Garmin EDGE 800

Baterias de Lítio não viciam (não têm efeito memória). Mas degradam-se com o tempo, independentemente do uso, e com o tipo de uso em si.
As pessoas costumam confundir a degradação das mesmas com viciar quando isso não acontece. Elas meramente aparentam estar no final da capacidade mais cedo... mas a capacidade na sua maioria continua lá.
Descarregar as baterias por completo, na realidade, acelera a degradação.
"Formatar" como gostam de dizer nas companhias telefónicas a carregar a bateria durante milhentas horas, idem idem... o que vale é que os aparelhos simplesmente param de carregar acima de um determinado patamar para não as degradarem...
 
Eu acho k as baterias duram mais se fizermos cargas completas... Pouco antes de esgotarem e fazer sem interrupções o carregamento e ao estar completa desligar o carregador... Faço isto com todos os meus aparelhos a bateria....
 
Tenho seguido atentamente este tópico, uma vez que andava a ponderar a aquisição de um 800, que já chegou.
Hoje deverá ser o dia da estreia e com ele, virão as duvidas mas para já, tive uma certa dificuldade na montagem do sensor de cadência na escora.

Aquela brincadeira acabava sempre por descair ligeiramente para o lado interno da escora, o que fazia com que o iman roçasse no sensor, aquando da passagem. Aparentemente ficou ok, mas logo vejo com a trepidação.
Mais alguém teve esta "dificuldade"?
 
Melhor ainda, retirei o iman, após perceber que não fazia ali falta nenhuma. Azelhice minha :fpalm: :eish:
Só interessa caso a bike esteja montada (ou usada) num rôlo para medir a velocidade, o que não será o caso.
De qualquer forma, obrigado pela dica, rucaf3.
 
Já há muito que não vinha ao tópico...

Owny, ambos os métodos de leitura de velocidade apresentam erros.... O mais fiável, de facto, é com leitura na roda, mas para isso, tem que estar correctamente calibrado. Essa calibração pode ser feita de duas formas: manual ou automaticamente. Automaticamente, o gps define, pelo numero de rotações da roda, e pela distância percorrida (veloc. gps) o perimetro da roda. Manualmente, somos nós que dizemos esse perimetro. O primeiro, tem que ser feito em recta (já falo sobre isso...) e dessa forma é o mais rigoroso. O segundo, devemos medir efectivamente o perimetro da roda. Mas este método de leitura (seja com calibração de uma forma ou outra) está dependente de tanta coisa... Pressão dos pneus (varia o perimetro real quando nos sentamos nela...), tipo de terreno, travagens a arrastar a roda (neste caso é mais eficaz a leitura na roda da frente), etc, etc. Por sua vez a leitura de velocidade por gps é eficaz em recta (e por isso bom para calibrar a velocidade medida na roda dessa forma), mas o problema é nas curvas.... A leitura é feita por pontos, e a ligar esses pontos temos rectas. Por isso numa curva, o gps "atalha" caminho, perdendo-se alguma distância e por isso, por norma, a velocidade medida e distância percorrida (e obviamente as grandezas que delas derivam, como a veloc. média por exemplo) são sempre mais baixas que o real. Por isso, nem vale a pena o pessoal chatear-se muito com a coisa, porque ambos têm erro. Mais vale curtir e esquecer isso.

Em relação às baterias, hoje em dia, como já foi dito atrás, nem sequer me preocupo com cargas completas ou descargas completas nos equipamentos que uso (telemóveis, por exemplo). A verdade é que não se consegue dar carga a mais, mas também não se consegue descarregar a bateria na totalidade, porque a electronica de gestão dos aparelhos não deixa. Quando a carga na bateria atinge um determinado patamar, esta é cortada. Quando a carga baixa, não se esgota a bateria, simplesmente o aparelho executa as acções necessárias antes de se desligar (guardar informação, etc) e desliga-se (para isso precisou de carga e estejam descansados que ainda lá fica o suficiente para não se atingir tensões muito baixas que poderiam danificar a bateria). Também hoje em dia nas baterias de iões de litio efeito de memória não existe. MAs claro, não esperem que ela se aguente a vida toda. O dia há-de chegar em que ela terá que ser substituida porque o tempo de vida util assim determina. Até lá, usem os aparelhos à vontade porque a duração delas é muito boa (às tantas hão-de trocar primeiro de aparelho... lol)
 
Boas

Como fazer o reset ao edge devido às calorias? é a nível de hardware ou software?

