Specialized Epic Carbon Comp 29

#1
Olá.
Decidi avançar e comprei uma Specialized Epic de Carbono com roda 29.
já a tenho a 15 dias e a primeira impressão que a bike me deu é o conforto e aquele brain é um espetaculo.
a desmultiplicação ainda me dá que fazer pois nao estou habituado a 2x10v mas já me desenrasco,lol.
a suspensão é uma reba e um fox com brain atrás.
manipulos e esticador da frente x7 e atrás x9.
em relação ás rodas 29,nas subidas técnicas e complicadas de tração nao apresentam dificuldades nenhumas,em sitios que antigamente derrapava agora passo com relativa facilidade.
em questão de rolar a bike é um mimo,tendo menor esforço para andar o mesmo que andava numa 26,e eu antes tinha uma stumpjumper fsr e uma rcz.
por agora fico-me por aqui mas entretanto vou fazer uns testes e coloco aqui novidades.
deixo algumas fotos da bike.







 
Last edited:
#3
Sem dúvida espectacular, boas fotos.

No entanto gostava de aproveitar para lhe fazer umas perguntas.

A stumpjumper FSR que tinha antes tinha Brain na suspensão traseira? Se não isso pode explicar a diferença de tracção na subida, e não tanto a diferença de 26 para 29.

Não nota mais inércia na bike por ser 29? Nomeadamente mudanças de velocidade e nas subidas?

Já agora tenho uma FSR XC e estou maravilhado com ela, apesar de não ter brain.

Cumprimentos,
PN
 
#5
boas.
primeiro que tudo pneves, a stumpy e a epic para mim são muito diferentes,a stumpy é uma bike espetacular e nos troços mais dificeis e nas descidas mostra o seu verdadeiro potencial,para mim sem duvida uma das melhores bikes que ja tive,mas a epic.......ando a pouco tempo com ela e já me rendi totalmente.claro que a descer perde completamente para a stumpy mas nao por muito,penso que a epic é uma bike muito equilibrada e polivalente e no meu caso para o uso que lhe dou estou melhor servido com a epic do que com a stumpy.
agora também estão aqui muitos fatores,a epic é em carbono,logo por ai a diferença é brutal.Nao falo so em peso mas sim na impressão,no tacto em andamento,é diferente,muito mais soft e rigido ao mesmo tempo.
em questão á roda 29 até agora só á uma caracteristica que no meu caso e na minha opiniao a roda 26 é superior que é no arranque,depois disso a 29 supera.
também é um pouco de logica,sendo a jante maior tera de impor menos esforço para a manter a rodar,depois em questao de tração também e facil de perceber,como é maior tem mais superficie de contacto ao solo,logo maior tração.
 
Last edited:
#9
bem depois de explorar mais um pouco a bike decidi fazer o upgrade para tubless!
como as rodas vem de fabrica ja preparadas para tubless comprei so as válvulas e o selante e fiz o upgrade.
decidi manter os pneus de origem em vez de trocar pelos tubeless,espero a nao vir ter problemas com os cortes laterais...
 
#10
Boas Voodoobiker,

Belissima bike!
Tb estou à espera de uma bike igual mas em tamanho L.
A minha espectativa será relativamente ao tamanho das rodas e às vantagens a elas associadas, até porque em relação ao comportamento do brain já conhecia pois já vou na 3ª epic desde que elas surgiram no mercado.
Em relação aos pneus convertidos a tubless estão a portar-se bem?

Abraço e boas pedaladas.
 
#12
Boas

Este ano na festibike testei uma Epic e uma Stump, ambas 29er. Fiquei com a sensação de a bike ser mais molengona, mas também foi pouco tempo,na altura quando comprei a minha ainda me quiseram vender uma 29er, mas acabei por me decidir pela minha. Esta bike está bem bonita e talvez seja o ideal para maratonas, pode ser que um dia eu entre nesta onda, mas por enquanto ainda não me rendi ao conceito.
Boa sorte com a maquina e vai dando feedback da mesma, pois está aí uma bela bike!
 

tinric

Super Moderador
#13
Excelente (tirando ser 29 eheheh)

Talvez um dia seja normal as 29 e esquisito as 26 para para já... gosto tanto das 26 :)

Abraço e boas pedaladas.

Tens ai uma máquina de sonho. Boa sorte com ela.
 
#14
Vai ser interessante acompanhar a adaptação que vais ter à EPIC.

Espero que continues a participar de forma activa no teu tópico, para podermos entender melhor esta nova questão das 29. Fiabilidade,sensações, estilo de condução, etc...

Relativamente ao assunto das rodas 29, eu defendo que deve fazer todo o sentido para quem faça maratonas,mas para quem goste de percursos mais técnicos não faça diferença.

Um percurso de XC, onde predomina a constante explosão atleta devido ao percurso técnico, não deva fazer grande sentido. Digo eu.... :confused:
 
#15
Vai dando noticias que estou bastante curioso, tenho uma EPIC de 2003 e tenho pensado no futuro upgrade e estou um pouco renitente quanto à versão 29", o quadro esse à partida será o novo EPIC 2011 / 2012 conforme se esticarem nos preços e claro conforme a possibilidade de a montar a médio prazo.
 
