Preços dos quadros SANTACRUZ vs Quadros similares

#21
Ai essas edições aos tópicos que me fazem escrever tudo de novo... :p

Eu bem me parecia que estavam a pensar na mondraker como marca que encomendava os tais quadros "padrão" a essas fábricas em taiwan aqui á uns anos atras.
Eu quando meti o mondraker foxy ao barulho é o modelo com o sistema Zero, que começou a ser comercializado á 2 anos atrás com a tal garantia vitalícia e foi totalmente desenhado pela mondraker, não me refiro aos modelos anteriores encomendados por catalogo ás tais fabricas baratas.
Sim, eu sei que a mondraker tinha/tem quadros encomendados por catalogo, lembro-me bem por exemplo do mondraker petrol que era igual a um Astro. Eu sempre que falei em mondraker foi em relação aos novos modelos com o sistema Zero.

Já agora, algum de vocês conhece o processo de fabrico destes quadros mondraker com sistema zero? Os santa cruz está visto que sabem tudo sobre a marca, mas para poderem dizer que esta é melhor que qualquer outra, tem de conheceros processos de fabrico de ambas, senão no fundo estão a dizer que é melhor... olha... porque sim. :D

Eu não conheço processos de fabrico nem de uma nem de outra, eu sou só o gajo das perguntas que anda a sondar o mercado com vista á compra de um quadro FS. ;)

SURFAS: Já agora, eu prefiro ter paciência para este tipo de discussões, do que andar a ler noutras secções quem é que tem a carteira mais recheada para comprar a peça mais extravagante que segundo o fabricante é o ultimo grito em tecnologia mas que acaba por partir na primeira vez que saímos para o monte. ;)

Quanto a S. João D'Arga, a descida romana que falas, a ultima vez que lá passei foi no ultimo natal, um dia com muita chuva, só que eu ia a subir, com a bicicleta ás costas e em direção a Santa Tecla - Espanha. :D
 

JNR

New Member
#22
Eu não sei nada mas mesmo nada de bikes, vou recolhendo informação e depois de a filtrar (ok, há minha maneira) debito-a, tentando justificar. nem sempre o consigo.

Se o editar foi comigo, das duas uma, ou justifico uma adição com "EDIT" ou é apenas ortografia. (acho que não falhei nisto, espero...)

Quanto à mondraker e o zero, já vi uma em funcionamento, e o dono fala bem dela, é apenas o que posso dizer. (mentira,
é azul e muiuiuito bonita ;))

Muitas vezes, e isto é valido para tudo, não pagas apenas o material, pagas a marca e o desenvolvimento por trás, a estrutura, seja ela enorme, ou até mesmo mais, quando é mais pequena e atenta ao detalhe. e pagas o pós venda.

Com isto não estou, agora, a dizer que a Santa é melhor que a mondraker: infelizmente nunca tive que ter essa duvida, apenas posso dizer que a Blur, seja a xc seja a LT2, fazem parte de uma wish list MUITO restrita.

Seja pela aurea que vem atrás, seja pelo que fui lendo, seja pelo feedback que vou tendo da marca...

E, quer se queira quer não, e muito mais quando deixamos as bikes de 500-1000€, o gosto paga-se!

Ou seja, mesmo que muitas vezes digas que é mais racional uma Foxy R, se achares que a LT2 te enche mais as medidas e puderes...venga :)

Dito isto, penso que ninguem nega que a mondraker cresceu muito, também em qualidade, mas a questão de quem já anda nisto há uns anos (e a Santa Cruz nem é assim tão velha...) ou por esta ou aquela razão (quem sabe se o SC Syndicate não faz parte da aurea...)vão ganhando peso e por vezes é muito difiil destrinçar ou sequer justificar.

No caso da Santa e no meu, que eu queira quer não, desde o video do Cesar e do LT, passando por declarações da concorrência e por comentários de colegas...o bichinho vai ficando...

OUtra coisa...épa não me irritem com essa convesa da serra da arga...tá :) (a inveja doi...)
 
