sram X01

Caros amigos obrigado antes de mais...
Pois è amigo edununo uso quando é preciso,aqui a zona è brava e como tenho 32 frente...pois amigo joca sendo de aluminio o prato fica todo igual...a solucao parece ser mesmo a cassete 1150 gx,nao sei se è compativel com a corrente e prato xx1...
Obrigado a todos
 

edununo

Well-Known Member
Boas,



Mas estás a comparar com:
1) deixar andar a 1ª corrente até saltar e aí por uma nova, ou
2) trocar a 1ª corrente quando atinge determinado desgaste, antes de começar a saltar?

Obrigado,
joseruivo
Com ambos.
Desta forma tenho sempre correntes que já andaram nesse conjunto e acamadas. Foi um conselho que me deram e gostei da maneira que funciona. Não digo que é o mais correcto mas gostei da forma como funciona.
 
Boas
Sera que me podem dar uma ajuda ?
Comprei uma roda 29 usada e como nao tenho muita experiencia e ninguem me chamou a atençao desse pormenor so usei a corrente que vinha ou seja o conjunto transmissao /cassete tem cerca de 6000 km com uma corrente
A transmissao e cassete ainda esta impecavel a corrente nas ultimas sera que se meter uma nova ela vai agarrar ou ira saltar
 
Boas kamsky75, e restantes,

Ao ler as vossas mensagens fiquei aqui com uma dúvida...


Eu tenho uma XG de 11v que veio de origem na bicicleta, vai na 3ª corrente e já com mais de 9000kms e ainda funciona na perfeição, com muita lama e competição pelo meio.




1) Alternas correntes, ou usas uma até determinado ponto de desgaste e trocas por uma nova?
2) Trocas de corrente quando ela atinge que ponto de desgaste?

Obrigado,
joseruivo
Boas joseruivo,

Pelo que estou aqui a ler, apesar de em teoria o método de alternar correntes parecer eficaz, parece-me que acaba por resultar em menos kms para a cassete, ou então será mera coincidência. O que faço é ir controlando com um medidor, quando o 1.0 começa a entrar, troco a corrente.
Quando a xx1 gasta o carreto maior também aconselho a comprar um carreto da concorrência e aplicar, há vários à escolha. Ou então optar pelo que irei fazer na próxima cassete, comprar uma que seja composta por partes independentes, como a General Lee 9.45 ou a E-Thirteen 9-44.
Quanto aos cuidados que tenho com a minha...posso dizer que sou bastante desleixado, muitas vezes ando eternidades com lama na bicicleta, não a deixo nunca secar de óleo, mas por diversas vezes já lubrifiquei por cima de lama e tudo, só para não fazer aquele barulho de material a seco. Aparentemente resulta, porque está com uma durabilidade acima do normal, já está nos 9300kms e ainda não se queixa, mas não me parece que deva recomendar a ninguém que trate o material desta forma :D
 
Last edited:
Também uso o método de ir alternando as correntes/pratos.
Geralmente mudava quando começavam a fazer barulho no prato (e o meu mecanico media o uso da corrente). Usei pratos 30 e 32, e usava mais ou menos um prato por corrente, isto é, mais ou menos quando trocava a corrente também trocava o prato. Mas usava pratos RaceFace que penso serem menos resistentes que os originais SRAM (pelo menos fiquei com essa ideia).
 
elpatron

se entrar ai outra corrente numa bike a fazer btt estas perante um milagre. O prato ainda pode dar, a cassete duvido. Deves medir a corrente e nao deixar uma corrente andar tanto tempo, pode dar cabo do desviador.