Specialized Rockhopper SL Comp 2010 => Specialized Carve Pro 2013 29er

tinric

Super Moderador
Menos mal... é chato o tempo de espera entre os azares... mas desde que tudo se resolva como deve ser e sem "prejuízo" de maior para ti... bem bom...
 
Sem dúvida que o tempo de espera é chato... Eu então que sou bastante impaciente odeio quando estas coisas acontecem.

Neste caso acho que não me posso queixar... Faz no domingo 2 semanas que o aro empenou portanto até acho que se resolveu o assunto rapidamente.

Importante tb foi isto ter acontecido num trilho banal e a baixa velocidade... Se por acaso me acontecesse naquelas descidas mais técnicas ou no alcatrão a 50 kmh n teria tanta sorte e de certeza q saia que bastantes marcas de guerra...
 
Bem bonita a fininha, agora vais ficar sempre na dúvida com qual das duas sais, a loira ou a morena ehehhe
Tambem ando com ideias de arranjar uma de estrada, sei que talvez seja um pouco off topic mas podes deixar as specs da máquina? Full Carbon ?
boas pedaladas
 
Obg Tiago ;)

Essa é daquelas boas "dores de cabeça"... Haverá tempo p conciliar a estrada com o BTT, isto apesar do BTT ser mais a minha praia.

É uma Cube Agree GTC Pro de 2015, quadro e forqueta em carbono, com transmissão Shimano 105 de 11v, travões Shimano 105 e rodas Fulcrum Racing 77.

É impressão minha ou vi a tua BTT à venda no OLX?
 
Boas Miguel, sim está à venda, mas apenas vendo se aparecer uma muito boa proposta, nunca muito abaixo daquele valor... claro que a ideia seria evoluir para uma coisa mais leve! Quanto a tua de estrada está muito boa mesmo, é usada? Isso deve voar!

boas pedaladas
 
Pois, para investires numas boas rodas e numa suspensão melhor e mais leve largas pelo menos uns 700/800 euros... Foi o que eu tive que investir quando recebi o quadro 29er.... Entretanto já mudei pedaleira a guiador e n sei ao certo com que peso está mas saiu da oficina a pesar 10,9 kgs... Para mim está bom! Que não me faltem é as pernas ;)

Quanto à fininha, é nova... Encontrei o negócio no OLX, era uma loja que estava a anunciar... Tive que aproveitar até pq se aproximam tempos que não vão permitir grandes investimentos em bikes mas sim em xuxas, fraldas e papas :)
 
No meu caso, a suspensão até é porreira e não é muito pesada (xc30 gold 1750g), nas rodas e periféricos é que está o problema do peso e o investimento das rodas é grande, mas se aparecer algo usado entretanto que me sirva, fico com a rockmachine até porque gosto da bike e sinto-me bem confortável! A tua crave ficou muito boa e com o investimento que fizeste nunca conseguirias uma 29er com esse peso. Agora tens uma bike de estrada e uma de btt top's... É preciso é força nas pernas e agora nos braços para carregar a criança ehehhe
boas pedaladas
 
Pois, o quadro é mt giro mas tb deve ser um pouco para o pesadote. Quanto à rodas, por 300/350 euros já compras uma boas rodas com preço a rondar as 1500 gramas como as minhas BOR ou as ZTR Crest. Tb podes ver usadas. Há sempre muita malta a vender rodas no OLX. Se calhar por 200 já consegues arranjar umas DT Swiss ou Mavic razoáveis e com pesos inferiores às tuas.

Quanto às minhas bikes, não são de topo mas tb n me deixam mal seja no mato ou na estrada. É como tu dizes, n me faltem as pernas e agora tb os braços ;)
 
Last edited:
Boas pessoal!

A Carve continua a desbravar mato por esse país fora e a portar-se muito bem!

Em Fevereiro participei pelo 3º ano consecutivo no Geotour, este ano marcado por muito frio mas tb pela espectacular experiência de pedalar um pouco na neve ;)





165 kms em dois dias, com aproximadamente 4000 D+, sem avarias técnicas na máquina. Infelizmente o meu companheiro de dupla partiu o cabo do desviador traseiro a 40 kms do final no primeiro dia, o que o obrigou a um esforço brutal de fazer o resto da etapa em singlespeed. No segundo dia, apesar de resolvido o problema, as pernas acabaram por pagar a factura mas o importante foi mais uma vez termos terminado, sem mazelas fisicas!

Aqui pelo burgo, a Carve já faz os trilhos de Sintra e Monsanto quase em "modo automático"!





Apesar da minha preferência pelo BTT, a compra da fininha no final do ano passado tem-me permitido poupar um pouco mais a Carve. Levou antes do Geotour uma cassete, corrente e prato 26 novos e assim que termine o inverno (sim, pq Primavera para já nem vê-la!) será feita a revisão aos cubos.

Estou a pensar numa única alteração em termos de material: trocar o discos! Na frente tenho um Ashima de 180, que comprei especificamente para a 29, e atrás tenho ainda um dos Avid que vinha de origem na Rockhopper. Estava a pensar meter dois discos 160 iguais, talvez uns Ashima ou uns Shimano SLX. Quando montei está bike achei por bem trocar o disco SLX 160 que tinha na frente por um de 180 de modo a ganhar mais potência de travagem. No entanto, aquilo que eventualmente terei ganho em travagem ganhei tb em trepidação! Quando travo com a frente, sinto bastante trepidação, a qual não sei se se deverá ao facto de ser um disco de 180, que obrigou à colocação de espaçadores, ou ao tipo/marca do disco (os Ashima aparentam uma maior fragilidade).

Opiniões, especialmente de quem use disco de 160 à frente numa 29, procuram-se ;)

Abraços!
 

camponubla

Well-Known Member
Boas,

Umas fotografias espectaculares!!

Em relação aos discos.....eu tenho uma 27.5 e troquei 180 a frente por 160 (shimano ice tech) e nada mau a apontar, pelo contrário.....melhorou e agora com agua/lama não faz barulho.

Cump,
 
Boas,

Umas fotografias espectaculares!!

Em relação aos discos.....eu tenho uma 27.5 e troquei 180 a frente por 160 (shimano ice tech) e nada mau a apontar, pelo contrário.....melhorou e agora com agua/lama não faz barulho.

Cump,
Mas a questão do barulho não estaria relacionada com o tipo de pastilhas? As metálicas são mais ruidosas especialmente em condições mais húmidas... A mim o que me irrita é mesmo a trepidação provocado pela travagem. Mas lá está, não consigo saber se a mesma será motivada pela maior dimensão do disco ou pela tipologia do mesmo.