Last edited:
#23
JNR o editar foi o SURFAS que no post anterior falava da mondraker como marca que encomendava os quadros digamos que por catalogo sem referir o sistema Zero, eu comecei a escrever a tentar explicar que os quadros com sistema Zero são desenhados pela mondraker e entretanto ele adicionou essa informação no seu post.

Eu também não percebo nada disto, só leio o que os outros escrevem e vou filtrando a informação á minha maneira.

JNR quanto ao tal video que falaste mais atrás e eu já tinha falado nele, e como já disse eu não o ponho em causa. Mas eras capaz de fazer aquilo a um quadro teu igual aquele?
Agora um bocado offtopic, só para animar mais um bocado a conversa, vejam o primeiro video desta página: http://www.no-flats.com/movies.php?language=en
Acreditam no que está lá "demonstrado"?
 
#24
Cá vão alguns bitaites sobre as bikes em questão. Já tive ou ainda tenho algumas destas.

A primeira BTT a sério (pensava eu) que comprei foi uma ......... Mondraker, Curve R de 2004 nova, para mim era a melhor do mundo, era minha, e foi lendo, investigando e aprendendo alguma coisa mais sobre bikes ( mais precisamente quadros).

Entrentanto (2005) comprei uma Marin usada (exelente negócio) para ter uma bike mais leve, bike porreira.

Em 2007 troquei o quadro Marin ( os componentes justificavam ficar com eles, full XTR e Easton), por um outro quadro ao meu gosto e nessecidades.

Porquê? Porque sim, mas também porque dos conhecimentos que adquiri, fiquei adepto da Santa Cruz, e apaixonado pelas linhas sedutoras da Nomad (na altura com 5th element), mas faltava qualquer coisa, e pouco tempo depois apareceu a bike dos meus sonhos, mais sedutora ainda, e com qualidades (e "defeitos") de me tirar o sono, a IBIS MOJO, que no entanto, resisti a comprar até que ela decidiu fazer o upgrade final e fazer-me perder a cabeça em definitivo: pintou-se de Verde!!! É mesmo isso, não mexas mais, descobri quem era o importador (surpresa? não eles só têm do melhor- Pernalonga) e em Julho de 2007 já tinha a melhor bike do mundo, melhor porquê? Porque é minha, mas não só basta ler por aí.

Mas faltava qualquer coisa, no final de 2007 vendi a Mondraker (depois de muitas alterações e experimentações), mas ficou o vicio das descidas sem grandes preocupações e em 2008 comprei só para F**** e poupar a Mojo para andanças mais ajuizadas ( ou não), uma................ Canyon, sim uma FRX9.0 só para rebentar e abusar.

Conclusão: não tenho nada a apontar a nenhuma marca, das que tive ou tenho, todas tiveram problemas, uns de garantia outros não, todos se resolveram, cada marca tem o seu conceito, qualidade, serviço pós venda, etc, mas vai haver sempre umas melhores que outras, preços diferenciados (justificados ou não), mas o que importa é que a nossa bike é sem sombra de dúvidas, simplesmente: A melhor bike do mundo.

PS: para provar isso tenho agora depois de experimentar algumas outras, p.ex:29" (Niner -Pernalonga!!) uma "nova" bike, mais uma vez Marin, que montei eu mesmo em casa totalmente rigida e SS (singlespeed), esta sim A MELHOR BIKE DO MUNDO, ou não fosse ela minha.

RIDE MORE WORK LESS
 
#25
Ò baldaz espero que tenhas levado a minha citação da "paciência" para a brincadeira!!!

Sim eu disse que estas encomendas eram à uns anos, no principio. A Santacruz do ramo das bicicletas existe desde 1994.
Não digo que a Mondraker seja melhor/pior o sistema até foi desenhado por um Espanhol, mas se reparares não passa de uma modificação do sistema Maestro.
É tipo quando vez um quadro daqueles Picasso e dizes "nem é assim nada de especial, até eu fazia igual" pois mas ele fez primeiro e é ai que está o mérito.
 
