Quadro fs com forqueta rigida, wtf??

#83
Enquanto muitos só falam, eu passo à acção...










Hoje decidi pôr a minha Kona no activo novamente e para tal, substitui a suspenção frontal por um garfo em carbono, um Pace RC31.

Após um pequeno test-drive, posso dizer que a bike ficou bem mais maneável com a parte da frente bastante mais leve. Continua bem confortável, pois o amortecedor traseiro faz bem o seu trabalho e com a parte da frente bem mais leve, passa-se melhor os obstáculos.
Brevemente farei um teste como deve de ser e depois conto como foi.

Abraço

Biculas
 
#86
E que tal?

Eu digo, bike bem mais leve à frente o que faz com que se ultrapasse obstáculos, como pedras raízes e buracos muito mais facilmente, pois fica muito mais fácil levantar a roda.
A descer, a mesma situação, com a frente muito mais leve alivia-se a frente da bike ficando mais fácil ultrapassar os obstáculos.
Quanto a conforto, não se perde muito e ganha-se bastante na manobrabilidade, mas o amortecedor traseiro absorve os impactos.
Apenas muda é o estilo de condução da bike, a descer em terreno agreste, é à downhill, traseiro para trás do selim.
No geral, fica-se com uma bike mais leve e bem mais divertida, pois acredita, se não tivesse feito esta alteração, ela ainda estava pendurada na garagem como esteve mais de uma ano.
Agora, adoro a bike.

Aqui fica uma foto dela em grande estilo. hehehehe
 
Last edited:
#87
a meu ver as bikes de btt com forquetas em carbono ficam com um visual muito racing! a muito que ando a pensar em comprar uma para a minha scott mas o problema e que tenho medo que ela se parta! as forquetas em carbono sao mesmo fiaveis e nao a ploblema andar em trilhos porretas? aconselham-me a comprar uma?
 
#88
Pela experiência que tenho, (e esse também era um dos meus medos) as minhas já apanharam bastante porrada e até agora tudo ok.
Não tenho conhecimento de alguma que se tenha partido.
Se quiseres comprar uma, podes ir para a Exotic, são muito bonitas, fiáveis e bem mais baratas que as Pace ou outras marcas que andam por aí.

Como podes ver, as Exotic são muito bonitas...


Abraço
 
#92
Mais leve ainda era a dtswiss xr445, mas achei demasiados €€€€€ sem saber se me adapto...

Já me chegou a kompressor, agora vou cortá-la, meter a pista e a aranha e a ver se amanhã lhe dou calor :)
 
#94
Eu estou completamente de acordo com os defensores da suspensão dianteira em relação a uma forqueta mesmo que se tenha suspensão traseira. Não faz sentido ser de outra maneira. O único contra que uma suspensão dianteira tem é o peso, de resto, é só pontos a favor. CONFORTO E ESTABILIDADE. Experimentem curvar á mesma velocidade que curvam com uma bicicleta com suspensão. Não conseguem, mesmo que o piso seja regular, a não ser que seja alcatrão, mas não é disso que estamos a falar. Conforto, nem penso no sofrimento que apanhava se não tivesse suspensão dianteira e mesmo que tivesse uma traseira. Não é comparável. Atrás até temos o selim e os próprios calções que ajudam a amortecer.
E se fosse só pelos patrocinios, a canondale não trabalha com suspensões de outras marcas, logo, se desse melhor rendimento, optariam por forquetas.
 
#95
pirri, já experimentaste uma?
Se não, então não sabes do que estás a falar, eu já experimentei e gostei tanto que agora só tenho bikes sem suspensão.
E explico-te porquê, aquilo que tu ganhas a descer, eu ganho-te duplamente a subir e em recta.
E ainda te digo mais, ganho bastante na carteira.

Quem compete e tem patrocínios pode dar-se ao luxo de ter 3 e 4 suspensões por ano, pois não paga nenhuma.
 
#97
mas em voltas maiores não se torna cansativo para os braços?

Atenção que eu comecei nesta andansas com uma bike totalmente rigida, uma bela sirla em Cromoly, ainda no belo do seculo passado. A questão é que a descer e a nivel de conforto...
 
#98
Cada qual gosta do seu setup, não somos todos iguais, quem gosta de suspensão, usa suspensão, quem não gosta, não usa.
Há prós e contras nos dois casos, portanto cada qual escolhe os prós que mais lhe convém.
 
#99
É verdade, cada qual com as suas preferências mas no que toca a verdadeiro "btt", leia-se XCO, XCM por exemplo, há por aqui muita malta que não sabe o que são.

Pensam que aquilo é ciclocross com suspensão. Também os há por aqui que pedalam muito mas é com os dedos no teclado. Eu não sou melhor que os outros mas comecei no btt, sempre lúdico diga-se, há cerca de 20 anos com uma bicicleta totalmente rígida. hoje tenho FS e Ht e faço estrada Pelo menos 4 vezes por semana.

Pela experiência pessoal isto é tudo uma boa treta. Querem lá ver que temos de regredir porque ter cavalos de ferro é que é bom. Também gosto dessa de ganhar o dobro a subir porque tem uma forqueta. Valha-me Deus...