[Rescaldo] II Maratona Int. Idanha-a-Nova/Zarza la Mayor 19 Mai 07

#1
Boas,

Este era um dos eventos que gostava ter ido, mas por motivos profissionais... :cry:

Portanto, contem tudo, não me escondam nada, mandem fotos, vídeos (do Karaoke mas com som :lol:) que eu vou ficar aqui a me fustigar a olhar para o rescaldo :cry:


Para o Carlos Magro espero que tenha corrido tudo pelo melhor :yeah:


João Santos
 
#3
Bem, esta maratona para mim resume-se a duas palavras: granda empeno!!!
Eu fui mais um dos muitos inscritos nos 100km que se ficaram pelos 50.
O que dificultou tudo foram as elevadas temperaturas. Acreditem que foi mesmo muito duro!
Foi tão duro, que neste momento no recinto estão muito poucos concorrentes. O resto deve estar de molho a tentar baixar a temperatura.
Quero deixar o meus parabéns aos herois que conseguiram terminar os 100km.
Quando tiver mais forças faço o resto do comentário...
 
#4
Ora amanha escrevo aqui qq coisa que agora são horas de ir dormir,pois amanha é dia de treino outra vez :rotfl:

Já agora conheço plo menos 5 herois que terminaram os 100 :?: :?: (112 acha o conta kms)
 
#5
Eu terminei os 100 km mas não me lembro de ter tido tanta dificuldade em concluir uma distância como esta...talvez a maratona de mafra de 2004. 100 km uma ova 112 km foi quanto marcou o meu conta km. O calor que se fez sentir fez mossa...como não tinha feito nenhuma maratona , este ano, com temperatura elevada, passei muito mal. Vómitos, tonturas e desnorte mas lá cheguei ao fim depois de subir aquele paredão para Idanha...não hubia nexexidade...com mais de 100 km nas pernas qual foi o objectivo ? Bem vou dormir a recuperar do empeno. Gostaria de saber quantos é que concluiram os 100 km. Dos 600/700 inscritos se metade concluiram dou -lhes os meus parabéns.

Abraços e obrigado ao pessoal da Figueira que junto ao rio me ajudou com água e me deu apoio quando já não dizia nada de jeito.


Vasco Sousa
 
#6
Eu acabei os 100 com dois colegas meus (pelas nossas contas em aproximadamente 6h:30) mas agora tenho de ir dormir... Amanhã depois posto qq coisa.
Jokas
P.S.: ai aquele lavrado no final.............. :cry:
 
#7
Apesar do calor e da dureza do percurso só tenho 2 palavras para a organização e para o Penatabua:

Parabéns e obrigado.



Paisagens fantásticas, abastecimentos ao nível da dureza da prova, contei 7, jantar de qualidade...

Apenas aponto como aspecto negativo, lol, a dureza do percurso e a demora na entrega das bikes de quem fez os 50 kms (caso da minha namorada), tivemos de esperar 2 horas, situação que deve ser revista.

Mais uma vez obrigado e continuem, para o ano lá estaremos...

Abraços
 
#8
Boas:

Fui um dos que concluiram os 110km. Confesso que doeu à brava, sobretudo porque depois de uma paragem prolongada para ajudar um colega e não mais tive motivação para continar a "sofrer". Depois de voltar a entrar em solo Nacional, vim na calma até à meta. Aínda bem que o fiz, pois mesmo assim, o cansaço acumulado foi muuuiiito!
O desnível acumulado anunciado não fazia prever tanta dificuldade, mas o percurso acabou por se revelar muito massacrante.
O percurso era de uma beleza impar! Calçadas de progressão muito técnica e difícil, singletracks longos à beira rio... muito bonito.
O presente reservado para o final é que foi demolidor, uns (talvez) 1.000m feitos por uma calçada inclinadíssima leveram-nos até ao alto de Idanha.
Penso que o calor foi quem deitou tanta gente abaixo, a par de alguns troços sem aparente dificuldade mas de difícil progressão, como sejam caminhos lavrados, singletracks de difícil progressão e outros mesmo que não pasavam de trilhos pelo meio de erva "sovada".
Bom, esta é sem duvida uma das mais belas Maratonas que tenho feito, fruto das impares paisagens Raianas.
Ao percurso, nada a apontar, houve de tudo, descida, técnica, calçadas, singletracks, partes rolantes, muito vasto e muita porrada nos bracinhos.