#16
boas pessoal.
depois de ter transformado para tubless e mantendo para já todo o equipamento de origem a bike está nos 11,760kg já com os pedais.
o tubless aprovou muito bem,mas ao inicio andei com problemas em vedar,so depois me lembrei que se para as rodas 26 é preciso uma certa medida de selante para as 29 é preciso mais,lololol,entao acrescentei e ficou impec.
na verdade e como ja referi as 29 parecem mais molengonas,mas so no arranque,depois de estares em velocidade verás que e muito mais facil e menos dispensioso de energia manter a bike a rolar.
depois tambem uma coisa que notei bastante diferença,mesmo fazendo um setup de suspensoes mais duro a bike consegue ser muito mais suave e as rodas tambem tem a sua influencia,acredito que o carbono ajuda muito mas as rodas nota-se muito diferença em questoes de suavidade.
depois de fazer tubless consigo andar com pressoes mais baixas nos pneus e isso aliado a roda 29 permite-me ter uma aderencia que nunca tinha experimentado,uma coisa e falar,outra é sentir e enquanto colegas meus faziam subidas pelos trilhos ja conhecidos e ja complicados por si só eu levei um pouco em tom de brincadeira e fazia fora dos trilhos onde pensava ser praticamente e muito dificil fazer.
é como digo a 29 tem as suas vantagens e desvantagens,mas sempre em toda a vida tive 26 claro,lolol ( e já ando de bike á quase a 17 anos) e afirmo com toda a firmeza que nao troco agora para 26.
 
#17
Voodoobiker,

Adaptas-te os pneus a tubless só com as fitas que vêm de origem nas rodas?
Já agora tens ideia do peso das rodas?
Hoje chegou a minha EPIC COMP 29.
Estou muito ancioso para experimentar, mas antes vou fazer uns upgrades (travões, discos, espigão, selim, avanço e guiador).
Só espero que sábado não chova. Assim que raiar o dia, aí vou eu!

Grande Abraço,
Luís Pita
 
#20
Bom,

Finalmente chegou a minha EPIC Comp 29.
Tamanho L, peso actual 11,2 kg com possibilidade de reduzir ainda mais umas gramas valentes com uns pequenos upgrades.
Comportamento do bike 5* do rider -5*.
Ao fim de mais de um mês e meio sem andar de bike, duas gripes, e sem praticar qualquer tipo de desporto, a minha espectativa era grande relativamente a esta bike e ao facto de se me iria aguentar com o setup 2*10.
Bom, não foi fácil, mas também fui fazer logo as piores e mais longas subidas aqui do burgo. Conclusão: um grande empeno e uma tarde de dores musculares.
Relativamente à bike, e tendo sempre a antiga EPIC Expert 26’ em comparação, achei uma aderência a curvar fenomenal. Mesmo abusando ao máximo nas descidas e com o piso escorregadio, nunca me fugiu. A descer é quase que uma bike de DH, limpa tudo.
A subir e com o terreno muito molhado, com muita pedra à mistura, nunca me patinou. A rolar, houve uma situação engraçada. Na parte final ia lado a lado com um colega, ele ia no prato 42 e ficou muito espantado por eu ir no 24 a acompanhá-lo e ainda para mais, ir a puxar sem ainda ter esgotado a relação.
Relativamente aos trilhos técnicos, fiz alguns dos mais apartados e rápidos aqui da zona e não notei diferença. Pode ter sido por já os conhecer bem e tb por ter alguma técnica dos quase 20 anos de BTT.
Em relação à maior aceleração de uma 26 comparativamente a uma 29, tenho estado um pouco apreensivo relativamente ao que tem sido dito em relação às desvantagens das rodas 29 neste aspecto. Ora se bem me lembro da física, se tivermos uma roda 26 e uma 29 a rodar em resultado da mesma relação de velocidades (ex:28*11) a velocidade angular (velocidade com que roda um ponto) na cassete das duas rodas vai ser igual.
Na roda 26 a velocidade angular por exemplo da válvula vai ser muito superior à da de uma 29. Até aqui tudo bem, mas o que acontece é que o que interessa para a deslocação no terreno é a velocidade de translação, e essa, na roda 29 é muito superior do que na 26 pq o diâmetro da roda é mt maior. Ora então se com a mesma relação de mudanças e com a mesma cadência de pedalada, a velocidade angular de uma cassete numa 26 e numa 29 é igual, então como é que uma 26 pode andar mais que uma 29 no arranque? É precisamente o contrário.
Que possa não ser tão rápida em partes técnicas, aceito, mas isso tem a ver com o comprimento da bike que é influenciada obviamente pelo tamanho das rodas, mas em termos de aceleração no verdadeiro sentido da palavra não tem qualquer relação. Mas relativamente a este assunto ainda vou fazer umas contas para fundamentar o que digo. Até posso estar errado!
Bom, agora é fazer uns treininhos de rolo em carga para ver se ganho força na transmissão.
O setup 2*10 poderá ser suficiente para curtas distâncias, mas para quem não está em boa forma pode tornar-se penoso principalmente nas longas distâncias com muito acumulado.
Seguramente quando gastar esta transmissão irá levar 3*10 (as perninhas agradecem)
Fotos, colocarei em breve.

Boas pedaladas,