Garantia Santa Cruz, porquê só 2 anos?

#1
Alguém me sabe informar porque razão os quadros Santa Cruz só tem garantia de 2 anos?


Pergunto isto por várias razões:

Os quadros tem uma qualidade acima da média, de maneira alguma ponho isso em causa.

Existe aqui nesta secção do site um video do representante da marca a mostrar a alta qualidade do carbono da marca - http://www.forumbtt.net/showthread.php/12421-Carbono-SANTACRUZ

Os quadros custam bastante mais do que quadros de outras marcas com sistemas de suspensão "equivalentes" ao VPP

Algumas dessas marcas para além de terem os quadros bastante mais baratos, oferecem garantia vitalicia ou por exemplo 6 anos de garantia.


Não seria lógico os quadros Santa Cruz terem garantia de pelo menos 5 a 10 anos? Já nem falo em garantia vitalícia, mas 2 anos acho muito pouco para o preço que custam.

Não estou aqui numa de bota abaixo, ando interessado em comprar um quadro novo, e entre os vários modelos de outras marcas, um dos que tenho em vista é o Blur LT2.


Gostava de ler a vossa opinião, e se possível do representante, em relação a este assunto.
 

JNR

New Member
#2
Olha que o preço...há aí muita TREK, Cannondale, Merida com valores mais altinhos, háhaá, e Specs...

Mas a questão até é interessante.
 
#3
Pertinente, se é assim tão bom porque razão apenas oferecem os tais 2 anos de garantia? Politica da marca? Quiça! Para todos os efeitos só compra quem quer! E estamos a falar de uma marca muito interessante.
 

jv-

New Member
#4
Eu julgo que as garantias dessa marca se apliquem a defeitos de fabrico e estes não demoram assim tanto a aparecer. Para um utilizador normal, se existirem, não tardam em se mostrar. De qualquer das formas julgo que essa conceituada marca troque um quadro com mais de dois anos caso se prove que os danos são causa de fabrico deficiente.

Eu acho que o que está mal é a noção de garantias que há em geral, pois estas servem para cobrir erros de fabrico, e não quedas ou uso indevido.
 
#5
Ora bem, a lei DIZ 2 anos de garantia PONTO FINAL.

E é isso que se tem de fazer, quem quiser dá mais, mas isso é lá com políticas da marca! Agora quando compras Santacruz sabes que é raro haver problemas!! Pode haver como nas Blur Xc carbon com os parafusos, a Blur Xc alumínio que era frequente partir a escora traseira, mas são erros que são revistos pela marca rapidamente (ao contrario de marcas "normais" que mesmo havendo erro não são revistos, pois a produção não pode ser interrompida) e ai está são erros que são vistos no prazo de 2 anos.

Agora depois de 2 anos um quadro já tem algum abuso, se for BEM usado, e ai as marcas não podem garantir!!! Isso era bom se os pneus do carro também tivessem garantias dessa, não era???

Tal como todas as boutique brand, e aqui há que separar Specialized, Scott e outros, dão a garantia de lei e depois caso aconteça algo depois da garantia as marcas fornecem peças ou por vezes dão trocas à escolha por um preço bastante considerável.

Dou-te o exemplo de um amigo meu que tinha uma Superlight com 4 anos. A pintura teve um problema, foi-lhe proposto a troca do quadro ou então por um preço MUITO simpático um modelo diferente. Que ele optou pela 2ª situação e mandou-se para uma Blur LT2.

AGORA quando se compra uma Santacruz te garanto, nunca se pensa no problema da garantia, NUNCA. E olha que já vou na 3ª e não será a ultima!!

Um conselho ..... compra a BLUR LT2, tive um amigo que faz BTT desde os anos 90 ... fiel à Specialized, e eu sempre a dizer-lhe o VPP é melhor agora que tem o VPP diz maravilhas!! Um amigo comprou uma Canyon em ano e meio trocou por uma BLT2 igual à minha, bom está maravilhado!!!
Garantia, para que precisas disso, principalmente numa BLT2 que é um autentico carro blindado.
 
#6
Surfas,
Eu percebo o teu ponto de vista mas a tua 'análise e interpretação' é claramente inviesada! Nota, eu não tenho nada contra a marca e muito aprecio as suas bikes mas essa do 'se a lei diz que são 2 anos e ponto final', tem muito que se lhe diga
 

tonyV

New Member
#7
2 anos porque não precisa de provar nada é uma das minhas interpretações. Outra interpretação é o facto de 2 anos de garantia serem suficientes para um qualquer produto revelar defeito e sendo que neste caso até falamos de bicicletas de BTT e o trato/uso que devem ter, os defeitos devem aparecer cedo.

Para mim é inconcebivel dar garantia vitalícia a um produto (seja uma bicicleta, ou qualquer outro produto ou serviço).

Para terminar, não tenho nenhuma Santa Cruz, tenho uma bicicleta com apenas 2 anos de garantia+1 opcional e este aspecto (duração das garantias) não entrou em consideração aquando da compra;)
 
#8
Amigo HaTrED eu sei que não tens nada contra, agora que a lei diz ser 2 anos e ponto final disso não tenhas duvidas!! E penso que nos USA ainda é só 1 ano. Se há quem queira dar mais, isso é com eles os 2 anos é que são para cumprir. Mas não quer EM nada dizer que o produto seja melhor!!

Repara é tudo uma estratégia de marketing das empresas. Mas repara Audi 2 anos de garantia, Volkswagen o mesmo, Mercedes, até Ferrari ... bom estes não sei .... não tenho nenhum!! Quem dá mais? as marcas que querem entrar no mercado, ou que precisem de aumentar as vendas.
 
Last edited:
#9
Em relação a outras marcas, não as referi no inicio para tentar evitar as comparações entre marcas que não levam a lado nenhum, é tipo as discussões sobre futebol.


Eu julgo que as garantias dessa marca se apliquem a defeitos de fabrico e estes não demoram assim tanto a aparecer. Para um utilizador normal, se existirem, não tardam em se mostrar. De qualquer das formas julgo que essa conceituada marca troque um quadro com mais de dois anos caso se prove que os danos são causa de fabrico deficiente.

Eu acho que o que está mal é a noção de garantias que há em geral, pois estas servem para cobrir erros de fabrico, e não quedas ou uso indevido.
Que eu tenha conhecimento, todas as garantias se aplicam a defeitos de fabrico. Uma garantia de por exemplo 10 anos ou vitalícia não quer dizer que podemos andar aos tombos com a bicicleta. Óbvio que o que estou aqui a tentar discutir é um quadro partir sem andar com eles aos tombos e não ter sinais de maus tratos.
Nunca viste nenhum quadro, seja de que marca for, a ter um uso para o qual se destina e a partir passados os 2 anos? Eu já vi, tanto de marcas com garantia de 2 anos como de garantias vitalícias.

SURFAS
Ora bem, a lei DIZ 2 anos de garantia PONTO FINAL.
A lei diz, no mínimo, 2 anos de garantia, quem quiser dar mais está á vontade. É este á vontade que queria discutir.
Que são politicas da marca já todos sabemos, mas é mesmo essas politicas que eu queria ver discutidas, não é se a marca substitui um quadro que parte devido a uma queda.
Dizeres que um quadro passados 2 anos já tem algum abuso e ires comparar um quadro aos pneus de um carro é no mínimo... ridículo.

AGORA quando se compra uma Santacruz te garanto, nunca se pensa no problema da garantia, NUNCA. E olha que já vou na 3ª e não será a ultima!!
Ou és muito aficionado á marca ou és vendedor, só pode.
Não estou a por em causa o VPP.


tonyV
2 anos porque não precisa de provar nada é uma das minhas interpretações.
Eu acho que devia ser precisamente ao contrário, quem está seguro que tem o melhor produto e não precisa de provar nada, dá garantia vitalícia.
 
#10
baldaz
Ou és muito aficionado á marca ou és vendedor, só pode.
Não estou a por em causa o VPP.

Pronto .... ADMITO, SOU MESMO!!! :mrgreen::mrgreen: Mas não sou vendedor!!!

