Merida Big Nine > Coluer Poison Cr 290 "à la carte

#41
Boas
Em relaçao as rodas os aros sao mesmo da marca race one, e tenho uma ligeira desconfiança que sao feitos em Portugal mais propriamente muito perto da cidade de Abrantes, tal como mais uns poucos componentes da mesma marca.
 
#43
Actualização. Novas rodas. Finalmente chegaram as Race On Mx 29.

Hoje foi dia de as estrear numa volta de +- 60 km com passagem pelas Buracas Casmilo, que teve de tudo para o teste ser ainda mais completo.
Ainda tenho de pesar a montagem completa para ver com quanto ficou a bike.

Para já senti a grande capacidade de rolagem das rodas e a sua considerável leveza comparativamente às anteriores. A seu tempo poderei fazer uma "review" mais precisa das mesmas.

Aqui ficam umas fotos:

 
#45
Próximo passo: actualização de transmissão.

Estou a precisar de mudar a cassete e corrente. A cassete então já fez mais do que o seu devido papel, cerca de 7000km. De forma que, estou a ponderar avançar para transmissão monoprato.

Aí é que surgem as dúvidas. Optar por uma conversão 1*10 numa nova cassete e aproveitar o material actual? Solução esta que me fica à volta dos 125€ na minha loja de sempre (já com novo movimento pedaleiro, cassete, corrente, prato 32d e kit para a cassetem passar a 11-42).

Ou em alternativa passar a um 1*11, o que implica um inestimento muito superior ficando com uma transmissão nova?

Alguém que tenha passado pelo mesmo dilema tem conselhos a dar?
 
#48
eu passei de 3x10 para 1x10, aproveitei a pedaleira, retirei os pratos coloquei um NW e alterei a cassete para 11/42, com desviador traseiro shadow plus e até hoje sem problemas, funciona bem, aliás mto bem.

Por acaso tenho andado a ver o mercado, até já coloquei uma dúvida no forum, sobre 1x11. O melhor preço que tenho é de 257€ cassete, desviador, manipulo e corrente shimano m8000 (novo xt) com montagem.

Agora se não quiseres ou não tens € para investir já no 1x11 faz a conversão 1x10 que se for bem feita funciona.
 
#49
Está decidido. Analisando da perspectiva financeira, o sistema 1*10 imolica um investimento muito inferior e é aquele em que vou apostar.

O material a instalar no próximo Sábado será: prato SNV de 34 dentes; adaptador de cassete SNV(tornando a cassete numa 11-42); cassete Sram 1050; corrente 1051.

Oportunamente colocarei fotos da conversão.

Boas pedaladas
 
#51
Eu apenas ando de bicicleta, neste momento a minha bike é para penar nas subidas e curtir as descidas! Claro que "não tem nada a ver" com esta bike, mas apenas respondi, dando o exemplo da evolução da minha transmissão.

Queres dizer que uma transmissão 1x10 não se aplica a esta merida!? Aos diferentes tipos de andamento/km!? Podes elaborar?
 

Jocas22

Active Member
#52
nao pensei que fosse preciso elaborar. Parece-me um facto que o que se aplica a uma bike de enduro nao tera a mesma aplicabilidade numa como esta, pelas diferenças no tipo de BTT. Digo eu ;)
 
#53
"pelas diferenças no tipo de BTT" concordo ctg, até a um certo ponto, porque a meu ver a transmissão deve ser à medida do ciclista e não à medida da disciplina que supostamente a bike é feita. Mais uma vez dou o meu exemplo, a minha bicicleta já andou com 3x10, está com 1x10 e provavelmente vai passar para 1x11.

Aliás este tipo de bicicletas, xc/race, nos dias de hoje muitas saem da loja com 1x11!

Mas o que está aqui em causa é o que o jpedromota quer/precisa. Já agora aproveito para perguntar o objetivo de alteração de transmissão? Tirar peso, simplesmente alterar, alterar racios...
 
#54
Boas OPEN. Os motivos que justificam a alteração são vários dos que referiste, mais precisamente: obter maior simplicidade; diminuição de peso; adaptação das relações utilizadas à actual preparação física(já não estou a usar com frequência o prato de 24, apenas recorrendo ao mesmo praticamente para evitar cruzar a corrente em 38x36); e oportunidade de implementar o sistema agora por necessidade de trocar a cassete e corrente.

Basicamente juntar o útil/pretendido ao necessário (renovação d atransmissão por desgaste).

Cumprimentos
 

Jocas22

Active Member
#57
eu mudei de 2*10 pra 1*11 e ja o disse aqui, é um dos upgrades mais inuteis que ja fiz, tirando perder peso claro. E tem contras bem conhecidos como depois ter falta de relacoes. Nao é por acaso que ja se fala em pratos pra tras de 44 e 50
 

fabio viana

Well-Known Member
#58
Sim Jocas22 esse é o grande problema.. agora andam a meter cassetes enormes para compensar, mas claro que quem pratica XCO e XCM(depende do sitio onde se vive) normalmente não precisa de mais do que 34 na frente, mas para quem usa a mesma bike para estrada e monte, não é uma grande opção..
 
#59
Jocas falas de falta de relações principalmente a rolar certo? Ou a subir achas que prato 34 com cassete 11-42 também é curto? E relativamente ao peso que perdeste, de quantas g aproximadamente estamos a falar?
 

Jocas22

Active Member
#60
as gramas depende do material que entra e sai, agora nao sei de cor quanto foi. Ja liguei mais ao peso confesso, a minha tem +/- 9.5kg e pra mim esta bom nao mexe mais. No meu caso nao ganhei quase nada porque tambem mudei pra pneus mais pesados.
Geralmente é por volta do meio quilo parece-me.

depende do que fazes e do treino, mas pra mim que acho que tenho um bom treino, 34 com 11-42 pra subir nao dava. Eu uso 32 oval com 11-44 e da pra tudo (menos que isto se calhar era demasiado puxado) mas por vezes pra poder "descansar" um pouco um prato a mais dava jeito. Claro que se for pra rolar nem se poe isso em causa, da e sobra.

Ja pra rolar o 32 oval é curto, esgota rapido em qualquer descida, é deixar ir loool

o 10 na cassete da sram faz muita diferença