#26
baldaz, isso é um pouco off topic, mas não acredites em tudo o que vês, aquilo é "facil de fazer, enches completamente os pneus de liquido e já está, eles não dizem que não fura, dizem que tapa................furos, ou furinhos, o que já não é nada mau, experimenta um rasgo de +- 1 cm...........
 
#27
Cá vão alguns bitaites sobre as bikes em questão. Já tive ou ainda tenho algumas destas.

A primeira BTT a sério (pensava eu) que comprei foi uma ......... Mondraker, Curve R de 2004 nova, para mim era a melhor do mundo, era minha, e foi lendo, investigando e aprendendo alguma coisa mais sobre bikes ( mais precisamente quadros).

Entrentanto (2005) comprei uma Marin usada (exelente negócio) para ter uma bike mais leve, bike porreira.

Em 2007 troquei o quadro Marin ( os componentes justificavam ficar com eles, full XTR e Easton), por um outro quadro ao meu gosto e nessecidades.

Porquê? Porque sim, mas também porque dos conhecimentos que adquiri, fiquei adepto da Santa Cruz, e apaixonado pelas linhas sedutoras da Nomad (na altura com 5th element), mas faltava qualquer coisa, e pouco tempo depois apareceu a bike dos meus sonhos, mais sedutora ainda, e com qualidades (e "defeitos") de me tirar o sono, a IBIS MOJO, que no entanto, resisti a comprar até que ela decidiu fazer o upgrade final e fazer-me perder a cabeça em definitivo: pintou-se de Verde!!! É mesmo isso, não mexas mais, descobri quem era o importador (surpresa? não eles só têm do melhor- Pernalonga) e em Julho de 2007 já tinha a melhor bike do mundo, melhor porquê? Porque é minha, mas não só basta ler por aí.

Mas faltava qualquer coisa, no final de 2007 vendi a Mondraker (depois de muitas alterações e experimentações), mas ficou o vicio das descidas sem grandes preocupações e em 2008 comprei só para F**** e poupar a Mojo para andanças mais ajuizadas ( ou não), uma................ Canyon, sim uma FRX9.0 só para rebentar e abusar.

Conclusão: não tenho nada a apontar a nenhuma marca, das que tive ou tenho, todas tiveram problemas, uns de garantia outros não, todos se resolveram, cada marca tem o seu conceito, qualidade, serviço pós venda, etc, mas vai haver sempre umas melhores que outras, preços diferenciados (justificados ou não), mas o que importa é que a nossa bike é sem sombra de dúvidas, simplesmente: A melhor bike do mundo.

PS: para provar isso tenho agora depois de experimentar algumas outras, p.ex:29" (Niner -Pernalonga!!) uma "nova" bike, mais uma vez Marin, que montei eu mesmo em casa totalmente rigida e SS (singlespeed), esta sim A MELHOR BIKE DO MUNDO, ou não fosse ela minha.

RIDE MORE WORK LESS
 
#28
bichu du matu
... não acredites em tudo o que vês, aquilo é "facil de fazer, enches completamente os pneus de liquido e já está, eles não dizem que não fura, dizem que tapa................furos, ou furinhos, o que já não é nada mau, experimenta um rasgo de +- 1 cm
bichu do matu (onde foste desencantar este nick? :rotfl:) Eu sei que no caso deste liquido se trata de puro marketing, e é a isto que eu chamo marketing, anunciar algo que não se comprova na prática, e quando digo prática é porque já vi esse teste ser feito á minha frente, o resultado foi o esperado... liquido por todos os lados e pneu vazio.

Outra coisa, eu não considero a minha bike a melhor do mundo nem nada que se pareça, se fosse a melhor não lhe queria trocar o quadro. :D
E também não sou dos que defende cegamente, como no futebol, a minha equipa. Em certos assuntos sou um critico, e acho que é a criticarmos as coisas que elas evoluem, porque se não houver espírito critico tudo fica como está. Quando falo em criticar é dar ideias com a finalidade de melhorar algo, não é numa de "bota abaixo".

SURFAS claro que levei para a brincadeira ;)
Eu quando comecei esta discussão não foi com o objectivo de provar que a marca X é melhor que a marca Y nem de eleger a melhor marca de bicicletas. Comecei a discussão só mesmo com a intenção de... discutir, nada mais.
O que estranhei, ou talvez não... foi a quantidade de pessoas que entraram até ao momento na discussão.
Provavelmente se pusesse aqui umas fotos de uma bicicleta de plástico a pesar 6kg já o tópico iria com umas 20 páginas. :p
 
#29
baldaz

Provavelmente se pusesse aqui umas fotos de uma bicicleta de plástico a pesar 6kg já o tópico iria com umas 20 páginas.
Vejo que tens poucos post, e vejo que ainda não estás bem por dentro (marcas, fabrico) do BTT, MAS COM CARAGO ACERTASTE MESMO NA MOUCHE!!!!!!
 
#30
[QUOTEVejo que tens poucos post, e vejo que ainda não estás bem por dentro (marcas, fabrico) do BTT, MAS COM CARAGO ACERTASTE MESMO NA MOUCHE!!!!!][/QUOTE]

Não julgues o conhecimento das pessoas pelo numero de posts, sou leitor do fórum á uns anos, e pelo menos neste assunto não acho que quantidade seja sinonimo de qualidade. Já frequentava o fórum antes de me registar e agora que fui ver até estou registado á mais tempo que tu :D

Nunca tinha escrito nada até agora por várias razões. Embora faça os meus passeios de Domingo e afins desde á uns 10 anos para cá, as vertentes de Trial e Freeride ás quais eu estava mais ligado é raro serem abordadas aqui no fórum, outra das razões é como disse no post anterior, aqui fala-se muito de plásticos e de pesos, tema que não me desperta interesse.

Quanto ao estar por dentro das marcas, digamos que perco mais tempo a andar de bicicleta e quando leio é só sobre assuntos que realmente me interessam. Não tenho interesse em ler sobre "plásticos" se sei que não os vou comprar nem me despertam interesse.
Daí eu já ter dito lá para trás que quando compro um componente para a bicicleta é para durar o máximo de tempo possível, usar até não haver mais possibilidade de reparação, não é trocar sempre que sai um modelo novo em que a marca promete mundos e fundos.

É daí que vem o meu possível interesse pela Santa Cruz, tem algumas características que admiro, outras nem tanto, mas nada é perfeito, temos é de encontrar o ponto de equilíbrio que é o que ando a fazer ;)
 
#31
Pois tens razão, mas pelas tuas questões foi o que me deu a entender.
Eu sou mais utilizador do mtbr, deste fórum os únicos post que vejo são este da Santacruz e as Crónicas.

E como é já fizeste a encomenda???? :tungas:
 
Last edited:
#32
Boa tarde

A minha apreciação sobre o tema é a seguinte:

1º - Gostava bastante bastante de ter um quadro Santa Cruz, mas apenas por vaidade.
2º - Se a Intense é igual a um TVR, prefiro uma Mondracker que é um renault, sei que parto e que chego, talvez com menos estilo na partida, mas não chego á boleia.
3º - Será que falamos de tecnologia ou de vaidade, eu adoro o Aston Martim, mas será que tem a qualidade de um Lexus?
4º - Um fato feito por medida, assenta de outra maneira, mas um fato por medida pode custar 500,00 €, 1.000,00 €, .... 50.000,00 €, será que a diferença entre os 50.000 e os dois mil é assim tão grande? ou será apenas vaidade?
A exclusividade quase nunca é sinonomo de qualidade. Mas vejam a Lambo, assim que os alemães tomaram conta dela, a qualidade subiu, mas a exclusividade diminui.
 
#33
Da forma que falam até parece que os quadros da Santa Cruz são dos mais caros.

As marcas que mais vendem têm quadros mais caros e ninguém se queixa
 
Last edited:
#34
Verdade

Vejamos uma das marcas que mais se fala, derivado aos preços

Canyon Nerve Xc


Só o quadro 1199€

Santacruz Superlight


Só o quadro 1190€


Vaidade??? Ò amigo, posso-te dizer que andam pelos trilhos muitas Santas, mas que nem colocam fotos nos fóruns nem andam por ai a mostrá-las nas maratonas.
Vaidade .... vejo mais vaidade na malta que compra Rockriders (ou Specialized, Scott) com parafusos de "plástico" e suspensões Suntour ....

E atenção só se fala de construção, preços mas há algo substancialmente maior de que é raro se falar - GEOMETRIA!!
À uns tempos apareceram as rodas 29" ... muitos tentaram mas não chegavam lá. A Santacruz fez a Tallboy e todos começaram a falar, as vendas nem se falam. Um dono de uma loja no Colorado dizia que as Tallboy nem chegavam a estar na loja. E todos os construtores começaram a redesenhar os seus modelos afim de corrigir as geometrias. Para isto é preciso ter know how, experiência e não estar focalizado nas vendas, e reparem mudar todos os anos de modelos e ao efectuarem produções brutais afim de baixar os preços faz com que as marcas não se possam concentrar em aspectos que marcas mais "pequenas" como Santacruz, Intense ou Turner sejam o forte delas, geometria, testes de longa duração, ....
 
Last edited:
#35
Sabes que muitas Bikes que por ai andam, são apenas por vaidade, as pessoas não fazem uma utilização condigna com a Bike que possuem. Eu passo muitas vezes na expo, e ver Sworks enduro a passear por lá, ver lapiere de enduro a passear por lá, só por vaidade.
A minha questão tem mesmo a ver com a comparação dos TVR, um veiculo com algum interesse e muita excentricidade, mas qualidade não tem, ou seja é comprado só por vaidade, e pelo gosto de andar á boleia.
 
#36
Se as coisas estivessem de feição não teria problema algum em trocar o meu quadro - Spec FSR, por um Santa Cruz Superlight. A vaidade não é só no mostrar tambem está no que sentimos.
 
#37
Quando falei no TVR falei por ser um carro feito "à medida", podia dizer Lamborgini, Aston Martin .....

Isso é verdade, na Expo andam por lá muitas vezes biklas dessas, e nos trilhos do Monsanto cada vez são menos os batetetistas que por lá andam, como à uns anos atrás onde nos trilhos técnicos do Monsanto havia por vezes engarrafamentos, nos trilhos, porque os estradões à volta estão cheios de Epic, S Works, ... mas repara eu quando vou ao video clube na Expo entregar um filme levo a minha Santa, mas não vou pedalar para lá com ela. Por isso por vezes é muito subjectivo e pode-se retirar conclusões precipitadas.
 

JNR

New Member
#39
Paulo, poderiamos colocar a questão ao contrário, porque é que compraste Spec?

Muito provavelmente porque fizeste as tuas contas e chegaste a essa conclusão, fundamentada, até porque a Spec tem boas máquinas, claro, mas poderemos pensar apenas, e sem conhecimento real de causa, que foste apenas mais um, que, ou porque é mais fácil, ou pq é da moda, ou porque em caso de duvida e falta de conhecimento foste a mais uma megastore (não confundir com bike de supermercado, como RR ou Bergs ;), não...).

Ou seja, eu conheço mais malta que, com uma spec, trek, cannondale, se arma aos cucos que com Santas...mas tb conheçço menos malta com Santas, é verdade.
 
Last edited:
#40
Verdade

Vejamos uma das marcas que mais se fala, derivado aos preços

Canyon Nerve Xc
Só o quadro 1199€

Santacruz Superlight
Só o quadro 1190€
Gostos são gostos, mas há alguém aqui que olhando para os 2 quadros prefira o Canyon?