Mas digo-te é marketing puro. E aqui se vê o marketing a funcionar, nesta tua questão, mas como disse e tu próprio o disseste a lei diz que é 2 anos, quem quiser dá mais, mas se pesquisares são poucas as marcas seja de biklas, automóveis, relógios, ... que dão mais que a lei obriga.

Por isso cabe-te a ti decidir porque a marca não irá mudar a garantia só porque uns dão vitalícia e outros não. Uma coisa te posso garantir antes ou depois dos 2 anos terás sempre uma boa assistência!
 
Last edited:
#11
Nada é eterno e a minha opinião pessoal e profissional de quem presta serviços a outros é que só dá garantia vitalícia quem quer enganar um cliente e/ou quem já deixa ou tem uma margem jeitosa no preço de venda dedicado ao efeito.

Comparar a qualidade de produtos e/ou serviços pelo número de anos que dão de garantia não faz parte dos meus critérios.

Mais que a garantia, a capacidade de antes ou após a mesma acabar e em caso de falha do produto/serviço avaliar de forma idónea uma falha/defeito e verificando-se defeito de produção e/ou defeito de concepção resolver o problema aos clientes sem encargos.

Nem sei se este é o procedimento normal no mundo das bicicletas, mas sei que são raras as empresas que o fazem no mundo real e as que fazem pagam-se bem e não as conheço a fazerem garantias vitalícias....mas o mundo das duas rodas pelos vistos é um caso aparte:nsei:
 
#12
SURFAS: dizes que é marketing puro, desenvolve esta tua ideia...

Falemos só de quadros de bicicleta e deixemos os outros produtos que não estão ligados ao BTT de lado, afinal estamos num fórum em que o assunto são as bicicletas ;)

Eu não abri este tópico para ver a marca mudar a sua estratégia no que toca ás garantias, mas se o vier a fazer, seja por que razão for, só tem a ganhar com isso.
Gostava de saber é se nunca se questionaram do porquê de ter só os 2 anos exigidos por lei.

Nestes últimos anos houve algumas marcas que tinham os 2 anos de garantia e passaram a ter garantia vitalícia, se as vão cumprir isso é outra questão que tem pano para mangas, mas também há as marcas que nem as garantias de 2 anos cumprem.

Por isso eu referi logo no inicio que no meu ponte de vista o ideal era entre 5 a 10 anos.
Para quem troca de bicicleta sempre que sai um modelo novo, o ter garantia de 2 anos ou de 10 vai lhes dar ao mesmo, agora eu que ando á procura de um quadro de suspensão total, quando comprar é para usar durante mais de 5 anos, e durante esse tempo gostava de ter garantias, no papel, de que caso haja problemas os vou ver resolvidos sem ter mais encargos.

Boa assistência todas as marcas tem... pelo menos até partir, depois cada caso é um caso seja lá em que marca for. Exemplos disso não faltam aqui pelo fórum, marcas que passam de bestiais a bestas e de bestas que passam a bestiais, há de tudo.


Edit:
tonyV
Nada é eterno e a minha opinião pessoal e profissional de quem presta serviços a outros é que só dá garantia vitalícia quem quer enganar um cliente e/ou quem já deixa ou tem uma margem jeitosa no preço de venda dedicado ao efeito.
Desta tua afirmação tiro duas conclusões:
- Uma marca de quadros que dê garantia... digamos de 5 anos, ou mesmo vitalícia, e substitui um quadro partido passados 4 anos está a enganar o cliente.
- A margem da Santa Cruz é tão baixa que não permite dar garantias acima do exigido por lei.
 
Last edited:
#13
Simplificando
baldaz

Alguém me sabe informar porque razão os quadros Santa Cruz só tem garantia de 2 anos?
Porque a lei assim obriga! Quem quiser dá mais, a Santacruz não quer!


baldaz

Os quadros custam bastante mais do que quadros de outras marcas com sistemas de suspensão "equivalentes" ao VPP
Ora bem o conceito Pivô Virtual não foi inventado pela Santacruz mas pela Outland nos anos 90, a Santacruz comprou a patente, logo acresce custos.
Todos os outros sistemas parecidos, Maestro, DW (não sei se será a estes que te referes) não foram inventados foram simplesmente alterados para fazer exactamente o mesmo que o VPP mas sem afectar a patente.
A Santacruz tem uma filosofia diferente das outras marcas, não faz modelos por ano, só os altera quando existe motivos para alterar.

