Tracks Sintra - Húmidos / Kamikaze (1,2,3) / Dimas (1,2)...

#1
Viva

De acordo com o título, gostaria de saber se alguém me pode enviar os tracks indicados no título.

Tenho tentado procurar nos locais habituais e, apesar de saber que estão "embebidos" em alguns dos tracks que saquei, tenho alguma dificuldade em separá-los do restante.

Como estou a fazer um aglomerado dos singles mais interessantes da serra, queria ter tudo separado, entre começo e fim.

Alguma alma caridosa me pode fazer esse favor?

Obrigado desde já.
 
#3
Viva

Esses eu conheço bem :)

Queria mesmo era os restantes. Eu sei que os tenho misturados algures nuns tracks que aqui tenho. Contudo, pretendo fazer isso mesmo que aí viste no GPSies: destacá-los isoladamente para quem quiser, poder organizar as suas voltas de forma livre, apenas tendo de fazer as ligações entre tracks da forma que bem entender. A ideia é fazer o menos possível de estradão, juntando o máximo de singles possível.
 
#5
Boas

Graças a um companheiro aqui do fórum, já compilei quase todos os trilhos mais conhecidos de Sintra.

Resumidamente, tenho:

- Dimas 1,2,3 (o 3 é também conhecido por "trilho das pontes");
- Kamikazes;
- Minas;
- Fonte;
- Água;
- Burros ao Abano.

Estão divididos individualmente, ou seja, é possível pegar nos mesmos e criar uma volta à nossa medida. Em breve, e porque quero pedir autorização a quem me os forneceu, colocarei aqui os respectivos.

Quando (se) o fizer, tentarei também estabelecer um nível de dificuldade (sempre muito subjectivo) na óptica de um XC no limite do "trail" ;)

Jorge,

Eu não aconselho pegar numa dessas voltas assim do nada, porque, muitas vezes, tem zonas que são apenas ligações sem grande interesse. É preferível pegar nestes trilhos e escolher aqueles que se querem fazer. Além disso, sem certezas, parece-me que tens aí zonas privadas em que é preferível não entrar. ;)
 
#6
jorge, assim de repente acho que não deve haver grande stress.. penso que já devem ter limpo os estradões todos (os trilhos estão praticamente todos ok já há umas semanas). Em relação ao track em si, é um extreme de subidas.. passa em poucos trilhos (monge e viuva), é quase só estradão, por isso o meu conselho é tentares adicionar aí os Dimas, abano e água (este pode estar fechado, não costumo lá passar). Os outros para XC são um bocado agressivos, mas se tiverem kit de unhas ou se não se importarem em levar à mão aqui e ali não há nada muito perigoso.
 
#8
Obrigado pelos esclarecimentos em relação ao track Extreme Sintra 2012, iríamos ficar com uma ideia errada dos trilhos existentes nesta serra :( Em Novembro de 2012 participei no "I TransArrábida", Travessia da Arrábida 11/11/2012 e foi brutal. Seria muito fixe fazer um evento igual na Serra de Sintra ;). O que acham?
 
#9
Há pelo GPSies um track de um companheiro aqui do fórum (penso ser o user Froids) de 100 km na Serra de Sintra e que passa por todos os trilhos mais badalados de Sintra. Claro que é um trilho exigente física e mentalmente e que deve ser pensado para os dias mais longos. Estou a pensar fazê-lo este ano.

Outro trilho que podes sacar e que está muito bom é o da Maratona de Sintra 2012 ;)
 
#10
#12
É esse mesmo, se bem que esse já é uma reformulação do original (para melhor, penso) e, estava enganado, eu: realmente ele estava nos tracks do companheiro Froids, mas foi concebido, se não me engano, pelo grupo PedrAmarela:

S3K.gpx - S de Sintra, 3K de 3 km a subir.Track registado em Abril de 2008, em duas etapas e realizado na sua totalidade em 3 de Maio de 2008. É possível fazer uma volta de BTT na Serra de Sintra com 100km, sem repetir trilhos ? É ! Aí está ela, repetindo apenas um pequeno troço de 300 ou 400 metros. O percurso é circular e aos 40km passa junto à partida. Em vários outros locais é fácil neutralizar parte(s) do percurso. Um pouco mais de 3000m de acumulado e cento e picos quilómetros. Dificuldade técnica média-alta e dificuldade física alta. Passagem por quase tudo o que há na "Ilha do BTT" : Rio da Mula, Marco da Pedra Amarela, Peninha, Abano, Canyon da Ribeira das Vinhas, Capuchos, Monge, Turfas, Rio Touro, Canudo, Adrenunes, Pé da Serra, Urca, Rio Velho, Gigarós, Colares, Mosqueiros, Monserrate, Galamares, Sintra, Quinta do Anjo, Rampa da Pena, Sta. Eufémia, Linhó, Autódromo, Atrozela, etc.
EDIT:

- o Jepas antecipou-se :)
 
#13
Brutal, simplesmente lindo...acabei de dar uma vista de olhos no relato que o user Jepas me indicou desta volta S3K.gpx e deve ser uma volta bem engraçada. Por aqui também temos Serra do Sicó e Serra de Aire e Candeeiros que são muito fixes, mas esta volta deve ser mesmo 5 estrelas. Obrigado mais uma vez ao miguelcarromeu e ao jepas pela disponibilidade. A fazer esta primavera com mais alguns companheiros do pedal ;)
 
#14
Seria útil obtermos uma classificação dos trilhos e do que espera o pessoal :D.

