trilhos na ilha do Pico

#1
Vou passar ferias para o pico na ultima quinzena de junho, já comprei cartas militares da ilha mas como no Google Earth a ilha do pico está coberto de nuvens torna-se difícil planear umas voltas.
 
#2
Vou passar ferias para o pico na ultima quinzena de junho, já comprei cartas militares da ilha mas como no Google Earth a ilha do pico está coberto de nuvens torna-se difícil planear umas voltas.
Olá figaizze2,

Aconselho-te a contactares o Meiabola, ele vai ajudar-te pois tem lá casa e conhece bem a ilha e talvez tenhas a companhia dele.

Boas ferias....


Abraço de penatabua
 
#3
.......figaizze2,
Com cartas ou sem elas prepara-te para pedalares " noutro planeta ", foi a sensação que eu tive quando passei uns dias nessa ilha ( infelizmente nessa altura ainda não estava no lado bom da força i.e.ainda não praticava BTT ) mas adorei a tranquilidade, ar puro, as pequenas lagoas completamente selvagens a vegetação em perfeita harmonia com tudo o resto e claro está, a presença imponente do vulcão, que subi mesmo até ao cimo sómente no 3º dia, devido às constantes mudanças do clima; Por exº, 1 voltinha bonita é seguires pela estrada até aos cerca de 1200 metros ( que é quando esta acaba ) e o "RESTO" tem de ser à la pata ( aí + 4 horitas dependendo do grupo,estado tempo e outros factores ) até lá ao cume; Outros percursos + fáceis ( com menos altimetria ) poderás fazê-los no lado oposto ao Vulcão e tambem junto à costa ( já agora não te esqueças de visitar o museu dedicado a tudo o que se relaciona com a baleia e sua antiga faina) Em resumo, vais adorar
1 abraço e depois posta aqui umas fotos
KoTaM

P.s. Bebe lá 1 copo de verdelho que dá power para os subidões.

P.s.2 TCHHH Só agora é que reparei que a data já era, olha fica para outros aventureiros !!!
 
#4
Obrigado na mesma, KoTaM.

Devido à enorme bagagem da família, não levei a minha MARINa, lá me desenrasquei com uma Hiperbike Xpechial 18Vel. de um amigo. Como fiquei na Calheta de Nesquim, na ponta da ilha, apenas andei no lado oposto até à estrada transversal, e dou-te razão, é uma paisagem muito verde e livre de monoculturas de eucalipto, com grandes paredes, é pena não haver umas trialeiras, sempre que saí do alcatrão não dei com saída, tem que ser com mais tempo. Na zona da ponta da ilha pela Manhena há uns caminhos rurais muitos acessíveis, relativamente planos com uma envolvente espectacular. Podendo seguir o percurso pedestre já marcado. Dai da freguesia da Piedade é um bom ponto de partida para a montanha pois a subida é mais suave.

Devo voltar numas próximas férias, já lá faço falta.

Boas pedaladas. Luís Pinheiro.


 
#5
.....Obrg. Figaizze2,
Aqui o Je de certeza que irá lá voltar aos Açores ( verdadeiro paraíso ainda desconhecido de muitos portugueses ), será a 4ª vez e falta-me descobrir algumas das ilhas, cada qual com as suas belezas próprias, mas desta vez terei de alugar uma boa bike para percorrer aqueles caminhos de cinza e apreciar de outra perspectiva aquelas maravilhosas paisagens, temos um País lindo, tantas vezes injustamente desvalorizado mas que com o tempo terá o destaque devido.
1 abraço e quiça 1 dia nos encontremos por esses trilhos açorianos.
KoTaM
 
#6
Querem ver a beleza dos Açores através da narrativa de um grande BTTista nacional visitem o site do : www.hugoespigaocarvalho.com vão ver o que esse camarada já andou pelas olhas com as suas meninas, eu fiz o mesmo mas nos anos 80 e principios dos 90's, numa daquelas bikes rigidas de btt que existiam na altura, dureza, eheheh.
1 ab