Parar nos semáforos?

Boas.
Eu como Agente da PSP e amante da modalidade, olho para um ciclista a usar os “phones” como para um automobilista que vai a ouvir musica no máximo e a fumar um cigarro (não há aqui infracção??? até há mas é forçada, Artº 11 nº 2 do C.E.).
Vejo muitas ciclistas mesmo em serviço a passar o vermelho, nunca “multei”nenhum se tiver oportunidade dou o meu “chá”, julgam que isso alguma vez irá resultar mesmo que algum seja multado? Está na educação das pessoas no carácter, há boa maneira portuguesa um ciclista multado irá logo alegar descriminação, abrirá um tópico aqui no fórum no facebook blá blá blá.
Eu não passo vermelhos com receio de ser multado, paro porque é mais seguro para mim.
Eu uso o cinto de segurança não é por causa da multa que possa apanhar, uso porque é mais seguro para mim.
Não uso o telemóvel na condução por causa da multa de 120 €, não uso o telemóvel porque é mais seguro para mim e para os outros.
Etc. Etc…
 
Isso é bonito de se dizer, mas julgo que deva haver bom senso a prevalecer sobre todas essas regras. Eu quando ando de carro tento não infringir o CE pois é mais perigoso para os outros levar comigo, além de que posso apanhar uma multa, e não sou tão confiante a segurar o carro como a bicicleta.

Já nesta última a situação altera-se pois estou muito mais atento ao trânsito que me rodeia, custa-me mais a arrancar quando paro, e geralmente tenho mais pressa.

Acho que a questão passa mais por ter bom senso e saber estar na estrada do que propriamente seguir cegamente o CE e por vezes não fazer uma condução defensiva e com falta de concentração.
 
Filipe vou-te dar um exemplo muito concreto de quando eu não paro no vermelho ( frequente no meu caso):

(estamos a falar de usar a bicicleta para deslocação e não de forma recreativa):

A ir para casa tenho uma avenida recta bastante comprida, larga, com separador central. É sempre a subir durante mais de um kilometro, e tem um cruzamento com semáforos onde eu viro à direita. Vindo eu a subir, e sabendo que depois de virar à direita irei continuar no mesmo sentido ascendente quase nem abrando (pois não vou rápido) sem que assim perca o balanço para chegar a casa. Faço-o ao fim do dia, quase sempre já de noite, tendo uma grande distância de observação, não intersecto nenhuma via de sentido oposto à minha marcha e condiciono a minha velocidade de forma a entrar numa altura em que não atrapalhe ninguém que vá descansado na sua vidinha.

Até agora nunca apanhei nenhum susto, e continuarei a queimar aquele vermelho sem dó nem piedade, pois acho que não prejudico ninguém e faculta-me muito a vida.
 
Não vou argumentar nem "alimentar" este assunto, os actos ficam para quem os pratica. O que falei acima é para mim a regra base de boa conduta, depois cabe a cada um ajustar no seu dia a dia.
 
Hipocrisia na estrada não falta.

Quer-se dizer :

- Um ciclista não pode atravessar em cima de uma passadeira
- Um ciclista não pode circular nos passeios
- Um ciclista não pode usar auriculares para ouvir música
- Um ciclista não pode passar um ou outro vermelho...

Mas um automobilista pode :

- Passar linhas contínuas
- Ouvir música nas alturas
- Passar amarelos "alaranjados"
- Estacionar em 2ªfila
- Parar em cima dos passeios
- Falar ao telémovel (se tivesse €1 por cada um que vejo diáriamente...)
- Atirar lixo e pontas de cigarro para a estrada
- Circular com tempo chuvoso sem os minimos ligados
- Circular com nevoeiro sem as respectivas luzes ligadas para esse efeito
- Circular com essas mesmas luzes...sem nevoeiro
- Andar com excesso de velocidade dentro e fora das localidades. Nas auto-estradas idem.
- Fazerem ultrapassagens e demais manobras perigosas
-...

Mas afinal do que é que se está aqui a falar?

De cultura? De civísmo? De educação? De personalidade?
É que anda de tudo nas estradas portuguesas, por isso a máxima para mim é esta :

Isso é bonito de se dizer, mas julgo que deva haver bom senso a prevalecer sobre todas essas regras. Eu quando ando de carro tento não infringir o CE pois é mais perigoso para os outros levar comigo, além de que posso apanhar uma multa, e não sou tão confiante a segurar o carro como a bicicleta. [...] Acho que a questão passa mais por ter bom senso e saber estar na estrada do que propriamente seguir cegamente o CE e por vezes não fazer uma condução defensiva e com falta de concentração.
:bompost: jv-!!!!

E não adianta explicar muito mais, pois só quem anda bastante na estrada é que se apercebe que cada vez mais esta é a regra mais importante a ter em conta por todos aqueles que circulam por aí.
P.s - Tenho 4 amigos meus na PSP e um na PJ. Não tenho nada contra a policia, mas sei de histórias vergonhosas que se passam por vezes com alguns agentes da autoridade que nunca o deveriam ter sido. Já vi alguns a andarem de mota lá na "terrinha" sem capacete e ainda por cima a gabarem-se das multas que passam ao pessoal das grandes cidades. Enfim.
 
Last edited:
O facto de sermos responsáveis e cumprirmos as regras de transito não evita que soframos acidentes provocados por outros. Eu que o diga, porque ao parar num sinal vermelho (em que por sinal quase nunca paro) fui abalroado logo a seguir por um condutor apressado no arranque. Se tivesse seguido pelo passeio ou pela berma, com cuidado, com o vermelho ligado isso não tinha acontecido pois eu já me encontraria numa zona com uma grande escapatória de berma que normalmente utilizo ao passar esse cruzamento. Um acidente que eu já tive oportunidade de descrever aqui no forum.
Quantas vezes vemos alguem travar bruscamente numa passadeira para deixar um peão passar e logo a seguir vem um mais distraido dar o empurrãozito da ordem. Será que era necesário a travagem brusca ou podiamos passar sem colocar em perigo o peão. Ou dando prioridade ao peão, dando um sinal gentil para ele passar para ser brutalmente atropelado por um carro que passa ao lado. Não seria melhor termos passado e assim o peão ter mais cuidado.
As regras nem sempre são seguras quando as respeitamos. Existem os outro factores...condutores.
 
Condutores que em 75% dos casos andam na estrada sem saber andar.
Até podem saber todo o CE de trás para a frente, mas quando deveriam facilitar a fluência do tráfico com a sua condução...
Por exemplo se as pessoas usassem mais e melhor os espelhos dos seus carros antecipavam muitas situações chatas que por vezes se vê por aí.
Se utilizassem mais a caixa e menos os travões, gastavam menos pastilhas, e evitavam que os carros atrás apanhassem sustos escusados.

E depois há aqueles que tentam aprender com os seus erros, para não tornar a repeti-los, e há os outros que nem sequer sabem que estão a errar.
E desses é que é preciso ter cuidado.

E como já foi dito acima -
As regras nem sempre são seguras quando as respeitamos.
 
É por A minha opinião é a que referi em cima, teríamos muito mais para falar em relação a outro tipo de regras, mas aqui o tema é os semáforos vermelhos que são desrespeitados por mais de 90% dos ciclistas.
Os Policias são “recrutados” da sociedade onde vivem também os ciclistas…
 
Eu respeito os semáforos a 100%, mesmo nos treinos (que ficam prejudicados pelas quebras provocadas pelas paragens nos semáforos), mas sempre ouvi dizer e tenho como máxima : Se queres ser respeitado, tens que respeitar os outros...
Ainda assim confesso que tenho cada vez mais receio de pedalar na estrada, infelizmente não tenho notado nenhuma evolução quanto ao respeito pelas regras de trânsito pela nossa sociedade ao longo dos anos, e muito menos da própria legislação, que é a meu ver uma legislação anti-ciclista.
Pedalem com os olhos bem abertos ...
 
eu maioria das vezes paro no semaforo vermelho,mas muitas vezes se der para passar do lado
de fora do semaforo,em cima do passeio por exemplo fasso.ja passei no vermelho tambem,mas acho que devemos respeitar os sinais....
 
Entre o Ser e o Querer existe uma grande diferença.

:eek:fftopic:

Os Policias são “recrutados” da sociedade onde vivem também os ciclistas…


Ó Filipe,

Então se não sabes (coisa que não acredito) digo-te eu que 90% dos policias não são "recrutados" mas vão sim á procura de um "tacho". Grande parte dos agentes da autoridade deste país não vão para a policia porque gostam mesmo, ou por terem um excelente perfil para isso, ou porque o pai também o foi...vão sim, porque a GNR e a PSP dão (ou davam) bons salários e demais regalias, que entretanto tem vindo a ser cortadas gradualmente. E depois cometem erros enormes nas provas de aptidão que dão acesso a estes empregos.

Dou-te 3 casos :

1º - Tenho um policia conhecido aqui da minha zona (natural de Chaves) que neste momento está em prisão domiciliária com a pulseira electrónica. Nem cheques pode passar.

2º - Conheço outro que se separou da mulher com 2 filhos menores...por andar na droga.

3º - Por fim contaram-me (a namorada) que um moço saudável que queria MESMO seguir carreira como PSP reprovou nos testes físicos... simplesmente porque tinha a sua perna direita ligeiramente mais comprida do que a esquerda.

E sim, já sei essa lenga lenga que em todas as profissões existem bons e maus profissionais, mas acho que um agente da lei tem como principal obrigação, e acima de tudo o resto, de ser exemplar e completamente sério e honesto como a sua profissão dita. Poucos são os que realmente são assim. Basta ver e recordar aquele caso da GNR do Algarve onde alguns agentes até barcos em marinas tinham.

Muitos mais casos semelhantes a estes haveria para contar, mas como dizes e bem, este tópico trata é de semáforos vermelhos.

:back2topic:
 
Eu é muito raro parar, no entanto abrando e verifico se não há perigo para mim ou se coloco alguém em perigo. Caso um das anteriores se verifica acabo por parar, caso contrário não.

cumps
 
Boa tarde..

Eu, como qq outra pessoa, tb cometo as minhas infrações. Mas tenho a noção disso! Agora errar e querer à força ter razão.....

Vamos deitar fora o CE e já agora o código civil tb, bom bom era andar à mocada e chapada, a nosso bel prazer de resolver o que for do nosso interesse, boa? E como disse uns posts atrás, com pistolas tb não era bom?!

De facto e em termos de civismo, Portugal encontra-se a MILHAS de países dito, CIVILIZADOS.

No que diz respeito a Cidadania, temos muito q aprender. E o pior é q a maioria não sabe o suficiente para ensinar aos filhos, como devia! E assim vamos continuar...

Cumprimentos a todos. (E parabéns a alguns tb).
 
Mach 4
Os Policias vêm da sociedade onde tu também vives. Repito.
Fico contente pelos 3 casos que apresentas, pois estão a pagar pelos erros que cometeram, era bem pior se nunca tivessem sido apanhamos nas tramóias deles…
Tu não leste bem o meu primeiro tópico apenas leste até a primeira vírgula, porque se eu não tivesse mencionado que sou agente da PSP a conversa teria outro rumo, mas não me incomodo com isso, estou de consciência tranquila e já estou habituado a esse tipo de gente, que se esconde atrás de um nick para mostrar as suas frustrações. Sirvo a instituição há quase 10 anos com grande brio e profissionalismo, mesmo com os cortes que falas, a encarar sempre de frente o bom e o mau.
Aqui o tema é os semáforos vermelhos, volto a repetir são para respeitar cegamente (digo isto como cidadão comum tambem).
Mach4: não volto a responder neste tópico sobre este ou outro assunto. Qualquer coisa que te possa esclarecer MP.
Já agora dá uma saltada ao topico "bikezone assaltada 2 vezes em 15 dias" em Novidades e noticias... O policia baleado é mais um que veio a procura de "tacho". É um homem com cerca de 50 anos (com quem ja tive o prazer de trabalhar) que certamente ja teve a oportunidade de ir para uma secretaria, mas não preferiu o tacho da "Rua".
 
Last edited:
Filipe,

Se não queres continuar a responder a este tópico por eu estar aqui a lançar umas verdades sobre um fenómeno social super realista, estás no teu perfeito direito. Quantos ouvi dizer que iam para a GNR porque era dinheiro certinho ao fim do mês...
E não são só "tachos", também se arranjam muitas "panelinhas" por aí. E não é de agora.

E já agora eu decidi ter um nick neste fórum (como álias em toda a net) apenas porque acho que deve existir um limite de privacidade em certos e determinados locais virtuais. Se queres perceber melhor basta pesquisares um pouco o que se anda aí a dizer ultimamente sobre o "FaceBook" por exemplo. Coisas muito graves e também muito verdadeiras.

Tu és um agente da PSP e eu sou um técnico profissional no ramo têxtil, mais propriamente controlador de qualidade, e onde também á mais de 10 anos desempenho as minhas funções com muito brio e profissionalismo.

Quanto a frustrações...acho que nem deverias proferir essa palavra, pois infelizmente deve ser a tua classe que mais as têm. E sei muito bem do que falo.
Mas sabes uma coisa? - Eu tenho é muita pena dos policias portugueses, dos bons profissionais. Muitos nem sequer conseguem ter uma verdadeira ajuda psiquiátrica para atenuar o flagelo que estão a passar. A pressão pode ser enorme e um homem não é de ferro. Alguns encontram no suícidio a "cura" para o seu calvário. Homens que nem direito a um seguro de vida têm, apesar de terem uma profissão de risco. Homens que se perderem algum material têm de o pagar do seu bolso, assim como se rasgarem umas calças ou perderem uma boina. Estou a dizer alguma mentira? - de certeza que não devo estar muito enganado.

Bendito aquele agente que certa vez aí na tua zona multou um carro que estava em cima de um passeio que por acaso era da esposa do Exmo. Presidente da Câmara - Valentim Loureiro.
Fez o seu serviço como manda a lei...e depois foi humilhado, enxovalhado, insultado pelo autarca e sabe-se mais lá o quê porque "não tinha nada de multar o carro da mulher do Sr.Presidente".
Viva Portugal!!!

Como já disse, tenho pena de quem é policia neste país. Nada tenho contra a instituíção, só mesmo contra os maus agentes que nunca deveriam ter ingressado sequer na força.

Quanto ao agente ferido - acho que isso faz parte da vossa profissão, são os chamados "ossos do ofício" e ele apenas cumpriu a sua função demonstrando ser um excelente profissional. Desejo rápidas melhoras para ambos.

Mas sabes uma coisa?
Ser pescador também é muito arriscado, ganha-se muito menos e se calhar eu e tu já comemos peixe que pode ter sido pescado por alguém que pode já não estar mais entre nós.

P.S - Manda-me tu uma MP se estiveres disposto a ir dar uma volta um dia destes.

Desculpem todo este off-topic, mas á coisas que tem de ser ditas, e que convém que toda a gente perceba do que se está a falar.

Mais alguém que costuma passar nos semáforos vermelhos?
 
Last edited: