SRAM Eagle recebe cassete 10-52 dentes

Daemon

Active Member
#2
A cassete é, na minha opinião, "atirar areia para os olhos " (do consumidor).
No entanto, em sites da especialidade falam que (pelo menos) o GX tem melhorias no desviador e no manipulo, e isso sim, são novidades bem vindas, tendo em conta que o preço é o mesmo da versão antiga.
O pedaleiro GX em carbono também não me parece que faça muito sentido, mas...
 

Insignia

Well-Known Member
#3
Bom ver que corrigiram o guia de corrente dos desviadores. Era o que os fazia partirem quando estavam nas mudanças mais baixas, onde a caixa anterior não guiava a corrente sem falhas para a roldana.
 

Nande

Active Member
#7
Nunca usei SRAM por isso não tenho opinião sobre a marca.
Quanto ao salto de 10 dentes...
Tenho um salto de 9 dentes na minha 2x11: de 37 para 46. É uma solução espectacular para aquelas subidas bem inclinadas onde me faltava sempre algo para chegar ao topo e agora é uma maravilha (já falei disto noutro post, não vou repetir).
O salto de 9 dentes sente-se bem sendo aceitável e suficientemente cómodo. Tem a vantagem de nunca engrenar os 46 “por engano” pois sente-se bem a leveza. É, resumindo, um salto equilibrado.
10 dentes... só experimentando!
Com 9 não se sente a pancada de um movimento em falso, que para além de ser mau para os joelhos, deve também dar direito a uma guinada na direção... Estou curioso em saber a opinião de alguém que experimente (ou já tenha experimentado) um salto de 10 dentes.
 
#9
Bom ver que corrigiram o guia de corrente dos desviadores. Era o que os fazia partirem quando estavam nas mudanças mais baixas, onde a caixa anterior não guiava a corrente sem falhas para a roldana.
Isso aplica-se a que grupos? SX, NX, GX??
Por guia de corrente estamos a falar de quê? Algo no desviador ou junto ao prato?
 

Insignia

Well-Known Member
#10
Penso que havia problemas em todos, mas a maioria do pessoal(eu incluído) rebentava era os GX. Há imensos relatos pela internet e mesmo quando lançaram esta nova versão falaram da correção deste erro. Uma primeira atualização foi lançarem a roldana inferior com um rebordo, melhorou bastante mas com esta nova atualização penso que ficará resolvido. A Shimano quando lançou as 12v nos grupos deles já teve em conta o desenho da cage do desviador.

Nesta foto dá para ver a mudança feita no cage do desviador, que agora abrange mais a roldana evitando a corrente sair.
https://bikerumor-wpengine.netdna-s...oup-tech-detailscomparison-to-original-03.jpg

Nesta foto dá para ver ainda mais a melhoria.
https://bikerumor-wpengine.netdna-s...oup-tech-detailscomparison-to-original-06.jpg

Quando a corrente estava nas últimas velocidades não havia nada que a guiasse para a roldana, o que permitia em situações de trepidação que esta entrasse fora da roldana e partisse a caixa.

Deixo também o artigo completo
https://bikerumor.com/2020/06/11/ne...ah3jPCchADsHUbgHi4qj9y-FeohhX159icw2EdnExH1Os
 
Last edited:
#11
Obrigado!

Estive a ver fotos na Bike24, todos os desviadores Sram "antigos" padecem de facto desse mal, mas... os Shimano (talvez por serem mais recentes e terem aprendido com os erros da Sram) não! :cool:
 

Insignia

Well-Known Member
#12
A Shimano aprendeu com erro da Sram.

No meu caso paguei bem caro esse erro, apesar do desviador ter sido trocado em garantia o campeonato já não deu para reaver.
 

edununo

Well-Known Member
#13
Li várias situações de problemas nos GX. Curiosamente nos XX1 e XO1 nunca li. Também nunca tive problemas com o meu.

O salto de 10 dentes, neste caso de 42 para 52 representa quase 24%. É um salto grande. De 42 para 50 são cerca de 19%.
Curiosamente, quando se está a rolar a grande velocidade, o pior salto é o de 10 para 12. São 20% e por vezes fica-se com aquela sensação que o 10 é pesado e reduz-se para o carreto 12 e fica muito leve.
 

edununo

Well-Known Member
#15
Sempre a começar com carreto de 10. Faz uma diferença enorme no range. É verdade que tem o tal salto de 10 para 12 mas prefiro isto a perder parte do range.
 

Ludos

Benevolent dictator for life
#19
Mais do mesmo, mais dois dentes no carreto mais leve que basicamente serve apenas para usarmos quando a pendente é realmente áspera.

Basta olhar para o número de dentes dos carretos para ver que a filosofia é: escolham o prato com o nº de dentes que mais gostarem, que nas subidas mais complicadas podem sempre contar com este carreto gigante.

Já era um bocado assim quando lançaram o XX1, em que o 11º carreto era para usar pontualmente, dado o salto atípico que dava na desmultiplicação.

Sram XX 10v - 11-12-14-16-18-21-24-28-32-36
Sram XX1 11v - 10-12-14-16-18-21-24-28-32-36-42
Sram XX1 Eagle 50 dentes - 10-12-14-16-18-21-24-28-32-36-42-50
Sram XX1 Eagle 52 dentes - 10-12-14-16-18-21-24-28-32-36-42-52

A Shimano manteve-se fiel ao "lógico" até ver que a malta não está assim tão interessada no lógico...

O que tenho real curiosidade, e sobre o qual gostava de ver dados (e os desviadores electricos supostamente devem suportar) é a informação de utilização sobre quais as desmultiplicações em que passamos mais tempo.

Começa a ser ridículo.
É de facto caricato que se tenha tirado um manipulo, dois (ou um) prato e um desviador dianteiro, para agora se andar a meter "talegas" na cassete...
 

edununo

Well-Known Member
#20
Para mim faz sentido o sistema mono-prato. Enquanto não desenvolverem um sistema de caixa de velocidades selada, a bom preço, leve e fiável e o melhor que temos.