Rescaldo - II Raid BTT "Tapada Nacional de Mafra" - Mafra - 08 Maio 2011

#1
Mais um raid digno do nome excelente. Na noite anterior escrevi que estava algo receoso com a partida, pois com mais de 500 bttistas a começar logo a subir poderia dar alguns problemas, mas ficou-se só pelos problemas de alguns apressados, nada mais. Não foi preciso ir dormir com os javalis na noite anterior conforme foi sugerido por um colega, para marcar lugar.
A organização como no ano passado esteve excelente. Os abastecimentos com tudo que era necessário. Fruta, biscoitos, águas qb. Partida a tempo e horas ( mas talvez fosse bom mudar a partida para as 9:00 ), porque meia hora mais cedo faz jeito para não acabar muito tarde. Vi muita gente ás 11:30 depois do abastecimento ao km 16 a cortar para os 40 Km. O percurso o que dizer, já sabemos, constante sobe e desce com algumas misturas do raid do ano passado, com subidas espectaculares, descidas alucinantes, e o que dizer das paisagens. Arrisco-me a dizer que em termos de beleza paisagistica não deve haver igual. Pois é estou a puxar a brasa á minha sardinha.
Muito bom. Já agora a oferta de um lanchezinho ao fim foi um gesto bonito que deu jeito.

Boas pedaladas,

Filipe Queirós
 
Last edited:

Will

New Member
#3
Mais uma excelente organização do concelho de Mafra. No entanto, gostaria de fazer um pequeno apelo à falta de civismo que encontramos em alguns praticantes da modalidade.
Hoje em dia é o vale tudo nas ultrapassagens esquecendo as mais elementares regras de civismo e segurança, é o largar das embalagens de gel e outro tipo de lixo por onde passam.
Caros Bttistas estes eventos são apenas para lazer, quem quiser competição inscreva-se na Federação Portuguesa de Ciclismo, há um limite para tudo.
 
#4
Que empeno!!!!

Penso que fui o evento (não lhe consigo chamar passeio) onde os horários foram mais rigorosamente cumpridos.
Secretariado muito eficiente e com tudo muito bem organizado. Ao abrir o saco fiquei um pouco desiludido porque, pessoalmente, sou um fãn das lembranças e "apenas" lá estava um folheto e uma fita para as chaves (que gostei bastante), mas isso é o menos importante.
Partida muito bem organizada com check-in para validar dorsais e capacetes...
Eu lá me coloquei mais para o fim já a contar com o ritmo moderado que iria impor a mim mesmo...
E lá fomos...
Primeiros metro a dar para rolar um pouco depois a primeira de MUITAS subidas do dia, começa o primeiro pessoal a desmontar e eu no meu andamento calmo lá via muitos a passar... alguns dos quais estavam umas centenas de metro mais à frente encostados de língua de fora...

E UPA-UPA-UPA toca a subir...

Trilhos muito bons, com alguma, pouca lama...

Primeiro abastecimento por volta dos 15KM o que foi uma surpresa para muitos, com tudo o que deve ter um abastecimento. Água com fartura, doces, fruta... ainda apareceu um companheiro a perguntar por salgados (certamente para repor sais) mas os rissóis já tinham acabado (brincadeira...)

As subidas foram uma constante, o que provocava longas filas de pessoal a subir à mão, pareciam filas de carregadores no Nepal. Nunca tinha visto tanto pessoal junto a subir à mão, e não eram so os "badochas" (como eu), via-se pessoal bem preparado, com boas máquinas, com as meninas pela mão...

Posso dizer que aos 25KM estava completamente esgotado (penso que tenha sido a parte pior) e nos 10Km seguintes foi sempre a gerir esforço e a lutar contra a fadiga. Os últimos 5 KM foram feitos num ritmo mais vivo, fruto da vontade de chegar ao carro e dos cubos de marmelada que fui "metendo" e que devem ter dado o "estalo" naquela altura.

O 2º abastecimento não sei se estava bom ou mau, porque apenas engoli uma garrafa de água e segui caminho.

A ultima descida foi a antítese de todos os KM anteriores, uma longa descida com alguma pedra que simplesmente destruiu o pouco que restava dos meus braços e pernas.

