[Rescaldo] Trilhos de Camilo

#1
Bom, vou-me chegar à frente e abrir o tópico do rescaldo :)

7:00 de Domingo? Mas eu sou parvo ou quê? Não chega o empeno de ontem? É preciso estar outra vez a meter-me noutro?
Bom, lá me levantei e pouco depois das 8:00 estava a passar em casa do ET, que já me aguardava cá fora.
Pouco depois estávamos a chegar ao local da concentração, depois de termos pedalado calmamente através da meia dúzia de kms que separa as nossas casas de Ceide.

Fizemos a inscrição e ficámos por ali a aguardar e a dar dois dedos de conversa com velhos conhecidos. Um dos que lá encontrámos foi o Bravellir.

O relógio já se ia aproximando das 10:00 e o ET que tinha compromissos para o almoço já começava a desatinar com a falta de pontualidade da partida. Uns minutos ainda se tolera... mas pelos vistos deve ter havido participantes que confundiram a hora de partida com a hora da concentração :evil:

Adiante. Foi dada a partida e lá fomos os dois juntos. De início forçámos um pouco o ritmo para escapar ao pó e às confusões mas pouco depois, já com os trilhos mais descongestionados, levantámos o pé. Cedo percebemos que não tínhamos recuperado o suficiente do dia anterior e que aquilo tinha de ser levado com calma. E assim fizemos.

Os trilhos já conhecíamos todos, ou não fosse aquilo o "nosso Kintal" :) , o interesse estava no encadeamento entre eles. A conclusão a que cheguei foi que a organização conseguiu colocar um percurso de 45km num espaço pequeno (não sei se foram exactamente 45 pois não levei conta-km mas foi isso o anunciado). Isso tornou o trajecto numa espécie de prova de XC com um sobe-e-desce bastante desgastante em que os trilhos quase que se tocavam e por vezes chegaram a cruzar-se. Não sou propriamente apreciador desse estilo de trajecto mas naquele espaço não havia alternativa.

Lá chegámos então ao alto de St Tecla, o ponto de cota mais elevada do percurso. Pelo caminho tínhamos desmontado em algumas subidas. Algumas porque excediam as nossas capacidades em singlespeed mas na sua maioria porque do dia anterior pouco mais nos restava que a força de vontade. As baterias estavam a zero :lol: Mesmo assim, aproveitando o facto de ser estrada, ainda tentámos a escalada a Sta Tecla mas lá tivemos de ceder nos dois pontos mais inclinados :s

Já agora diga-se que o percurso em termos técnicos era engraçado, com diversos single-tracks divertidos mas sem grandes dificuldades, exceptuando a passagem pelo marco geodésico acima do Paraíso que nem sequer tentei fazer montado, atendendo ao estado em que se encontra actualmente.

O grande problema começou após Sta Tecla. Se o(s) gajo(s) que andou a arrancar as marcações estiver a ler esta mensagem fique sabendo que é um grandessíssimo fdp!! :evil:

Foi a confusão geral. Já estava a ficar furioso com aquilo e pensei várias vezes em tomar o caminho de casa, que ficava mesmo ali em baixo. Para piorar a situação um pau enfiou-se na roda da frente do ET, provocando um OTB que o deixou bastante dorido. Felizmente que não estragou a bicicleta :mrgreen: Como conhecíamos bastante bem a zona e tínhamos por lá visto algumas das fitas ao longo da semana lá conseguimos encarrilar no percurso.

Já não devia faltar muito para terminar mas graças ao atraso da partida :roll: o ET teve mesmo de atalhar para casa.

Lá continuei sozinho e achei muito divertida, um pouco mais à frente no single-track que desce para Ruivães, a reacção da equipa de fotógrafos em grande alvoroço "Olha! Olha! Vem aí um!". Percebi então o motivo de tanta alegria: eles já deviam estar ali há algum tempo sem ver ninguém! Perguntaram-me o que se passava com o pessoal pois ainda só tinha passado uma meia-dúzia. Disse-lhes que provavelmente andavam perdidos, tal como eu andei, mas confesso que fiquei moralizado por não vir atrasado :mrgreen:

Depois de alguns kms a pedalar a solo lá cheguei ao destino onde encontrei o fox no secretariado.

