Merida Big Nine > Coluer Poison Cr 290 "à la carte

#21
Estou reticente com os protection pelo facto de os racesport me terem dado tantos problemas. Sendo em teoria o mesmo pneu mas reforçado, não sei até que ponto essa protecção suplementar é garantia de fiabilidade. E, pelo que custam, não queria investir e ficar também decepcionado. Outro factor que me inibe de escolher continental é o facto de os actuais racesport serem extremamente dificeis de retirar do aro. São mesmo muito justos e são precisas 2 pessoas a puxar com dois desmontas para os sacar para fora. Não sei se será defeito dos pneus ou do perfil dos aros. Já agora os aros são os ZTR Rapid. Nunca apanhei pneus tão justos ao aro.
 
#22
Done! Encomendei um par de Continental Protection! Mandei vir daquele site de descontos alemão, um RaceKing para trás, e um X-King para a frente. Depois de um exaustiva pesquisa por feedbacks aqui no fórum e reviews, decidi arriscar nesta combinação, que muitos dizem ser vencedora. Só espero não me arrepender, e que estes pneus: não se revelem frágeis nas laterais; vedem fácilmente para utilização tubeless; e não sejam tão incrivelmente justos ao aro como os RaceSport. Aproveitei uma boa promoção(penso eu), e mandei vir o referido conjunto por cerca de 70 euros + portes(cerca de 5.95€). Mais barato que tudo o que encontrei por cá.

Já agora, alguém que costume mandar vir material através do referido site me sabe indicar quanto tempo costumam esperar pelo mesmo? Enquanto não chegar estou sem bike, e com estes dias de sol custa especialmente...
 

Mr.sa

Active Member
#24
3dias utéis foi o que eu esperei das 2 vezes que mandei vir..
Em relação aos pneus, dificilmente tem como enganar, claramente uma das melhores duplas que anda no mercado
 
#25
Após 5 meses e cerca de 1300km, surgiu o primeiro problema mais sério com a bike. Isto sem levar em conta a troca de pneus forçada pela necessidade de maior fiabilidade. Em plena maratona começo a sentir um barulho e trepidação vindos da roda traseira, o que ignorei durante alguns km, pois apanhei bastante areia, De seguida a roda de trás começa a fugir um pouco nas curvas e o barulho começa a alterar-se de um ranger para um chiar intenso. A roda começa a prender e apercebo-me de imediato do "mal". Assim que paro noto logo que a roda tem folga apesar da chaveta bem apertada. Conclusão, à primeira impressão, e ainda sem abrir o cubo, acho que os rolamentos do Novatec griparam.
Apesar de terem apanhado bastantes saídas com lama e de terem suportado umas quantas lavagens(sempre com cuidado de não incidir directamente a àgua com pressão), acho que revelaram muito pouca resistência.
Já contactei a loja, e fiquei de lá passar no sábado para tentar resolver o problema.

Alguém que tenha uma experiência semelhante com cubos novatec? E caso se confirme ser dos rolamentos, aconselham trocar por alguns rolamentos em específico? E já agora sabem dizer-me por quanto fica em média uma reparação do género?

Boas pedaladas
 
#26
não ha rolamentos indestrutiveis. nao sao cubos pra andar 5 meses sem mexer neles. nao se lavam cubos desses á pressao seja com a agua a dar directamente ou nao.
 
#27
Ora bem. Então, já cá mora a minha Big Nine XT :)

Venho da Merida XT Pro (26') e como já tinha 4 anos, resolvi trocar por uma nova. Escolhi o mesmo material, uma vez que o outro nunca deu chatice nenhuma, nestes 4 anos de aventuras. Contudo, dei o salto para a 29', a medo, pois podia não me adaptar à nova altitude, temia que o ar fosse mais rarefeito, lá tão alto ;).
Esse medo dissipou-se logo na primeira volta, uma vez que como o quadro é uma polegada mais pequeno que o da outra (17' x 18') a diferença a nível de enquadramento era quase nula, exceptuando o facto de termos a roda ali mesmo à frente.
Então, as grandes diferenças que encontrei foram: Transmissão. Tenho 2x10. Antes tinha os 3 à frente :p. Moral da história. Tenho que me aprumar para conseguir puxar por ela, porque a subir, senti falta do prato 22. Atualmente não tenho grandes pernas para ela. Vantagem...tenho que treinar mais :p. A descer também senti falta do prato grandalhão, porque até se embalar, vê-se o pessoal todo a ir embora por aí abaixo (isto em alcatrão ).
Voltando à descida...OMG! que descidas que se fazem com aquelas rodas, quais buracos qual quê?! Ainda não saquei os dados do GPS para o computador, mas tenho quase a certeza que ontem na maratona do Fundão, bati o meu record de velocidade no BTT. Optei por adaptar os pneus de origem para tubeless, o que, como se sabe, melhora em muitos pontos a condução, principalmente o conforto, para quem tem uma HardTail.
Falando de conforto, é aqui o único ponto que encontrei desfavorável à minha nova companheira. O Selim...venho de um Selle Italia e nesta vem de origem o MERIDA SPORT 1. Vou dar mais 2/3 voltas longas para confirmar se é do selim ou se é do rabiosque não estar calejado. Mas doeu...aliás, ainda dói.
A título de curiosidade com a 29, se desencaixo o pé do pedal e viro o guiador, dá para travar a roda da frente com a sapatilha...descobri porque ia malhando duas vezes por causa disto.

Resumindo: Que mudança para melhor, e essas são sempre bem vindas!
 
#28
Actualização de componentes e review dos mesmos.

Após alguns meses de ausência do fórum, mas não dos trilhos, aproveito para deixar umas fotos actualizadas da bike e da experiência com a mesma. Não que muito tenha mudado, mas já andam por aqui umas malditas id€ias para futuras alterações!

Recapitulando as alterações feitas desde que veio da loja:

-Punhos de origem deram lugar a uns esigrips racer's edge em branco, que por sua vez foram trocados por uns Velo semelhantes. Estou muito stisfeito com os actuais. Muito mais baratos e resistentes que os esigrips não perdendo nada em comforto para os mesmos.

-Selim de origem passou a SMP Hybrid, que se danificou numa queda, e em resultado da mesma comprei um Selle Italia Max Slr Flow em branco. Só tenho a dizer maravilhas da troca. Para além de mais leve, o Slr é perfeito a nível de comforto. Não que o smp não fosse um sofá, mas em voltas superiores a 50 km sentia alguma dormência e que afundava muito no selim. Agora que tenho feito regularmente voltas superiores a 60 km com o slr, posso dizer que encontrei o selim ideal.

-Travões SLX foram trocados por uns XT(excepto discos). OS SLX eram óptimos travões, mas os XT aparte da estética são espectaculares a nível de performance. Mesmo em longas descidas, não noto perda de potência, e nem sequer uso pastilhas ou discos ice-tech. Talvez entrem futuramente uns discos XT ice-tech para harmonizar o conjunto.

-Pneus Continental RaceKing Racesport de origem revelaram-se pouco fiáveis e foram trocados pelo conjunto X-king e RaceKing ambos na versão Protection. Melhor coisinha que fiz na bike até agora. Com mais de 1500 km apenas um furo no RaceKing, que o líquido devidamente selou. Fiabilidade máxima e performance excelente. Assim que ficarem gastos entra um conjunto igual.

- Pedais Exustar Pm-211 já apresentavam folga, e para o seu lugar adquiri uns XT. São o que se espera da gama XT da shimano, fiabilidade e estética que a mim pessoalmente me agradam muito. Nesta troca perdi poucas gramas.

Id€ias futuras:

-Trocar o espigão de selim de origem Merida Sport em carbono para um de 400mm principalmente para melhorar a posição na bike. O de 350mm fica aquém do ideal por 1 cm. Muito provávelmente entrará um Prototype, que nesse caso harmonizaria o conjunto espigão-avanço-guiador, ou então um KCNC TI PRO LITE. Ainda estou a ponderar. Com esta alteração devo emagrecer a bike em mais umas 60-80g. Devagarinho e aos poucos a coisa faz-se.

