sram X01

edununo

Well-Known Member
A cassete é basicamente a mesma. Muda a cor / revestimento.
Nas de 12v ainda é cedo. Nas de 11v li queixas de pouca durabilidade nas 1as unidades das XX1. A minha X01 durou mais de 7000 kms.
Apesar da SRAM dizer que a XX1 de 11v ser mais leve 15g que a X01, pelo que vi pela net fora, pesam o mesmo. Já vi X01 ligeiramente mais leves que a XX1 e o contrário.
Eu optaria pela mais barata das duas.
 
Obrigado! Sim, a minha questão é para as de 11v, é que pelo menos a marca publicita as X01 como sendo especialmente duráveis, queria conferir se há veracidade nisso.
Eu tenho uma XG de 11v que veio de origem na bicicleta, vai na 3ª corrente e já com mais de 9000kms e ainda funciona na perfeição, com muita lama e competição pelo meio.
 

edununo

Well-Known Member
Eu faço o seguinte: rodo 3 correntes. Cada uma faz cerca de 1000 e sai. Depois voltam a entrar para a 2a ronda e fazem outros 1000 kms. Desta forma fiz um pouco mais de 7000 kms com a cassete X01.
 
Refiro-me a esta:
https://www.sram.com/sram/mountain/products/xg-1150-full-pin-cassette
A minha primeira corrente, a que vinha de origem, também fez uns 1500kms sensivelmente, ao trocar meti uma xx1 e fez para aí 5000kms, troco sempre quando o medidor acusa ser necessário.
Agora quando precisar de cassete, que imagino que não dure muito mais, penso meter X01, não só pelo peso mas para poder adaptar o pinhão para 44 dentes e com isso alterar o prato para 34.
 
Last edited:
Exato, mas como olho sempre para as referências acabo por nem reparar nisso. Acho que a diferença de peso é bastante relevante, e se houver diferenças de durabilidade acredito que seja a favor da X01.
 

edununo

Well-Known Member
Como já disse, tive a XG-1195 que é a X01 e fez 7000 kms. Agora tenho a a XG-1150 GX. Vamos ver quanto dura.
A diferença no peso são umas 120-130g. O material em ambas é igual: [FONT=&quot]4130 chromoly steel. A GX tem a vantagem de ter o carreto 42 também neste material. O da X01 é de aluminio. Pelo menos aí a GX deve ser mais robusta.[/FONT]
 
Ola a todos
è seguinte como possuidor de um grupo xx1 na minha bike e com tranmisssao gasta ao fim de 20 meses(nao sei as certo mas terá 4000 km)e vejo malta a dizer que 7000/9000 podem-me explicar como fazem isso?!
Eu rodava 2 correntes,trocava em cada 500 km e resultado foi que ao fim deste tempo o prato 42 chegou ao fim...lavo e lubrifico no final de todas as voltas,estimo como pouco o material...
Estou desapontado com este sistema,ponderei ate voltar aos 2 pratos mas gosto bastante do monoprato e coloquei esta semana tranmissao nova,se me puderem ajudar a prolongar a mesma eu agradeco imenso...ando todo ano,chova ou de sol e vivo perto do Geres
Obrigado
 

edununo

Well-Known Member
Boas.
O carreto 42 é de alumínio. É o mais frágil de todos. Não estarás a usa-lo em demasia? Eu por exemplo até poderia andar com prato 32 à frente mas isso iria obrigar-me a usar muito mais o carreto 42 da cassete. Optei por um prato de 30 dentes e já só uso esse carreto 42 em último recurso.

Outra opção é usar a cassete 1150 GX em que o carreto 42 também é de aço.

Eu fiz um pouco mais de 7000 kms com uma cassete X01 (carreto de alumínio) e rodava 3 correntes a cada +- 1000 kms.
 
Boas kamsky75, e restantes,

Ao ler as vossas mensagens fiquei aqui com uma dúvida...

Eu tenho uma XG de 11v que veio de origem na bicicleta, vai na 3ª corrente e já com mais de 9000kms e ainda funciona na perfeição, com muita lama e competição pelo meio.


1) Alternas correntes, ou usas uma até determinado ponto de desgaste e trocas por uma nova?
2) Trocas de corrente quando ela atinge que ponto de desgaste?

Obrigado,
joseruivo
 
Edununo,

fiquei aqui com uma dúvida..

Eu fiz um pouco mais de 7000 kms com uma cassete X01 (carreto de alumínio) e rodava 3 correntes a cada +- 1000 kms.
E deixas as 3 correntes andarem até a cassete não dar mais, ou substituis as correntes por novas quando atingem determinado nível de desgaste?

Obrigado,
joseruivo
 
Boas Edununo,

Fui rodando sempre as 3 correntes até sentir que já não estava a 100%.
E porque razão preferes isso em vez de usar 1 corrente até atingir o nível de desgaste recomendado e depois trocar por uma corrente nova?

Obrigado,
joseruivo
 
Facilita a entrada das outras correntes.
Pois é.... e tem a vantagem de na danificares tanto os pratos e k7.... NA minha 29, descuidei-me, costumo rodar 3 correntes na roda 26... Não é que fiz mais de 2000km ( descuidei-me) com a mesma, olha, passado um ano lixo com ela ( fui medi-la.. estava uma desgraça, tinha passado.. Encontre a k7 com umas amolgadelas nos dentes, rectifiquei com a DREMEL e está fino..... Os pratos estão mais ou menos...

Transmissão X9
 
Boas,

Facilita a entrada das outras correntes.
Mas estás a comparar com:
1) deixar andar a 1ª corrente até saltar e aí por uma nova, ou
2) trocar a 1ª corrente quando atinge determinado desgaste, antes de começar a saltar?

Obrigado,
joseruivo