Na chegada alguns elementos da organização a receber o pessoal o que a mim me soube bem e a dar uma saquinho com uma sandes e mais uma garrafa de água.

Em relação aos banhos e ao almoço não me posso prenuncias porque não usufrui.

Apenas uma nota final para os PORCOS.
Como é possível logo no local da partida haver pessoal a largar papeis de barras para o chão. Como é possível as quantidades astronómicas de papeis de barras e de embalagens de gel que se viam pelo chão... um verdadeiro NOJO!!!
A Tapada Nacional de Mafra é uma área protegida, as pessoas que lá trabalham fazem um trabalho extraordinário especialmente na recuperação da tapada de ficou muito destruída depois de assolada por um incêndio à alguns anos. Para todas essas pessoas que eu vi a largarem os seus papelinhos sem o mínimo apelo ou agravo apenas isto: VOCÊS METEM-ME NOJO!!!!

Para o ano lá estarei, com mais treino e menos peso...
 
#5
Kaiser Mafra eras tu que ias equipado com o equipamento do "forumbtt" acompanhado por uma senhora também equipada com o "pedaladelas" com um boneco no capacete?

Voltando à volta, este ano a volta foi feita no sentido "correcto" e foi bastante melhor. Apesar de estar preparado para os 40km alguns colegas estavam em baixo de forma e fizemos uma ligeira batota... No desvio entre os 18km e os 40km estávamos a cerca de 3km do fim e ia saber a pouco, por isso fomos para os 40km's mas mais à frente num sitio que eu conhecia voltamos a entrar no percurso dos 18km's... Na prática passamos no primeiro abastecimento duas vezes (só paramos uma...) e na segunda passagem pelo desvio já seguimos a placa dos 18km's e na prática fizemos cerca de 30km's... O bom foi que indo um bocado aos 40km's fizemos a descida junto ao muro que é espectactular.

Para mim a única coisa que tenho a apontar é a diferença entre as voltas... os 18km's fazem-se muito bem e sabem a pouco, os 40km's são muito duros para algumas pessoas. Mas também compreendo que não fazia qualquer sentido marcar 3 voltas, a não ser que abrissem a parte militar da tapada para fazer uma maratona para "duros" com uns 60 ou 70km's...

Mas para o ano vou voltar a marcar presença como é óbvio... Ou não fosse eu de Mafra...
 
#6
Não Pimentoski. Eu vi esse casal á minha frente. Eu também ia com uns calções do forumbtt mas com uma jersey s/mangas da Cofides. No abastecimento já tinha um amigo á espera e depois esperamos pelo resto da malta que faltava, para continuarmos juntos.
 

Mepim

New Member
#7
Boas Amigos do pedal, primeiro que tudo quero dar os parabéns à organização pelo excelente evento que nos proporcionou, tudo muito certinho com os horários a serem compridos à risca como deve de ser, depois a atenção e amabilidade de todo o staff que esteve sempre disponível para ajudar, aquela Sandocha no final soube que foi um espectáculo.
Quanto ao percurso foi 5 estrelas, fiz os 40kms que foram bem duros mas sempre com paisagens de encher o olho, para o ano uma certeza lá estarei para nova participação!!
 

2008

New Member
#8
Muito bom,durissimo, mas muito bom. Estive a menos de 2m de ser atropelado por 5 gamos, mas è aqui e na paisagem que este passeio marca a diferença.
Para o proximo ano podem contar comigo.
 
#9
Queria dar os Parabéns à organização pelo trabalho que tiveram, os abastecimentos estavam deveras fantásticos, aqueles bolinhos e gomos de laranja souberam mesmo bem e aquele reforço à chegada foi um belo brinde. No almoço também havia comida com fartura.
O arrumar os carros à chegada foi bastante ordeiro e eficaz assim como o secretariado, no saco estava à espera de encontrar porventura uma caneta da tapada ou uma t-shirt com o logo da tapada, mas como estamos em época de crise a fita serve bem de recordação.

Falando agora de outro assunto, reparei no enorme número de quedas que se deram ao longo do percurso que fiz dos 40km, sendo que muitas delas foram provocadas pela falta de experiência dos bttistas, chegando mesmo a provocar quedas a outros que seguiam por perto. Ví várias quedas de pessoas à minha frente e nos próprios abastecimentos reparei em pessoas bastante arranhadas, espero que nenhuma delas com gravidade e deixo aqui os votos de rápidas melhoras.
Eu costumo participar maioritariamente em maratonas e o andamento nem é para aqui discutido pois o que fizemos foi um passeio de lazer, mas tentando reforçar a ideia ou ensinando a quem tem menos experiência, a questão das ultrapassagens é facilmente resolvida com um grito ESQUERDA, DIREITA ou MEIO, no caso de se ir a ultrapassar um companheiro mais lento pela esquerda, direita ou pelo meio de 2 bttistas como os próprios nomes sugerem. Os companheiros mais lentos têm de ter a consciência que podem vir a ser ultrapassados, então tentar manter uma trajectória o mais recta dentro do possível, pois cheguei a ver espalhos desse género: companheiro mais lento encostado à direita com leves zigzags, no momento de ser ultrapassado, devido ao cansaço possivelmente, descontrola-se da trajectoria e abalroa quem vai a ultrapassar, resultado...queda!
Outra situação que presenciei foi um bttista a descer um trilho em que na zona esquerda do trilho era perfeitamente ciclável e na zona direita não, devido a rasgos fundos na estrada provocados pela água, seguiamos vários bttistas em fila nesse trilho quando o sr que vai à frente resolve meter travões a fundo, o que levou a várias sucessões de travagens dos que viram atrás e a pessoa que ia atrás do sr que fez a travagem, para não chocar contra ele mandou-se para os buracos à direita provocados pela água, logo foi queda!! Agora devem estar a pensar ahh e tal havia um perigo ou qq coisa assim...mas não, simplesmente estava uma poça de lama e o sr quis passar a bicicleta à mão por cima da poça....... Antes de dizerem ahh não se pode andar colados uns aos outros, o que é verdade e ali nem era o caso, pensem também que uma bicicleta a descer por cima de pedras não pára instantaneamente, as bicicletas não têm luzes de stop, logo se quem vai atrás se não vir nenhum perigo aparente não está à espera que o companheiro da frente meta travões a fundo, o que aumenta em muito o tempo de reacção numa travagem, se forem na estrada a conduzir, o gajo da frente tem os stops fundidos e crava uma travagem é possível que leve uma pancada e se foram na estrada e fizerem uma travagem de emergência quantos não olharam já para o espelho retrovisor para ver se vinha ali algum carro logo atras que vos possa bater, aqui é parecido, num passeio ou numa prova, não se esqueças que não estão sozinhos e que o mais provável é poder estar um companheiro atrás de vós e também ao fazerem a curva que está ali à frente pode estar lá um companheiro mais lento a iniciar uma subida.
Vejam acima de tudo os vossos limites, não é vergonha nenhuma fazer os 12 ou os 18km, não é por virarem para os 40km fazerem boa parte do percurso que se segue com a bike à mão ou aos zigzags e voces de língua de fora, que vão ficar com melhor preparação física ou disfrutar mais do passeio, porque nessas alturas só se pensa é em acabar, depois chegam a casa super cansados, com dores nas pernas, no rabo, arranhões e mais qualquer que tenham sofrido, passam 2 ou 3 dias a recuperar e eventualmente só pegam na bike daqui por 1 semana quem pega. Não é mais produtivo fazer os 18km aproveitá-los e amanhã ou depois ir dar mais uma voltinha......
Esta conversa não sei se foi tempo perdido, para alguns podem rever-se, para outros pensam que é conversa da treta mas chamou-se muito à atenção este tipo de comportamento, que pode ser evitado.
Em relação à sujidade já tinha sido falado antes do evento e já foi infelizmente falado depois do evento..
Boas Pedaladas
 
#10
Boas pessoal

Organização excelente, percurso bem marcado e de uma beleza extraordinária, tendo a apontar só a qualidade do material dos dorsais, que se fosse em dia de chuva não iam aguentar até ao fim e aí sim era ve-los espalhados por todo o percurso.
Concordo com o nd_oliveira, o saco foi uma desilusão, faltava a bela da t`shirt, pois a qualidade do evento merecia uma outra recordação além dos folhetos.

Bykossauro Team Ryder
 
#11
Encontros imediatos...

