Parar nos semáforos?

O que eu disse mas que acaba sempre por ser "distorcido" é que não faz sentido um reboque precisar de seguro a parte uma vez que sem o camião ele não vai a lado nenhum e com um camião passa a ser um só veículo.. Parado não faz mal a ninguém, entao porque raio precisa de seguro a parte? Parado é menos propicio a acidente que qualquer bicicleta ou peão... É que pela lógica se o seguro do camião não chega para segurar todas as partes do veículo secalhar quem tem jantes de ferro com tampões nos carros é melhor fazer seguro também aos tampões que tanto insistem em saltar fora ou então eu quando for passear o meu cão que é obrigado a ter seguro secalhar vou ter de fazer seguro a trela e coleira... a minha comparação foi no sentido de que na minha opinião camião e atrelado "unidos" são um só veiculo e que um atrelado sozinho não provoca acidentes mas é obrigado a ter seguro só para ele.. E ainda te digo mais, por curioso que seja mas em caso de acidente com um camião com reboque mesmo que o embate se dê contra o reboque o seguro que é activado é o do camião e não o do reboque.. Curioso não é? para que raio serve o seguro do atrelado? para quando esta parado? parado nem as moscas faz mal.. Dai eu ter dito que há "coisas" menos propicias acidentes que a bikes e mesmo assim são obrigadas a ter seguro (que nunca é utilizado)..

Quanto a questão do miúdo de 10 anos nem na estrada devia andar, não me parece que nessa idade tenha maturidade para circular no meio dos carros, motas e afins.. Mas tal como já disse lá para trás, sei que há situações em que seria complicado ter seguro..

Sem stress ;)

Bom natal
 
Pois, os prémios do seguro são definidos consoante um conjunto alargado de parâmetros. Eu acho que faz sentido um trator ter um seguro para si, já que pode circular sem reboque. Já quando circula com um reboque as condições de manobrabilidade são alteradas, há um conjunto maior de fatores a influenciar a segurança, e portanto faz-me sentido que seja necessário um seguro em conformidade com essa situação. Creio até que o código considera um reboque e um semi reboque em circulação como um "conjunto de veículos", talvez por isso também faça sentido diferenciar as coisas... Não sei, já vai para um nível técnico que não domino. Concordo que o que não falta são aberrações nas leis e no articulado jurídico, não podem é servir para justificar novas obrigatoriedades.

Mas um puto de bike também pode bater contra uma montra e partir o vidro, mesmo não andando na estrada não é...? Mesmo com a obrigatoriedade do seguro, não se resolveriam todos os problemas que identificaste, e bem. Outra barreira que me parece importante, para se conduzir, é necessário um título legal que comprova a habilitação para a condução. Para uma bicicleta não é necessário nada. Como é que se pode segurar algo para o qual não existe um comprovativo de habilitação para a condução? É complicado... Acho sinceramente que é extremamente difícil tornar obrigatório o seguro. Agora que é altamente recomendável e justificável fazer um, isso sem dúvida!

Umas boas festas também para ti companheiro. ;)
 
Venho aqui chamar a atencao a todos os ciclistas que circulam em lisboa para pararem nos sinais luminosos. Regularmente estou parado no vermelho e passa malta a abrir como se nada fosse.

Eu sei que é chato as 7:00 da manha parar no sinal vermelho quando se vai atrasado para o trabalho, mas mais vale tarde para o trabalho do que cedo para cova

abraço
 
Existe muitas maneira de encarar o direitos e deveres. Quando circulo na estrada cumpro com o código, quando circulo nas vias ciclaveis tento sempre ser o menos agressivo possível caso haja pessoas a pé. Atravesso as passadeiras com a bike a mão. Quem acha que os sinais de transito são exclusivamente para os carros sujeita-se. Cada um deve saber de si e deve saber como achar correcto fazer...
 
Além de que dá multa não parar no vermelho..... para mim isso é suficiente.....

Assim como andar em cima dos passeios dá multa.


Menores na estrada de bicicleta, podem andar.... em casa de problemas, quem paga são os pais, lembro-me em miúdo(15/16 anos), que me espetei contra o para-choques de trás de um carro, foi o meu pai que teve de pagar o arranjo do carro..... (uns riscos de nada, mas teve que ser pintado).
 
Eu o sinal vermelho respeito,já passar nas passadeiras com a bicicleta a mão já não faço nem concordo e andar nos passeios se respeitar as pessoas não vejo nada de mal.É a minha opinião.
 

abelha2

Active Member
Apesar de não ser bem este o tema do tópico, vou só atirar um pouco mais de lenha para a fogueira.

- ACHO que o reboque tem o seguro separado por poder ser atrelado a veículos diferentes. Se repararem até se vê muitas vezes camiões com matricula portuguesa e reboque espanhol. No entanto não tenho a certeza.

-Estão a fazer uma confusão dos diabos com distância de travagem e atrito pneu\solo. Um camião carregado tem mais aderência entre os pneus e o solo, isso não significa que tenha mais poder de travagem.
Os camiões articulados têm tendência a travar sempre mais no reboque pois é o mais pesado. E como tal se as rodas não travarem o trator leva com aquele peso todo e muito provavelmente entra em tesoura.

A distancia de travagem do conjunto trator mais reboque pode não aumentar sempre com o peso. Ou seja, se o reboque for "leve" os pneus vão ter menos aderência e pode aumentar a distancia de travagem. No entanto se for completamente carregado, vai ter muito peso e vai na mesma aumentar a distancia de travagem. Um camião carregado de pedra vai precisar de uma distancia de paragem muito maior que um carregado de tudos de PVC.

Pensem no seguinte, quantas vezes já por aqui leram recomendações para as pessoas mais pesadas meterem discos maiores na bike? é exactamente porque mais peso exige mais dos travões.

Não misturem por favor é a alteração do centro de massa (ou seja o colocarem-se em cima da roda de trás ou da frente) com mais ou menos peso. Nós em cima de uma bike temos tendência a colocar o nosso centro de massa de modo a favorecer a travagem, contrariando o movimento natural(no caso dos camiões cisterna, os mesmos são divididos em vários tanques que têm de estar completamente cheios ou vazios, para que o centro de massa se mantenha estável). Quando dizem que ao colocar o rabo para trás temos mais "atrito na roda traseira", acho que não é so isso que influencia. Podemos também "travar mais" com o travão da frente sem que a bike vire.
 
Last edited:
No CE passar ana passadeira em cima da bicla somente nocaso de sequência de ciclovia. Noutros casos significa que se vem no passeio e isso somento com menos de 10 anos.
Andarde bicla no passeio, segundo o CE, somnte com men os de 10 anos. O problema de andar de bicla no passeio é protcção devido aos peões, por isso é proibido. Ontgem ia calmamente a pé no passeio e passa um energúmeno com cerca de 100 kg mesmo a razar. Imaginam aquela massa a bater em alguém a 20 km/h?
 

Jocas22

Active Member
independentemente do que cumprimos ou não e eu não cumpro tudo admito-o já, a lei não é pra ser cumprida só se acharmos que faz sentido não se esqueçam disso senão isto era uma especie de wild west.