baldaz

Algumas dessas marcas para além de terem os quadros bastante mais baratos, oferecem garantia vitalícia ou por exemplo 6 anos de garantia.
Estas a ver o marketing, se fossem todos pelo mínimo imposto na lei, já não fazias essa pergunta.
 

cmot

New Member
#14
baldaz,

Confesso que por mais voltas que dê, não consigo encontrar argumentação capaz para formular uma resposta obvia à tua questão, porquê só 2 anos?
Aquilo que posso afirmar é que, e tal como o SURFAS já tinha dito, em momento durante todo o período que antecedeu a compra da minha Blur xc carbon, as garantias que a marca dá ou deixa de dar, foram motivo para ponderar a compra.
Acredita que antes de tomar esta opção de compra, muitas foram as pesquisas feitas. Confesso também que, apesar do desenvolvimento que tem tido, o carbono me levantava muitas reservas, pois relatos de problemas onde, com ou sem razão as garantias funcionaram ou não, não faltam por aí, todavia, aquele video com o Cesar à pancada ao quadro, deixaram-me sem dúvidas.
Mas talvez eu não seja o melhor exemplo, já que ano e meio antes da Santa Cruz, tinha comprado pela net uma Canyon nerve xc. E se nada tenho a criticar dessa marca, a verdade é que também nunca necessitei de a accionar.

Abraço
 
#15
Bela discussão, heim? :D

Pragmaticamente resumo-me a 2 pontos:

  1. As garantias são como os seguros, na altura de as usar é que se começa a "suar",
  2. Compra quem quer, a marca tem provas dadas e se opta por - politica de marca - apenas dar os 2 anos, lá terão razões para tal.
 
#16
HaTrED

Bela discussão, heim?

Pragmaticamente resumo-me a 2 pontos:

As garantias são como os seguros, na altura de as usar é que se começa a "suar"
Discussão? É para isso que servem os fóruns, que deve vir de alguma palavra grega ou latim .... xiiii é melhor nem pesquisar :mrgreen:

Quanto às garantias, já vou na 3ª Santa e apenas tive um problema. Eu faço a revisão à minha BLT, agora falo da 1 porque tenho a 2 e mal é preciso mexer na dita. Uma altura aos desmontar o VPP, parti o parafuso de um link, falei com o César da Pernalonga ... passado 3 dias tinha na caixa do correio 1 parafuso e um porta chaves da marca (sem custos alguns), e a dita BLT 1 nem foi comprada a ele, que na altura da compra quem representava a marca era o Malvar da Ciclonatur.
Tenho amigos com Santas e Ibis, um (que já a tinha à 4 anos)teve um problema com a pintura foi-lhe dado a escolher ou uma igual ou por um preço simpático um modelo à escolha! Outro teve uma Blur Xc de alumínio que partiu a escora traseira, a Santacruz já se tinha dado conta do problema e a escora nova veio já reforçada.
Outro partiu a escora de carbono traseira da Ibis, sem problemas, vem outra escora nova, embora lhe tenham proposto a troca por um modelo mais recente por um preço .... a que eu LHE chamei .... BURRO!

Por isso, pelo que sei, assistência é do melhor.
 

jv-

New Member
#17
baldaz em relação ao que disseste sobre o meu comentário, de facto, não me ocorre nenhum caso de uma bike que se tenha danificado por incompetência de fabrico ao fim de dois ou mais anos e que durante estes tenha levado o tratamento para o qual foi desenhada. Isto, principalmente falando do alumínio, porque quando uma BTT com 120mm ou mais é utilizada intensivamente (a fazer mesmo BTT a sério) durante dois anos ou mais acaba por ter problemas se peças de desgaste como links etc.

O que quero dizer é que os defeitos de fabrico mostram-se logo desde inicio, não é com um suposto "desgaste" de duração prolongada. Ainda assim as marcas, pela experiência que tenho, são sempre muito compreensivas com utilizadores que racham o quadro ao fim de não sei quantos anos em que só fizeram btt-português e depois mandaram um drop e estragaram-se, porque desde o inicio que o quadro tinha sido mal construído, mas nunca tinha levado o tratamento para ele orientado.
 
#18
Eu não abri o tópico á espera que alguém me dê uma resposta em concreto, até porque quem o poderia fazer, a casa mãe, provavelmente nem frequentam este fórum. O importador, como é óbvio, faz o que a marca manda. Se a marca diz 2 anos eles limitam-se a cumprir, não ponho isso em causa.

Abri o tópico com a ideia de debater o assunto, tentar saber se nunca questionaram o porquê dos 2 anos visto o produto ter qualidade, mas por mais qualidade que tenha... tudo parte. E para quem compra um quadro de cerca de 1900 ou 2900 euros, não deve ficar muito contente ver um quadro destes partido passados 3 anos e na melhor das hipóteses pagar, sabe-se lá quanto, para ver o problema resolvido quando outras marcas o fazem de borla.


SURFAS: concordo com tudo isso que dizes sobre o VPP, a marca só alterar os quadros quando tem necessidade de alterar e não lançar modelos novos todos os anos. Para mim é mais um ponto a favor que me leva a gostar dos quadros.

Quanto á lei, esta obriga a que seja no mínimo 2 anos, e não que seja 2 anos.

Estas a ver o marketing, se fossem todos pelo mínimo imposto na lei, já não fazias essa pergunta.
Com esta afirmação quase que dás a entender que todas as marcas que dão mais do que 2 anos de garantia estão a agir mal. Também não quero com isto dizer que a santa cruz está a agir mal ao dar o mínimo exigido por lei.
Chama-lhe marketing ou o que quiseres, mas a realidade é que existem marcas que trocam quadros partidos depois de decorridos os 2 anos exigidos por lei. Eu a isso chamo realidade. Marketing é anunciarem características nos produtos que não correspondem á realidade.

cmot: Um dos motivos que me levou a abrir este tópico foi esse vídeo do César á pancada no quadro. Não ponho o vídeo em causa, só acho que é mais uma razão para alargar o prazo de garantia.

Gostava de ler a opinião do importador em relação a este tema. Como tem uma secção do fórum dedicada á marca, certamente que lêem o que se escreve por aqui.
A ver se não usam a internet só para publicitar os produtos. ;)
 
#19
Nunca questionei, aliás dantes como já disse era 1 ano e na mesma comprei a BLT1!

Partir uma Santacruz??? Não é impossível, mas muiiito raro e nem falo por cá, mas nos USA onde sou frequentador assíduo desde o inicio do mtbr.com e onde muitos abusam e BEM dos quadros.

Quase que te poderia dizer que a resposta do Rob Roskopp seria "se queres garantia vitalícia ... compra uma Specialized!"

3 anos ???? o dono da BTTour (faz pesquisa) tem a Blur ORIGINAL de 2002, que já deve de andar pelos seus 16.000 kms e olha, ainda à pouco substitui o Rohloff por um XT 10 velocidades e parece nova!!!
A minha .... olha vai no mês que vem passear pela Senhora do Minho, vem lá ter comigo que deixo-te dar uma voltinha .... :mrgreen:
 
Last edited:
#20
É mais certo eu não comprar uma Santa Cruz devido ao preço do que á falta de garantia vitalícia. ;)

Não sei quando vou trocar de quadro, mas entretanto ando a ver os modelos que mais me despertam interesse, e entre os 3 que mais gosto está o Blur LT2. Infelizmente o meu quadro rígido teima em não partir, e já fez muitos vôos com uma Marzocchi 66SL de 170 de curso. Agora tem 130mm de curso.
O ideal para mim era o Blur TR com 125 de curso, mas infelizmente não há versão em alumínio. Os 140 de curso acho que é muito para o que procuro.

Uma curiosidade, entre os 3 quadros que tenho em vista, os 2 mais caros não tem garantia vitalícia e o mais barato tem.

SURFAS és dos lados de Viana? Já subi umas quantas vezes á Senhora do Minho. Encontramos-nos lá em cima, na Senhora do Minho, se me deixares descer na tua Santa Cruz para os lados de São João D'Arga :mrgreen:
 
Last edited: