[Rescaldo] Duatlo das Lezirias 2009

Scalabitano

New Member
Bom, já que ninguem abre o tópico, parece que vou ser eu a fazê-lo :exacto: :exacto: :exacto:

Mais um duatlo para a agenda e mais um empeno, já se começa a pensar em Grandola.

Pessoalmente não o considerei mais soft do que o do Jamor, uma vez que os andamentos eram diferentes e não havia espaço nem tempo para descontrair musculos nem para fazer alguma ainda que pouca recuperação.

Alguma confusão na prova de promoção em que uns tinham as bicicletas num parque destinado á promoção e outros tinham as bicicletas no parque de transição da taça.

As minhas sinceras melhoras para todos aqueles que se magoaram ( que ainda foram alguns com aquele piso cheio de regos dos carros e dos tractores, mas o btt é isto mesmo).

Pena a situação dos banhos ser no outro lado de V.F.X, mas pontos a favor daquele bar improvisado com umas bifaninhas óptimas e depois uma massagem óptima a 4 mãos :D :D :D :D

Balanço final,positivo com 1h08 e nos 100 da geral .

Abraços e bons treinos
 

Scalabitano

New Member
Vai ver no calendário de provas no site da Federação de Triatlo de Portuga, mas adianto-te que é no fim de semana de 7 deMarço.

As classificações já estão no site da federaçãol
 

plbtt

New Member
Boas

Estive na prova de promoção e fui um dos "enganados" na colocação das bicicletas.
Quando a fui colocar no parque estavam a fazer o chek-in no mesmo local para a prova de promoção e para a prova da taça. Não me deram nenhuma indicação sobre a existência de um parque específico para a prova da promoção, pelo que a deixei logo por ali, como aconteceu no ano passado e como estava referido na informação que constava na internet. A determinada altura o speaker referiu uma lista de números de bicicletas que estavam mal colocadas. Não referiu o meu e nunca mais me preocupei até chegar da corrida e insistirem em me enviar para um local onde não estava a bicicleta. Mandaram-me falar com um juiz que lá me deixou ir buscar a bicicleta onde a deixei.
Na segunda transição, obviamente, houve novo folclore.

Mas este não foi o único problema.
A coisa começou a descambar logo de manhã com o parque de transição a não abrir às 8:10, como estava definido. Com uma prova a começar às 9:30, com a quantidade de gente inscrita e o parque a abrir muito tarde era de esperar que a coisa ia dar buraco. A prova de promoção começou já bem depois das 10:00, ainda o check-in de muitos atletas da prova da taça não estava concluído.
Na segunda corrida eram mais os atletas da prova da taça a aquecer no percurso que os da promoção a competir e esta mistura só podia gerar confusão, pelo que alguns participantes menos atentos (eu incluído) passaram o ponto de retorno e tiveram "direito" a correr mais umas centenas de metros. Pode-se argumentar que os atletas devem conhecer o percurso, mas a verdade é que o retorno não foi feito no local indicado nos mapas da prova e o elemento da organização que lá estava não fez o mínimo esforço para tentar dirigir os que estavam em prova de volta. Também é óbvio que, com tanta confusão, não conseguia diferenciar uns dos outros. Tinham duas soluções muito simples para uma questão tão básica: colocavam uma fita a atravessar a estrada para alertar os atletas que o caminho não era por ali e/ou interditavam o acesso àqueles 600 metros aos atletas que estavam a aquecer.

Isto terá passado despercebido à generalidade das pessoas, porque a prova da taça correu bem.
A Federação não precisa de provar a ninguém a sua elevada capacidade organizativa, já amplamente demonstrada, mas se se dá ao trabalho de organizar uma prova de promoção, o que é de louvar, deve garantir que as coisas correm bem, como já nos habituou.
É minha opinião que a Federação foi ultrapassada pelo crescimento exponencial do número de participantes, a maior parte deles com pouca experiência nestas provas e que, por isso mesmo, necessitam de ser mais bem "guiados" pela organização.
Também penso que alguns destes "novatos" vêm do BTT, onde se habituaram a chegar tarde e a más horas aos eventos, cinco minutos antes dos secretariados fecharem, o que não ajuda as organizações. Se a organização ainda dá um ajudinha ao não cumprir o horário de abertura do parque...

Como não sei se anda alguém da federação por aqui, vou fazer chegar por e-mail estas observações, para que possam tê-las em atenção, se acharem justificado. Provavelmente, ter-se-ão apercebido da questão do parque de transição, mas não da confusão da segunda corrida.

Cumps
Paulo Leitão
 

ASG

New Member
Eu voltei a participar em mais um duatlo, o segundo do ano e o meu segundo!!!

Vou começar pela parte organizativa, houve realmente algumas lacunas, o secretariado perdeu imensos comprovativos de pagamento, as filas para entrar no parque de transição eram bem grandes e sair do mesmo também não era fácil porque tinham de validar o chip... No Jamor, não houve filas nenhumas, não sei o que se passou por aqui! Também me posso queixar relativamente ao n.º de WC's disponibilizados: 4 para talvez mais de 1000 pessoas (entre atletas e plateia), logo sobretudo para as mulheres que têm menos alternativas, acabou por provocar umas filas demoradas...

De resto, tudo ok!

As partidas feitas com atraso estão justificadas com o problema de atraso no parque de transição, mas na prova da taça, onde participei, não verifiquei qualquer problema de marcação de percurso!

A prova correu-me muito bem, apesar de na primeira corrida ter sofrido um bocadinho porque fiquei com dor de burro e respiração mais do que ofegante que me fez ter de abrandar o meu ritmo; na bicicleta considero que foi mais duro que no Jamor, porque apesar de não existir lama, o facto de ser totalmente rolante e haver uma grande parte com vento de frente não dava qualquer descanso às pernas, por isso era preciso manter a pedalada sempre e pensar que descansava no fim!

A última corrida correu melhor do que pensava, apesar da normal estranheza inicial - as pernas presas e tal - depois de conseguir entrar no ritmo consegui manter uma passada constante, pelo que consegui fazer muito melhores tempo na corrida nas Lezírias do que no Jamor!

Apesar do empeno, já estou a pensar em Grândola.... :wink:

A ver se treino mais corrida até lá para ver se não sofro tanto!!! :mrgreen:
 

Filas

New Member
@plbtt: Eu também perticipei na prova de promoção e acho que tiveste azar porque a mim informaram-me de onde era o respectivo parque quando me verificaram a bike e capacete.

Foi o 1º em que participei e até nem me importava de participar em mais mas sendo de Aveiro, não é muito conveniente à carteira fazer tantos kms. hehe

Já agora, alguém contabilizou os kms da parte de BTT? É que diz lá 11,5 kms mas eu acho que contei aí uns 14kms pelo menos.

Gostei bastante de participar e espero um dia voltar a repetir.
 

CD

New Member
Também participei pela 2ªvez este ano num duatlo, e posso dizer-vos que é viciante.
Quanto a algumas criticas relativamente ao atraso do check-in, posso dizer-vos que não esperei mais de 5 minutos para o fazer. Não me pareceu estar menos gente da organização a fazer o control, o que se passou foi muita malta ter chegado tarde e más horas, e também haver parques separados para as duas competições de domingo, o que pelos vistos deu alguma confusão.
Quanto à prova em si, na 1ª corrida pensei o pior pois estavam inicialmente previstas duas voltas, e a 1ª nunca mais acabava. Ainda perguntei a um companheiro se eram duas voltas e ele disse-me que sim. Não fiquei convencido e perguntei a outro, que me respondeu ser só uma volta, fiquei então mais animado. No BTT apesar do percurso ser plano e com pouca dificuldade técnica, foi bastante desgastante, não é fácil rolar rápido durante 20 kms, ainda para mais a partir de metade com vento de frente, apesar disso consegui formar um grupo de dois que passou a três e que no final eramos quatro, a puxar cada um na sua vez pelo grupo, o que permitiu andarmos mais rapido do que se fossemos sózinhos. Os últimos 2.500mts foi para me arrastar, tentando manter um ritmo calmo, pois as caimbras começavam a darem sinais.
Quanto ao ambiente, é formidavel ver pessoas como a Vanessa, o Lino, etc. sempre disponiveis para dois dedos de conversa ou para uma foto.
Venha o próximo.
CD
 

tudo_nice

New Member
Boas,

mais um duatlo, mais uns momentos bem passados.

Tempo de excepção!

Casas de banho eram excepção!

Alguns atrasos é verdade, mas muito por culpa dos atrasos (if u know what i mean) :p

Ver mais de 500 macacos a tentar fazer uma curva a 90º todos ao mesmo tempo, é sempre divertido. Pelo menos para quem não estava lá no meio... :)

Podem ver umas fotos da Taça, da Promoção, do Jovem e das jovens em : http://rodadigital.blogspot.com


Grândola é a próxima e vai ser boniiiiiiiiiiito! Alguém sabe se também é BTT?
 

ASG

New Member
Olá, tudo_nice,

Já te tinha "gamado" uma fotozita minha da tua galeria (reportada na dita!) :wink:
(OFF-TOPIC: é que desde o Geo_Raid não perco um post do RodaDigital.... :mrgreen: o cenoura ficou prá posteridade... já agora o que foi feito do post do Lamaçatlo?)

Pelo que ouvi, Grândola vai ser efectivamente BTT, mas excepcionalmente, porque a estrada está em obras (ouviu-se algures no speaker esta explicação), agora quanto ao grau de dificuldade é que não faço a mínima.... será algo entre o Jamor e as Lezírias? Ou será igualmente rolante? Alguém sabe?
 

nenuco

New Member
Apesar de já ser um frequentador de duatlo's desta vez o azar bateu a minha porta e tive que desistir com uma corrente partida ,mas em Março à mais e o que interressa é a participação ,apesar de que ,tem que se ter um bom treino pra não empenar porque é uma prova um pouco dura mas agradável. :roll: :hehe:
 

Filas

New Member
Então, ninguém foi à prova de Promoção e levou um conta-quilómetros na bike? É que eu esqueci-me de meter o meu a zero e não reparei quantos quilómetros já tinha. E fiquei com a ideia de ter feito mais de 11,5km... pareceu-me mais qualquer coisa entre 14 e 15km. Agradecia que alguém pudesse confirmar.
 

SD

New Member
Duatlo das Lezírias, o meu segundo Duatlo.

Eu que não gostava muito de competição, tenho a impressão que estou a ficar viciado nestas provas de Duatlo. O facto de a constituição destas provas envolver 2 modalidades que pratico habitualmente, dão-me a possibilidade de não ficar muito mal classificado. O Duatlo das Lezírias foi o meu segundo e… já penso no terceiro – venha Grândola!

Creio que fiquei mal habituado. O Duatlo do Jamor elevou a fasquia da organização a muito bom nível e sendo novo nestas andanças pensei que as provas da Taça de Portugal se pautavam pelo rigor organizativo mas o que vi no sábado foi uma tentativa de boa organização com detalhes de amadorismo. Quando uma organização não respeita um horário como o da abertura do parque para verificação técnica, num ano em que o número de participantes mais do que duplicou relativamente ao ano transacto, algo vai mal. Se a isto juntarmos alterações de última hora como foi o caso da criação de um parque de transição específico para a Promoção, sem que os atletas desta prova soubessem da sua existência, colocando alguns o seu equipamento misturado com o equipamento dos atletas da Taça de Portugal, dizia eu, se a isto juntarmos o atraso típico do tuga que chega 5min. antes do secretariado fechar, temos a chamada confusão generalizada. Foi este o sentimento de quem como eu viu de fora o início da prova de Promoção, em que o tiro de partida foi adiado inúmeras vezes, tendo sido dada a partida com mais de 30 minutos de atraso relativamente à hora prevista.

A organização acabou por conseguir minimizar um bocadinho o atraso verificado, tendo conseguido pôr todos os participantes da Taça de Portugal a correr (apenas) 15 minutos depois da hora prevista. Eu que gosto de partir à frente, não com medo de ser ultrapassado mas sim para não me envolver em confusões, encontrava-me 3 metros atrás do pórtico da partida mas na verdade parti lá para o meio do pelotão. Como é que isto é possível? É possível porque os espertos que aqueciam alegremente à frente do pórtico enquanto os outros lá atrás se acotovelavam no sítio certo, tentando fazer uma espécie de aquecimento que mais não era do que um aquecimento mental, partiram à frente da linha da partida!

Gostei do facto de não ter de dar mais do que uma volta ao percurso para completar a distância anúnciada. O percurso de BTT foi um pouco desgastante, especialmente nos últimos 10Km em que o vento não ajudou nada. Os estradões largos convidavam à velocidade e a andar 'na cola' o que era algo perigoso devido aos buracos que a espaços apareciam no caminho e que obrigavam a rapidos desvios na trajectória. O piso dos estradões era favorável a pneus de baixo atrito e a alta pressão o que facilitava o rolar. Posso dizer neste caso que escolhi mal o equipamento, ainda para mais tendo andado na véspera por aqueles mesmos caminhos!

No fim, dos 519 atletas que concluiram as 3 provas, fiquei logo à cabeça da segunda metade desta lista. Não me consegui segurar na primeira metade da classificação mas a verdade é que não dava também para mais. Missão cumprida. Segue-se Grândola e aqui, acredito que tenhamos um circuito de BTT e não estradas planas de terra batida, bem mais ao jeito de uma bicicleta de cicloturismo.
 

Aussie

New Member
SD said:
Creio que fiquei mal habituado. O Duatlo do Jamor elevou a fasquia da organização a muito bom nível e sendo novo nestas andanças pensei que as provas da Taça de Portugal se pautavam pelo rigor organizativo mas o que vi no sábado foi uma tentativa de boa organização

Partilho a mesma opinião do SD

Também foi a minha 2ª participação. E de facto esta conjugação de modalidades está a ser uma experiência muito agradável.
Do Duatlo do Jamor ainda retenho uma rotura na perna direita que à partida para as Lezírias e após 2 semanas de tratamentos ainda não estava sarada. Como o gajo (eu) é novo e tal e já estava demasiado envolvido no ambiente da festa as dôres passaram para 2º plano obrigando no entanto a alguma contenção na parte da corrida. Mesmo assim e sem treino de corrida posso dizer que este segmento correu lindamente.

Quanto ao percurso de BTT...visto que este é um Duatlo de BTT porque não fazer um percurso realmente de BTT :?: Aquilo era uma auto-estrada e só se tinha de pedalar...zero de técnica. Uma enorme vantagem para os velocistas que até levavam transmissões de estrada :shock: Para meu espanto terminei este segmento do percurso com uma média de 29kmh.

Tenho de começar a fazer uns treinos de corrida e experimentar uma prova da promoção para ver como me safo. Este fim de semana fiquei num honroso :D 253º da Taça.

Um abraço
Rui
 

tinta

New Member
Foi excelente. Participei na prova de promoção com uma media de 28.8 km/h na bicicleta, terminei a prova em 9º da geral e em primeiro dos júniors. Mas por acaso a mim também me deu uns 13.754 Km de percurso no segmento de btt.

Boas bifanas, secretariado bem organizado, mas convem que para a proxima confirmem a parte dos pagamentos. Poucas casas de banho como ja foi dito. De resto tudo 5 estrelas!

Percurso espetacular, especialmente o de BTT quando se passava perto dos cavalos. Sem duvida uma experiencia unica, o segundo duatlo e os primeiros de muitos!

Cumprimentos
 

SD

New Member
A propósito... o meu conta-quilómetros marcou 20.71Km na prova da Taça e olhem que ele está bem certinho. Este valor está longe dos 23Km anunciados, para esta prova. Parece que o que faltou na Taça sobrou na Promoção. :lol:
 
Top