Durante o regresso a casa, por estrada, lá me fui cruzando com um ou outro participante perdido que mais confuso ficava quando me via a pedalar em sentido contrário, até lhe explicar que estava simplesmente de regresso :)

Resumindo: devido ao cansaço acumulado não curti tanto quanto desejava o percurso. Mas considero o evento bem conseguido. Uma organização extremamente simpática ao longo de todo o trajecto :yeah: é que não merecia o seu trabalho manchado por um qualquer idiota. :evil:

Que se lixe! Para o ano de certeza que essas arestas serão limadas. Inclusive a questão dos horários :wink:

Agora vejam lá se não se esquecem de retirar as fitas. Vou estar atento! :mrgreen:
 
#3
Bem, este passeio foi no mínimo... desgastante!!!

Já não me esqueço mais do Monte do Calvário e do monte de Sta. Tecla...Aquilo pareceu que por cada 10 metros que subimos só descemos 1 metro... Como haviam muitas descidas acentuadas e as subidas eram longas, sem haver caminhos para rolar era impossível uma recuperação suficiente para "atacar" o resto do percurso, dando a sensação que se subia muito mais do que se descia. Muito mal disse de estar ali em certos pontos do percurso :evil:

Quanto à sinalização até nem tenho grandes queixas (Sim, eu sei que fitas foram arrancadas, não estou a culpar a organização), se nos mantívessemos atentos não havia grande problema. Mas por pouco nem sequer fazia o Monte de Sta. Tecla já que o fim da descida era praticamente no mesmo sítio que o ínicio da subida (Tiveram que ser 2 tipos que já vinham a descer a avisarem-nos que ainda tinhamos que subir o monte, e mais importante, que estava o belo do abastecimento à nossa espera lá em cima... :D).

Sem dúvida que o melhor do passeio eram aqueles single-tracks rápidos e cheios de curvas, isso sim valeu bem a pena :D

Seja como for, foi um passeio extremamente duro ainda dificultado mais pelas constantes paragens que tive ora para auxiliar colegas betetistas em problemas mecânicos ora para acompanhar um amigo após partir o eixo dianteiro numa descida (Nunca mais te vais esquecer daquele malho, deusex pois não? :mrgreen:)

Acabei o passeio já todo estouradinho, e não faltou muito para chegar em último :lol: Mas pelo menos fiz o percurso na totalidade! Pelos vistos houve muito pessoal a cortar caminho (in)voluntariamente... :evil:

Quanto à organização, fiquei com muito boa impressão!! :wink: Mas para a próxima, o percurso tem que ser revisto... :p



Cumprimentos!
 
#4
Dureza é o que tenho a dizer :p, até ao monte de Sta Tecla a coisa ainda foi indo, estávamos a meio do percurso :lol:, após o mte de sta tecla cada subida fosse ela de 10 ou 100mts pareciam Km's :p.
Fui um dos quais cortei caminho, acabando por não completar a prova toda, aos 37km ao passar a ruivães cortei pela estrada em direcção a casa, (vermoim), porque caso contrario se fosse à meta ainda tinha mais caminho para fazer de retorno a casa...

Os meus parabéns à organização pelo evento, conseguiu-se fazer uns bons trilhos praticamente sem passar pelas estradas nacionais, quanto ao arranque das fitas, apesar do sucedido a organização conseguiu dar a volta.
 
#5
ZeCarlosSantos said:
Seja como for, foi um passeio extremamente duro ainda dificultado mais pelas constantes paragens que tive ora para auxiliar colegas betetistas em problemas mecânicos ora para acompanhar um amigo após partir o eixo dianteiro numa descida (Nunca mais te vais esquecer daquele malho, deusex pois não? :mrgreen:)
Boas pessoal!!


