Scott Scale 60 - OPINIÃO

#1
O que me dizem desta bike? É uma boa compra por 1080€?

Scott Scale 60




Quadro


Scott Scale Alumínio 6061, tubos superleves de espessura variável,
escoras sem ponte, Dropouts substituíveis maquinados CNC, apoios para disco Post
Mount 160 forjados, Caixa de direcção integrada


Forqueta

Rock Shox Recon Silver TK Solo Air, Coluna em Alumínio, Mola,
Lockout remoto, ajuste de Retorno, curso 100mm



Caixa de direcção

Ritchey OE 1 1/8“, semi integrada 44/50mm


Desviador traseiro


Shimano XT, RD-M780 SGS, Shadow Type,
30 Velocidades

Desviador dianteiro


Shimano Deore FC-M590-10, 34.9mm

Manípulos de mudança


Shimano Deore SL-M591-10, Rapidfire plus,
2 way release, c/indicador de mudança

Travões


Shimano BR-M446 Disc, 180/F and 160/T mm Rotor

Pedaleiro


Shimano FC-M552, 2-piece Design, 42Ax32Ax24T

Movimento pedaleiro


Shimano Cartridge, 68mm shell

Guiador


Scott Pilot 18 Team, elevação 18mm, OS, 680mm

Avanço de guiador


Scott Comp, 4 Bolt, OS 31.8mm, 1 1/8“, ângulo 6°

Pedais


Wellgo C128

Espigão de selim


Scott Comp, 31.6mm

Selim


Scott Racing

Cubo dianteiro


Scott Comp Disc CL

Cubo traseiro


Shimano FH-RM66 Disc CL

Corrente


Shimano CN-HG54

Cassete


Shimano CS-HG62-10, 11-36 T

Raios


Aço Inoxidável preto 15G, 1.8mm

Aros


Alex XC-44 Disc, 32H, Ilhós

Pneus


Schwalbe Rocket Ron, 26 x 2.1, 50EPI, Active Line
 
#2
LOl

Não te metas nisso! Esse quadro leva a loucuras extravagantes um dia mais tarde e digo isto por comecei com 1 assim e agora ando em projetos malucos e tal :lol:

Brincadeira ;). É assim, a base de tudo que é o quadro é muito bom, o Scale é um dos quadros mais racings que existe no mercado, tanto o é que a marca já aposta nele à anos não fazendo grandes alterações. O problema é o equipamento que o mesmo trás. Aliás a única coisa que salta à vista para quem se está a iniciar ou não percebe muito é o desviador XT, só que não sabem que por 49.90 euros ou menos depende da loja online já compras um! POr isso não vai ser por ter tal peça que a bike deve ser tão valorizada.

O restantes componentes são de gama "média" e estou a ser simpático (é a minha opinião e devido ao grau de exigência a que cheguei na minhas montagens,ok!) e oferecem toda a segurança, fiabilidade e durabilidade para quem está a começar.
Sem ir ver, direi que é uma bike para +-13kgs, se começares a ganhar gosto irás gastar o dobro em upgrades.

Devido a isso, aconselhava-te antes de comprares a veres marcas e modelos tão distintas mas com um preço/qualidade muito superior à Scott Scale que apresentas.

Explo: Ktm, Bh, Focus, Cube, Canyon (lá tem de ser...), Decathalon (não tenhas vergonha da marca!) Aliás por cá é capaz de ser das melhores apostas ao nível de preço/qualidade)etc,etc...isto para o orçamento que apresentas.

Na scott obviamente que pagas e bem a marca. Nas outras também...mas o recheio* já é diferente para melhor!

Tens outra hipóteses, mas essas mais "complicadas" para quem não está familiarizado com o assunto. Hoje em dia compras na China, Hong-Kong, e por aí fora quadros em carbono de muita boa qualidade(garanto-te) a preços quase irrisórios. (300/450 euros) dependendo do que escolheres, depois é só escolheres os componentes em várias lojas online internacionais e em algumas nacionais e fazeres tu próprio a tua montagem. e pelo orçamento que apresentas, garanto que montas já uma bike de carbono a pesar pouco mais de 10kgs com equipamento todo XT ou equiparável.

Agora virão os velhos do Restelo (alguns que nem sequer trabalharam na vida...) dizer que temos que ajudar a economia nacional, etc,etc...está bem! Olhem eu cá por mim, olho é para o meu bolso e para aquilo em que posso poupar! Para quê pagar o dobro cá por algo, quando posso comprar por metade do preço(quase) lá fora?

E não me venham com tretas...muitos dos que criticam as compras lá fora continuam a ir comer aos restaurantes fast-food e aí esquecem-se que pouco estão a ajudar a mesma economia ;)

No entanto ainda existem algumas lojas nacionais que conseguem aproximar-se bastante dos preços praticados lá fora, mas atenção, algumas delas (mafiosas) compram os mesmos componentes OEM lá fora (Espanha, Alemanha) e claro que aí estão em vantagem face aos outros que compram diretamente ao importador nacional. As que fazem isso, quando existem problemas de garantia, é um haver se te avias...


Temos que começar a perder o medo de dizer as coisas como realmente são!


* Entenda-se recheio por componentes.

Espero ter ajudado ou não :)

Jorge Santos
 
Last edited:

tinric

Super Moderador
#4
Mais bonita que essa deste ano só a 10 (edit: 35) ... mas isso são outros valores...

por mim se é dessa que gostas e é o orçamento que tens... será uma boa escolha.

EDIT: onde disse 10 queria dizer 35
 
Last edited:
#5
Boas,

Mais uma opinião :D

Se fosse eu, se fosse mesmo dessa que gostasse, avançava, o material já é razoável para começar, e depois com o desgaste, substituis por gama superior se assim o entenderes, mantendo o quadro que parece ser excelente.

Por outro lado, se ainda não viste mais marcas, vê as que o Josant escreveu, e acrescenta mais uma que para mim está com muito boa relação qualidade/preço : Radon Bikes ( googla porque acho q já existe represetante em Portugal )

Abracitis
 
#6
Boas,

Tive uma Scale 60 de 2011, que a nível de equipamento é muito similar.. foi a minha primeira bike, mas sinceramente não a comprava novamente.. os componentes são mesmo muito fracos para o preço e a deste ano até fez um downgrade de SLX para Deore, apesar de ter uma suspensão melhorzinha (recon a ar vs mola). Acho que encontras melhores soluções por um preço inferior, mas se avançares mesmo para esta recomendo pelo menos trocares as rodas (no minimo umas crossride), o selim e os punhos (esi grips).. adicionalmente se eu tivesse ficado com a minha também teria trocado o guiador por um de carbono para maior conforto e talvez o espigão e o avanço, mas antes de começar com tantas trocas à procura de conforto percebi que o melhor era mesmo uma bike nova, e fui para uma suspensão total já com bom equipamento, mas de uma marca menos "premium".

Abç
 
Last edited:
#7
Esse bike é capaz de ser a pior relação preço/equipamento do mercado. Só alguem com muita fé no autocolante dá 1080€ por isso.

Peço desculpa mas é a minha opinião.
 
#9
Assim por "alto" concordo com o Josant.

Vê a gama da Cube, penso que está do melhor em termos de preço/qualidade.

Essa scale quanto a mim só tem mesmo de valor o quadro... e até o quadro, comprando o quadro da Scale e montanto peça a peça uma bike até aos 1100euros se deve conseguir algo melhor do que isso ;) a questão é mesmo ter paciencia e esperar pelo negocio certo.
 
#10
Na minha opinião tenta ver as promoções que existem, foi o que fiz tenho uma scale 50 que comprei este ano com as cores de 2010 (comprei no inicio deste ano) por cerca de 900€ nova, e no meu caso acabei por fazer uns upgrades, mas comparando ao que havia no mercado (tirando as canyon) era um excelente negocio, agora a 60 ao preço que está o equipamento é fraco, mas gostos são gostos...
 
#11
Bem sei que Scott é marca conceituada, e por isso acredito que haja uns euros que se pagam só por ser Scott se comparar-mos com outra marca com o mesmo equipamento, embora quem as vende diga que cada euro paga a qualidade que cada componente realmente tem.
Devo dizer que já vi alguns quadros (BH, KTM, MERIDA) dentro da mesma gama de valores mas acho que o Scale está acima da média. Penso que ninguém pode dizer o contrário, até porque o quadro vendido separadamente custa mais de 500€.
Mas de facto a nível de equipamento está um pouco abaixo em relação a outros modelos de gama idêntica de outras marcas. Nomeadamente os shifters e o desviador da frente. Mas depois há outros pormenores como o selim, espigão, guiador, punhos, avanço, caixa de direcção que nas outras marcas me parecem de qualidade inferior.
Já vi uma bike em que reparei por baixo do selim e verifiquei que este tinha uns agrafos usados na fixação.
Não podemos dizer que só pelo facto do selim ser de qualidade duvidosa se pode dizer que a bike é má, mas parece-me que dá uma ideia que pode ser transversal para o restante equipamento.
No caso da Scott, esse equipamento é o mesmo para as bikes de gama superior, enquanto nas outras acho que já não é bem assim...
Penso que se comprar esta bike tenho um quadro que me permitirá fazer upgrades consideráveis ser estar limitado pelo quadro, não?

PenduluM, já agora posso saber qual é a tua marca?

Devo dizer que quanto mais me debruço sobre este assunto menos certezas tenho. Talvez a escolha ideal não exista, e só depois de ter a experiência é que sabemos aquilo que afinal precisamos. Por isso é que há pessoas a trocar de bike!
 
#13
brn85, os componentes são mesmo fracos para o preço, não tenhas dúvidas.. o selim e os punhos foram as primeiras coisas que troquei.. até podem ser robustos, mas são pesados e desconfortáveis, especialmente em voltas maiores.. as rodas é que são mesmo muito más, não sei se há rodas mais baratas no mercado, estas rondam os 60€ o par novas e passavam a vida empenadas.. os travões e discos são de gama baixa da shimano.. e por aí adiante...

já agora, a minha de 2011 em 2011 ficou por menos de 1000€.. mas se fosse a ti seguia a sugestão de alguns colegas e tentava ver antes uma de 2011 porque os descontos vão até aos 30%.
 
#15
De facto a Scale 50 de 2011 tem o equipamento principal de gama superior, mas a nível do equipamento secundário (selim, espigão, avanço, guiador) é a mesma coisa.
Por isso esse tipo de equipamento terá sempre se ser substituído para melhor, "qualquer" que seja a bike, digo eu...
Mas nesta altura do campeonato já é difícil arranjar o meu tamanho (L) e além disso há também o aspecto estético, já que a Scale 60 de 2012 tem uma cor mais discreta que a Scale 50 de 2011 (verde...)
 
#16
Na minha opinião como ja fui dono de uma scott penso q se paga mto pelo facto d ter lá o autoculante a dizer scott de resto nada d especial...pelo mesmo valor ha mto melhor basta perder um bocadinho d tempo a procurar
 
#18
brn85

Qual a minha marca?

Bem a minha primeira bike a serio de btt foi uma Scott à mais de 10 anos atrás, depois passei para uma Mondraker, depois para uma montagem RCZ e agora tenho uma Rockrider 8XC, ha e tive duas bikes de estrada, uma Specialized e uma Ditec agora.

Acho que o meu percurso no mundo das bicicletas diz muito acerca do que acho das marcas, do premium, e do hipermercado.

Por esse preço nem é preciso dizer qual é a melhor bike a comprar, quando os criterios em cima da mesa são objectivos, quando passam para subjectivos aí qualquer uma pode ser boa opção.