força x distância perpendicular ao pivô (f x d)




“A imaginação é mais importante que o conhecimento.”
Albert Einstein
 
Harmony, tens alguma razão no que dizes, mas esqueces-te que a força vem das pernas e é aplicada nos cranks, no ponto em que encaixam os pedais, a uma distância fixa do eixo, sendo de 175 mm na maioria dos cranks. Os diferentes diâmetros dos pratos são apenas formas de transmitir essa força em diferentes relações. O esforço a que são submetidos os componentes depende da força com que pedalamos. E para conhecer o momento da força é necessário perceber mais de Física do que apenas "um pouco".

Com essa modificação o desgaste da talega vai duplicar, a corrente vai-se estragar aumentando também o desgaste, e a probabilidade de partir um dente ou a corrente aumenta.

Quanto ao uso ou não da talega, mais uma vez também depende das pernas :twisted:
 
He lá...esta ideia dos dentes é extraordinária. Harmony os meus parabens pela iniciativa. e que tal a fiabilidade? se o feedback for positivo vou fazer o mesmo nos outros pratos e na cassete.
Reparem que nos pratos 22 dentes = 4 gr
16 dentes = 3 gr
11 dentes = 2 gr
na cassete 17 dentes = 3 gr
15 dentes = 3 gr
14 dentes = 3 gr
12 dentes = 2 gr
10 dentes = 2 gr
8 dentes = 2 gr
6 dentes = 1 gr
Resumindo : Dá 25 gr

Mas genial, agora não sei se será viavél é em vez de tirar um sim um não, tirar dois e deixar um, "and so on"... Assim poupavamos 35 gr
Que vos parece?