Luís Leão Pinto – NOTÍCIA

#81
o ano passado passei 10 dias com ele no transportugal, não o conhecia antes disso ... pelo que vi e fiquei a conhecer:

deixem se de tangas, de falar do que não sabem , de quem não conhecem, de dores de coto.

treinem treinem treinem

atao a palavra dum jornal e' melhor q a palavra de uma pessoa ?

cambada de b...
 
#82
Como o Agirão já disse e muito bem, vamos deixar quem tem competências para averiguar a veracidade dos factos fazer o seu trabalho e depois logo se vê. Não vale a pena condenar ninguém pela simples noticia de um jornal.
Em relação às noticias de Dooping no desporto, nomeadamente no ciclismo, eu sinceramente acho que é raro um atleta profissional "não tomar nada". Se são produtos proibidos ou não, isso agora já me ultrapassa, mas o que é um facto é que o esforço feito por estes atletas é impressionante e sem "ajudas" os resultados não aparecem. Cabe às equipas rodearem-se dos melhores "profissionais" para que estas "ajudas" sejam disfarçadas ou não detectadas.
Meus senhores até nas maratonas nacionais de BTT que não contam para nada......, vemos alguns que parecem que levam motor. Sorte é que não há controlo, senão............
Tanto no ciclismo como em qualquer desporto, não há milagres e não é só com treino e "bifinhos" que se chega aos podios.
 
#83
Concordo com o que dizes Antonio73, mas agora pergunto, será saudável aceitarmos isso de animo leve? Com todas as consequências que o Doping trás a longo prazo aceitarmos estas situações de animo leve é estarmos a transmitir a uma nova geração de jovens valores, que o normal e se querem resultados, é começar a meter uns "pózinhos" porque senão não andam e daqui a uns anos haverem mortes nas provas de btt passa a ser uma coisa normal. Acho que deviam ser as federações a começar a dar o exemplo, com regras e controlos mais apertados (é inaceitável uma pessoal que foi apanhada há poucos anos continuar a correr como federado), enquanto isso não acontece, parvo é aquele que não se dopa!
 

JNR

New Member
#84
não é saudável aceitarmos as noticias de doping, seja de portugueses de viana seja de Onitsha, de animo leve, como também não é saudável antes de as provas estarem apresentadas já estarem a crucificar o homem, ainda não passa de uma noticia de jornal, atenção, nem sequer é uma acusação da UCI ou da wada-ama, ou do procurador publico espanhol...é apenas uma noticia num jornal...
 
#85
Reivax eu acredito que por vezes os atletas até estejam contra isso, mas os patrocinadores não perdoam e se o teu colega do lado toma os tais "pózitos" e obtem melhores resultados, não tenhas dúvidas que os patrocinios irão ser para ele. Mortes no ciclismo? e nos outros desportos como o futebol? É de facto pena que os resultados não venham só pelas capacidades naturais da pessoa, mas o mercado da publicidade/patrocionios, no fundo quem das os €€€€€, não perdoa e se te queres manter numa equipa de topo tens de mostrar resultados a todo o custo.
 
#86
Concordo ali com o António. Hoje em dia, já não se deve colocar tanto a questão se o atleta se dopa ou não, mas sim em que quantidades se dopa. É certo e sabido por todos aqueles que acompanham bem de perto o ciclismo de estrada, que a grande maioria de quem lá anda a pedalar, toma substâncias que lhe permitam aumentar as suas performances. O que eles fazem, é controlar muito bem as dosagens para que estas depois não excedam os limites impostos pelas federações. Se essas substâncias podem vir a ser nefastas para o organismo a médio ou longo prazo, já é secundário, pois o que interessa são os resultados do momento. Como disse o António lá atrás, e muito bem, são quase sempre os próprios directores desportivos das equipas que quase impôem isso aos atletas. "Se não queres tomar, depressa arranjo um para o teu lugar que queira." é o que concerteza já muitos ciclistas ouviram. E pior, ouviram-no quando ainda andavam pelos escalões mais jovens.
No BTT, isto tudo ainda está tudo muito "verde", porque ainda é um bocado "cada um por si", em vez de se organizarem em equipas semi, ou mesmo profissionais. O negativo da situação é que muitos, influenciados por conversas de café, ou por vendedores da "banha da cobra", acabam por começar a ingerir tudo o que lhe aparece à frente, sem nenhum tipo de controlo. Acho que esse é o alerta que deve começar a ser passado, de forma a que cada um possa ter um pouco mais de informação sobre o que anda a fazer, de forma a poder fazer um controle mais eficaz do que toma. Senão, é esperar mais uns anitos, e começaros a ouvir casos de impotência, insuficiências renais, arritmias ou ataques cardíacos. Talvez nessa altura o pessoal começe a abrir os olhos. Esperemos é que não seja tarde demais...
 
#89
Só uma questão o outro nome Paulo Martins não é o comentador da eurosport e ex ciclista profissional? Corrijam-me se estiver errado.
É sim,mas tambem la está outro "Tuga"...

Só não sei é como é que os nomes aparecem"será que quando se compra um medicamento em Espanha se tem que mostrar o BI ??"
 
Last edited:

JNR

New Member
#90
por exemplo para pagamentos por cartão, TENS! (ou então acham-me com ar de traficante e ladrão e pedem-me :))
(mas estes, sendo ilegais não deveriam ser pagos em cash??? no CSI e quejando é sempre assim, a malta não vê filmes policiais????)
 
#92
Pois eu ainda coloquei a hipotese de um "Marmanjo qualquer" chegar la e pedir o "Dito-cujo" com um nome de alguem tirado do "Facebook"
 

Patitos

Active Member
#93
Caros Amigos
Pelo que pude apurar, nessa lista aparece o nome de pessoas que através do cartão de credito compraram " ALGO" á dita farmaçia.
Foi assim que foram identificados.
Se compraram produtos dopantes ou não, isso já não sei.
 
#94
Acho mesmo muito estranho esta noticia e ainda por cima baseada por essa informaçao ... nao estou a ver tantos desportistas " burros" ... ah e tal vou comprar uns produtos "marados" para dar mais rendimento ... e para alem de correr o risco de ser apanhado na malha de uma despistagem anti doping ainda pagava os mesmos produtos com cartao de credito em nome dele sabendo que qualquer pessoa que utiliza um cartao de credito ou multibanco deixa "rasto".
Mais uma noticia para vender e manchar o nome de mais alguns ciclistas. Nao quero dizer que nao haja desportistas que tomem substancias dopantes para chegar sempre um pouco mais a frente do que os outros ... mas as provas têm que ser concretas ... venha o comunicado da UCI ...caso exista algo para investigar, pois a meu ver noticias destas devem surgir no mundo do desporto todos os dias, os media precisam de vender noticias ...
 
#96
Concordo com o ricabike, quem pretende comprar produtos "duvidosos" e não quer deixar "rasto", paga em € e não por MB...acho estranho essa parte.

Até se provar o contrário, o LLP é inocente.
 
#99
que a atletas que se dopem não duvido, duvido é que recorram a farmacia, ainda mais à mesma, e que paguem com cartões de crédito é muita coisa junta, não conheço Leão Pinto pessoalmente, mas as pessoas que dizem "ah e tal ele anda muito, aquilo é demais.. tem que se dopar.. porque eu só consigo isto ou aquilo." esquecem se que é um atleta que treina todos os dias e não de qualquer maneira, que tem alimentação e descanso reguerado e aliar a isto já tem o seu dom para o desporto, não é igual a essas pessoas que andam três ou nem isso vezes por semana, que gosta de beber a sua imperial e fumar o seu cigarro e a alimentação é o que sabe melhor. Não existe milagres, ou se treina como deve ser ou nem sequer existe comparação. Doping é uma coisa aparte que realmente faz a diferença depois de tudo isto que falei. Sem duvida que existe muitos atletas que se dopem mas acredito que nem todos o fazem até mesmo aqueles que conseguem andar na frente.

Cumprimentos,

Bruno Atalaia
 
ou é por levar o BTT mais como lazer do que como um desporto, não sei, mas eu penso da seguinte forma:

Qualquer que seja o desporto se um atleta toma substancias ilegais deveria ser expulso, e nunca mais poder competir. Assim podia ser que passassem a ter medo..Visto que as consequencias para quem é apanhado a alterar a verdade desportiva, é pouco penalisado a meu ver. Pois ele no fundo ao dopar-se está a prejudicar os que correm honestamente.