Relativamente ao passeio, ate a parte que eu fiz, exactamente até ao km 22.6 tudo correu bem! acabei ai o passeio com um fabuloso mergulho (do qual só houve problemas com a bike )no trilho devido a quebra do eixo da frente :cry: (será que estava lá alguem a filmar o mergulho, se por acaso estivesse gostava de o ver, lol).
Agradeço todo o apoio prestado pela organização e pela boleia ate ao ponto de chagado!
Fiquei mesmo chateado por não ter condições para continuar os fantásticos trilhos ate ao final!!

Mais trilhos viram e os problemas tecnicos seram resolvidos mt em breve!!!


Continuação de boas pedaladas e mais uma vez o meu agradecimento à organização pelo apoio!!!
 
#6
Boas.

Foi espétacular, tirando a parte em que andei ás voltas no monte em Oliveira, porque andaram palermas a arrancar as fitas... chagando ao secretariado com 47Km....tirando isso foi do melhor......para a semana há mais nos caminhos penosos...no meu ver vais ser ainda mais duro, pois tem descidas muito mais tecnicas e com muita pedra....
Só tive pena de não subir a stª Tecla, pelo Calvário de terra ....tirou o encanto da subida....
 
#7
Ainda bem que não reagi a frio acerca da organização do evento devido à falta de pontualidade. Os horários são para cumprir, caso contrário para que servem as marcações? Não é tolerável aguardarquase 1 hora por quem ficou na cama e não compareceu a horas. Os cumpridores não têm que pagar pelos prevaricadores. É o ponto negativo que quero realçat.

No restante achei bem organizado inclusivamente o local de paragem em Santa Tecla estava muito bem conseguido. Parabéns.

Parabéns pelos trajecto. Relativamente à marcação só posso referir que lamentavelmente ainda existem parvalhoes de sobra nos dias de hoje.

Só quero realçar o relato do Pedro (Indy) que só pecou por não falar na raposa que se atravessou no n/ caminho: linda...

ET - o do OTB
 
#8
Parabéns à organização, para 1º vez esteve muito bem. Como disse o indy, o tipo de percurso tambem não é o meu favorito, mas mesmo assim, tinha secções divertidas que me agradaram bastante. O certo é que para quem gosta de um bom desafio físico não deve encontrar trilhos muito melhores que estes, seja a subir seja a descer, que rolar nicles :cry: Muito bem encadeadas as sequências sem permitir o pulmão arrefecer.

Já o disse pessoalmente à organização, a cor das fitas não era a ideal. Muito pouco contraste.

Não fiz o percurso todo porque o empeno não deixou e atalhei voluntariamente para a meta com pouco mais de 35 km.

Parabéns a todos que fizeram o percurso todo e parabéns à organização.


p.s. Tenho algumas fotos e filme, mas que infelizmente só posso colocar online dentro de uns dias.
 
#9
Boas ...

só tenho a dizer que foi duro ... muito duro (pelo menos para mim!)!

Se chegar a Santa Tecla foi difícil, cheguei esgotadinho!!!! Mas daqui para a frente só com muito sacrifício|||

Em termos gerais: Gostei porque porque tem trilhos espectaculares... mas como já disse atrás ... era muito duro.

Hasta
 
#10
Viva! Antes de mais queria dar os parabéns a organização, visto não ser um trabalho fácil e só por amor ao desporto isso e possível, esse trabalho pelo que li foi estragado por alguém que arrancou as fitas, motivo pelo qual a certa altura andava perdido, tendo alguns km depois retomado o percurso, acho que nao devia poupar as fitas pois a marcação poderia estar muito melhor, o que evitaria muitas coisas, tipo pessoal atalhar, etc. Passagens de monte para estrada sempre com aluem a controlar o transito, mais um ponto positivo, assim como o abastecimento. Gostaria de dizer que gostei muito do percurso, sem dúvida com um grau de dificuldade médio alto, o qual me agradou.