A organização da Maratona está de parabéns bem como os que a concluiram.
 
A

aquelhas

Guest
#9
Eu concluí os 108 Kms (segundo o GPS) e gostei muito da prova. Já conhecia a maioria dos trilhos porque estive no ano passado emvolvido na organização e também porque participei na prova de 2006.

Este ano as partes menos boas que o percurso tinha foram anuladas e melhoradas, notou-se que houve um grande cuidado posto na escolha dos trilhos, e na marcação e limpeza de dezena de kms de single tracks, perfeito!

O meu objectivo era concluir a prova de Single Speed, que adicionava dureza extra à prova. Saí com um grupo de pessoal de Castelo Branco, o Nuno Maia, o Paulo Aves entre outros e foi rolando a um ritmo descontraído. A passagem pela barragem foi diferente, gostei mais do ano passado, e além disso a descida deste ano apresentava perigos diversos, que no entanto foram referidos no briefing inicial. Não se pôde passar junto à água porque a barragem está no nível máximo e os caminhos da margem cobertos de água.

Depois foi rolar em direcção a Alcafozes, com o calor a começar a apertar.

Em alcafozes água fresca (maravilha) e maçãs. Muitas paragens para fotos fotos pelo meio e seguiu-se a localidade de Toulões com uma ou outra subida pelo meio, e as paisagens desta época do ano lindíssimas. O ritmo era descontraído e de vez em quando parava para esperar pelo pessoal.

Mais uma paragem em Toulões e a habitual assistência dos locais, com águas e bolos com fartura. A seguir a Toulões iam começar as surpresas com alguns trilhos diferentes do ano passado. De facto a chegada a Salvaterra não podia ser mais bem escolhida, com passagem pela ponte Romana e com um single track lindíssimo antes desta. A subida algo dura para a localidade e o calor à mistura obrigaram alguns à primeira caminhada do dia, eu lá me fui aguentando, ainda que com uma relação 32-18 (tipo prato do meio e 5ª).

Em Salvaterra assinalei a primeira nota negativa em termos de abastecimentos, quando se ia buscar água diziam com ar antipático que eram só duas águas para cada um, por favor, com o calor que estava duas águas de 25cl ou 33 cl, sabem a pouco, as mesmas estavam ao sol, bem como os bolos. Esperei um bocado pelos companheiros mas nunca mais apareciam, decidi fazer-me à calçada romana e esperar em Zarza, a pensar nas sandes de presunto e nas "cañas".

A calçada que dizer, o ponto alto da prova, ainda que não seja acessível a todos, muita gente desce desmontado para não arriscar, as vistas para o vale de idanha e para o Erges são soberbas. Como já ia sozinho parei lá em baixo para mais umas fotos com o Castelo de Penafiel em pano de fundo. Seguiu-se mais um single track, não ciclável em algumas zonas, mas excelente. depois foi a passagem para Espanha pela nova ponte, aqui muitos pararam para uma banhoca e para baixar a temperatura do corpo.

Seguiu-se o estradão até Zarza onde algumas nuvens tapavam o sol, como se fosse o Criador a dizer, "Tomai lá uma folguinha no calor". Fui passando pessoal que já ia quase morto pelo cansaço e pelo calor e mais acima encontrei uns amigos da Transportugal que acompanhei durante um bocado, quase até chegar a Zarza, antes disso mais uma fotos.

Em Zarza abastecimento com fartura, à maneira dos Espanhóis, tudo fresco e sem contar . Estive em Zarza cerca de 1 hora, era hora de almoço e aproveitei para repor energias com comida de gente. Sandes, fruta bebidas com açúcar, do melhor. Esperei e esperei pelo Nuno Maia e pelo resto do pessoal para irmos ao "jamón" mas nunca mais chegavam. Decidi arrancar sozinho e pelo que sei eles ficaram pelos 55 kms de Zarza.

Deposi de ZArza é uma zona de sobe e desce com paisagem muito parecida à do lado portuga, passeio perto de um verdadeiros marranos Ibéricos, numa quinta de suinicultura. Passava-se a 3 ou 4 metros dos bichos e "nem água vai", nem se mexiam.

Passado o Erges (soube bem) de novo em Portugal, foi delirar com os single tracks antes de Segura. Tsss, Kms a fio de single tracks, um delírio, parabéns Magro.

Antes de segura estava o pessoal da Centralbikes na assistência técnica, e estavam os tipos das massagens (fiquei perplexo quando me disseram que as massagens eram ali, aos 70 kms, no fundo de uma subida muito íngreme, parar ali seria mau, muito mau. Como paguei massagem pensei que haveria também no final, mas não encontrei nada, estranho não???). Estive a arranjar a inclinação do selim e segui. A subida na single speed custou bastante, mas lá cheguei ao alto sem desmontar e lá em cima, a sopa de feijão.

Pedi um prato de sopa e comecei a comer, convicto que o percurso seria como no ano anterior em estradão e que daria para digerir a dita, já que é uma refeição muito pesada para quem vem em esforço. Ainda pensei que a coisa iria acabar mal, mas lá comi o prato todo, estava deliciosa. Arranquei e comecei a reparar que o percurso era diferente, um sobe e desce constante por caminhos rurais, muito bonitos por sinal. A sopa começou a vir ao de cima, náuseas, vómitos, má disposição. Parei várias vezes, e como eu mais gente vinha mal com a sopa, a ideia é boa, o timing é que se calhar não foi o melhor. Aquela sopa no final da prova tinha sido o cereja em cima do bolo, mas ali não, ficou de emenda, não volto a repetir (um gajo quando vem cansado não pensa).

À chegada è Zebreira já vinha um pouco melhor, e como habitualmente o abastecimento ali é farto e fresco. 1 Ice Tea e duas águas frescas + 1 bolo e foi a reposição total. Até idanha foi dar rotação às pernas para conseguir ir a 20-25 km/h. A parte final tinha ainda uma zona nova, lavrada recentemente que era o esforço e o chocalhar final do corpo, quem anida tinha uma réstia de força perdeu-a ali, muito duro! Aqui lembrei-me várias vezes da Trek Fuel Ex, com "molinhas" da FOX.

À chegada à estrada estava o ultimo posto de controle, descer até Sra da Graça, parei para mais um ice tea, com o da Zebreira na mente. Fiz-me à claçada, ainda passei bastante malta que vinha subindo a pé (como eu) mas mais devagar. Chegado aos paralelos e já dentro de Idanha Montei na bike passei mais pessoal e lá cheguei à meta, com 108 kms, 7 horas a pedalar e 3h20 parado, mais de 1900 metros de acumulado de subidas e muito, mas muito gozo tirado desta prova.

Parabéns, está perto da perfeição, mas não se deixem levar pela ambição, estavam mil inscritos, não sei se estavam todos presentes, mas acho que deverão limitar as inscrições futuro (no máximo 1500 a 2000), porque como a coisa correu este ano, em 2008 vai haver muito mais gente.

1 Abraço

Em breve este relato acompanhado de fotos em http://www.agneloquelhas.com/trilhos
 

Alf

Active Member
#10
Já cheguei a casa :mrgreen:

Uma maratona espetacular, o percurso era bastante fácil, o calor é que não ajudou muito.

Acho que nunca me diverti tanto... Vocês são mesmo fotogénicos... Eiii não façam barulho! :rotfl:

Só dou nota menos positiva a quem estava no abastecimento em Salvaterra do Extremo, pois a ver dezenas de bttistas deitados e sentados e muitos ainda a chegar tomou a atitude de: Nós não somos da organizção e estamos fartos de estar aqui e foram-se embora ainda com pelo menos uma palete de águas.

Outra nota negativa é a dureza do chão de casa do Polegar e do Conguito :rotfl:

Queremos é fotos :D

P.S: Acho que o pessoal se portou bastante bem em relação ao costume, não vi lixo nos trilhos e nos abastecimentos esforçavam-se por juntar o lixo todo a um canto, ainda que fora do sítio. Claro que há sempre animais...
 
#11
Fui um dos que conseguiu terminar os 100km ou menlhor os 112km, com alguma dificuldade como quase todos, pelo menos foi o que me pareceu depois de ter trocado algumas impressões com vários atletas.
O percurso era muito bom, grandes paisagens e algumas descidas e subidas muito técnicas, mas para mim o que não se faz é "colocar" 12 km a mais no percurso se com o extremo calor que estava, fazer 100km já é o que é, agora mais 12 km e sem estarmos a contar, é mesmo arrasador, da próxima façam o favor de avisar, porque se já estivermos a contar é bem diferente e doseamos de outra maneira.
 
#12
Agora com menos sono vamos la ver como foi aquilo...

Como ia numa de me divertir juntei-me ao pessoal do forum que conheço e la fomos todos na curtiçao

Ate Zarza o percurso foi relativamente facil e muito divertido...aquela descida ate ao rio Erges foi linda curti á brava mesmo e claro depois uma banhoca no rio pra refrescar que soube mesmo bem(so foi pena ter ficado com os calçoes cheios de areias :s ) para depois atacar a subida até Zarza onde nos esperava mais um banho no lago xD.Ai houve quem ficasse logo por la á espera do Bus (betinhos!!!!) enquanto outros foram pros 100...ao fim de algum tempo apanhei o Damond de novo que ia a curtir a dor de cabeça xD e algum tempo depois ao passar-mos novamente o rio aparece o Conguito a partir dai fomos os 3 praticamente até ao final...e que final aqueles cerca de 40kms eram bem durinhos mas muito fixes com muito single tecnico e descidas bem rapidas...das subidas é melhor nem falar...aquele empedrado no final que me desculpem os que nao gostaram mas eu adorei...era duro como um raio mas curti mesmo subir aquilo...

Quanto aos abastecimentos foram sempre do melhor e para uma maratona deste genero estavam muito bem situados...com pessoas bastante simpaticas e prestativas...excepçao feita a Salvaterra do Extremo onde so haviam 2 garrafinhas por participante :s....mas um caso nao sao casos...

Fiquei fã desta maratona...

Os meus parabens á organização :D
 
#13
aquelhas said:
....
Esperei e esperei pelo Nuno Maia e pelo resto do pessoal para irmos ao "jamón" mas nunca mais chegavam. Decidi arrancar sozinho e pelo que sei eles ficaram pelos 55 kms de Zarza.
....
Pois é Agnelo, desculpa mas não deu para seguir! :oops:

Andava à já algum tempo a treinar e a mentalizar-me para ir aos 100Km nesta maratona, mas o calor e a dureza do trajecto foram mais fortes e o homem da marreta lá apareceu um pouco antes da chegada a Salvaterra do Extremo.
Para ajudar a minha decisão de ficar pela meia-maratona, dei uma queda na calçada romana a descer para o Erges, que me deixou um pouco arranhado e algo dorido e sem vontade de seguir. Assim quando cheguei ao Rio Erges, tirei os sapatos e fiquei um pouco de molho, à espera do PJFA e do João que estavam um pouco mais para trás. Eles também se juntaram a mim na água e depois lá seguimos até Zarza, onde uma menina Espanhola me fez os curativos nos braços. Eu e o João fomos embalar e colocar as Bicis no camião e fomos para o Autocarro que nos levou de volta à Idanha, numa viagem de 1h. O PJFA teve direito a transporte particular, a esposa dele foi lá busca-lo.

Em relação à prova:

Gostei muito do percurso, com paisagens muito bonitas e trilhos de todos os tipos.
As subidas não eram muito duras nem longas (se não fosse o calor a deitar o pessoal a baixo!)
Os 2 primeiros abastecimentos e o de Zarza estavam muito bons, o de Salvaterra é que foi a excepção com a água racionada a 2 garrafitas de 0,25 por participante e um presidente da Junta mal educado, que tinha acordado com os pés de fora!!!, e depois a água acabou mesmo e houve pessoal que não teve direito a este abastecimento. Foi uma falha grave, até porque este abastecimento era depois de uma longa extensão muito quente e o pessoal vinha quase todo sem água!!!

Os banhos estavam bons e com água quente.

O Jantar estava muito bom e deu para comer bem, pena não haver umas cervejas! Havia água, sumos e vinho tinto!

A minha bici chegou pelas 20:20 num grande camião, bem acondicionada e sem mazelas.

As fotos em: http://btt-ctb.blogspot.com/2007/05/ii-maratona-internacional-idanha.html
 
#14
Eu também conclui os 100km (+ ou - 115km marcou o conta km) e digo que foram dos piores de fazer até hoje. Dureza de percurso, mas com paisages e caminhos fenomenais. Tive cerca de 7h a pedalar e mais 3h parado, com dores de costas, dores de cabeça e também de estomago, devido à sopa. Para piorar isto tudo aquela ultima parte de terreno lavrado, matou-me. Cada buraco ou pedra que passava parecia que a cabeça dava uma volta. Cheguei por volta das 19h e 30m mas fiz a ultima subida sempre a pedalar. Em termos de organização foi excelente. Os abastecimentos estavam muito bons, tirando as bananas verdes em Zarza. Numa única palavra, a maratona foi fenomenal. Parabéns.
 

Polegar

Active Member
#18
Alf_PKS_0 said:
Outra nota negativa é a dureza do chão de casa do Polegar e do Conguito :rotfl:
Hás de cá vir outra vez  :mrgreen: Há e para quem não consegue falar escreves muito :rotfl: :rotfl: Desculpa mas não resisti

MrOrbea said:
Ate Zarza o percurso foi relativamente facil e muito divertido...aquela descida ate ao rio Erges foi linda curti á brava mesmo e claro depois uma banhoca no rio pra refrescar que soube mesmo bem(so foi pena ter ficado com os calçoes cheios de areias :s ) para depois atacar a subida até Zarza onde nos esperava mais um banho no lago xD.Ai houve quem ficasse logo por la á espera do Bus (betinhos!!!!) enquanto outros foram pros 100...ao fim de algum tempo apanhei o Damond de novo que ia a curtir a dor de cabeça xD e algum tempo depois ao passar-mos novamente o rio aparece o Conguito a partir dai fomos os 3 praticamente até ao final...e que final aqueles cerca de 40kms eram bem durinhos mas muito fixes com muito single tecnico e descidas bem rapidas...das subidas é melhor nem falar...aquele empedrado no final que me desculpem os que nao gostaram mas eu adorei...era duro como um raio mas curti mesmo subir aquilo...
Da parte dos Betinhos informo te que o Bus soube que nem canja  :lol: :lol: :lol:

relativamente a prova, para nós foi um passeio com a malta amiga do fórum para curtir :mrgreen:.

Parabens à organização, acho que foi excelente e muito bem organizada. Tudo dentro dos parametros  :lol:. A prova foi muito dura e o calor não ajudou em nada, foi um empeno geral, para mim e para minha bike. Saimos os dois empenados. Quero agradecer pessoalmente ao Mr Orbea, Conguito e Damond pela ajuda que me deram  :lol:

Os banhos ro Rio foi a cereja no topo do Bolo, á excepção dos peixinhos que nos iam lá ferrar (morder para os não nortenhos :mrgreen:), estavamos a invadir a habitação deles :lol:.

De resto um grande abraço ao pessoal que eu conheci, team Biklas (sim alf tu tambem estás incluido  :lol:), ao Bravellir e o seu canhão, Aldo e a sua peso pluma, Vallium e um especial ao Damond :lol:.

Mr. Orbea Subir para Salvaterra a sacar cavalinho deviam fazer com que fosses desqualificado  :musica: :rotfl: :rotfl: :rotfl:
Até uma próxima
 
#19
Bem...ja apanhei um comboio as 7 da manha, ja cheguei, e já dormi 3horinhas :mrgreen:

Nem sei por onde começar...

Chegamos a idanha e encontrámo-nos, um grupo de pessoal do forum e não só, para ir na curtição!

A maratona começou, e a partir daí, foi a paródia total!!!!
Acho que não passámos despercebidos :mrgreen: :mrgreen:
Até já nos diziam "epah calem-se lá", "olha o grupo dos CAGATE CAGATE" :rotfl:

Demos 2 ou 3 pedaladas (o tempo de tirar uma foto) com o o pjfa e varadero, e demos uns 4 ou 5 com o Bravellir!
Cantámos, cantámos, cantámos... "ainda te lembras amor, quando tudo começou, se te esqueceste eu não" :rotfl:

Os primeiros 40km foram muito faceis, mas subitamente, ao km 42 comecei a ficar com uma grande dor de cabeça (talvez fruto do barulho que fizemos :mrgreen: ), que me acompanhou até cerca do km 80 :( :(

A descida para o rio era brutal, mas eu só sentia a cabeça a achincalhar :mrgreen:

Depois de uma banhoca, era altura de re-agrupar e seguir viagem, ja em Espanha!

Em zarza, e devido ao calor e à dor de cabeça ainda pensei em desistir, mas pensei "FO**-SE fiz 300km só para vir andar 50??? naaaaaaaaaaaaaaaaa" e como estava um bocado mal, disse ao MrOrbea que ia andando e que depois ele me apanhava!

A seguir à passagem do rio (soube tão bem) começamos a ouvir um CAGATE CAGATE e vimos logo que era o conguito e esperámos por ele para depois seguir :mrgreen: :mrgreen:
Depois de um single brutaaaaaaaaal :shock: :shock: :shock: :shock: à beira do rio, com dificuldade técnica q.b., chegámos às massagennnnnnnnnnnnnnnnnnnns :mrgreen: :mrgreen: só não percebi o porquê das massagens serem ao km 70 antes duma subida durinha :roll: :roll: :roll:
Massagem recebida, era altura de subiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiir até à sopa de feijão :twisted:
A sopa soube muito bem mas uns km depois começaram as más disposições, náuseas, etc...
A chegada à Zebreira veio por um ponto final nas minhas forças e do conguito...a partir daí viémos os 2 em completo SOFRIMENTO a ver o MrOrbea à nossa frente (enquanto o vimos :lol:) a uma distância que nos dava ânimo para continuar!

Os últimos km de lavrado, sem palavras: PURO SOFRIMENTO :evil: :evil:

A chegada a Idanha também não foi pêra doce, mas com a ajuda da vóvó lá se fez :mrgreen:

No final, 112km que, não por causa do percurso, mas sim por causa do calor, foram duríssimos!!

Sé tenho uma palavra para descrever esta maratona: ESPETACULAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Desde o percurso, convívio, abastecimentos, tudo!

So tenho mais uma coisa a dizer:




BUSTED
:mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:
 
#20
Visto que agora estou limitado no tempo apenas vou deixar umas palavras curtas.

Um obrigado e grande abraço aos amigos, Alf, Aldo, Biklas, Vera, Polegar e principalmente aos que me acompanharam durante toda a maratona MrOrbea e DaMoNd.

Prazer conhecer-te Bravellir Phalhas so de passagem e Xure, espero nao me estar a esquecer de nenhum.

Depois faço um rescaldo mais detalhado.

Abraços