Ruídos Espigão do Selim/Quadro

#1
Boas,

Tenho uma Scott Scale com quadro em alumínio e o que acontece é que o espigão do selim faz uns ruídos tipo estalar que penso ser do contacto com o interior do quadro. Consigo resolver o problema abrindo o fecho rápido do ajuste de altura, depois subir e descer o selim ligeiramente. O ruído passa geralmente mas passado uns km volta de novo. Alguém sabe como resolver este problema....lubrificar o espigão com massa....enrolar fita de teflon à volta do espigão???

Conselhos??

Cumpts

JS
 

CMSR

New Member
#2
boas.
eu tambem tenho esse problema e penso que sejam os carris.
normalmente meto wd40 nos carris (na parte que fica dentro do selim) e passa por uns tempos
 
#3
Isso pode ser tambem:

- sujidade entre o quadro e o espigão, tira o espigão e limpa bem o quadro por dentro e o espigão, e monta novamente

- pode ser o espigão a dar as últimas, tenho um assim que também estala e reparei que está ligeiramente torto
 
#4
Curiosamente tenho o mesmo problema, no entanto já limpei cuidadosamente o espigão e a parte do quadro onde os 2 entram em contacto e continuo com o mesmo problema.
Quanto ao facto de o espigão estar a ceder, no meu caso parece-me perfeito. Não está torto nem tem riscos.

:| :s
 
#6
Podes tambem colocar um pouco de massa lubrificante, normalmente os mecanicos costumam por para evitar que o tubo cole e tambem eliminar ruidos.
 
#7
Boas a todos,

eu tb tenho esse problem na minha bike, e resulta de andar com o espigão do selim no máximo da altura permitida (até um pouco acima). Se juntarem a esse factor o de se colocar o banco mais chegado atrás, a flexão do selim resultante dessas situações provoca esses barulhos.

Caso tenham tb o vosso espigão do selim no máximo, para acabar definitivamente com os barulhos é comprarem um espegião maior, para aí de 400mm.

Espero ter ajudado


Abraço
 
#8
SoveskY said:
Curiosamente tenho o mesmo problema, no entanto já limpei cuidadosamente o espigão e a parte do quadro onde os 2 entram em contacto e continuo com o mesmo problema.
Quanto ao facto de o espigão estar a ceder, no meu caso parece-me perfeito. Não está torto nem tem riscos.

:| :s
O meu, visualmente também parece direito, só reparei que está torto ao colocá-lo numa superfície direita :wink:
 
#11
Tb já me ocorreu e de longe a longe ainda ocorre esse problema. O que faço?

Tiro o aperto, o espigão, o próprio selim e limpo tudo ao pormenor. Depois passo um desengordurante, volto a limpar bem com um pano. E por fim, no fim do espigão coloco um pouco de massa lubrificante. Mas aqui atenção! Não é para encher aquilo de gordura, apenas "amanteigar" :mrgreen: e espalhar bem até que não se veja a massa.

Podem ter a certeza que resulta. Pelo menos cmg.
 

Alf

Active Member
#12
A minha parece que dá tiros entre o selim e o espigão...

O espigão é de alumínio e os carris do selim são em carbono. Se apertar mais o barulho fica menos frequente, mas não estou com muita vontade de partir os carris do selm :mrgreen:
 
#13
Esses ruídos é AREIA que fica entre o espigão e o quadro. Desmontem e lavem que fica bom.
Podem por massa mas só um bocadinho, caso contrario por muito que apertem a chaveta o espigão anda de roda.
 
#14
Boas.

Na minha Scale, quadro e espigão em alumínio, também acontece o mesmo.

Solução: desmontar tudo, limpar bem interior do quadro, espigão, peças que fixam selim e o próprio selim.
Passo massa em todos os pontos de contacto mas apenas o suficiente para "humedecer" as superficies.
Volto a montar tudo. Fica 5 *****

Quanto menos vezes tirar espigão do quadro ou regular selim, mais tempo demora a voltar o ruido.

No entanto, deves estar atento! Entretanto pode passar a ser um aviso de substituição de alguma das peças...

Espero ter ajudado.

Cumprimentos.
 
#15
Boas:

Supondo q nenhuma das peças está a ceder ou tem fissuras, é claramente impureza ou falta de lubrificação.

Aconselho vaselina (não é piada, é mesmo verdade) em todas as peças (espigão, carris do selim...) q fica fantástico.

Cuidado tbm q, por vezes, este problema é uma ilusão, já que se pensa ser do espigão ou do selim, mas advém da porca ou do parafuso de aperto, cuja qualidade nem sempre corresponde à do restante material.

Estas começam a ficar c/ folgas ou moídas (e até oxidadas), o que provoca perda de eficácia.

Não se esqueçam tbm q o selim tbm sofre c/ a utilização (e muito) e q por vezes, a sua manutenção é descurada (só nos lembramos das rodas, dos travões...) o que leva a um desgaste maior quando comparado c/ os restantes componentes.

Rui Santos
 

Alf

Active Member
#16
O meu caso era mesmo falta de aperto, hoje fui andar e ele desapertou-se, ficou com o bico a apontar para o espaço :mrgreen:
 
#17
No meu caso já me aconteceu ser sujidade entra o espigão e o tubo do quadro e ser mau aperto no parafuso de trás do espigão de selim.

Já agora agradecia uma ajudinha.

Como costumam limpar a parte interior do tubo onde entra o espigão de selim?

Já tentei de várias formas e nunca consigo o resultado esperado, fica sempre algo lá mais para o fundo onde não consigo chegar... :oops:
 
#18
Alf_PKS_0 said:
O meu caso era mesmo falta de aperto, hoje fui andar e ele desapertou-se, ficou com o bico a apontar para o espaço :mrgreen:
E tu só reparaste quando te sentaste.... :rotfl: :rotfl: :rotfl:

Em relação aos barulhos, confirmo algumas opiniões que já aqui foram dadas:
Sujidade e falta de lubrificação!

Usem um bocado de massa apropriada, ou seja,"anti-seize",
que serve precisamente para evitar a corrosão, eliminar ruídos e as chamadas "soldauras frias"
que ocorrem em componentes sujeitos a grande stress / tensão, especialmente entre materiais diferentes.

Não confundir com massa lubrificante que serve para ajudar as coisas a "escorregar" melhor.
Mesmo assim uma camada fina de massa lubrificante com base em teflon é melhor que nada.

Quanto ao facto de o espigão escorregar, é verdade se usarem apertos rápidos,
mas, a não ser que precisem de andar sempre a subir e descer o selim :nsei:
é coisa que não faz nenhum sentido.

Alguns exemplos:





Prevents cold-welding, galling, and seizing of metal to metal contact parts,
especially those subject to extreme pressures and moist conditions such as bolt threads,
seatposts, pedals, bottom brackets, etc. For all metals, but essential when attaching
reactive metals like titanium, aluminum, and specialty alloys and magnesium.
 
#19
ha uns tempos tive o mesmo problema afinal era pó e lama acumulada! tira o espigao e lava akilo por dentro e mesmo no quadro assim em principio ja nao ha ruidos
 

Alf

Active Member
#20
Por acaso até foi quando me sentei... Sentei-me na parte de trás e ia caindo à roda :rotfl:

Claro que na minha cabeça passou um "C&%#$ já parti esta m$%&" :mrgreen:

Desconhecia esses anti seize, já vou espicaçar o mecânico amanhã :mrgreen: