Race Face fecha as portas ao fim de 18 Anos

#4
É muito triste!
Tive uma pedaleira de DH e um avanço, e além da robustez do material, as atenções a pequenos pormenores faziam com que as peças fossem muito exclusivas!
A pedaleira que comprei, apesar de ser barata, tinha muita qualidade e aqueles pratos maquinados e os parafusos com o nome da marca eram simplesmente brutais.
É com muita pena mesmo que leio esta noticia! :(
 
#6
Que grande pena..... e material com um estilo próprio lindíssimo e com elevadíssima qualidade...!!!
Como foi acontecer tal coisa....marca mais que implementada no mercado....bahhh
 
#8
Amigos,

Esta noticia não está 100% confirmada. A marca está a tentar tudo por tudo para garantir viabilidade da mesma.

Sabem, todos compramos na net, procuramos sempre o melhor preço ao fazermos isso estamos a eliminar a normal cadeia de distribuição e é isso que alimenta marcas como estas.

Já pensaram em quantas marcas desapareceram em tão pouco tempo?

Syncros, Bontrager, Nuke Prof, White Industries e outras que senão desapareceram foram compradas por gigantes que produzem tudo na Ásia ao menor custo possível!

Existem muitas marcas...muitas mais do que aquilo que imaginam que simplesmente sucumbiram perante a globalização. É triste, mas é a realidade!

O progresso tem um custo e lembrem-se disso quando compram online ;)
 
#9
Essa das compras online contribuírem para o declínio das marcas está muito na moda, mas para mim não faz muito sentido.
A casa mãe continua a vender quer seja online ou numa loja física, certo ?

De qualquer modo é sempre uma noticia triste ver uma marca com produtos tão bons desaparecer.
 
#10
Não, as lojas online praticam preços sempre abaixo do que os importadores fazem e isso contribui para a quebra da normal cadeia de distribuição e a longo prazo, contribui para a quebra das vendas porque os importadores deixem de ter interesse em trabalhar com a marca.

Depois existem vendas online de excedentes de stocks e tradings que vendem material ao desbarato para lojas online que vendem para toda a Europa e mundo. Numa fase inicial é bom para a marca, mas depois acaba por destruir as cadeias de distribuição.

Quem é ''grande'' aguenta, quem é pequeno aos poucos morre!

Amigos, comprar ONLINE é muito bonito, é cómodo, prático e até mais barato, mas nada contribui para a economia nacional e neste caso MATA as marcas;)
 
#12
é pena que isto esteja a acontecer, mas infelizmente e nos tempos que correm somos "obrigados" a procurar mais barato, seja na net, sejam outras marcas, ditas marcas brancas,
é sempre assim...
Vejam o caso da Canyon, só vende online... e está a ter grande sucesso.
Pode ser que a race face faça o mesmo...
 
#14
Boas.
É sempre mau assistir ao fecho de empresas.

Existem dois tipos de lucros: industrial(relacionada com processos de produção, aquisição de matéria-prima, etc.) e o comercial (revenda, marketing, publicidade, venda final, etc.)
Não se deve culpar o mercado online pelo fecho de empresas. O problema que existe no mercado convencional é que existem demasiados intermediários, desde o fabricante, passando pelo distribuidor, por sua vez passa para a empresa que coordena o mercado internacional que define os importadores, estes criam os revendedores e só a partir daí é que o cliente final pode adquirir esses bens. Todos estes intermediários lucram, implicando que o preço de uma loja convencional seja muito mais elevado que uma compra online, onde muitas vezes os negócios são feitos directamente ao fabricante.
O futuro das relações comerciais vai ser feito online, restando duas soluções às empresas: produzem e não vendem os produtos online, ou então tem que diminuir margens comerciais e industriais para que os revendedores possam ser competitivos com o mercado online.

Contudo, é lamentável assistir ao iminente fecho de uma empresa como a race face.
 
#15
Nenhuma empresa fecha pelas vendas online. As empresas fecham por muitos motivos, nunca pelas vendas, a não ser que esta sejam poucas, por vendas abaixo do preço de custo ou fabrico, mas isso é outra historia.
As compras online são mais baratas porquê? Essa é a questão, diferenças baixas é uma coisa, mas diferenças de 50% é outra. O material descontinuado ou de anos anteriores em portugal é vendido ao mesmo preço, na net tem descontos fabulosos. Apliquem nas lojas de bicicletas o que se aplica nas lojas de roupa, e talvez menos gente compre na net. Comparem o preço de material de 2011 na net com o preço nas lojas, façam as contas e vejam se compensa mesmo, agora o material de 2008, 2009 e algum de 2010 é outra historia. Vejam o calçado de BTT a roupa de BTT, por norma em portugal é mais barato.
 
V

vader

Guest
#16
Marcas a fechar e outras a começar,sempre houve e continuará.
O mercado é dinâmico, e as marcas e o agentes que estão no mercado têm que se adaptar.
O mercado on line, é uma vertente ,que não pode ser ignorado ,nem eliminado, agora se há gente incomodada ,lá isso há.
As lojas físicas, os distribuidores, os importadores têm de forçosamente melhorar a sua competitividade,e a qualidade do serviço que prestam ao cliente final, senão......
Um exemplo, um amigo, quis montar pedaleiro shimano xt 10 v,medida 170, resposta da soc.com. do vouga : " não há !!! ", e pronto , assunto resolvido, claro que mandou vir pela net, e muito mais barato.

Portanto, há lugar para todos, mas esse luga pode ser efémero.

Cumps
vader
 
#17
Eu compreendo bem o vosso lado, já aí estive (e continuo a estar), mas agora do lado de cá tenho uma visão completamente diferente das coisas.

O mercado Português é pequeno e por muito que os importadores por vezes queiram ter todo o stock disponível, as próprias marcas impõe pré\encomendas tão grandes que é obrigatório fazer escolhas.

É normal que outros países possam ter mais produtos em stock, a probabilidade de venda de determinado produto mais especifico é maior.

Os intermediámos que são os importadores nacionais, representam a marca no país, fazem o seu marketing, aceitam as garantias, CRIAM postos de trabalho e fazem a economia crescer. Sei que é dificil compreender isso, mas as coisas funcionam assim.

Eu não sou contra o mercado ONLINE, é de facto pratico mas isso apenas favorece mercados externos e elimina a normal cadeia de distribuição. As marcas também são culpadas por não controlarem os preços em vários sites que vendem excedentes de stocks e tradings que colocam o material cá fora a preços às vezes a baixo do que os próprios importadores compram às marcas.

No fundo, isto é uma SELVA e quase que funciona o salve-se quem puder. O mercado para o bem ou para o mal irá continuar o seu caminho, mas deixo uma frase de um conhecido: O progresso tem que ser sempre questionado, deve ser considerado culpado até prova em contrario ;)
 
#18
"as próprias marcas impõe pré\encomendas tão grandes que é obrigatório fazer escolhas"

Então a culpa não é da net é da Marca.

Eu vejo coisas na net e so compro se realmente justificar.
Compar nalgumas lojas tem muitas vantagens, outras pelo contrario depende do serviço prestado. Mas a gestão de stocks deve ser mais profissional, e como digo no material recente não vejo grandes diferenças, agora no material mas antigo - 2008-2009, são abismais.
Diferenças de 10%, 15%, são justificáveis pelo serviço de algumas lojas, noutras volto a dizer nem por isso ´(uma loja bem conhecida parece que tem mais interesse em lavar bicicletas e vender peças novas do que em fazer revisões como deve ser). Mas um uma K7 em portugal custar 70,00 € e na net custar a mesma 40,00 €, um Pedaleiro XT em Portugal custa 190,00€, 230,00 €, compras lá fora por 130,00 €, 100,00 € de mão de obra para montar um pedaleiro é muito. Depois temos os travões e outros componentes alguns com diferenças consideráveis outros nem por isso, temos cá coisas mais baratas que lá fora ou que a diferença não justifica.
 
#19
Para mim o problema não esta nas compras on line dos seus produtos, para mim esta nessas contrafacções chinesas e tailandesas de "ota cnc" "kcnc" entre outras, para mim o problema está ai não que não tenham qualidade.

Quanto aos importadores estão cá para prestar apoio ao cliente o que por vezes não acontece e ganham apenas o deles.
 
V

vader

Guest
#20
Além disso ,alguns importadores funcionam ,tão mal,tão mal, que é preferível comprar na net.
Sei de um importador duma marca de periféricos líder mundial, que não dá garantias ,a uma marca de bykes , que só vende pela net.
Isto é trabalhar bem , mal ou porcamente ???
Valha-nos Deus !!!!
Já agora o importador é ,a já famosa casa na arte de mal servir, Soc. comercial do Vouga.

Cumps
vader