Algo do género:

MODERADO

Com pequenos obstáculos (altura < 0,2 m) e poucas passagens técnicas e carreiros (declives inferiores a 15% com média inferior a 10%, piso firme ou estável).

DIFÍCIL

Com diversos obstáculos, drops (altura < 0,5 m), passagens técnicas e subidas desafiantes (declives máximos > 15% com media inferior a 15%, piso muito variável). Precisa de bom controlo de técnicas BTT e bicicletas de qualidade.

MUITO DIFÍCIL

Bastante técnico com obstáculos grandes (altura > 0,5 m) e não evitáveis, e grandes subidas (declives máximos > 20%, piso imprevisível). Só para praticantes com bastante experiência e elevada preparação, com bicicletas de qualidade.



E tipo de biciletas talvez tb fosse útil. Algo do género Curso de Suspensão 80mm/100mm ou > 120mm, Full Suspension ou HT, 29er ou 26er.

Ficava já um "mapa" feito que depois até se podia fornecer à CM Sintra ou a quem estivesse interessado ;)

Cumps
 
#15
Oi companheiro.

Não me parece fácil relativizar assim a coisa :)

Confessa lá quais é que foste testar e te surpreenderam? :D

De todos aqueles (tu sabes quais), tens de ter especial atenção, e na minha opinião:

- Trilho dos burros: exigente na máquina (quanto maior curso, melhor) e do rider, com várias pedras de grandes dimensões como obstáculo e descidas acentuadas; muita pedras na parte final.

- Dimas 1 e 2: tem alguns drops exigentes e exige também mudanças rápidas de direcção; o Dimas 3 (Pontes) é o mais acessível e pode ser feito com qualquer curso de suspensão; se não der mais depressa, dá mais devagar.

- Kamikazes: este é o mais perigoso quanto a mim - é preciso ter muita atenção aos drops pois alguns não têm alternativa para passagem "pelo lado".

- Fonte: também tem algumas partes mais técnicas e exigentes, sobretudo a parte final.

- Viúva: relativamente acessível, tem quase sempre "aquele drop" mas também dá quase sempre para contornar.

- O dos pinheiros e o das pedras (no final dos jipes, para a direita) são simples e apenas têm a peculiaridade de se poderem fazer com uma velocidade elevada.

Ps. amanhã vou até Sintra; se quiseres diz qualquer coisa ;)
 
#16
Pois, ainda não tentei quase nenhuns :rolleyes:

Este último Domingo estava para fazer uma volta que envolvia o dos burros mas como passou a semana toda a chover fiz só uma volta habitual.

Posso dizer que ainda sou um noob em técnica, já fiz o das viúvas uma vez, algumas das partes a pé pois não conhecia e estava com receio :D

A máquina que tenho é das baratas, tem 80mm de curso e travões hidráulicos.

Lá vou fazendo alguns a pé outros andando ;).

Só tenho hipótese de andar ao fim de semana, obrigado na mesma ;)
 
#18
Boa tarde,

Sabem dizer se o track que se encontra alguns post's atras (S3k Revisionado 2012) se encontra transitavel e se inclui os trilhos descritos a seguir:

- Dimas 1,2,3 (o 3 é também conhecido por "trilho das pontes");
- Kamikazes;
- Minas;
- Fonte;
- Água;
- Burros ao Abano.

Já pedalei em Sintra mas já não vou lá algum tempo, e os trilhos que conheço é o das "Trilho das Pontes" que penso que foi arranjado recentemente, e parece-me que o track S3K não passa lá, e as pistas de downhill que tinham nomes de dois Albuns dos Metallica.

Cumprimentos,
Vasco Carvalhal
 
#19
Vasco, o track S3k só passa no trilho da água. As pistas da Malveira só têm as 2 primeiras secções abertas, o resto foi tudo dizimado pelos madeireiros há uns meses.. mas todas as linhas estão abertas e recomendam-se se não fores fazer DH :) Tudo o resto penso que está transitável, mas os Dimas 2 e 3 estão a precisar de manutenção.. A Viúva também está diferente.. ainda tem árvores de grande porte caídas mas dá pra fazer tudo montado pois foram abertas alternativas.

Este track do Dário passa em alguns dos trilhos que estás a falar -> http://www.gpsies.com/map.do?fileId=ikvrozbekeoezcxv
 
#20
Boas

Vasco, se o interesse é mesmo os trilhos supracitados, mande-me PM com o seu mail que eu envio-lhes os mesmos todos separados e podes construir uma volta à tua vontade.

Como o mlouro referiu, o dimas 2 e o 3 (pontes) precisam de um arranjo mas estão transitáveis; a Viúva confirmo que está muito diferente; dá para fazer tudo montado mas tens de escolher o local certo porque nalguns locais, além das árvores, a água abriu valas enormes.

O trilho da peninha ao abano, não se se conheces, mas se não, tem cuidado se fores sozinho.

Abraço