O "2008" esteve para ser atropelado... eu fui mesmo abalrroado por um gamo... com a respectiva queda, não me magoei... mas fiquei com pena do gamo que se deve ter assustado mais do que eu!!!
Da prova o que tenho a dizer é que os "atletas" que não conseguem fazer as subidas mais ingremes se devem desviar do percurso, isto porque havia duas ou três subidas mais violentas atravessadas por regos (da chuva) e as pessoas teimam em subir a pé pela única zona ciclável o que não dava hipótese aos que tentavam fazer a subida de os ultrapassar.
Um percurso variado com paisagens (se bem que não dava para ver muito) muito agradáveis e com a dificuldade acessível a quase todas as pessoas que estejam habituadas a este tipo de passeios.
Só um pequeno reparo... alguém viu algum fotógrafo? O pessoal gosta de se ver nas fotos...
Para o ano vou repetir.
 

noel

New Member
#12
BOAS PESSOAL
Gostei do percuço fiz os 40 km , esperava ver alguns animais mas nada ,não vi nenhum.
Tambem esperava um brinde no saco , muito pobre para o preço.
A organização este bem nas marcações , abastecimentos , horarios etc...
A altemetria não estava correta a mim deu-me 1100 de acumulado .
boas pedaladas.
 
#13
primeira vez que andei na tapada e estou relativamente perto!!!! e adorei !!!! muito bom!!!

organização boa pena os brindes serem muito fracos!!!!!! de resto 5*****

eu vi alguns animais mas em cima de bikes a mandar lixo para o chão!!!! como é possivel nos dias d hoje!!!! não consigo perceber!!!!

para o ano espero voltar.
 
#14
Boas caros companheiros!

Rescaldo positivo, organização esteve ao nível das principais exigências (500 pessoas já ñ é brincadeira).

A ideia daquela subida inicial foi boa p separar os andamentos e permitir q ñ houvessem mts atropelos...

Também reparei nalguns papeis de barras energeticas no chão. Junto ás zonas de abastecimento ainda que ñ vá, agora durante o percurso onde ñ há + ninguem q possa limpar é um pouco falta de sensibilidade p com a Natureza, q afinal tt agrado nos dá, não é verdade!? Vamos lá a pensar + neste tópico q ñ pesa nd!

Não conhecia a Tapada e adorei, é magnifica p a prática desta nossa paixão! Sem duvida para repetir na 3ª Edição!

Também ñ vi os gamos, mas alguma coisa dura atropelei, que por 2 vezes me trelhou o pneu de trás (azelhisse tlvz, é o q faz querer fazer downhill c rigidas) A sorte é q a 2ª vez já foi a uns 4km da meta, ainda assim os Santos ñ ajudam Bttistas q descem c a bike à mão!!

Estão já disponiveis algumas fotos amadoras para os "premiados", no blog abaixo.


Abraço e boas pedaladas,
 
#16
Bem o único comentário que tenho a fazer deste evento, é que achei simplesmente espectacular.

Quase que fui atropelado por 4 Gamos, o percurso lindíssimo, e uma organização que não falhou em nada. São estes eventos que atraem praticantes para a modalidade.

Um muito obrigado à organização.
 

ny12xx

Super Moderador
#18
Companheiros

Já cá faltava eu!

Cheguei relativamente cedo à Tapada (08.30h) e consegui estacionar o carro no interior da Tapada.

O secretariado funcionou na perfeição e os horários foram cumpridos.

Na partida, a prever um engarrafamento, deixei-me ficar para o fim, esperei uns 4 ou 5 minutos e acredito ter sido ,senão o último, um dos últimos a arrancar.

Ainda não tinha pedalado 50 metros, já estava a parar para ajudar dois companheiros, pois um deles tinha partido a corrente. Aí demorei mais uns 5 minutos, que me deixaram atrás das criancinhas todas que partiram no fim.

Era minha intenção fazer o passeio na sua totalidade (40 Kms), por isso mantive um ritmo calminho mas consistente. Os abastecimentos estavam lá e não faltava nada, até existia um terceiro abastecimento não previsto, mas muito solicitado.

... é o largar das embalagens de gel e outro tipo de lixo por onde passam...
Apenas uma nota final para os PORCOS.
Como é possível logo no local da partida haver pessoal a largar papeis de barras para o chão. Como é possível as quantidades astronómicas de papeis de barras e de embalagens de gel que se viam pelo chão... um verdadeiro NOJO!!!
A Tapada Nacional de Mafra é uma área protegida, as pessoas que lá trabalham fazem um trabalho extraordinário especialmente na recuperação da tapada de ficou muito destruída depois de assolada por um incêndio à alguns anos. Para todas essas pessoas que eu vi a largarem os seus papelinhos sem o mínimo apelo ou agravo apenas isto: VOCÊS METEM-ME NOJO!!!!
...Em relação à sujidade já tinha sido falado antes do evento e já foi infelizmente falado depois do evento...
...eu vi alguns animais mas em cima de bikes a mandar lixo para o chão!!!! como é possível nos dias d hoje!!!! não consigo perceber!!!!
...Também reparei nalguns papeis de barras energéticas no chão...
... Pena os já referidos "javardos" montados em bikes...
Ponto negativo foi mesmo o lixo que deixaram no chão! AQUILO É UMA ZONA PROTEGIDA!!!!!!!!!
Quanto a este aspecto, nada tenho a acrescentar.

O almoço foi "Jardineira de Veado e Javali", havia sopa, Arroz-doce e Molotov. Resumindo: estava uma delícia.

Acredito que hajam por aí alguns passeios difíceis, mas para 40 kms, nunca me tinha passado nada assim pelas pernas (e eu sou de Mafra).

Resumindo: QUE EMPENO

Para o ano lá estarei de novo.

Os meus parabéns à Tapada.

Um abraço

NY
 

Cigas

New Member
#19
Então cá vai o meu "Bitaite"

Antes demais gostaria de dar parabéns Organização por toda envolvencia do evento que trouxe zona de mafra mais 500 participantes, logo, boa ajuda monetaria para que a Bela Tapada de Mafra se mantenha por muitos e muitos anos que possa dar aos animais em plena liberdade tudo que desejam.
Dar tb meu voto a todas as pessoas envolvidas do Staff que em alguns pontos estavam presentes para que nada falhasse.
A meu ver o percurso este ano foi mais tecnico e maior dureza fisico que ano passado.
Aquela 1ª subida matou logo muita gente que só pensava em voltar trás e eram incentivados a continuar...penso para quem fez 40Km estaria adequada, mas não para passeio familiar.
Qd iniciei passeio (já tudo tinha partido 10m pois fiquei falar pessoal amigo da Organização), passados 400m no inico subida um grupo 3 bttistas ao pé fotografo com um furo, ainda perguntei se precisavam de ajuda mas já estava tudo OK,então a meio da subida eras tu ny12xx que tavas a mudar uma corrente onde tinhas caixinha plastico no chão...
Passado a subida e com trilhos mais rolantes e paisagens em redor deslumbrantes toda gente lá continuou mais contente.
Algumas descidas mais perigosas mas todas com informação (placa PERIGO).
Abastecimentos não usei mas verifiquei que havia bolos, aguas, etc...
Em suma e pelo 2º ano consecutivo gostei muito (como já era de esperar) do Raid mas para proximo pensem sff no passeio familiar(pois este eventos são optimos para levar mulher e filhos...não habituados andar com tanta regularidade como nós...) com nivel mais baixo e se possivel inscrições com pacotes familiares.

Qt almoço já foi tudo dito...excelente...faltou dizer que havia fruta, cafés, gelatinas etc...e este ano vinho (ano passado faltou).

De lamentar as pessoas que participam neste evento...são avisadas de que vão pedalar numa zona protegida...mas limitam-se a deitar papeis, envolcros gel etc para o chão...VERGONHOSO....mas tb devem estar habituados a fazer o mesmo em casa...


...alguém viu algum fotógrafo?
Qt fotos havia alguns fotografos e as mesmas em breve vão estar disponiveis
 
Last edited:
#20
Foi o primeiro evento deste género que fui, e nada como começar pela Tapada de Mafra onde já havia calcorreado a pé.
A organização transmitiu-me novamente a sensação de uma máquina bem oleada com tudo a funcionar na perfeição.
O percurso foi muito bom porém duro para quem ainda não tem calos na zona de contacto com o selim....
O lanchinho no final soube muitíssimo bem.

Havendo possibilidade lá estarei em edições futuras.

Os meus sinceros parabéns à Tapada e o seu pessoal.