Espero pelas fotos... :shock:

Boas pedaladas! Abc

PS- Obrigado ao rapaz que me deixou telefonar para casa. :)
 
#11
Eu também participei no passeio/raid dos Trilhos de Camilo. Foi mesmo um desafio pessoal que consegui superar. Um dos percursos mais duros. As subidas exigentes e as descidas idem. No geral, gostei bastante do passeio. Os pontos fortes vão mesmo para o percurso em si e para o espectacular e bem fornecido reabastecimento. Nos pontos negativos, destaco o facto do percurso ter repetido trilhos onde o pessoal já tinha passado e uma certa deficiência em termos de marcação. Nas marcações, deviam ter fitas a fechar os caminhos que não pertenciam ao percurso e nas curvas deviam sempre antecipar a marcação e não meter a fita no interior da curva. São os factos negativos a apontar. Pessoalmente, pensei que fosse um dos últimos a chegar, porque rodei muito tempo sozinho. A minha hora de chegada foi às 13.12 e, no entanto, ainda muita gente haveria de chegar. Para o ano, espero repetir. Parabéns.

Parabéns ao Sr. que fez a prova numa Marin singlespeed! É de gente valente!!
 
#13
Filipe said:
Só quero realçar o relato do Pedro (Indy) que só pecou por não falar na raposa que se atravessou no n/ caminho: linda...
Esqueci-me dessa!
Realmente há anos que pedalo naqueles montes o maior mamífero selvagem (tirando o joão76 :mrgreen: ) que tinha visto por ali tinha sido, ocasionalmente, um esquilo. Aliás, nunca na vida tinha visto uma raposa sem ser na televisão ou embalsamada. Que lindo animal, com aquela cauda enorme! :shock:


jota said:
Parabéns ao Sr. que fez a prova numa Marin singlespeed! É de gente valente!!
Senhor?! Estão a ver? Isto é que é respeito! :lol:
Jota, vou-te confessar um segredo: "Nós estávamos com as costas quentes! Se empenássemos naqueles montes bastava 1km a descer até casa"
 
#14
Bem já deixei passar algum tempo, por isso assim já não falo a quente!

Nunca pensei ser possivel colocar tantas subidas em tão poucos Km! Como aqui já foi dito o percurso não permitia qualquer recuperação física e pecava por parecer que andava à roda e sempre a cruzar os mesmo sitios, até eu que sou de bastante longe me apercebi disso! Quantos às marcações não me perdi uma só vez, mas isso deve-se ao facto de ir a 3km hora pois estava perto de um ataque cardiaco no meio de tanta subida longa e descida a pique!

Para o Jota que diz que pensava que tinha acabado tarde (13.12), amigo eu cheguei eram 14:15 e ainda tinha metade do pelotao atras de mim :mrgreen: (penso eu), em certa altura estava confuso, vi o mesmo pessoal a ultrapassar-me umas três vezes, sem eu nunca ter passado por eles :rotfl:

Vem já falei com alguem da organização, mas meus amigos, coloquem algo rolante para a proxima para o pessoal poder respirar pelo menos... o meu cansaço era tanto (so tinha dormido uma hora também) que passei os single tracks todos sem cair, e fui cair no unico sitio do percurso que era plano (deviam ser 2 metros de comprimento) :lol: já não sabia o que era ter a bicicleta na horizontal e estatelei-me.

Resumindo o pessoal era muito simpático, a mim não me fez diferença ter estado 2 horas para começar! Mas para a próxima não coloquem algo tão violento, e principalmente não me obriguem a passar pelos mesmo sitios mais do que uma vez!

Abraço

P.S. Indy eu tb vi um animal no percurso, era uma minhoca que estava no meio do pó do chão! Eu devo te-la chateado quando embati com a minha cara muito perto dela e lhe pedi água.... :mrgreen:
 
#16
Oi pessoal,
Eu também fui um dos malucos que andei "Pelos Trilhos de Camilo"a levar um empeno.
Tenho a destacar pela negativa, a hora de saida, e a cor das fitas de marcação, aquele verde no meio dos eucaliptos não foi a escolha mais acertada.
No geral gostei, e espero que no proximo ano se realize a II edição.

Cps.
 
#17
Biba!

Em nome do CRC - Centro de Recreio Camiliano e dos BiTaiTes quero agradecer a vossa presença no 1º Raid BTT - Pelos Trilhos de Camilo. Agradeço também as palavras de incentivo de todos e agrada-nos saber que apesar das falhas o pessoal se divertiu e gostou do evento.

Após algumas horas e de ânimos esfreados sentamo-nos á mesa em volta de umas garrafas de cerveja, para repôr as calorias perdidas durante o empeno :twisted:, e fizemos o nosso balanço/revisão do evento.

Durante a organização do raid deparamo-nos com diversas dificuldades (mas o que é a vida sem alguma emoção), dificuldades essas que fomos ultrapassando e nas quais não nos vamos "esconder" e justificar as falhas ocorridas no decorrer do evento.
As vossas análises são para nós bastante importantes e ajudam-nos a rever a organização para um possível II Raid. Não me vou alongar muito e por isso não vou comentar uma a uma as vossas análises, vou apenas referir que assumimos as falhas na marcação do terreno a nível de escolha da côr das fitas e dos locais onde os trilhos quase se tocavam e os participantes se viam em fases diferentes do trajacto, nesses locais deviriamos ter colocado uma pessoa a indicar o caminho correcto e a evitar os "atalhanços" voluntários e involuntários.
Dado o atraso á saída o briefing foi feito muito á pressa e falhou um aviso muito importante, deviamos ter prevenido o pessoal que os trilhos várias vezes quase se tocavam ou tocavam mesmo e nesses casos deveriam sempre confiar nas fitas visíveis da direcção de onde vinham, esta situação associada á visibilidade de participantes que percorriam diferentes kms causou alguma confusão.

No geral ficamos contentes com o decorrer do Raid e esperamos que tenha agradado á maioria dos participantes.


Cumprimentos e boas pedaladas...


P.S.: Desculpem lá mas não encontramos zonas rolantes naqueles montes :mrgreen: nós bem as procuramos...
 
#18
ola malta, o xpectro já disse tudo (foi nomeado porta-voz da organização para fazer esclarecimentos,retificações e até conferencias de imprensa) sobre o evento, quanto a mim fui nomeado para ajudar o(s) tipo(s) que andou a tirar as fitas e eventualmente tenha sido o mesmo que nos tenha tirado as lonas de promoção das rotundas de famalicão, mas com tanta coisa que correu menos bem(como alguem dizia "só falta encontrar uma casa no meio do trilho que não dê para passar") a festa foi feita e já começamos a limpar o salão brevemente o trilho ficará outra vez bonito sem as fitas verde e amarelas(nunca gostei destas cores).
cumprimentos
 
#19
Começamos a medo, afinal era a primeira vez que nos metiamos numa aventura destas. Todo o aparato e numeros de concorrentes fez-nos tremer as pernas, mas com o avançar da prova a confiança na chegada ao final da mesma foi subindo. Foi-nos dito no arranque que a prova era muito tecnica e "durinha" e verificamos isso mesmo. Tivemos momentos arriscados com descidas vertiginosas, pequenos carreiros onde só passava uma bicicleta, não se conseguia ultrapassar e por vezes eramos surpreendidos com o que nos aparecia a cada curva. Mas com toda a nossa "raça" fomos ganhando Km´s. O final foi complicado e fez com que não atingissemos o objectivo final da chegada em pleno do grupo, mas ficou a força de vontade e os bons momentos que passamos nesta manhã inesquecivel.