-Discos para XT Ice-tech pelos motivos já enunciados acima.

-A mais dolorosa das alt€rações. As rodas, para poder emagrecer à séria. Aqui é que a indecisão é maior. Neste momento pondero Prototype, ZTR Crest, ou outra combinação que possa resultar num peso combinado no máximo de 1600g, sem ter de assaltar um banco. Aceitam-se sugestões.

-Por fim a mais supérflua das ideias de alterações. Colocar as bainhas pretas de suspensão ND TUNED. O ideal seria até colocar o sistema OVR by ND Tuned, mas ainda não esá disponível para FOX. No entanto a ideia das bainhas pretas anda por cá. O que acham? Ficaria bem na bike uma FOX toda em preto? Alguém que tenho feito esta alteração numa Fox que queira partilhar o feedback?

No geral posso descrever a minha experiência até agora com a Big Nine com muito boa. Isto após 9 meses e cerca de 3100 km. Aparte dos problemas com os pneus e com os rolamentos do cubo traseiro(este por descuido da minha parte). A bike têm-se portado às mil maravilhas. Se se mantiver fiável, e com a troca de mais alguns componentes a trazê-la para os 10.3 10.5 kg, penso ter bike para muitos e bons kms.

Boas pedaladas.



 
#30
Novidades a caminho! Em breve este tópico vai passar de Merida Big Nine CF XT, para Merida Big Nine Team 2015.

Em consequência de uma azar, acabei por ter muita sorte. Passo a explicar.

Entreguei a bike num estabelecimento para que fosse efetuada a revisão à suspensão. Passado 3 dias, quando fui buscá-la, tive uma surpresa desagradável. Tinha acontecido um acidente, que envolveu a queda de um ferro no top tube do meu quadro danificando o mesmo. O dano provocado não era tão grave que compromete-se a segurança ou a futura utilização do quadro, mas tratando-se de um incidente do qual eu não tinha qualquer culpa, a entidade responsável prontificou-se a assumir o compromisso de me substituir o quadro.

Nesse sentido foi negociado entre a entidade que provocou o dano, a loja da compra da bike e a Merida, uma solução para a resolução do problema. Uma vez que o quadro em questão não era vendido em separado da montagem completa, a própria Merida sugeriu a seguinte solução que seria benéfica para todas as partes envolvidas:

-Eu entregaria o quadro danificado(como se da activação de uma garantia se tratasse), e receberia um quadro novo, que eles propuseram que fosse o Team de 2015. Logo conseguiria um excelente upgrade para um quadro de topo (com um peso de 1040g!!!) sem qualquer custo:D
-A entidade responsável pelo dano suportaria o custo do novo quadro. O que nos moldes da proposta da Merida, ficaria bem mais barato do que indemnizar-me pelo valor do meu quadro.
-A loja da compra da bike procederia à substituição do quadro(nos moldes de uma garantia). E uma vez que decidi aproveitar o processo de substituição do quadro para fazer uns upgrades suplementares e e acções de manutenção, a loja tira proveito da venda do novo material e da manutenção realizada.
-A Merida é quanto a mim a parte envolvida face à qual é mais defícil entender o benefício no processo. Isto porque, entrega um quadro com um PVP superior ao danificado por um preço bastante reduzido. No entanto, apenas posso espécular. E nesse sentido, penso que uma vez que já aí estão os modelos de 2016, e trantando-se o Team do seu topo de gama, dificilmente o conseguiriam vender agora considerando que quem tem capacidade financeira para comprar o modelo de topo não está disposto a investir no modelo do ano anterior.

Conclusão: Todas as partes envolvidas saem favorecidas de algum modo de uma situação delicada. O que, apenas foi possível devido à responsabilidade dos causadores do prejuízo, ao profissionalismo ,honestidade e colaboração da loja da compra da bike nos contactos com a Merida, e à dedicação da Merida ao seu cliente(quando não tinham qualquer responsabilidade pelo dano nem nenhuma obrigação de tomar parte na resolução do problema).

No decorrer da próxima semana já devo ter a nova máquina pronta, e assim que a tiver publicarei fotos e actualizarei componentes.

Bom fds, e boas pedaladas
 
#31
Isso é que foi sorte. Ainda bem que tudo se resolveu da melhor forma.

Eu andei 3 semanas com uma big nine team completa e adorei, o conforto do quadro relativamente ao meu big7 foi algo que me deixou de boca aberta.

Boas pedaladas!
 
#33
Chegou o novo quadro!!! E ainda tive mais sorte do que pensava. Qual não foi o meu espanto e o da loja quando chegou da parte da Merida um quadro BIG NINE TEAM, tal como esperava, mas em vez de ser o de 2015, foi o de 2016.

Já tive oportumidade de experimentar a nova montagem, que além do quadro, conta também com o espigão prototype physis, discos ice-tech xt, esigrips e novos cabos e bichas em verde, e novos pratos para o pedaleiro TA Specialities Chinook. Posso adiantar que adorei as sensações. O quadro é extremamente rígido e confortável. Ficam a faltar umas rodas À altura. No futuro logo se verá o que o orçam€nto permite.

Aqui ficam as fotos.

[/URL] images upload[/IMG]
[/URL] free upload image[/IMG]
[/URL] picture sharing[/IMG]

Boas pedaladas para os corajosos neste fds de frio!!!

PS: Como faço para pedir alteração do nome do tópico?
 
#34
Novidades a caminho!

Apesar de, tal como o fórum no geral, este tópico não estar a despertar grande interesse, vou continuando a deixar as minhas publicações a dar conta das actualizações à Merida.

A caminho estão novas rodas. Mais leves e com uma relação qualidade/preço que espero que se venha a manifestar excelente.
Tratam-se de umas Race On Mx One 29, de 1550g o par, constituídas por: raios sapin race; cubos que dizem jorbi, mas já me disseram que na realidade são novatec de 4 linguetes.
A nível de feedback, ainda não exite muito, uma vez que se trata de um produto ainda recente e pouco conhecido. No entanto o pessoal que as têm está satisfeito, e refere a boa rigidez das mesmas.

Com a chegada das novas rodas, e atendendo ao clima actual, coloquei uns pneus 700*35cc estradistas nas ZTR, para fazer uns treinos em Estrada quando a disposição e o clima assim o determinarem. Já tive oportunidade de experimentar ontem, e gostei bastante da facilidade com que se acumula km a rolar em estrada acima dos 30 km/h.
Sei dos inconvenientes de ter 2 pares de rodas para diferentes propósitos. Que as cassetes devem ter o mesmo desgaste, afim de a corrente não saltar ao trocar as rodas. No entanto, ficando com a cassete de um colega que tem aproximadamente a mesma quilometragem feita, vou arriscar e ver no que dá. Além de uma 2ª cassete, também vou arranjar um par de discos de 160mm para colocar nas ztr, assim que transerir os ice-tech para as novas Race On.

Conto ter a montagem das novas rodas pronta no próximo fds, altura na qual publicarei fotos da Big nine com os 2 conjuntos.

Até lá, boas pedaladas.
 
#35
Boas.

Continua que apesar da fraca participação não que dizer que a malta não passe os olhos e acompanhe a evolução da máquina ;)

Consegues saber se esses aros são proprietários da marca ou modelo de terceiros com "tóclante" em cima?


cumps
 
Last edited:

fabio viana

Well-Known Member
#36
Essas rodas estão a ser usadas por muito pessoal nos ultimos tempos...

Pelo que sei o preço é muito bom, mas em questão de rigidez, etc não sei dizer muito sobre elas, porque a informação é pouca :/
 
#38
Boas.

Pois, "muito pessoal" é subjetivo... em certas zonas do país acredito.

O preço/peso é muito bom sem dúvida ;)

Insignia, leve e em conta... os novatec são quase obrigatórios :) Os aros talvez sejam no tubes.
 
Last edited: