Moimenta da Beira – Santuário de Fátima

#1
Não é só andar de bicicleta que me fascina, mas também estas voltas preparadas ao pormenor.
Á semelhança do ano passado, lá vou até ao Santuário de Fátima com o amigo Joaquim Félix, esta sexta-feira dia 9 de Setembro de 2011.
Este ano com algumas partes diferentes no percurso que terá uma extensão a rondar os 245 Km´s com mais ou menos 2700 metros de acumulado ascendente e 3000 metros de acumulado descendente.
A saída de Moimenta da Beira será pelas 4H da manhã em direcção a Viseu, aqui, entraremos na Ciclovia que nos levará até Santa Comba Dão. Daqui em diante será o mesmo percurso do ano anterior, com passagem por Penacova, Coimbra, Condeixa, Pombal e chegada a Fátima, percorrendo estradas nacionais e caminhos municipais onde se encontram paisagens magníficas.
A planificação do tempo dispendido para a realização do percurso é de 12 Horas, das quais 10H estima-se para pedalar e 2H para as paragens incluindo pequeno-almoço, almoço e lanche.
No fim-de-semana aqui virei relatar a crónica da viagem, bem como, partilhar as fotos tiradas ao longo do percurso.


PLANIFICAÇÃO

- 4 H, saída de Moimenta da Beira
Vila Nova de Paiva
Sátão

- 6:30 H, Chegada a Viseu
10 minutos para o pequeno almoço
Ciclovia até Santa Comba Dão

-8:00 H, fim da ciclovia
Almarça
Penacova

- 11:00 Chegada a Coimbra
10 minutos de descanso para contemplar as vistas da cidade

- 12:00 H Condeixa
1 H para o almoço

-13:00H a muito custo lá se irá retomar a pedalada
Pombal
Á saída de Pombal entra-se no caminho do peregrino
E faltam +/- 40 km´s para o destino
Os últimos 20 km´s é que são sofrer e mais sofrer, mas a emoção da chegada ao Santuário compensa tudo.

16:00 H chega ao destino, SANTUÁRIO DE FÁTIMA
As previsões meteorológicas neste momento apontam para um dia com muito sol, uma mínima de 14º e uma máxima de 31º, isto ao longo do percurso.


Ao longo do percurso se aparecer alguem interessado em se juntar a nós estejam á vontade

Contactos úteis
GNR Viseu 232 467 956
GNR Santa Comba Dão 232 880 260
GNR Penacova 239 470 160
GNR Coimbra 239 794 300
GNR Condeixa 239 940 250
GNR Pombal 236 212 011
GNR Fátima 249 530 580
 
#2
Parece-me uma boa viagem, e eu conheco mais ou menos as cidades deste percurso :) Disseste que iam fazer por "estradas nacionais e caminhos municipais", isso é por alcatrão ou terra, ou um misto?

Boa viagem para vocês!
 
#3
Parece-me uma boa viagem, e eu conheco mais ou menos as cidades deste percurso :) Disseste que iam fazer por "estradas nacionais e caminhos municipais", isso é por alcatrão ou terra, ou um misto?

Boa viagem para vocês!
 
#5
Boa noite!!! Como cidadão oriundo das "terras do demo", mais especificamente de Vila Nova de Paiva, estarei aqui no fim de semana a ler a crónica da vossa viagem com muito entusiasmo... e muita, mas muita curiosidade!!!! Boa viagem.
 
#6
Boas,

nuno mais, é tudo estrada, estradas nacionais e estradas municipais.

já tenho tudo pronto, daqui a nada vou-me esticar que ás 4 da manhã tenho de estar a pino para arrancar.

obrigado,

abraço a todos
 
#7
nuno maia, estava-me a esquecer duma coisa, falaste que conhecias as cidades, a questão nas ligações é que não podes circular de bicicleta no IP3, então a ligação até coimbra é pela nacional e alguns atalhos por estradas municipais, depois de coimbra a Pombal vou pela N1, á saída de Pombal apanhas uma placa, Fátima, a partir daqui é o caminho dos peregrinos, em alcatrão. até á nacional que dá acesso a fátima
 
#9
Um dos objectivos delineados para este ano era voltar a ir ao Santuário de Fátima de Bicicleta.
A planificação da viagem foi feita, aproveitando os conhecimentos do traçado do ano passado conjugando alguns conhecimentos novos para melhorias no percurso.
A saída de Moimenta da Beira deu-se pelas 4:30 da manhã em direcção a Vila Nova de Paiva, Sátão e finalmente Viseu, estava um frio que parecia inverno. Em Viseu deu-se a primeira paragem para um café e uma nata. De seguida entramos na Ecopista do Dão, passagem por Tondela e chegada a Santa Comba Dão, aqui o final da Ecopista.
A viagem até Santa Comba foi bastante atribulada, estava muito frio, o nevoeiro estava tão serrado que não se via mais de 100 metros á frente, muita humidade no ar o que fazia com que o capacete escorre-se água, as pernas estavam molhadas.
Gostei de fazer uma parte do percurso da Ecopista se bem que os últimos 20 km´s aquilo não parecia uma Ecopista ou Ciclovia, havia muito lixo, muita terra, parecia um caminho, o que levou a furar a roda traseira, pela primeira vez em ano e meio, nunca me tinha acontecido isto.
De lamentar também o final da Ecopista, acaba com um portão em ferro á frente, mas o que é isto, lá peguei na bicicleta ás costas para fazer 200 metros de caminho de cabras para assim entrar para dentro da estação ferroviária de Santa Comba.
Seguindo caminho, nacional a fora e estávamos a passar no dique da barragem da Aguieira.
Mais á frente deu-se a chegada a Penacova e aqui continua-se a estrada nacional até Coimbra. Paragem para contemplar a paisagem da baixa, o Mondego calmo e só aqui se começou a aquecer, o sol lá apareceu, eram 11:30H.
Retomamos a pedalada para apanhar a nacional 1 em direcção a Condeixa. Aqui, nova paragem desta vez para almoço, 1:30H de descanso, só aqui despi a camisola e fiquei de manda curta, sem mais nem menos de um frio gélido passamos para um calor abrasador.
Retorno á estrada e ainda temos 65 Km´s pela frente.
Passagem por Pombal e á saída de Pombal mais uma paragem breve para encher os bidões, aqui dá-se a entrada no caminho dos peregrinos em direcção a Fátima, faltam 38 km´s, estes os mais duros de todo o percurso, já não basta as pernas começarem a querer falhar se não a maior parte do percurso é a subir.
Pelas 5H termina a peregrinação, finalmente chegamos ao destino, depois de 239 kms percorridos com muito sofrimento.
Mais uma vez adorei a viagem, ficou a promessa de repetir apesar da dureza, mas são muitas horas com o objectivo em mente, horas que mesmo acompanhado pelo Joaquim me levaram a pensar na vida, o caminho de Fátima para alem da Fé que o peregrino possa ter é sem dúvida uma terapia para a alma, são momentos em que tudo e todos nos vêem ao pensamento e nos levam a meditar. Para dizer a verdade fiquei muito emocionado após a chegada.
Cumprida a Promessa fica um até para o ano.

Quero aqui deixar um agradecimento especial ao Joaquim Félix pela companhia e ao amigo Carlos Sarmento por nos ter fornecido um belo banho refrescante após a chegada a Fátima e pelo transporte para Moimenta.
 
#11
Muito bom, parabéns, só agora pude ver isto ;)

Eu tenho casa perto de moimenta da beira e nas próximas féria de Verão quero levar a minha bike para lá para explorar os montes que existem para lá :p
 
#12
caro amigo nuno maia,

perto de moimenta isso é onde? qual é a terra?

no caso de trazeres a bike apita que a malta encontra-se e dá umas voltas, seja mato ou estrada, no verão gosto mais de estrada porque não há pó, mas o mato é sempore aquela loucura.

num topico a traz falavas em vila nova de paiva, agora dizes perto de moimenta, não sabendo ao certo a localidade de onde és, apenas te posso dizer que conheço bastantes caminhos na serra da lapa em direcção á serra de leomil, aguas boas, segões, soutosa, ariz, touro, a ligação destas terras por mato é algo de espetacular, tem zonas fantásticas

fica o convite, se precisares de companhia é só apitar que a malta por aqui gosta é de fazer km´s em cima delas :)