A Fita como poderei lavar? podemos lavar com sabão sem problemas?

Obrigado e boas pedaladas
 
Qaunto ao reset, haverá melhores entendidos aqui no forum para te esclarecer. Quanto á fita podes e deves lavar com agua e sabão. A minha normalmente vai comigo para o banho e lavo-a com o normal gel banho.
 
Bom dia.
Eu comprei á cerca de duas semanas um Edge 800 na ciclonatur, estou maravilhado com o equipamento, já fiz estrada, seguindo uma rota que desenhei, já fiz um passeio btt, nesta caso segui o track da organização e foi muito melhor que procurar as fitas que tinham desaparecido, no outro dia fiz caminhada e gostei bastante, agora aparecem as duvidas.
1- os mapas topográficos da ciclonatur são mais ou menos pormenorizados que os da Topolusitânia
2- Quando se faz por exemplo caminhadas, existe alguma forma de não acumular kms nas bikes, pensei em utilizar a 3 para outras actividades, será a melhor hipótese.
3- Tenho em formato digital as cartas militares da minha zona, consigo instalar e utilizar no Edge, no Pc uso o oziexplorer, mas têm de ser calibradas, como é aqui?

Obrigado e espero poder ajudar a enriquecer este forum também, tal como me ajudaram até agora.
 
Boa tarde,

Espero que me possam ajudar e principalmente espero bem não ter feito asneira da grossa , nas fiz um reset ao meu magnifico edge 800, porque há uns dias que me andava a dar leituras anormais de bpm , estava em ritmo baixo e acusava 230 ou mais , depois do reset(sistema-configuração inicial-factory default reset), agora já não aparece a configuração como estava , desapareceram como por exemplo o ritmo cardiaco,a pagina onde estava a % inclinação tb já não aparece ,etc..., está mesmo o básico do básico , não afectou foi o que tinha na memória (quer de treinos feitos ,quer track,histórico ).
Espero que me possam ajudar...
Cumprs
 
Parece-me que ele voltou á configuração original de fábrica, tudo o que refere é configurável.
Recebi o meu da Ciclonatur e além dos mapas o gps já vinha com as páginas configuradas, fiz algumas alterações mas nada muito relevante.
Provavelmente é só voltar a configurar.
 
Obrigado rockrider 82 , dei uma volta mais aprofundada a todos os recantos do Gps, e lá encontrei as ditas páginas de configuração , mas não foi nada mas nada fácil...
 
Last edited:
Para criar mapas raster para o Edge a melhor opção ainda é usar o Mobile Atlas Creator (v1.8, com o Microsoft Virtual Earth como source)?
Já dei com alguns posts mas já têm uns bons meses, queria saber a melhor solução actualmente.

Obgd
 
Boa tarde.
Saiu uma versão para o Edge, passou de 2.20 para 2.40, tem algumas melhorias:


Changes made from version 2.20 to 2.40:

Improved training page setup and increased number of user defined training pages to 5.
Added a lap summary training page.
Increased number of bike profiles to 5.
Added Normalized Power (NP), Intensity Factor (IF), and Training Stress Score (TSS) data metrics.
Made improvements to courses.
Made improvements to workouts.
Made improvements to map drawing.
Fixed issues with Auto Scroll causing the device to become unreponsive.
Added support for left / right balance for supported power meters.